TGA - EXCELSA

  • View
    1.680

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of TGA - EXCELSA

Idalberto Chiavenato

INTRODUO TEORIA GERAL DA ADMINISTRAO

Editora Campus/Elsevierwww.elsevier.com.br www.chiavenato.com

INTRODUO TEORIA GERAL DA ADMINISTRAO

SUMRIO RESUMIDOPARTE 1: INTRODUO TGA PARTE 2: OS PRIMRDIOS DA ADMINISTRAO PARTE 3: ABORDAGEM CLSSICA DA ADMINISTRAO PARTE 4: ABORDAGEM HUMANSTICA DA ADMINISTRAO PARTE 5: ABORDAGEM NEOCLSSICA DA ADMINISTRAO PARTE 6: ABORDAGEM ESTRUTURALISTA DA ADMINISTRAO PARTE 7: ABORDAGEM COMPORTAMENTAL DA ADMINISTRAO PARTE 8: ABORDAGEM SISTMICA DA ADMINISTRAO PARTE 9: ABORDAGEM CONTINGENCIAL DA ADMINISTRAO PARTE 10: NOVAS ABORDAGENS EM ADMINISTRAO

INTRODUO TEORIA GERAL DA ADMINISTRAO

PARTE SEIS ABORDAGEM ESTRUTURALISTA DA ADMINISTRAO

INTRODUO TEORIA GERAL DA ADMINISTRAO

Figura VI.1. Os desdobramentos da Abordagem EstruturalistaTeoria da Burocracianfase na Estrutura

Abordagem Estruturalista

Teoria Estruturalista

nfase na Estrutura, nas Pessoas e no Ambiente

INTRODUO TEORIA GERAL DA ADMINISTRAO

Captulo 11 Modelo Burocrtico de Organizao(Em Busca da Organizao Ideal) As Origens da Teoria da Burocracia. Os Tipos de Autoridade. As Caractersticas da Burocracia segundo Weber. As Vantagens da Burocracia. As Disfunes da Burocracia. O Modelo Burocrtico de Merton. A Interao da Burocracia com o Ambiente. Os Graus de Burocratizao. As Dimenses da Burocracia. Apreciao Crtica da Teoria da Burocracia.

INTRODUO TEORIA GERAL DA ADMINISTRAO

Caso Introdutrio: Abrindo a diviso de Pedro

Pg: 257

Pedro de Almeida um funcionrio pblico federal h 22 anos. Em sua longa experincia em reparties pblicas, Pedro conseguiu quatro promoes sucessivas e hoje chefe de gabinete em um ministrio ligado ao poder executivo. Em seu cargo de confiana, Pedro chefia uma diviso composta de 4 departamentos hermeticamente fechados entre si. So 4 feudos inacessveis a qualquer tentativa externa de acesso. Pedro tem trs dificuldades a transpor: 1. Como integrar os 4 departamentos que funcionam com total ignorncia a respeito dos demais. 2. Como melhorar o desempenho dos funcionrios. 3. Como mudar e inovar.

Quais as sugestes que voc daria a Pedro?

INTRODUO TEORIA GERAL DA ADMINISTRAO

Tabela 11.1. Tipologia de sociedades segundo WeberTipos de Sociedade Caractersticas Exemplos Tipos de Autoridade Caractersticas Legitimao Aparato Administrativo

Patriarcal e Tradicional patrimonialista. Conservantismo

Cl, tribo, famlia, sociedade medieval

Tradicional

No racional. Poder herdado ou delegado. Baseada no senhor.

Tradio, hbitos, usos e costumes

Forma feudal e patrimonial

Carismtica

Personalista, Grupos No racional, mstica e revolucionrios, nem herdada, arbitrria. partidos polticos, Carismtica nem delegvel. Revolucionria naes em Baseada no revoluo carisma

Traos Inconstante pessoais e instvel. (herosmo, Escolhido pela magia, lealdade e poder mental) devoo ao do lder. lder e no por qualificaes.

Legal, Racionalidade Estados modernos Legal, Legal, racional, Racional e dos objetivos empresas, Racional ou formal e Burocrtica e dos meios. e exrcitos Burocrtica impessoal. Meritocrtica.

Justia, lei. Promulgao Regulamentao de normas legais

Burocracia.

INTRODUO TEORIA GERAL DA ADMINISTRAO

Exerccio: A Proteus

Pg: 262

Alexandre o proprietrio da Proteus, uma conhecida empresa do ramo imobilirio. Depois de dcadas de atividade, a Proteus precisa deslanchar para abrir novos mercados. Durante todo esse tempo, Alexandre havia assumido uma autoridade tipicamente carismtica e que agora precisa ser modificada para permitir o crescimento da empresa. Quais so as alternativas para ele?

INTRODUO TEORIA GERAL DA ADMINISTRAO

Caractersticas da Burocracia segundo Weber1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. Carter legal das normas e regulamentos. Carter formal das comunicaes. Carter racional e diviso do trabalho. Impessoalidade nas relaes. Hierarquia de autoridade. Rotinas e procedimentos padronizados. Competncia tcnica e meritocracia. Especializao da Administrao. Profissionalizao dos participantes.

10. Completa previsibilidade do comportamento.

INTRODUO TEORIA GERAL DA ADMINISTRAO

Exerccio: A Organizao da Movibrs

Pg: 266

Aps rigoroso e exaustivo processo seletivo, Jorge conseguiu um emprego na Movibrs, uma grande empresa produtora de artigos de consumo, como supervisor de tesouraria. Nos seus primeiros dias na empresa Jorge passou por um programa de integrao para melhor conhecer as caractersticas da organizao. Recebeu vrios manuais contendo regras, regulamentos, rotinas, descrio do seu cargo, deveres e responsabilidades como funcionrio. Ficou impressionado com o alto grau de organizao e de padronizao existente na empresa. Mas, isso seria realmente uma caracterstica positiva da organizao? No seria demasiado organizada e pouco espontnea?

INTRODUO TEORIA GERAL DA ADMINISTRAO

Vantagens da Burocracia Racionalidade. Preciso na definio do cargo e da operao. Rapidez nas decises. Univocidade de interpretao. Uniformidade de rotinas e procedimentos. Continuidade da organizao. Reduo do atrito entre as pessoas. Constncia. Confiabilidade. Benefcios para as pessoas na organizao.

INTRODUO TEORIA GERAL DA ADMINISTRAO

Exerccio: Como imprimir racionalidade @lert?

Pg: 268

Feliciano Alpert fundara a @lert h alguns anos e imprimira nela todo o seu carisma pessoal. Agora que acabou o impulso inicial e a empresa crescera o suficiente, Feliciano pretende organizar e burocratizar sua empresa para imprimir racionalidade no sentido de evitar perdas e desperdcios decorrentes da improvisao e da falta de planejamento. Mas, como tornar a sua empresa um verdadeiro modelo burocrtico?

INTRODUO TEORIA GERAL DA ADMINISTRAO

Figura 11.2. Caractersticas e Disfunes da BurocraciaCaractersticas da Burocracia Disfunes da Burocracia

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9.

Carter legal das normas Carter formal das comunicaes Diviso do trabalho Impessoalidade no relacionamento Hierarquizao da autoridade Rotinas e procedimentos Competncia tcnica e mrito Especializao da Administrao Profissionalizao

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

Internalizao das normas Excesso de formalismo e papelrio Resistncia s mudanas Despersonalizao do relacionamento Categorizao do relacionamento Superconformidade Exibio de sinais de autoridade Dificuldades com os clientes

Previsibilidade do Funcionamento

Imprevisibilidade do Funcionamento

INTRODUO TEORIA GERAL DA ADMINISTRAO

Figura 11.3. O modelo burocrtico de Weber

Sistema Social Racional Burocracia

Exigncia de Controle

Conseqncias Previstas

Conseqncias Imprevistas

Previsibilidade do Comportamento

Disfunes da Burocracia

Maior Eficincia

Ineficincia

INTRODUO TEORIA GERAL DA ADMINISTRAO

Exerccio: As disfunes da Excelsa

Pg: 271

A Excelsa uma empresa que tem tudo para dar certo. Mas tudo sai errado. Ela adotou um carter legal e formal, definiu cargos e posies hierrquicas, elaborou rotinas e procedimentos e profissionalizou a diretoria e os participantes. Nada mais correto. Contudo, o resultado est decepcionando: as pessoas apenas seguem as normas e procedimentos, o formalismo total e o papelrio uma loucura, as pessoas resistem s mudanas, o relacionamento entre os funcionrios precrio e superficial, os chefes abusam das suas mordomias e se afastam dos subordinados e os clientes vivem reclamando da falta de ateno aos seus problemas. Se voc fosse diretor da Excelsa, o que faria?

INTRODUO TEORIA GERAL DA ADMINISTRAO

Caso Introdutrio: Abrindo a diviso de Pedro

Pg: 272

Pedro de Almeida pretende criar grupos de trabalho interdependentes compostos de funcionrios provindos dos quatro departamentos para que conheam melhor o que ocorre dentro de cada um deles. O que voc acha dessa idia? Quais so suas vantagens?

INTRODUO TEORIA GERAL DA ADMINISTRAO

Figura 11.8 Graus de burocratizaoEscassez de burocratizao: Excesso de Burocratizao:Superespecializao, hiper-responsabilidade Excesso de autoridade. Autocracia e imposio Ordem e disciplina Excesso de papelrio. Formalismo nfase nos cargos Excesso de exigncias

Falta de especializao, baguna, confuso Falta de autoridade

Diviso do trabalho

Hierarquia

Liberdade excessiva Ausncia de documentos, informalidade nfase nas pessoas Apadrinhamento

Regras e Regulamentos Formalizao das Comunicaes

Impesoalidade

Seleo e Promoo do Pessoal

Desordem

Eficincia

Rigidez

INTRODUO TEORIA GERAL DA ADMINISTRAO

Exerccio: As alternativas da Excelsa

Pg: 276

Mario Aguiar, gerente de departamento da Excelsa, tem suas opinies prprias a respeito da estrutura organizacional da empresa. Ele sabe que o rgido modelo burocrtico adotado pela empresa tem vrias dimenses, cada qual podendo ser aumentada ou diminuda conforme as necessidades. Mario gostaria de conversar com a diretoria da empresa para expressar suas idias a respeito de uma estrutura organizacional melhor. Se voc estivesse no lugar de Mrio, o que faria?

INTRODUO TEORIA GERAL DA ADMINISTRAO

Apreciao Crtica da Teoria da Burocracia

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.

Excesso de formalismo da burocracia. Mecanicismo e as limitaes da teoria da mquina. Conservantismo da burocracia. Abordagem de sistema fechado. Abordagem descritiva e explicativa. Crticas multivariadas burocracia. Posio da Teoria da Burocracia na Teoria das Organizaes.

INTRODUO TEORIA GERAL DA ADMINISTRAO

Captulo 12 Teoria Estruturalista da Administrao(Ampliando os Horizontes da Empresa) As Origens da Teoria E