Revista IBB - 24/08/2014 - Edi§£o 243

  • View
    217

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Revista semanal da Igreja Batista do Bacacheri, Curitiba/PR.

Text of Revista IBB - 24/08/2014 - Edi§£o 243

  • DOMINGO

    9h - Escola Bblica Dinmica

    10h45 - Culto Manh

    18h30 - Culto Noite

    REVISTA IBB Ministrio de Comunicaocomunicacao@ibb.org.br

    Coordenao de Comunicao Renato Mendona

    Projeto Grfico e Diagramao Ana Letcia Pie

    CapaJoo Campagnolo

    Reviso Ortogrfica Cludia Campagnolo

    ImpressoNova Grfica

    Tiragem 1400 exemplares

    Igreja Batista do BacacheriRua Amazonas de Souza

    Azevedo, 134Bacacheri - Curitiba - Paran

    82520-620

    (41) 3363-0327ibb@ibb.org.brwww.ibb.org.br

    Mdias Sociaisfacebook.com/ibbcuritibatwitter.com/ibb_curitiba

    youtube.com/batistabacacheri

    04 PASTORALToque de f | Mrcio Tunala

    06 JUVENTUDE Mad Upgrade | Jairo Correa

    07 COMUNICAO Eddy Leo | Ana Letcia Pie

    08 EDUCAO CRISTSer missional | Elaine Oliveira

    09 FINANCEIRO Casa de orao | Francisco Gomes

    SUMRIO

    DZIMO & OFERTA

    PROGRAMAO IBB

    Agncia 1551C.C 05753-99

    Agncia 3702C.C 00096-3

    Agncia 3510-6 C.C 25034-1

    Agncia 3127C.C 4774-0

    Agncia 0372C.C 825-5 | OP. 003

    Deposite seus dzimos e ofertas nas contas da igreja e coloque o re-cibo de depsito no envelope durante o ofertrio. Ou envie o com-provante para dizimoeoferta@ibb.org.br. Escolha a melhor opo:

    SEGUNDA

    19h - C.F.I. Lidera

    20h - Grupo Resgate (Amor Exigente)

    QUARTA

    19h30 - Celebrando a Recuperao

    QUINTA

    20h - Culto de Cura e Libertao

    SEXTA

    19h - C.F.I. Lidera

    20h - Encontro Juventude (Adolescentes)

    20h - Encontro Pr-Adolescentes

    SBADO

    20h - Encontro Juventude (Jovens)

    2

    NECESSIDADES X REALIZADO

    JAN A JUL 94,8%

    61,2%AGOSTO REAL

  • DOMINGO

    9h - Escola Bblica Dinmica

    10h45 - Culto Manh

    18h30 - Culto Noite

    ROTEIRO DE CLULA

    TEMPO DA PALAVRASalmo 42.1,2 e 5

    1Como a cora anseia por guas correntes, a minha alma anseia por ti, Deus. 2A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo. Quando poderei entrar para apresentar-me a Deus? 5Por que voc est assim to triste, minha alma? Por que est assim to perturbada dentro de mim? Ponha a sua esperana em Deus! Pois ainda o louvarei; ele

    o meu Salvador e o meu Deus.

    TEMPO DE COMPARTILHARCerto que no podes viver duas alegrias: deleitar-se neste mundo e depois reinar com Cristo. Logo, tudo vaidade, exceto amar a Deus e s a Ele servir. Toms de Kempis.O homem que j experimentou a alegria da comunho com Deus, no estar aptico quanto s oportunidades de renovar, com Ele, a sua intimidade, quer em suas devoes particulares, quer nas adoraes pblicas. Esse homem simplesmente no consegue ficar longe de Deus. Sua alma sedenta haver de impeli-lo sempre presena do Pai Celeste. Norman Sanith. A comunho com Deus o princpio do Cu. William Bates.

    APLICAO PESSOAL1. A comunho com Deus a intimidade que o crente, mediante a obra redentora de Cris-to e por intermdio da ao do Esprito Santo, desfruta com o Pai Celeste, e que o leva a usufruir uma vida espiritual plena e abundante. Converse com todos na Clula sobre como esto desenvolvendo comunho com Deus no seu dia a dia e como incentivar uns aos outros para que permaneam em comunho! 2. Quais os meios de comunho com a Trindade? 3. Divida a sua Clula em trs grupos e responda atravs dos versculos abaixo: Quem teve comunho com Deus? E como esta comunho foi desenvolvida? Depois rena o grupo e compartilhe com todos.Leia Gnesis 5.24, 2 Reis 4.9, Isaas 41.8. 4. A plenitude da comunho Divina, como ela alcanada?

    Posso suportar a perda de todas as coisas, exceto o toque de Deus na minha vida. Willard Cantelon

    TEMPO DE ORARSepare em duplas e ore para que Deus possa ajud-los no processo de desenvolver uma vida de comunho com Ele. Depois retorne ao grupo e compartilhe os pedidos de orao.

    Ministrio de Clulas

    Roteiro 33 | 24 a 30 de agosto | 2014

    3

    ANDR TAVARESPastor do Ministrio de Juventude

    NS AMAMOS AO SENHOR?

  • Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos cus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra. 2 Crnicas 2.14

    Esta uma passagem bem conhecida e que frequentemente utilizada pelos pregadores para falar sobre avivamento. Esta palavra foi dita ao rei Salomo na de-dicao do templo. Foi dito por Deus que a desobedincia e a rebelio resultariam em julgamento sobre a nao de Israel. Este versculo a promessa de Deus de que aqueles que se converterem dos seus pecados; invocarem a Deus e andarem em Seus caminhos experimentaro um aviva-mento da presena e da bno do Senhor. Este um versculo para Israel, mas fala para cada gerao tambm. Aqueles que cumprem as condies detalhadas neste versculo vo experimentar as Suas pro-messas.

    Neste ms, que falamos sobre o amor na nossa Igreja (homens que amam, mu-lheres que amam e jovens que amam), pre-

    cisamos de um avivamento! Ns batistas, precisamos de mais do que uma reunio, precisamos de um avivamento! Precisa-mos de algo que no podemos produzir por nossos prprios esforos. Avivamento um evento sobrenatural. Vem pelo decre-to soberano do Senhor. Podemos ter uma reunio esta semana, mas no podemos ter um avivamento, a menos que o Senhor nos conceda. Embora no possamos pro-duzi-lo, podemos atender aos requisitos estabelecidos no versculo.

    O cronista fala das possibilidades e dos problemas associados ao avivamento. Ao contar o que podemos ter, ele tambm diz sobre o que pode nos impedir de viver um. Eu gostaria de salientar um Inimigo do Avivamento. H um problema mencio-nado neste versculo que pode sabotar e impedir a revitalizao espiritual. Precisa-mos ouvir atentamente o que a Bblia tem a dizer sobre este assunto e fazer o que precisa ser feito para que esse inimigo no nos impea de conseguir o que precisamos do Senhor.

    4

  • ANDR TAVARESPastor do Ministrio de Juventude

    5

    Orgulho o inimigo nmero um do avi-vamento.

    Se humilhar. Esta frase lida com a rea do nosso orgulho. A palavra traduzi-da como orgulho no Antigo Testamen-to, significa subir ou inchar. Refere-se subida das ondas do mar. Fala de homens que pensam mais em si mesmos e em suas habilidades do que em Deus. Orgulho diz: Eu no preciso de Deus, eu posso fazer o meu prprio caminho. Eu sei melhor. Eu tomo as decises em minha vida.

    Estamos cheio de orgulhos em nossas igrejas modernas! Adotamos a mentalida-de de Laodicia, Ap 3.17a (Estou rico, ad-quiri riquezas e no preciso de nada...)

    Aprendemos a funcionar sem a aju-da do Senhor, e isso tem destrudo o po-der da Igreja! Quando nos comparamos ao mundo, estamos indo muito bem; mas quando comparamos a Igreja moderna com a igreja primitiva, Atos 2.42-47 (Eles se dedicavam ao ensino dos apstolos e comunho, ao partir do po e s oraes. Todos estavam cheios de temor, e muitas maravilhas e sinais eram feitos pelos aps-tolos. Os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum. Vendendo suas propriedades e bens, distribuam a cada um conforme a sua necessidade. Todos os dias, continuavam a reunir-se no ptio do templo. Partiam o po em suas casas, e juntos participavam das refeies, com alegria e sinceridade de corao, louvando a Deus e tendo a simpatia de todo o povo. E o Senhor lhes acrescentava diariamente os que iam sendo salvos); fcil ver que no estamos to bem!

    Deus odeia o orgulho! Prov. 6.16-19 (H seis coisas que o Senhor odeia, sete coisas que ele detesta: olhos altivos, lngua men-tirosa, mos que derramam sangue inocen-te, corao que traa planos perversos, ps que se apressam para fazer o mal, a teste-

    munha falsa que espalha mentiras e aquele que provoca discrdia entre irmos.). Cada pecado mencionado nesta lista resultado do orgulho! Aqui a Palavra de Deus con-tra o orgulho: Prov. 8.13 (Temer o Senhor odiar o mal; odeio o orgulho e a arrogncia, o mau comportamento e o falar perverso.); 16.5 (O Senhor detesta os orgulhosos de corao. Sem dvida sero punidos.).

    Deus tem um plano melhor! Ele chama Seu povo a se humilhar. A palavra signifi-ca dobrar o joelho, derrubar, colocar-se sob o outro.

    Deus deseja que o Seu povo tome as medidas necessrias para pr-se sob Sua autoridade. Ele quer que saibamos que so-mos dependentes dEle em tudo; quer que dobremos os joelhos Sua autoridade.

    Precisamos seguir o que Jesus disse igreja em Laodicia, Ap 3.17b-18 (No re-conhece, porm, que miservel, digno de compaixo, pobre, cego, e que est nu. Dou- lhe este conselho: Compre de mim ouro refinado no fogo, e voc se tornar rico; compre roupas brancas e vista- se para cobrir a sua vergonhosa nudez; e compre colrio para ungir os seus olhos e poder enxergar).

    Isso o que a igreja precisa fazer. O povo de Deus precisa entender que no ramos nada quando Ele nos encontrou; que no seramos nada sem Ele e que no podemos conseguir nada alm de Seu po-der em nossas vidas, Joo 15.5 (Eu sou a videira; vocs so os ramos. Se algum permanecer em mim e eu nele, esse dar muito fruto; pois sem mim vocs no po-dem fazer coisa alguma.). Se vamos ter avivamento, o orgulho, nosso inimigo, deve ser tratado para sempre!

  • Em Setembro teremos nosso to esperado acampamento, MAD UPGRADE. O seu video-game evoluiu, seu celular evoluiu, at o seu campeo do LoL j upou... Agora est na hora de dar um UP no seu relacionamento com Deus, e esse exatamente o propsito do nosso acampamento.

    Quando eu era menino, falava como menino, pensava como menino e raciocinava como menino. Quando me tornei homem, deixei para trs as coisas de menino. (1 Corntios 13.11).

    Nos dias 5 a 8 de Setembro, estaremos juntos no Acampamento Palavra da Vida Paran (PV) para investir em relacionamento com a Palavra e em comunho com a galera. Teremos esportes, festa, louvor, Bblia e muito mais.

    Mas voc precisa agilizar, pois as vagas so limitadssimas e se deixar pra lti