TCE/RO 2019 ... Seguem os coment£Œrios das quest£µes de Contabilidade Geral e Avan£§ada da prova de

  • View
    0

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of TCE/RO 2019 ... Seguem os coment£Œrios das quest£µes de Contabilidade Geral...

  • Prof. Igor CIntra

    @profigorcintra

    1 de 18 www.direcaoconcursos.com.br

    TCE/RO 2019 – ACE – Prova de Contabilidade Geral Comentada

    TCE/RO 2019

    Prova de Contabilidade Geral Comentada

    Prof. Igor Cintra

  • Prof. Igor CIntra

    @profigorcintra

    2 de 18 www.direcaoconcursos.com.br

    TCE/RO 2019 – ACE – Prova de Contabilidade Geral Comentada

    TCE/RO 2019 – Auditor de Controle Externo

    E aí pessoal, tudo bem?

    Seguem os comentários das questões de Contabilidade Geral e Avançada da prova de

    Auditor de Controle Externo do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia (TCE/RO).

    Esta prova foi elaborada pela banca CESPE e teve um alto grau de dificuldade. Algumas

    questões, por exemplo, envolviam o conhecimento de diversos Pronunciamentos

    Técnicos.

    Considero que há problemas com os gabaritos preliminares das questões nos 21, 25 e 30.

    Se pintar alguma dúvida pode me procurar através das redes sociais!

    Vamos, portanto, aos comentários das questões cobradas nesta prova!

    Grande abraço

  • Prof. Igor CIntra

    @profigorcintra

    3 de 18 www.direcaoconcursos.com.br

    TCE/RO 2019 – ACE – Prova de Contabilidade Geral Comentada

    Comentários

    21. (CESPE – ACE – TCE/RO – 2019)

    Determinada empresa verificou variações nos saldos de suas contas patrimoniais ativas e passivas, conforme

    segue:

    • acréscimo de R$ 15 mil no ativo circulante (exceto caixa e equivalentes);

    • decréscimo de R$ 5 mil nos ativos realizáveis em longo prazo;

    • aumento bruto de R$ 4 mil nos imobilizados;

    • acréscimo de R$ 2 mil em depreciações;

    • acréscimo de R$ 10 mil em passivos circulantes não financeiros;

    • acréscimo de R$ 4 mil em passivos financeiros.

    Sabe-se, também, que (a) não houve outras alterações além do resultado do exercício; (b) o lucro líquido do

    exercício foi de R$ 2 mil; (c) a empresa obteve R$ 200 em resultados de equivalência patrimonial, dos quais

    R$ 20 referem-se a ganhos em outros resultados abrangentes.

    Com base nas informações apresentadas, infere-se que as atividades operacionais

    A) consumiram caixa em volume igual ou inferior a R$ 5 mil.

    B) consumiram caixa em volume superior a R$ 5 mil.

    C) geraram caixa em volume igual ou inferior a R$ 5 mil.

    D) geraram caixa em volume superior a R$ 5 mil.

    E) tiveram efeito nulo sobre o fluxo de caixa do período.

    RESOLUÇÃO:

    Vamos calcular o fluxo de caixa das atividades operacionais pelo método indireto, ou seja, partindo-se do lucro

    líquido apurado na Demonstração do Resultado do Exercício (DRE).

    Lucro Líquido 2.000

    ( – ) Resultado de Equivalência Patrimonial (180)

    ( + ) Depreciação 2.000

    ( = ) Lucro Líquido Ajustado 3.820

    ( – ) Acréscimo no Ativo Circulante (15.000)

    ( + ) Decréscimo no ANC RLP 5.000

    ( + ) Acréscimo no Passivo Circulante (não financeiro) 10.000

    ( = ) Fluxo de Caixa das Atividades Operacionais 3.820

    Com isso, correta a alternativa C.

    Em gabarito preliminar, no entanto, o CESPE considerou correta a alternativa B.

    GABARITO: B

  • Prof. Igor CIntra

    @profigorcintra

    4 de 18 www.direcaoconcursos.com.br

    TCE/RO 2019 – ACE – Prova de Contabilidade Geral Comentada

    22. (CESPE – ACE – TCE/RO – 2019)

    Segundo o Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC – Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação

    de Relatório Contábil-Financeiro), os relatórios contábeis-financeiros “objetivam fornecer informações que

    sejam úteis na tomada de decisões econômicas e avaliações por parte dos usuários em geral, não tendo o

    propósito de atender finalidade ou necessidade específica de determinados grupos de usuários”. Ainda que

    destinados a usuários em geral, esses relatórios destinam-se prioritariamente à tomada de decisão por parte

    A) dos governos em geral.

    B) dos órgãos supervisores.

    C) dos investidores existentes e potenciais.

    D) dos administradores e gestores em geral.

    E) do fisco.

    RESOLUÇÃO:

    Segundo a Estrutura Conceitual Básica, o objetivo do relatório contábil-financeiro de propósito geral é fornecer

    informações contábil-financeiras acerca da entidade que reporta essa informação que sejam úteis a investidores

    existentes e em potencial, a credores por empréstimos e a outros credores, quando da tomada decisão ligada ao

    fornecimento de recursos para a entidade. Essas decisões envolvem comprar, vender ou manter participações em

    instrumentos patrimoniais e em instrumentos de dívida, e a oferecer ou disponibilizar empréstimos ou outras

    formas de crédito.

    Com isso, correta a alternativa C.

    GABARITO: C

    23. (CESPE – ACE – TCE/RO – 2019)

    Acerca do reconhecimento e avaliação inicial e às mensurações posteriores de itens patrimoniais ativos,

    julgue os itens a seguir.

    I. Os valores a receber são representados por instrumentos financeiros liquidáveis em dinheiro ou equivalente

    e, como tais, devem ser avaliados continuamente ao valor justo.

    II. Em geral, os bens em estoque são mensurados ao custo de aquisição ou de fabricação, desde que esses não

    superem o seu valor realizável líquido.

    III. É possível mensurar o valor justo de propriedades para investimento, contudo, caso não seja possível fazê-

    lo, de forma confiável e contínua, deve-se utilizar o método do custo nessa mensuração.

    IV. O método de depreciação que se embasa na receita que é gerada pela atividade que inclui a utilização de

    ativo é o mais apropriado para se reconhecer o desgaste dos bens de produção, por considerar sua efetiva

    utilização.

    Assinale a opção correta.

    A) Apenas o item I está certo.

  • Prof. Igor CIntra

    @profigorcintra

    5 de 18 www.direcaoconcursos.com.br

    TCE/RO 2019 – ACE – Prova de Contabilidade Geral Comentada

    B) Apenas o item IV está certo.

    C) Apenas os itens I e III estão certos.

    D) Apenas os itens II e III estão certos.

    E) Apenas os itens II e IV estão certos.

    RESOLUÇÃO:

    Vamos analisar os itens apresentados.

    I. Incorreta. Segundo a Lei n° 6.404/76 as aplicações em instrumentos financeiros, inclusive derivativos, e em

    direitos e títulos de créditos, classificados no ativo circulante ou no realizável a longo prazo:

    a) pelo seu valor justo, quando se tratar de aplicações destinadas à negociação ou disponíveis para venda; e

    b) pelo valor de custo de aquisição ou valor de emissão, atualizado conforme disposições legais ou contratuais,

    ajustado ao valor provável de realização, quando este for inferior, no caso das demais aplicações e os direitos

    e títulos de crédito;

    Segundo o Pronunciamento Técnico CPC 48 no reconhecimento inicial a entidade deve mensurar contas a receber

    de clientes ao seu preço de transação. Além disso, dispõe sobre o teste de recuperabilidade sobre recebíveis (por

    exemplo, de acordo com o valor que a entidade espera receber).

    II. Correta. O valor de custo do estoque deve incluir todos os custos de aquisição (entidade comercial) e de

    transformação (entidade industrial), bem como outros custos incorridos para trazer os estoques à sua condição e

    localização atuais. Segundo o Pronunciamento Técnico CPC 16, os estoques devem ser mensurados pelo valor de

    custo ou pelo valor realizável líquido, dos dois o menor.

    III. Correta. Segundo o Pronunciamento Técnico CPC 28 se a entidade concluir que o valor justo de propriedade

    para investimento não é confiavelmente mensurável, a entidade deve mensurar essa propriedade para

    investimento utilizando o método do custo do CPC 27 – Ativo Imobilizado para propriedade para investimento

    própria ou, de acordo com o CPC 06, para propriedade para investimento mantida por arrendatário como ativo de

    direito de uso.

    IV. Incorreta. O método de depreciação utilizado reflete o padrão de consumo pela entidade dos benefícios

    econômicos futuros.

    Vários métodos de depreciação podem ser utilizados para apropriar de forma sistemática o valor depreciável de

    um ativo ao longo da sua vida útil. Tais métodos incluem o método da linha reta, o método dos saldos decrescentes

    e o método de unidades produzidas. A depreciação pelo método linear resulta em despesa constante durante a

    vida útil do ativo, caso o seu valor residual não se altere. O método dos saldos decrescentes resulta em despesa

    decrescente durante a vida útil. O método de unidades produzidas resulta em despesa baseada no uso ou

    produção esperados. A entidade seleciona o método que melhor reflita o padrão do consumo dos benefícios

    econômicos futuros esperados incorporados no ativo. Esse método é aplicado consistentemente entre períodos,

    a não ser que exista alteração nesse padrão

    Segundo o Pronunciamento Técnico CPC 27 o método de deprecia