Revista Petros Julho 2009 2009 • Revista Petros • 5 por dentro da Petros Os participantes eleitos

  • View
    225

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Revista Petros Julho 2009 2009 • Revista Petros • 5 por dentro...

EVOLUO DA RENTABILIDADE COMPROVA ACERTO NAPOLTICA DE INVESTIMENTOS

Conservadorismo quando necessrio, arrojo quando possvel: estratgia produziu excelentes resultados no acumulado do PP2 desde sua constituio

Planos Petros BD: 0800-56 00 55 Plano Petros2: 0800-28 60 600 Demais Planos: 08000-25 35 45 Ouvidoria: 21 2506-0855

Mala

Direta

Postal

99

12

18

78

03

/DR

-RJ

PE

TR

OS

CORREIOS

CORREIOS

Devoluo

GarantidaRevista ano VI n 66 julho 2009

www.petros.com.br

FENAJprev | 6

Lanamento de plano institudo para jornalistas marca adeso de mais uma categoria representativa para a imagem da Fundao

Emprstimo no PP2 | 10

Acompanhe no portal novidades em relao abertura da concesso de emprstimo aos participantes do PP2

Concurso de Contos | 7

Inscries para o certame terminam dia 31 de julho; homenageada ser a escritora Nlida Pion, pioneira na Presidncia da Academia Brasileira de Letras

PP2

editorial

expediente

Por ocasio do lanamento do Plano Petros2, j ha-

vamos alertado aos novos participantes sobre a neces-

sidade de a poltica de investimentos do plano estar ade-

quada realidade que passou a se desenhar a partir de

2003: a estabilidade econmica e a consequente queda

nas taxas de juros. Naquele momento, com a Selic nas al-

turas, a maioria dos gestores preferia acomodar seus re-

cursos em ttulos de renda fi xa, que asseguravam o cum-

primento da meta atuarial sem grandes sobressaltos.

No entanto, a opo do governo federal em utilizar

decisivamente seus instrumentos de poltica monetria

para conter a sangria causada pela crise fi nanceira fe-

deral respaldou o Banco Central na reduo drstica da

taxa dos juros em sua ltima reunio, o Comit de Po-

ltica Monetria (Copom) do BC anunciou a Selic na casa

de um dgito (9,25%).

A despeito de todos os benefcios que esse percen-

tual historicamente baixo ir propiciar sociedade, exigi-

r de ns dirigentes um esforo excedente para remune-

rar o capital dos participantes da Fundao. Quem no

comeou a se preparar para a possibilidade de o Brasil

dar certo ter de correr atrs do tempo perdido.

Foi o que procuramos fazer ao longo desse perodo

frente da Petros. A poltica de investimentos do PP2,

por exemplo, j previa a queda nas taxas de juros e con-

templava a necessidade de diversifi cao da carteira.

Passados, pois, dois anos do lanamento do plano, a

estratgia de alocar recursos em outros modelos de in-

vestimento faz germinar bons frutos. A primeira semen-

te foi plantada na bolsa de valores, por intermdio de

aes da Petrobras e Vale papis que valorizaram 20%

de outubro de 2008 para c.

Outra opo estratgica a concesso de emprs-

timos no PP2, disposio do participante em julho.

Alm de propiciar excelente rentabilidade Petros, pro-

picia taxas muito mais atraentes que as praticadas por

outras instituies fi nanceiras.

No entanto, a estratgia de longo prazo se constri

fundamentalmente na economia real. A opo em dire-

cionar mais de metade dos investimentos da Fundao

dentro desse novo perfi l passa pelos aportes em empre-

sas de setores produtivos como o de alimentos por

isso, fomos incentivadores da fuso da Perdigo e Sa-

dia, com criao do conglomerado internacional Brasil

Foods, com 8% de participao da Petros.

Por isso, apostamos fortemente no setor de infraes-

trutura, notadamente nos ramos de transporte, logstica

e gerao de energia. No apenas porque contribuem

para girar o motor do desenvolvimento do pas; tam-

bm e principalmente, por representar alternativas de

retornos continuados e de longo prazo, nos moldes dos

almejados para assegurar a tranquilidade de nossos

participantes da ativa, aposentados e pensionistas.

Diretoria Executiva

Julho/2009

Revista

Produzida pela equipe de Jornalismo e Contedo (Gerncia de Comunicao e Relaes Institucionais)Gerente | Washington ArajoEditor e Jornalista Responsvel | Hlio Pereira (MTb 20.160/SP)Reportagem e Redao | Charles Nascimento (editor), Antonia Moraes, Gleice Sabbad e Vanessa Marinho (estagiria)Projeto Grfi co | Ncleo da Idia PublicidadeDiagramao | Ida de OliveiraCapa | Luiz Csar CabralFotos | Amrico Vermelho e Jupiter ImagesImpresso | BangrafTiragem | 130 mil exemplaresRedao | Rua do Ouvidor, 98, Rio de Janeiro, RJ CEP 20040-030 Tel | (21) 2506-0335 E-mail | revista@petros.com.br

CONSELHO DELIBERATIVO Titulares | Wilson Santarosa (presidente), Diego Hernandes, Jorge Jos Nahas Neto, Paulo Teixeira Brando, Ronaldo Tedesco Vilardo e Yvan Barretto de Carvalho

Suplentes | Agnelson Camilo da Silva, Armando Ramos Tripodi, Epaminondas de Souza Mendes, Nelson S Gomes Ramalho, Regina Lucia Rocha Valle e Roberto de Castro Ribeiro

CONSELHO FISCAL Titulares | Fernando Leite Siqueira (presidente), Eurico Dias Rodrigues, Maria Anglica Ferreira da Silva e Silvio Sinedino Pinheiro

Suplentes | Andr Luiz da Fonseca Fadel, Antonio Luiz Vianna de Souza, Oscar ngelo Scotta e Srgio Salgado

E-Mail | conselhofi scal@petros.com.br

Filiada DIRETORIA EXECUTIVAPresidente | Wagner Pinheiro de OliveiraDiretores | Lus Carlos Fernandes Afonso, Maurcio Frana Rubem e Newton Carneiro da Cunha Secretrio-Geral | Wagner Luiz Constantino de Lima

4 Revista Petros Julho 2009

frum

Duas grandes perdas em 15 dias. O marechal

Levy Cardoso tem uma chcara em minha cidade

e, eventualmente, conversvamos. Tinha-lhe

grande respeito e admirao. Na impossibilidade

de contactar sua famlia, por favor transmitam-

lhes os meus sentimentos. Quanto ouvidora

da Petrobras, no a conheci, mas conheci sua

histria. Por favor, transmitam famlia os meus

sentimentos mesmo porque todo aquele que luta

por um ideal, seja ele qual for, merece respeito.

Perdas e pesaresOdair Carlos, Itu/SP

Educao previdenciriaBarbara Maciel Rosa, Rio de Janeiro/RJ

Tentei acessar o curso distncia da SPC

com o link descrito na Revista Petros, mas deu

ERROR 404. Pesquisei na internet e confi rmei

que o site do curso : http://www.previdencia.

gov.br/arquivos/fl ash/3_090416-152304-068.swf.

Resposta: A leitora est com a razo. O tema

ensino distncia foi abordado pela revista em

maio. A Secretaria de Previdncia Complementar

est oferecendo o curso Fundamentos da

Previdncia Complementar, disponvel na

Internet e inteiramente grtis.

EM JULHO, O PAGAMENTO DOS BENEFCIOS SER NO DIA 24

Gostaria de parabenizar a Petros e a organizao

do concurso [de contos] pela viabilizao deste

projeto,que pode parecer pouco, mas signifi ca

muito para aqueles que como eu, amam a

literatura, e que produz indiretamente refl exos

positivos na sociedade. Fui um dos vencedores

da primeira edio do Concurso de Contos da

Petros e isso serviu como incentivo para eu

continuar me dedicando escrita. A partir disso,

desenvolvi meu gosto pela literatura, venci

tambm o Prata da Casa (na categoria poesia) e

hoje tenho livros publicados e uma editora, que

revela novos talentos, inclusive alguns que como

eu, precisavam de um incentivo. S aproveitaria

para pedir organizao, que fosse dada maior

ateno no feedback do concurso, no tocante ao

contato com os participantes e ao pblico em

geral. Deixo aqui meu abrao a todos e votos de

muito sucesso!

Resposta: Este ano, a Fundao vem

trabalhando para aprimorar a divulgao do

Concurso de Contos da Petros. Obrigado pelos

elogios e parabns pela sua recente empreitada

no universo literrio.

Concurso de ContosCarlos Frederico Ferreira de Abreu, Rio de Janeiro/RJ

Participe desse FRUM. Escreva para revista@petros.com.br

OuvidoriaAlberto Lopes de Souza Filho, Imb/RS

Agradeo a ateno e tratativa dadas para meu

problema, provando mais uma vez a importncia

da existncia da Ouvidoria da Petros, sem a

qual nossas reivindicaes sofreriam grandes

reveses.

No importa em que ms sero pagas as

diferenas a que fao jus; o importante ver

reconhecido o erro, por parte da Fundao com

a consequente reparao.

Julho 2009 Revista Petros 5

por dentro da Petros

Os participantes eleitos pa-

ra os Conselhos Deliberativo

e Fiscal foram empossados no

dia 1 de junho, em cerimnia

bastante concorrida realizada

no auditrio do edifcio-sede.

Toda a Diretoria Executiva com-

pareceu e o presidente Wagner

Pinheiro, ao parabenizar os no-

vos conselheiros, ratifi cou ser

essencial ampliar a efetiva par-

ticipao a fi m de dar legitimi-

dade aos verdadeiros donos

da Fundao.

O executivo agradeceu o tra-

balho e esforo dos conselhei-

ros Paulo Csar Chamadoiro

Martin (PC), Guilherme Gomes

de Vasconcellos e seus suplen-

tes, Claudio Alberto de Souza e

Reginaldo Barreto Correa, que

terminaram seus mandatos, as-

sim como dos conselheiros que

permanecem e ainda tm uma

camin