Relatório UHE TELES PIRES (FINAL) Pires... · Web viewRelatório UHE TELES PIRES (FINAL) Subject UHE

  • View
    215

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Relatório UHE TELES PIRES (FINAL) Pires... · Web viewRelatório UHE TELES PIRES (FINAL) Subject...

Relatrio UHE TELES PIRES (FINAL)

PROJETO BSICO AMBIENTAL INDGENA - UHE TELES PIRES

P45. PROGRAMA DE MONITORAMENTO LIMNOLGICO E QUALIDADE DA GUA INDGENA

Relatrio Semestral de Operao 02

Fase de Operao da UHE Teles Pires

Julho a Dezembro de 2015

P.45. Programa de Monitoramento Limnolgico e da Qualidade da gua Indgena

1

P45. Programa de Monitoramento Limnolgico e da Qualidade da gua Indgena

Janeiro 2016

CONGUA AMBIENTAL

CONGUA AMBIENTAL

2

Equipe Tcnica Responsvel pelo desenvolvimento das Atividades do Programa

_______________________________________

Eng. Ambiental Thiago Coelho Crispim

_______________________________________

Bil. Msc. Wilma Maria Coelho

_______________________________________

Eng. Qumico Diogo Coelho Crispim

NDICE

1.INTRODUO5

2.OBJETIVOS5

2.1OBJETIVOS ESPECFICOS6

2.2METAS6

3.METODOLOGIA6

3.1REA DE ESTUDO7

3.2.LOCALIZAO DOS PONTOS E PERIODICIDADE DAS COLETAS8

3.3MTODOS DE CAMPO9

4.RESULTADOS E DISCUSSES.14

5.CONSIDERAES FINAIS36

6.REFERNCIAS37

anexos

Anexo I Certificados de Ensaios

Anexo II - Certificados de Acreditao e de Funo Tcnica

LISTA DE TABELAS

Tabela 1 - Localizao geogrfica dos pontos de coleta. Fonte: PBAI UHE Teles Pires8

Tabela 2 - Valores de IQA nos pontos amostrados25

Tabela 3 Resultados de todas as anlises realizadas nos pontos amostrais na campanha monitorada em julho de 201526

Tabela 4 Resultados de todas as anlises realizadas nos pontos amostrais na campanha monitorada em outubro de 201528

Tabela 5 Comparao entre o PBA UHE TELES PIRES E PBA COMPONENTE INDGENA em julho de 201531

Tabela 6 Comparao o PBA UHE TELES PIRES E PBA COMPONENTE INDGENA em outubro de 201533

Tabela 7 Classificao do IQA34

Tabela 8 Comparao dos valores de IQA em julho e outubro de 201535

LISTA DE GRFICOS

Grfico 1 - Valores de Condutividade Eltrica e Slidos Totais Dissolvidos nos pontos de amostragem18

Grfico 2 - Valores do IET dos pontos amostrados nas duas campanhas monitoradas25

Grfico 3 - Valores de IQA nos pontos amostrados nas duas campanhas monitoradas26

LISTA DE QUADROS

Quadro 1 - Parmetros fsicos, qumicos e biolgicos para anlise na gua. (*) Variveis que daro subsdios aplicao da modelagem matemtica de qualidade de gua9

Quadro 2 - Classificao do Estado Trfico segundo o ndice de CARLSON (1977) modificado12

Quadro 3 - Classificao do ndice de Qualidade da gua13

Quadro 4 - Dados fsico-qumicos determinados em campo em Julho de 201514

Quadro 5 - Dados fsico-qumicos determinados em campo em Outubro de 201515

P45. Programa de Monitoramento Limnolgico e da Qualidade da gua Indgena

1

P45. Programa de Monitoramento Limnolgico e da Qualidade da gua Indgena

Visto por:

Elaborado por:

Rev.: 01 23/07/15

Arthur Loiola

Alysson Miranda

3

Visto por:

Elaborado por:

Rev.: 01 23/07/15

Arthur Loiola

Alysson Miranda

4

1.INTRODUO

O presente relatrio refere-se ao Programa de Monitoramento Limnolgico e da Qualidade da gua Indgena (PMLQAI), que faz parte do Plano Bsico Ambiental indgena - PBAI do Componente Indgena do processo de licenciamento ambiental da Usina Hidreltrica Teles Pires UHE Teles Pires e contempla as anlises realizadas no perodo de julho a outubro de 2015, que abrange os monitoramentos realizados em julho a dezembro de 2015.

Este Programa foi elaborado em atendimento ao Ofcio n. 521/2010/PRES-FUNAI-MJ de 10 de dezembro de 2010 e adequao ao Ofcio 785/2011 DPDS FUNAI-MJ de 12 de agosto de 2011 e a Informao Tcnica n 470/COLIC/CGGAM/11 de 15 de agosto de 2011.

O local previsto para a implantao do eixo do barramento da UHE Teles Pires est inserido no baixo curso do rio Teles Pires, a aproximadamente 30 km, a jusante do empreendimento est localizada a TI Kayabi.

importante mencionar que o monitoramento limnolgico permitir a adoo de medidas de controles emergenciais sobre as eventuais alteraes ambientais decorrentes da construo da UHE, possibilitando o aprimoramento das previses relacionadas qualidade das guas prximas as Terras indgenas Kayabi, Munduruku e Apiak do Pontal e Isolados.

A regio do monitoramento limnolgico e estudo da qualidade de gua compreendem os rios Teles Pires, So Benedito, Apiacs, Ximari, Cururu-Au, Santa Rosa, inseridos na rea de Influncia Indireta (AII) do empreendimento.

O monitoramento limnolgico ir contribuir com o acompanhamento das possveis alteraes sazonais naturais do rio Teles Pires e daquelas provenientes das diferentes etapas da construo e operao da UHE Teles Pires. O monitoramento ser realizado com base no acompanhamento dos parmetros indicadores da evoluo da qualidade ambiental (aspectos fsicos, qumicos e biolgicos), considerando que a instalao do empreendimento poder modificar as caractersticas naturais do rio. Esse Programa ser elaborado para as fases do pr e ps-enchimento.

2.OBJETIVOS

O objetivo geral deste Programa monitorar as variveis limnolgicas e da qualidade de gua (aspectos fsicos, qumicos e biolgicos) nos rios Teles Pires, So Benedito, Apiacs, Ximari, Cururu-Au e Santa Rosa, inseridos na rea de Influncia Indireta (AII) da UHE Teles Pires.

2.1OBJETIVOS ESPECFICOS

Contribuir com o conhecimento das caractersticas limnolgicas e da qualidade de gua prximo das terras indgenas Kayabi, Munduruku, Apiak do Pontal e Isoladosdas aldeias da TIs Kayabi e Munduruku;

Caracterizar limnologicamente os rios Teles Pires, So Benedito, Apiacs, Ximari, Cururu-Au e Santa Rosa antes das obras de implantao do empreendimento e durante as fases de construo e operao;

Monitorar e classificar continuamente a qualidade de gua atravs da aplicao dos ndices de Qualidade de gua (IQA) e ndices de Estado Trfico (IET);

2.2METAS

O Programa de Monitoramento Limnolgico e Qualidade da gua tm como meta caracterizar as condies limnolgicas e da qualidade da gua na rea de entorno das TIs Kayabi, Munduruku e Apiak do Pontal e Isolados, localizadas na rea de Influncia Indireta (AII) da UHE Teles Pires, em escalas espacial e temporal, detectando as principais alteraes em funo da implantao e operao da UHE.

3.METODOLOGIA

O monitoramento limnolgico e da qualidade da gua inicia-se com o Plano de Amostragem. A coleta das amostras nos ecossistemas aquticos deve seguir os procedimentos padronizados dada sua importncia no resultado final. O resultado de uma anlise inicia-se com os trabalhos de campo. Por ser amostral, o procedimento deve ser o mais representativo possvel do universo estudado. Assim, sugere-se seguir metodologias reconhecidas oficialmente por guias internacionais ou estabelecidas por instituies e produes de confiana.

A periodicidade amostral para avaliao dos parmetros fsicos, qumicos e biolgicos neste Programa trimestral, e idealmente com as campanhas realizadas concomitantemente s coletas do Programa de Monitoramento da ictiofauna.

Os dados gerados no Programa de Monitoramento Limnolgico e Qualidade de gua do PBAI sero partilhados com o Programa de Monitoramento Limnolgico e da Qualidade de gua (P.12) e Programa de Monitoramento da Ictiofauna (P.25) do PBA da UHE Teles Pires.

O trabalho de monitoramento da qualidade da gua constitui em duas etapas, sendo uma de campo e outra de laboratrio.

3.1REA DE ESTUDO

A TIs, esto localizadas no baixo curso do rio Teles Pires, divisa entre os estados do Mato Grosso e do Par, nos municpios de Apiacs-MT e Jacareacanga-PA. Na Figura 01 so apresentadas as localizaes das Aldeias Polo Kururuzinho/Etnia Kayabi, Aldeia Mayrowi/Etnia Apiak e Aldeia Teles Pires/Etnia Munduruku e estaes de coleta para monitoramento limnolgico e qualidade da gua.

Figura 1 - Localizao das aldeias Polo do Programa de Monitoramento Limnolgico e Qualidade da gua da UHE Teles Pires3.2.LOCALIZAO DOS PONTOS E PERIODICIDADE DAS COLETAS

Para atender as exigncias do Plano Bsico Ambiental Indgena, foram selecionados para o monitoramento limnolgico e estudo da qualidade da gua 09 (nove) pontos de amostragem, localizados nas terras indgenas Kayabi e Munduruku.

Os pontos de monitoramento foram selecionados durante o estudo complementar para o Componente Indgena, considerando os locais de grande relevncia para a comunidade indgena.

A Tabela 1 apresenta a localizao das estaes de coleta para monitoramento limnolgico e qualidade da gua.

Tabela 1 - Localizao geogrfica dos pontos de coleta. Fonte: PBAI UHE Teles Pires

Os 09 pontos tero suas anlises realizadas somente na camada superficial da gua. A periodicidade amostral dos parmetros fsicos, qumicos e biolgicos dever ser trimestral, e idealmente com as campanhas realizadas concomitantemente s coletas do Programa de Monitoramento da Ictiofauna.

3.3MTODOS DE CAMPO

As amostragens foram coletadas subsuperficialmente (0-20 cm de profundidade) e armazenadas em frascos de vidro de 1 litro cor mbar, ou em frascos plsticos de 500 mL e 50 mL, devidamente identificados, contendo ou no preservantes, dependendo do tipo de anlise.

As anlises de oxignio dissolvido, saturao de OD, condutividade, temperatura da gua, temperatura do ar, pH e transparncia da gua (disco de Secchi) foram medidas in loco com o auxlio de uma sonda multi-parmetros e medidores de campo.

Em cada campanha, sero utilizadas fichas de anotao no campo contendo informaes do local da coleta como: data da amostragem, estao do ano, georeferenciamento dos pontos, condies climticas no momento da coleta ena semana antec