Prova comentada de Contabilidade Contabilidade Aplicada ao Setor Pblico (CGM-SP)

  • View
    2.316

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Prova comentada de Contabilidade Contabilidade Aplicada ao Setor Pblico (CGM-SP)

  • Contabilidade Aplicada ao Setor Pblico Auditor Interno/SP

    Prof. M. Sc. Giovanni Pacelli

    Prof. Giovanni Pacelli www.estrategiaconcursos.com.br 1 de 14

    Contabilidade Aplicada ao Setor Pblico

    p/ Auditor Interno/SP

    Pessoal, vou comentar as questes da prova.

    16. Observe o demonstrativo consolidado geral a seguir.

    O demonstrativo consolidado geral apresentado pela Prefeitura

    Municipal de So Paulo, referente ao exerccio de 2014, refere-se,

    conforme estabelecido pela Lei no 4.320/64, ao

  • Contabilidade Aplicada ao Setor Pblico Auditor Interno/SP

    Prof. M. Sc. Giovanni Pacelli

    Prof. Giovanni Pacelli www.estrategiaconcursos.com.br 2 de 14

    (A) Balano oramentrio.

    (B) Balano contbil e oramentrio.

    (C) Fluxo de caixa oramentrio.

    (D) Demonstrativo das receitas e despesas categorizadas.

    (E) Balano financeiro.

    Seria o Balano Financeiro, gabarito E.

    17. Observe a estrutura a seguir e responda questo.

    A fim de possibilitar a consolidao das contas pblicas nos diversos

    nveis de governo, foi criado, no PCASP, um mecanismo para a

    segregao dos valores das transaes que sero includas ou

    excludas na consolidao, que, nesse caso, utilizar o 5 nvel

    Consolidao. Nesse nvel, o dgito que compreende os saldos que

    sero excludos nos demonstrativos consolidados do Oramento Fiscal

    e da Seguridade Social (OFSS) de entes pblicos distintos,

    resultantes das transaes entre o ente e um municpio, ser o

    (A) Dgito 3.

    (B) Dgito 5.

    (C) Dgito 2.

    (D) Dgito 4.

    (E) Dgito 1.

    Conforme consta na aula de plano de contas, 5 nvel, gabarito

    B.

  • Contabilidade Aplicada ao Setor Pblico Auditor Interno/SP

    Prof. M. Sc. Giovanni Pacelli

    Prof. Giovanni Pacelli www.estrategiaconcursos.com.br 3 de 14

    18. Observe as informaes a seguir, obtidas a partir da

    Demonstrao da Receita e Despesa Segundo as Categorias

    Econmicas, Exerccio Financeiro de 2014, relativas Administrao

    Direta da PMSP.

    No que tange classificao de despesas e receitas por categorias,

    conforme anexo 1 da Lei no 4.320/64, os valores de receitas

    demonstrados sero classificados na categoria econmica:

    (A) Receitas de Ativos Financeiros.

    (B) Receitas Patrimoniais.

    (C) Receitas Financeiras.

    (D) Receitas Permanentes.

    (E) Receitas de Capital.

    Todas seriam receitas patrimoniais, gabarito B.

  • Contabilidade Aplicada ao Setor Pblico Auditor Interno/SP

    Prof. M. Sc. Giovanni Pacelli

    Prof. Giovanni Pacelli www.estrategiaconcursos.com.br 4 de 14

    19. No que tange cronologia, as etapas da receita oramentria

    seguem a ordem de ocorrncia dos fenmenos econmicos, levando

    em considerao o modelo de oramento existente no pas e a

    tecnologia utilizada. Dessa forma, a ordem sistemtica dessa

    cronologia

    (A) previso, oramento, arrecadao e recebimento.

    (B) planejamento, lanamento, execuo e pagamento.

    (C) oramento, fixao, cobrana e recebimento.

    (D) planejamento, fixao, contabilizao e recolhimento.

    (E) previso, lanamento, arrecadao e recolhimento.

    Conforme consta na aula de receitas, gabarito E.

    20. O ______________________ base indispensvel integridade

    e fidedignidade dos processos de reconhecimento, mensurao e

    evidenciao da informao contbil, dos atos e dos fatos que afetam

    ou possam afetar ___________________________, observadas as

    Normas Brasileiras de Contabilidade aplicadas ao Setor Pblico.

    Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas do

    texto.

    (A) princpio da oportunidade ... o patrimnio da entidade pblica

    (B) balano patrimonial ... o resultado operacional da entidade

    pblica

    (C) fluxo financeiro ... a representatividade das origens e aplicaes

    de recursos

    (D) postulado da entidade ... a continuidade das operaes de uma

    entidade pblica

    (E) princpio da equidade ... o objetivo social do patrimnio pblico

    Conforme consta na aula de princpios contbeis, gabarito A.

  • Contabilidade Aplicada ao Setor Pblico Auditor Interno/SP

    Prof. M. Sc. Giovanni Pacelli

    Prof. Giovanni Pacelli www.estrategiaconcursos.com.br 5 de 14

    21. Segundo a NBC T 16.4, as transaes no setor pblico podero

    ser classificadas por natureza, de acordo com suas caractersticas e

    impacto no patrimnio pblico. Aquela que corresponde s transaes

    originadas de fatos que afetam o patrimnio pblico, em decorrncia,

    ou no, da execuo de oramento, podendo provocar alteraes

    qualitativas ou quantitativas, efetivas ou potenciais, denominada de

    natureza

    (A) patrimonial-financeira.

    (B) administrativa.

    (C) econmico-financeira.

    (D) de capital e permanente.

    (E) contbil e patrimonial.

    Transao econmico-financeira, gabarito C.

    22. Conforme NBC T 16.11, item 11, os servios pblicos possuem

    caractersticas peculiares tais como: universalidade e obrigao de

    fornecimento, encaradas na maioria das vezes como direito social,

    em muitas situaes, tm apenas o estado como fornecedor do

    servio (monoplio do Estado). O servio pblico fornecido sem

    contrapartida ou por custo irrisrio diretamente cobrado ao

    beneficirio tem (em sua grande maioria) o oramento como principal

    fonte de alocao de recursos.

    Tal afirmao corresponde

    (A) s obrigaes do Estado ao servio social.

    (B) s caractersticas e aos atributos da informao de custos.

    (C) s caractersticas na formao do preo do servio pblico.

    (D) s premissas bsicas do oramento pblico.

    (E) classificao dos servios pblicos perante o contribuinte.

    Conforme consta na aula de subsistema de custos, gabarito B.

  • Contabilidade Aplicada ao Setor Pblico Auditor Interno/SP

    Prof. M. Sc. Giovanni Pacelli

    Prof. Giovanni Pacelli www.estrategiaconcursos.com.br 6 de 14

    Com base no demonstrativo consolidado da despesa com pessoal a

    seguir, responda questo.

    A Lei de Responsabilidade Fiscal, no 101/2000, art. 19, atribuiu

    limites, para cada ente da federao, para a despesa total com

    pessoal em cada perodo de apurao. Portanto, os entes da

    federao no podero exceder os percentuais da receita corrente

    lquida. O percentual a ser aplicado diferente entre a Unio, os

    Estados e os Municpios. No caso do Municpio de So Paulo, que

    apresenta uma receita corrente lquida de R$ 38.943.471 mil, para o

    perodo apurado de maio de 2014 a abril de 2015 (1 Quadrimestre

    de 2015), conforme demonstrativo consolidado da despesa com

    pessoal, o valor mximo para despesa total com pessoal, respeitando

    o limite percentual mencionado para o referido perodo em referncia,

  • Contabilidade Aplicada ao Setor Pblico Auditor Interno/SP

    Prof. M. Sc. Giovanni Pacelli

    Prof. Giovanni Pacelli www.estrategiaconcursos.com.br 7 de 14

    (A) R$ 19.471.735 mil.

    (B) R$ 15.577.388 mil.

    (C) R$ 23.366.082 mil.

    (D) R$ 11.683.041 mil.

    (E) R$ 25.313.256 mil.

    Gabarito: 60% de 38.943.471: 23.366.083 mil, gabarito C.

    24. De acordo com art. 30, pargrafo nico, da Lei que dispe sobre

    as diretrizes oramentrias do Municpio de So Paulo LDO , para

    o exerccio de 2015, para fins do disposto no 3o do artigo 16 da Lei

    Complementar no 101 de 2000, so consideradas como irrelevantes

    as despesas de valor de at, no caso de aquisio de bens e servios,

    e de at, no caso de realizao de obras pblicas ou servios de

    engenharia. Assinale a alternativa que preenche corretamente as

    lacunas do texto.

    (A) R$ 6.500,00 (seis mil e quinhentos reais) ... R$ 12.000,00 (doze

    mil reais)

    (B) R$ 15.000,00 (quinze mil reais) ... R$ 20.000,00 (vinte mil reais)

    (C) R$ 10.000,00 (dez mil reais) ... R$ 18.000,00 (dezoito mil reais)

    (D) R$ 8.000,00 (oito mil reais) ... R$ 15.000,00 (quinze mil reais)

    (E) R$ 5.000,00 (cinco mil reais) ... R$ 10.000,00 (dez mil reais)

    Se for o mesmo critrio da LDO federal, seria 8 mil e 15 mil,

    gabarito D.

  • Contabilidade Aplicada ao Setor Pblico Auditor Interno/SP

    Prof. M. Sc. Giovanni Pacelli

    Prof. Giovanni Pacelli www.estrategiaconcursos.com.br 8 de 14

    25. O suprimento de fundos (regime de adiantamento)

    caracterizado por ser um adiantamento de valores a um servidor para

    futura prestao de contas. Esse adiantamento constitui despesa

    oramentria, ou seja, para conceder o recurso ao suprido

    necessrio percorrer os trs estgios da despesa oramentria:

    empenho, liquidao e pagamento. Apesar disso, no representa uma

    despesa pelo enfoque patrimonial, pois, no momento da concesso,

    no ocorre reduo no patrimnio lquido. Na liquidao da despesa

    oramentria, ao mesmo tempo em que ocorre o registro de um

    passivo, h tambm a incorporao de um ativo, que representa o

    direito de receber um bem ou servio, objeto do gasto a ser efetuado

    pelo suprido, ou a devoluo do numerrio adiantado.

    (Manual de Contabilidade Pblica MCASP, 6a Edio)

    O registro contbil (contabilizao), conforme sugerido pelo MCASP

    6 edio, no momento do empenho da referida despesa, ser: