of 18/18
Paleta das Mãos de Deus... Áureos tons da natureza, paleta das mãos de Deus, Tanto amor, tanta beleza, preenchendo os olhos meus...

Paleta das Mãos de Deus... Áureos tons da natureza, paleta das mãos de Deus, Tanto amor, tanta beleza, preenchendo os olhos meus... Paleta das Mãos de

  • View
    236

  • Download
    16

Embed Size (px)

Text of Paleta das Mãos de Deus... Áureos tons da natureza, paleta das mãos de Deus, Tanto amor, tanta...

  • Paleta das Mos de Deus...

    ureos tons da natureza, paleta das mos de Deus,

    Tanto amor, tanta beleza, preenchendo os olhos meus...

  • Nunca te sintas em solido... como esta rvore, aparentemente solitria em plena imensido, lembra-te de que sempre haver o sol para te abraar e aquecer...

    e mesmo aps seu declnio no horizonte, poders contar com a companhia das estrelas, pliade de amigas a te acalentar desde o infinito.

    Ningum est s quando usufrui a presena das criaturas de Deus...

  • A paisagem do inverno tambm tem sua magia

  • ... mas os encantos do outono so nicos...

  • Arquitetura Divina...Abenoadas as mos que traaram e esculpiram esta obra-prima.

    Muitas vezes vemos estas belezas sem refletir o quanto abenoados somos ns que desfrutamos o prazer de poder ver, olhar, mirar, enxergar, apreciar e tantas possibilidades mais, a partir de nossos olhos saudveis. Agradeo, meu Deus, por minha viso perfeita.

  • No palco da me-Natureza rolam infinitos espetculos. um privilgio apreciar dois de uma s vez: o encanto da cachoeira e a magia do pr-do-sol... Uma festa para os olhos e para a alma...

  • difcil no acreditar que se trata de doces e difanos flocos de algodo pelo ar...uma cascata de plumas... de espumas flutuantes, como diria o grande poeta brasileiro Castro Alves.

  • Certas imagens at dispensam palavras...

  • Dois cones sagrados do Japo: o Monte Fuji e as cerejeiras em flor...

    captar a ambos um momento de feliz inspirao...

  • Este aqui deve ser o portal do paraso...

  • Flor de cacto

    No se fie totalmente em aparncias... Assim como planta de cacto, to spera, to espinhosa, aparentemente to seca e estril... mas que oculta um poder quase divino de expor natureza to sublime e delicada flor... Assim tambm os seres humanos podem ocultar por trs de uma aparente secura, uma alma especial, o bem, a bondade, o dom de contribuir com frutos de solidariedade para um mundo melhor.

  • Vou seguindo meu caminho, curtindo a paisagem outonal...

    Meu olhar repousa sobre uma singela folhinha que baila no ar, como a me dizer adeus, em flutuante despedida...

    Exploso de alegria, fascinante profuso de cores,Como foi um dia a exploso de meus amores...

  • A folhinha, finalmente, repousa sobre o cho. De repente, no a percebo mais; ela misturou-se aos infinitos outrospontos amarelos do cho de outono... entregou-se a seu inevitvel destino de participar do processo de transformao da natureza, para um dia retornar em alguma paisagem,como a lembrar-me que...

  • ...a vida se move em ciclos de fazer e desfazer,

    que sentimentos arrefecem,que ardentes paixes esfriam, que toda glria efmera...

    mas que os ciclos favorecem o renascer da esperana

    e esse, sim, duradouro... eternoem todos os coraes humanos...

  • Esta linda melodia que voc ouve a msica clssica "Le Lac de Como", em homenagem ao Lago Como, na Itlia.

    (Lago Como)

  • Itlia, bero e lar de meus amores...

  • Paleta das mos de Deus...Tanto amor, tanta beleza,Preenchendo os olhos meus...Oriza Martins

  • Texto- Oriza Martins

    Formatao-Ivane Martins

    Msica-Le Lac de Como

    Figuras e textos tirados do site da autorahttp://www.orizamartins.com/