Afogamento e choques eletricos

  • View
    152

  • Download
    5

Embed Size (px)

Text of Afogamento e choques eletricos

  • COMPONENTES: GEREMIAS,

    GRAA, SILVANILDA, CICERA

  • O afogamento o resultado da dificuldade ou da impossibilidade de respirar por afundamento em qualquer lquido. Pode levar parada cardiorrespiratria e ao estado de choque.

    Se as funes respiratrias no forem restabelecidas dentro de 3 a 4 minutos, as atividades cerebrais cessaro totalmente, causando a morte. Por essa razo necessrio realizar socorro rpido e imediato.

  • Pea socorro a pessoas habilitadas (salva-vidas) e no tente fazer o salvamento a menos que tenha sido treinado para isso- Retire a vtima da gua usando algum objeto que flutue, puxando-a para um local seguro- Evite tentar o salvamento sozinho e sem recursos materiais (bia, corda, embarcao etc.)- Se a vtima estiver lcida, coloque-a deitada e vire-a para a direita, com acabea mais elevada em relao ao tronco. Acalme-a, mantenha-a aquecida e, se ela ingeriu boa quantidade de lquido, transporte-a imediatamente ao hospital- Se o afogamento originar parada cardiorrespiratria, realize a reanimao cardiopulmonar (ver item parada cardaca) ou solicite que algum habilitado paratal faa isso. A vtima deve ser conduzida o mais rpido possvel ao hospital.- Em caso de hipotermia (temperatura corporal abaixo de 35 C), aquea-a e conduza-a ao hospital.

  • Aps ingerir alimentos espere no mnimo 1 hora para entrar na gua- Se ingerir bebida alcolica, no entre na gua- Evite pular na gua em locais desconhecidos, pois muitas pessoas se acidentam batendo com a cabea em pedras, galhos e no fundo de rios- Procure se banhar em locais onde haja salva-vidas, pois a quase totalidade dosafogamentos acontece em locais desprotegidos- Respeite a sinalizao do local e a orientao dos salva-vidas- Converse com o salva-vidas antes de entrar na gua. Ele pode fornecer dicasvaliosas sobre correnteza, buracos e locais de maior risco para banho-

  • Em um quadro geral pode haver hipotermia (baixa temperatura corporal), nuseas, vmito, distenso abdominal, tremores , cefalia (dor de cabea), mal estar, cansao, dores musculares. Em casos especiais pode haver apnia (parada respiratria), ou ainda, uma parada crdio-respiratria

  • Objetivo:

    Promover menor nmero de complicaes provendo-se o crebro e o corao de oxignio at que a vtima tenha condies para faz-lo sem ajuda externa, ou at esta ser entregue a servio mdico especializado.

    Meios:

    Suporte Bsico de Vida (SBV) afim de habilitar a vtima aos procedimentos posteriores do Suporte Cardaco Avanado de Vida (SCAV). O SBV consiste apenas em medidas no evasivas.

  • Deve promover o resgate imediato e apropriado, nunca gerando situao em que ambos (vtima e socorrista ) possam se afogar, sabendo que a prioridade no resgate no retirar a pessoa da gua, mas fornecer-lhe um meio de apoio que poder ser qualquer material que flutue, ou ainda, o seu transporte at um local em que esta possa ficar em p. O socorrista deve saber reconhecer uma apnia, uma parada crdio-respiratria (PCR) e saber prestar reanimao crdio-pulmonar (RCP)

  • O resgate deve ser feito por fases consecutivas : Compreendendo a Fase de observao, de entrada na gua , de abordagem da vtima, de reboque da vtima, e o atendimento da mesma

  • Implica na observao do acidente, o socorristadeve verificar a profundidade do local, o nmero de vtimas envolvidas, o material disponvel para o resgate.

    O socorrista deve tentar o socorro sem a sua entrada na gua, estendendo qualquer material a sua disposio que tenha a propriedade de boiar na gua, no se deve atirar nada que possa vir a ferir a vtima.

    Em casos de dispor de um barco para o resgate, sendo este com estabilidade duvidosa a vtima no deve ser colocada dentro do mesmo, pois estar muito agitada.

  • O socorrista deve certificar-se que a vtima est visualizando-o. Ao ocorrer em uma piscina a entrada deve ser diagonal vtima e deve ser feita da parte rasa para a parte funda. Sendo no mar ou rio a entrada deve ser diagonal vtima e tambm diagonal corrente ou correnteza respectivamente.

  • 1. Acalmar a vtima, faz-la repousar e aquec-la atravs da substituio das roupas molhadas e fornecimento de roupas secas, casacos, cobertores e bebidas quentes

    2. Manter a vtima deitada em decbito dorsal procedendo com a lateralizao da cabea ou at da prpria vtima afim de que no ocorra aspirao de lquidos.

    3. Caso o afogado inconsciente seja deixado sozinho, ele deve ser colocado na posio de recuperao que mantm o corpo apoiado em posio segura e confortvel, alm de impedir que a lngua bloqueie a garganta e facilitar a sada de lquidos.

  • 1. Fazer a desobstruo das vias areas atravs da extenso do pescoo , da retirada do corpo estranho e da trao mandibular atentando sempre para a possibilidade de trauma cervical.

    2. Em vtimas com parada respiratria, proceder com a respirao boca-a-bocaobjetivando manter a oxigenao cerebral.

    3. Em vtimas com PCR, efetuar a RCP em casos que o tempo de submerso seja desconhecido ou inferior a uma hora.

  • Decida o local por onde ir atingir ou ficar mais prximo da vtima. Tente realizar o socorro sem entrar na guaSe a vtima se encontra a menos de 4 m (piscina, lagos, rios), estenda um cabo, galho, cabo de vassoura para a vtima. Se estiver a uma curta distancia, oferea sempre o p ao invs da mo para ajud-la mais seguro.Se a vtima se encontra entre 4 e 10 m (rios, encostas, canais), atire uma bia (garrafa de 2 litros fechada, tampa de isopor, bola), ou amare-a a uma corda e atire a vtima segurando na extremidade oposta.Deixe primeiro que a vtima se agarre ao objeto e fique segura. S ento a puxe para a rea seca.Se for em rio ou enchentes, a corda poder ser utilizada de duas formas: Cruzada de uma margem a outra obliquamente, de forma que a vtima ao atingi-la ser arrastada pela corrente margem mais distante; ou fixando um ponto a margem e deixando que a correnteza arraste-a para mais alm da mesma margem.

  • CHOQUES ELETRICOS

  • O choque eltrico a passagem de uma corrente pelo copo tornando-se um condutor eltrico.

    Essa conduo de corrente varia de acordo com a intensidade de volts com que a pessoa submetida no choque eltrico e pode gerar desde um pequeno susto, at uma fibrilao cardaca, ou mesmo a morte.

  • - Antes de ajudar a vtima, corte a corrente eltrica- Se no for possvel, afaste-a da fonte de energia. No se esquea de utilizar luvas de borracha grossa ou outros materiais secos como cabo de vassoura, tapete de borracha, jornal dobrado ou pano grosso dobrado- Em caso de parada cardiorrespiratria, inicie imediatamente a reanimaocardiopulmonar at a chegada do atendimento- Examine a vtima, procurando primeiro hemorragias, depois fraturas e somente depois queimaduras- O choque pode causar queimaduras e paralisia dos msculos, levando morte quando pulmo e corao param. Cada segundo de contato com a eletricidade diminui a possibilidade de sobrevivncia.

  • Faa revises peridicas das instalaes eltricas da casa- A utilizao de instalaes eltricas clandestinas (conhecidas como gatos) aumentam as chances de curto-circuito- Quando uma tomada estiver esquentando ou quando algum eletrodomstico estiver soltando fascas desligue imediatamente e procure um profissional especializado em instalaes eltricas- Nunca sobrecarregue uma tomada ligando vrios aparelhos nela- No se esquea de desligar o disjuntor antes de mexer em qualquer instalao eltrica ou quando for trocar a resistncia do chuveiro- Previna acidentes com crianas: tape tomadas e deixe os fios fora do alcance delas- Leia sempre as instrues antes de instalar qualquer eletrodomstico- Desligue os aparelhos sempre puxando pelo plugue, nunca pelo fio

  • *No caso de se estar presenciando o momento do ocorrido, desligando o interruptor prximo. Sendo ela um fio afast-lo da pessoa com um instrumento de material no condutor que esteja seco (madeira, plstico, pano grosso, borracha, com exceo de materiais de metal), procurar locomover a vtima tambm com algum desses instrumentos, uma vez que ela estar energizada e poder assim, transmitir o choque a voc.

  • *Aguarde uns segundos e inicie os procedimentos de socorro, j tendo acionado um servio especializado antes. Observe os sinais e se a vtima estiver inconsciente, sem pulso ou respirao, aplique as tcnicas de ressuscitao com massagem cardaca e respirao artificial.

    *Deve-se desapertar as roupas e ficar atento aos sinais vitais, ainda que a vtima tenha recuperado a pulsao e a respirao. Em casos de choques, essas variaes de quadro so comuns, e pode ser necessria nova interveno de reanimao.

  • *Se a vtima apresentar inconscincia; porm, estiver respirando e com pulsao, deve-se coloc-la na PLS (Posio Lateral de Segurana) descrita anteriormente e aguardar a chegada do socorro especializado.