Revista IBB - 24/02/2013 - Edi§£o 165

  • View
    229

  • Download
    8

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Revista semanal da Igreja Batista do Bacacheri.

Text of Revista IBB - 24/02/2013 - Edi§£o 165

  • SU

    M

    RIO

    2

    04 roteiro de clulas Roteiro | Alexandre Arajo

    06 vida discipulareducao crist | Pr. Marcos Paulo e Pr. Mrcio

    08 linha verde essencialEssencial | Famlias

    10 linha verde da famliaFamlias | Faixas etrias

    12 crianasInfantil | Classes

    13 adultosAdultos | Classes

    14 pr-adolescentesJuniores | Classes

    15 juventudeJovens e Adolescentes | Classes

    16 pequenos grupos Famlias | Classes

    17 c.f.i. lidera Igreja | Classes

    18 multiplicadores Grfico | Ed. Crist

    21 roteiro de clulas Roteiro | Alexandre Arajo

    facebook.com/ibbcuritiba @ibb_curitiba youtube.com/prrenatoibb www.ibb.org.br

    24/fevereiro

    Expediente

    Igreja Batista do Bacacheri

    REVISTA IBB | Ministrio de Comunicao | Agncia IBBcomunicacao@ibb.org.br | (41) 3363-0327

    Coordenao de Comunicao Pr. Renato Mendona; Projeto Grfico e Diagramao Ana Letcia Pie; Capa Fabio Vinicius; Reviso Ortogrfica Irenice Ferreira, Hedy Silvado, Priscila Ferreira e Rejane Schtz; Imagens Banco de Imagens e Arquivo IBB; Impresso Cromos Graf; Tiragem 2.000 exemplares.

    (41) 3363-0327 | ibb@ibb.org.brRua Amazonas de Souza Azevedo, 134

    Bacacheri - Curitiba - Paran82520-620

  • IBB

    OR

    AN

    DO

    3

    Grupos de Orao

    15h - Grupo MCACasas | Neuzi Bettes (3363-0327)

    14h30 - Grupo MCACasas | Dulce Coelho (3363-0327)

    15h - Grupo MCACasas | Ieda Rosa (3363-0327)

    20h - Sem Nome (Juventude)Capela | Rmulo Corra (3363-0327)

    15h - Grupo MCACasas | Hedy Silvado (3363-0327)

    15h - Grupo MCACasas | Terezinha Ribeiro (3363-0327)

    20h - EspanholSala 9 | Eros (3363-0327)

    Segunda

    Tera

    Quarta

    Quinta

    Assim, meu Deus, que os teus olhos estejam abertos e teus ouvidos atentos s

    oraes feitas neste lugar.

    II Crnicas 6.40

    Mais informaes no telefone 3363-0327 (Ramal 153).

    *Se voc faz parte de um grupo de orao da igreja e esse grupo no est nessa lista, entre em contato para colocarmos. Envie e-mail para alex@ibb.org.br ou 3363-0327 (Ramal 153).

    Agncia 1551C.C 05753-99

    Agncia 3702C.C 00096-3

    Agncia 3510-6 C.C 25034-1

    Agncia 3127C.C 4774-0

    Agncia 0372C.C 825-5 | OP. 003

    Se o seu dzimo ou oferta for em cheque, favor cruzar ou colocar nominal para Igreja Batista do Bacacheri (CNPJ: 76.042.126-0001/90). Dvidas ou informaes pelo e-mail dizimoeoferta@ibb.org.br.

    Deposite seus dzimos e ofertas nas contas da igreja e coloque o recibo de depsito no envelope duran-te o ofertrio. Escolha a melhor opo:

    DZIMOS E OFERTAS

  • RO

    TE

    IRO

    DE

    C

    LU

    LA

    S

    4

    Depois de orarem, tremeu o lugar em que estavam reunidos; todos ficaram cheios do Esprito Santo e anunciavam corajosamente a palavra de Deus. Da multido dos que creram, uma era a mente e um o corao. Ningum considerava unicamente sua coisa alguma que possusse, mas compartilhavam tudo o que tinham. Com grande poder os apstolos continuavam a tes-

    temunhar da ressurreio do Senhor Jesus, e grandiosa graa estava sobre todos eles. (Atos 4.31-33)

    Gerar discpulos e alcanar a cidade

    Ao escrever o livro de Atos, Lucas nos trouxe uma riqueza enorme de fatos e experincias da igreja do primeiro sculo. Seus textos falam sobre a ascenso de Jesus, a descida do Esprito Santo, o famoso Pentecostes, e prossegue relatando sobre uma igreja marcada por coragem, ousadia, perseguio, lutas, mrtires, mas tambm marcada por sinais, maravilhas, autoridade, poder e muita orao. Contudo tudo isto s era possvel por que os apstolos estavam dispostos a buscar intensamente a Deus e realizar a Sua vontade. Capacitados e cheios do Esprito Santo FAZIAM DISCPULOS!

    APLICAO PESSOAL

    1. Aps ler o texto acima quais so as qualidades que podemos destacar desta igreja descrita por Lucas? Quais destas qualidades ns percebemos em nossa clula?

    2. O tema do LIDERA 2013 foi Discpulos Multiplicadores. O texto lido fala sobre o discipulado da-queles cristos? Como voc compreende que fazemos discipulado na nossa igreja?

    3. No LIDERA falamos sobre como evangelizar o nosso circulo de influncia. Certamente Deus usou algum para falar do Seu amor para voc. Multiplicando est beno, liste abaixo o nome 5 a 10 pessoas do seu circulo de influncia, parentes, amigos, vizinhos, colegas de trabalho ou escola.

    _______________________________________________________________________________

    _______________________________________________________________________________

    _______________________________________________________________________________

    _______________________________________________________________________________

    _______________________________________________________________________________

    _______________________________________________________________________________

    _______________________________________________________________________________

    _______________________________________________________________________________

    _______________________________________________________________________________

    _______________________________________________________________________________

    _______________________________________________________________________________

    _______________________________________________________________________________

  • Ser um discpulo multiplicador

    NO DECORRER DAS PRXIMAS PGINAS VOC CONHECER MAIS SOBRE OS MINISTRIOS DA IBB

    CHEIOS DO ESPRITO SANTO PARA UMA MISSO ESPECIAL

  • Jesus se dedicou a um grupo pequeno de pessoas prximas a Ele: os discpulos. Jesus mi-nistrou vrias vezes multido, mas seu prin-cipal foco estava em capacitar seus discpulos para que, por meio de uma vida discipular, o reino de Deus se expandisse. Atravs de um re-lacionamento intenso com o Mestre, a formao integral dos discpulos estava sendo constitu-da. Jesus procurou enraizar em seus discpulos a viso do Pai e fez deles pessoas capazes de dar continuidade sua obra. Assim, aps a morte, ressurreio e ascenso de Jesus, a Igreja se for-mou a partir dos discpulos de Jesus.

    Uma vida discipular produz benefcios eter-nos na vida das pessoas. Quando invisto meu tempo, minhas experincias e meus conheci-mentos para levar as pessoas a crescerem espi-ritualmente, estou produzindo algo atravs do Esprito Santo que tem dimenses eternas. Ofe-recer minha vida a algum desta forma uma belssima expresso de amor (Jo 13: 34-35). Dis-cipular demonstrar o amor que recebemos de Jesus para compartilhar.

    Em nosso dia a dia nem sempre temos xi-to em nossos relacionamentos e, muitas vezes, falhamos como esposo(a), pai, me, profissio-nal e com aqueles que o Senhor nos envia para cuidarmos e prepararmos. Diante disso, o que temos que ter em mente que Jesus Cristo o modelo maior para qualquer rea de nossas vidas e Ele quem tem todas as caractersticas que precisamos para sermos homens e mulhe-res segundo o corao de Deus. Mas como en-frentar o desafio to grande de sermos esses dis-cpulos multiplicadores em nosso lar, em nossos crculos de influncia e em nossa igreja?

    Para podermos viver a realidade do discipu-lado necessrio buscarmos, em orao, fora no Senhor. Em Atos 13.2, encontramos os disc-pulos de Jesus orando ao Senhor e jejuando an-tes de comearem o grande desafio de ir e fazer discpulos (Mateus 28.19). Eles estavam obede-

    cendo o que Jesus havia lhes dito: fiquem na cidade at serem revestidos de poder do alto (Lucas 24.49) e foi nessa vivncia de orao que os discpulos foram cheios do Esprito Santo e capacitados para serem testemunhas at os confins da terra (Atos 1. 8).

    Durante o ms de maro, toda a igreja est convocada para buscar a Deus em uma jornada de orao e estudar o livro Retorno Santida-de. Ser uma experincia de busca ao Senhor para enchimento do Esprito Santo.

    Dessa forma, estaremos ainda mais capacita-dos para sermos discpulos multiplicadores.

    No dia 6 de maro, teremos uma jornada de orao por misses mundiais. Escolha um dos horrios e venha orar conosco:

    06h30 s 08h30: Pr. Marcio Tunala e Sem. Paulo Wesher; 12h30 s 13h30: Pr. Renato Men-dona e Sem. Edmilson Vieira; 15h30 s 16h30: Pr. Silvanir e Sem. Natal Chabaribery; 18h00 s 19h30: Pr. Andr Tavares e Obreiros; 20h00 s 21h00: Pr. Falco e Min Samuel.

    Teremos viglias todas s sextas-feiras a par-tir das 23 horas para busca de santidade. As vi-glias sero coordenadas pelas reas de clulas.

    - 01 de maro: rea Pr. Mrcio- 08 de maro: rea Pr. Marcos - 15 de maro: rea Pr. Renato- 22 de maro: rea Pr. Andr- 29 de maro: rea Pr. Silvanir

    Voc nosso convidado a participar dessa jornada de busca por intimidade e santidade com Deus. Venha e junte-se a ns. Estaremos juntos em um nico propsito: sermos cheios do Esprito Santo.

    Que Deus seja louvado!Pr. Mrcio Tunala e Pr. Marcos Paulo

  • ARRUMANDO O NINHOcasais grvidos

    PREPARANDO O NINHOpais com filhos at 1 ano

    LIN

    HA

    VE

    RD

    E

    Linha Verde essencial

    1. CONEXO FAMLIA DE F A Palavra de Deus nos ensina sobre a necessidade de termos uns aos outros para crescermos na f, sermos abenoados e abenoarmos outras pessoas. Participe de uma clula e procure ter um companheiro de f/discipulador. Esse um passo fundamental no seu crescimento.

    2. ESTAO SEMENTES Para voc que recentemente entregou sua vida ao Senhor Jesus e ainda no batizado, um

    membro de sua clula, por meio do estudo do livro Sementes, ir caminhar contigo nos primeiros passos da f crist, como discipulador pai/me na f.

    3. ESTAO RAZES Para voc que est chegando de outra igreja evanglica ou que j membro da IBB, funda-mental o estudo do livro Razes. Converse com seu lder de clula e ele escolh