Click here to load reader

PROVA Conhecimentos Gerais Conhecimentos Específicos · PDF file2 TRT11R-Conhecimentos Gerais 4 CONHECIMENTOS GERAIS Língua Portuguesa Atenção: As questões de números 1 a 5 referem-se

  • View
    226

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of PROVA Conhecimentos Gerais Conhecimentos Específicos · PDF file2 TRT11R-Conhecimentos...

  • N do CadernooN de Inscrioo

    ASSINATURA DO CANDIDATON do Documentoo

    Nome do Candidato

    Tcnico Judicirio - rea Apoio EspecializadoEspecialidade Tecnologia da Informao

    Concurso Pblico para provimento de cargos de

    Janeiro/2012

    TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11 REGIOa

    P R O V A

    INSTRUES

    VOC DEVE

    ATENO

    - Verifique se este caderno:

    - corresponde a sua opo de cargo.

    - contm 60 questes, numeradas de 1 a 60.

    Caso contrrio, reclame ao fiscal da sala um outro caderno.

    No sero aceitas reclamaes posteriores.

    - Para cada questo existe apenas UMAresposta certa.

    - Voc deve ler cuidadosamente cada uma das questes e escolher a resposta certa.

    - Essa resposta deve ser marcada na FOLHADE RESPOSTAS que voc recebeu.

    - Procurar, na FOLHADE RESPOSTAS, o nmero da questo que voc est respondendo.

    - Verificar no caderno de prova qual a letra (A,B,C,D,E) da resposta que voc escolheu.

    - Marcar essa letra na FOLHADE RESPOSTAS, conforme o exemplo:

    - Marque as respostas primeiro a lpis e depois cubra com caneta esferogrfica de tinta preta.

    - Marque apenas uma letra para cada questo, mais de uma letra assinalada implicar anulao dessa questo.

    - Responda a todas as questes.

    - No ser permitida qualquer espcie de consulta, nem o uso de mquina calculadora.

    - Voc ter 3 horas para responder a todas as questes e preencher a Folha de Respostas.

    - Ao trmino da prova, chame o fiscal da sala para devolver o Caderno de Questes e a sua Folha de Respostas.

    - Proibida a divulgao ou impresso parcial ou total da presente prova. Direitos Reservados.

    A C D E

    Conhecimentos Gerais

    Conhecimentos Especficos

    Caderno de Prova 09, Tipo 001 MODELO

    0000000000000000

    MODELO1

    0000100010001

  • 2 TRT11R-Conhecimentos Gerais4

    CONHECIMENTOS GERAIS

    Lngua Portuguesa

    Ateno: As questes de nmeros 1 a 5 referem-se ao texto seguinte.

    A Amaznia, dona de uma bacia hidrogrfica com cerca de 60% do potencial hidreltrico do pas, tem a chance de emergir

    como uma regio prspera, capaz de conciliar desenvolvimento, conservao e diversidade sociocultural. O progresso est

    diretamente ligado ao papel que a regio exercer em duas reas estratgicas para o planeta: clima e energia. No se trata de

    explorar a floresta e deixar para trs terra arrasada, mas de aproveitar o valor de seus ativos sem qualquer agresso ao meio

    ambiente. Para isso, basta que o Brasil seja capaz de colocar em prtica uma ampla e bem-sucedida poltica socioambiental, a

    exemplo do que faz a indstria cosmtica nacional, que seduziu o mundo com a biodiversidade brasileira. marketing e

    conservacionismo tambm.

    Segundo o pesquisador Beto Verssimo, fundador do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amaznia (Imazon), a floresta

    fundamental para a reduo global das emisses de gases de efeito estufa. "O Brasil depende da regio para produzir mais energia

    e no sou contra a expanso da rede de usinas aqui, mas preciso cautela, para no repetir erros do passado, quando as

    hidreltricas catalisaram ocupao desordenada, conflitos sociais e desmatamentos. Enfrentar o desmatamento da Amaznia crucial

    para o Brasil."

    (Trecho de Dilogos capitais. CartaCapital, 7 de setembro de 2011, p. 46) 1. No ltimo pargrafo, o pesquisador

    (A) lamenta o fato de ser necessrio desmatar a floresta para criar condies mais favorveis para a Amaznia, especialmente quanto ao fornecimento de energia eltrica.

    (B) aponta para as dificuldades que surgiro com os novos projetos de construo de usinas hidreltricas na regio

    amaznica. (C) defende a construo de novas usinas, por trazerem benefcios para toda a regio, ainda que seja necessrio desmatar

    grandes reas de floresta. (D) alerta para a necessidade de um planejamento de aes, para evitar, como j tm acontecido, fatos comprometedores do

    desenvolvimento sustentvel da Amaznia. (E) constata que, apesar da abundncia de recursos hdricos na regio amaznica, inaceitvel seu aproveitamento com a

    construo de novas usinas hidreltricas. 2. marketing e conservacionismo tambm. (final do 1o pargrafo)

    O exemplo referente indstria de cosmticos retoma em linhas gerais a ideia contida em:

    (A) O progresso est diretamente ligado ao papel que a regio exercer em duas reas estratgicas para o planeta: clima e energia.

    (B) ... mas de aproveitar o valor de seus ativos sem qualquer agresso ao meio ambiente. (C) O Brasil depende da regio para produzir mais energia ... (D) ... quando as hidreltricas catalisaram ocupao desordenada, conflitos sociais e desmatamentos. (E) Enfrentar o desmatamento da Amaznia crucial para o Brasil.

    3. Para isso, basta que o Brasil seja capaz de colocar em prtica uma ampla e bem-sucedida poltica socioambiental ...

    (1o pargrafo)

    O emprego da forma verbal grifada na frase acima indica

    (A) restrio afirmativa anterior. (B) condio da realizao de um fato. (C) finalidade de uma ao futura. (D) tempo passado em correlao com outro. (E) hiptese passvel de se realizar.

    Caderno de Prova 09, Tipo 001

  • TRT11R-Conhecimentos Gerais4 3

    4. ... e no sou contra a expanso da rede de usinas aqui, mas preciso cautela ... (2o pargrafo)

    O segmento grifado acima denota

    (A) finalidade decorrente do prprio desenvolvimento do texto. (B) ressalva em correlao com o sentido da afirmativa anterior. (C) temporalidade necessria concretizao da ao prevista. (D) causa que justifica o posicionamento do pesquisador. (E) condio para a realizao da hiptese anterior a ele.

    5. A Amaznia, dona de uma bacia hidrogrfica com cerca de 60% do potencial hidreltrico do pas, tem a chance de emergir como

    uma regio prspera, capaz de conciliar desenvolvimento, conservao e diversidade sociocultural.

    O sentido geral do que se diz acima est retomado, com clareza e correo, em:

    (A) As riquezas naturais da regio amaznica e, especialmente, seu potencial hidreltrico propiciam a ela um futuro promissor, com um desenvolvimento aliado preservao de sua diversidade ambiental e cultural.

    (B) Com a sua diversidade, o ambiente da Amaznia se dispe para alcanar sucesso, em parte nos recursos hidreltricos da

    regio, cerca de muito grandes, por sua conservao, e a prosperidade que vir. (C) A regio que dever se tornar prspera, a Amaznia, que com seus recursos hidreltricos em potencial e a

    biodiversidade, ela vai ser capaz de concordar com a conservao e o desenvolvimento. (D) A bacia hidrogrfica abundante na regio amaznica, com suas hidreltricas, vo permitir o desenvolvimento dessa mesma

    regio, em conjunto com a diversidade social e ambiental que ali se encontra. (E) Todo o desenvolvimento da regio amaznica, com seus rios abundantes e potencial de construir hidreltricas, sero o

    fator do crescimento regional, com desenvolvimento da diversidade e do ambiente. Ateno: As questes de nmeros 6 a 10 referem-se ao texto seguinte.

    Na reunio em que foi eleito diretor-geral da Organizao para a Alimentao e a Agricultura (FAO) da ONU, o ex-ministro

    brasileiro Jos Graziano da Silva assegurou com sua experincia de gestor do programa de combate fome entre ns - que esta

    ser sua prioridade: enfrentar esse problema no mundo, para que at 2015 o nmero de carentes de alimentos no planeta, hoje em

    torno de 1 bilho, se reduza metade. " o desafio do nosso tempo", disse na ocasio o ex-secretrio da ONU, Kofi Anan, lembrando

    que um dos complicadores dessa questo, "o protecionismo dos ricos" sua produo de alimentos, s tem aumentado. E isso

    quando a prpria FAO alerta que os preos desses produtos continuaro a subir nos prximos dez anos. E que a produo precisar

    crescer 70% at 2050, para alimentar os 9,2 bilhes de pessoas que estaro no mundo nessa poca. Ele alertou tambm para os

    crescentes compra e arrendamento de terras em outros pases, por especuladores de fundos de alto risco de pases industrializados.

    Tudo acontece num cenrio paradoxal. Um relatrio da prpria FAO assegura que um tero dos alimentos produzidos no

    mundo, cerca de 1,3 bilho de toneladas anuais, se perde ou desperdiado. Os consumidores ricos desperdiam 222 milhes de

    toneladas de frutas e hortalias tanto quanto a produo de alimentos na frica.

    E assim vamos no mundo dos paradoxos. A produo de alimentos cresce, sobem os preos, "commodities" transformam-se

    em garantia para investimentos, juntamente com a compra de terras em pases mais pobres. Mas no se consegue sair de perto do

    nmero terrvel de 1 bilho de famintos no planeta, 40% da humanidade, vivendo abaixo da linha de pobreza.

    (Trecho com adaptaes do artigo de Washington Novaes. O Estado de S. Paulo, A2, Espao Aberto, 1 de julho de 2011) 6. A ideia central do texto est explicitada em:

    (A) O aumento do nmero de famintos nas regies pobres do planeta exige atitudes de autoridades em relao ao comrcio mundial de alimentos.

    (B) A especulao econmica em torno de terras nos pases em desenvolvimento pe em risco a produo de alimentos. (C) A ao prioritria da FAO, rgo da ONU, estar voltada para a reduo do nmero de pessoas que passam fome em todo

    o mundo. (D) O aumento dos preos de alimentos decorrente da busca de lucros pelos pases mais ricos agrava a fome em todo o

    planeta. (E) O desperdcio de alimentos, principalmente nos pases ricos, a razo primeira do aumento de preos em pases mais

    pobres.

    Caderno de Prova 09, Tipo 001

  • 4 TRT11R-Conhecimentos Gerais4

    7. O cenrio paradoxal a que o autor alude no 2o pargrafo se estabelece entre

    (A) o desperdcio de alimentos nos pases ma

Search related