UMIDADE RELATIVA. Vapor d’gua -‰ um gs invis­vel. -O ar © uma mistura de gases, dentre eles, o vapor d’gua

  • View
    109

  • Download
    3

Embed Size (px)

Text of UMIDADE RELATIVA. Vapor d’gua -‰ um gs invis­vel. -O ar © uma...

  • Slide 1
  • UMIDADE RELATIVA
  • Slide 2
  • Slide 3
  • Vapor dgua - um gs invisvel. -O ar uma mistura de gases, dentre eles, o vapor dgua
  • Slide 4
  • No vapor! Condensao
  • Slide 5
  • Condensao: mudana do estado gasoso para o lquido
  • Slide 6
  • A quantidade mxima de vapor dgua que o ar pode suportar depende da Temperatura: Quanto mais evaporao, mais vapor dgua
  • Slide 7
  • X Seco mido Poucas fontes de evaporao Muitas fontes de evaporao
  • Slide 8
  • Umidade Relativa (UR): forma de medir a secura do ar UR = quantidade de vapor que o ar tem_______ x 100 quantidade max. de vapor que o ar suporta Quanto mais perto de 100%, mais mido.
  • Slide 9
  • Analogia...
  • Slide 10
  • Abaixo de 30%, j preocupa: -Ardem os olhos; -Sangramento no nariz; -Aumento de problemas respiratrios -Alergias; -Ressecamento da pele e dos lbios.
  • Slide 11
  • Mapa da distribuio da Umidade no pais.
  • Slide 12
  • Se entende pr umidade o contedo de gua em uma substncia ou material. No caso da umidade do ar, a gua esta misturada com o mesmo de forma homognea no estado gasoso. Como qualquer outra substncia o ar tem um limite de absoro, este limite se denomina saturao.Abaixo do ponto de saturao ( ponto de orvalho ) o ar mido no se distngue do ar seco ao simples olhar sendo absolutamente incolor e transparente. Acima do limite de saturao a quantidade de gua em excesso se precipita em forma de neblina ou pequenas gotas de gua (chuva). A quantidade de gua que o ar absorve antes de atingir a saturao depende da temperatura e aumenta progressivamente com ela. A 0C ela de 4,9 g/m3 e a 20C alcana 17,3 g/m3. A umidade absoluta a relao entre o peso da gua dissolvida no ar e o peso do ar seco. Sua unidade de medida grama pr Quilograma ( g/Kg ).
  • Slide 13
  • A umidade relativa a relao existente entre a umidade absoluta do ar e a umidade absoluta do mesmo ar no ponto de saturao a mesma temperatura. Se indica normalmente em (% UR). UMIDADE RELATIVA DO AR Significa, em termos simplificados, quanto de gua na forma de vapor existe na atmosfera no momento com relao ao total mximo que poderia existir, na temperatura observada. A umidade aumenta sempre que chove devido evaporao que ocorre posteriormente. Em reas florestadas ou prximo aos rios ou represas a umidade sempre maior.
  • Slide 14
  • Ponto de orvalho ( Dew Point ) definido como o ponto em que o vapor de gua presente no ar esta prestes a se condensar. O ar atmosfrico sempre contem quantidade varivel de vapor de gua conforme a temperatura, regio, estao, etc. Esse vapor, resultante da evaporao das guas dos mares, rios e lagos, sobretudo pela ao do calor solar, sobe na atmosfera e passa a fazer parte de sua composio. Devem-se ao vapor de gua diversos fenmenos relevantes na vida de animais e plantas, como a chuva, neve, etc.
  • Slide 15
  • O tempo depende no apenas dos ventos, mas tambm da umidade. Muitas vezes no vero ns dizemos que o ar est mido, pesado. O ar "pesado" tem grande umidade relativa; ele contm quase tanta umidade quanto pode conter. Quando um espao contm todo o vapor d'agua que pode conter sua temperatura, sua umidade relativa de 100%. Se um metro cbico de ar contm 7 gramas de vapor d'gua, mas pode conter 14 gramas, sua umidade relativa de 50%. Umidade relativa de um volume de ar a relao entre a quantidade de vapor de d'gua que ele contm e o que conteria se estivesse saturado.
  • Slide 16
  • Slide 17
  • As linhas de entalpia se correspondem, com perfeio, com as sensaes trmicas das pessoas. Assim, as linhas mais a direita (e mais altas) no grfico correspondem com sensaes mais quentes, e as situadas mais a esquerda, com sensaes de mais frio. MAIS CALOR MAIS FRIO Linhas de entalpia linhas de igual quantidade de energia no ar (Isoentlpicas). Curvas de umidade relativa correspondem as sensaes de umidade ou secura.
  • Slide 18
  • A quantidade de vapor d'gua necessria para saturar um volume aumenta com a temperatura. A temperatura em que o vapor d'gua fica saturado chama-se ponto de orvalho. No inverno rigoroso, ao ar livre, o ar que voc expira to mido que, esfriando-se bastante, pode ficar abaixo do ponto de orvalho. Ento ele se condensa formando uma nvoa. No frio do inverno o ar pode conter pouca umidade; seu ponto de orvalho baixo. No vero o ar pode conter mais vapor d'gua; portanto seu ponto de orvalho mais alto. Algumas vezes, no inverno, e mesmo no vero (em dias midos e chuvosos), o vapor d'gua do ar se condensa nos vidros dos automveis, por dentro, impedindo a boa visibilidade. Os valores da umidade relativa normalmente encontrados prximo superfcie da terra esto em torno de 60%; j em um deserto, onde a temperatura sobe, por vezes, a valores maiores que 45C, a umidade relativa de apenas 15%.
  • Slide 19
  • (Umidade Global - 27/04/1995 - Castanho corresponde a baixa umidade)
  • Slide 20
  • Um fato interessante ligado umidade relativa que o homem sente-se melhor em um ambiente com umidade baixa - mesmo a despeito de forte calor - do que em lugares de umidade relativa elevada e temperaturas menores. Nestes ltimos, o suor custa mais a evaporar, razo pela qual a sudorese, ainda que abundante, no provoca resfriamento sensvel. Uma sudorese muito menor em ambiente de ar seco permite, ao contrrio, uma evaporao rpida do suor e uma consequente diminuio de temperatura. Se voc vive num lugar em que o ar seco no vero, isto , a umidade relativa baixa, voc sua livremente e pode suportar temperaturas superiores a 37C. Num lugar de muita umidade voc sente calor mesmo a 25C. No o calor, a umidade que faz voc sentir-se mal. O seu conforto depende da temperatura do ar como de sua umidade relativa.
  • Slide 21
  • Higrmetro
  • Slide 22
  • Algumas substncias com capacidade de absorver a umidade atmosfrica servem como elemento bsico para a construo de higrmetros. Entre elas esto o cabelo humano e sais de ltio. No higrmetro construdo com cabelo humano, uma mecha de cabelos colocada entre um ponto fixo e outro mvel e, segundo a umidade a que est submetida, ela varia de comprimento, arrastando o ponto mvel. Esse movimento transmitido a um ponteiro que se desloca sobre uma escala, na qual esto os valores da umidade relativa. Outro tipo de higrmetro o que se baseia na variao de condutividade de sais de ltio, os quais apresentam uma resistncia varivel de acordo com a gua absorvida. Um ampermetro com sua escala devidamente calibrada fornece os valores de umidade do ar.
  • Slide 23
  • Slide 24
  • Outra maneira de medir a umidade relativa calcular a velocidade de evaporao da gua. Para isso, dois termmetros idnticos so expostos ao ar: um traz o bulbo descoberto; outro tem o bulbo coberto por gaze umidecida. A temperatura do segundo termmetro , pelo arranjo, inferior do primeiro, porque a gua evaporada da gaze resfria o bulbo. Quanto menor a umidade do ar, tanto maior o resfriamento da gaze. A partir da diferena de leitura entre os dois termmetros, e com a ajuda de uma tabela, pode ser encontrado o valor da umidade relativa. O ar contm um valor definido de vapor de gua (g/m 3 ); este valor significa a umidade absoluta. Existe um valor mximo admissvel de vapor no ar. Se este valor for ultrapassado, o vapor se transformar em neblina ou, conforme o caso, em chuva. O mximo vapor que o ar consegue absorver (100%) depende da temperatura ambiente. A umidade relativa do ar nada mais que uma porcentagem do valor mximo admissvel. A quantidade mxima possvelvel depende principalmente da temperatura e importante ressaltar que a umidade relativa esta sempre relacionada com a temperatura.
  • Slide 25
  • OCOCg/m 3 v OCOC OCOC - 3O0,4546,361613,65 - 2O1,0767,271815,40 - 1O2,3688,282017,31 - 53,14109,412523,07 O4,851210,683030,39 25,571412,093539,60 --- 4051,12 TABELA DE VAPOR MXIMO ABSORVIDO NO AR
  • Slide 26
  • -Exemplo: Conforme a tabela acima, num ambiente de 20C o ar absorve no mximo 17,31 g de vapor de gua pr m3 de ar, ou seja, 100%. Ento, 50% u/r em um ambiente de 20C corresponde a: (17,31x50)/100 = 8,67 g/m 3 -Se seguirmos o exemplo e baixarmos a temperatura deste ar (8,67 g/m 3 de vapor absorvido) entre 8 e 10C, o mesmo se sobrecarregar de vapor e o excesso precipitar. -Num ambiente onde j existe muita umidade, uma pequena queda na temperatura poder causar a precipitao, danificando a mercadoria ou equipamentos estocados. - Isto significa que necessrio manter a temperatura do ambiente uniforme, de preferncia ventilada. No caso de ambientes com diferentes temperaturas (janelas, infiltrao solar, paredes aquecidas ou resfriadas em demasia) necessrio o controle em vrios pontos, independentemente da dimenso da rea.
  • Slide 27
  • LATITUDE UMIDO CONTINENTALIDADE SECO QUENTEFRIO
  • Slide 28
  • FIM