Click here to load reader

Oclusão Venosa da Retina Oclusão da Veia Central da Retina de... · PDF filereencaminhamento para tratamento oftalmológico. ... descolamento retiniano ou flutuações vítreas

  • View
    236

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Oclusão Venosa da Retina Oclusão da Veia Central da Retina de... · PDF...

  • UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Cincias Sociais e Humanas

    Ocluso Venosa da Retina

    Ocluso da Veia Central da Retina

    Maria Ins Valadinha Mendes Lopes

    Relatrio de estgio para obteno do Grau de Mestre em

    Optometria em Cincias da Viso (2 ciclo de estudos)

    Orientador: Prof. Doutor Eugnio Leite Co-orientadora: Dr. Vera Pereira

    Covilh, Junho de 2013

  • Ocluso Venosa da Retina

    ii

  • Ocluso Venosa da Retina

    iii

    Dedicatria

    Dedico aos meus pais, como smbolo de gratido por todos os seus esforos feitos para que me

    tornasse numa pessoa melhor.

  • Ocluso Venosa da Retina

    iv

  • Ocluso Venosa da Retina

    v

    Agradecimentos

    Ao Professor Doutor Eugnio Leite pelos ensinamentos transmitidos e pela ajuda e tempos

    disponibilizados;

    Ortoptista, Dr. Vera Pereira, por me ter proporcionado a realizao deste trabalho, pela

    sua disponibilidade e orientao ao longo deste processo;

    clinica Leite, entidade que me permitiu desenvolver um trabalho de excelncia e qualidade

    na prtica clinica;

    universidade da Beira Interior, corpo docente e colegas de mestrado, que contriburam para

    a consolidao de todo o meu conhecimento;

    Aos meus pais e irmos, que sempre lutaram pelo melhor para mim, e por isso fizeram de

    mim a pessoa determinada que sou. Pelo seu amor incondicional e ajuda ao longo da minha

    caminhada de aprendizagem;

    Ao meu companheiro Leandro, que sempre esteve ao meu lado, pelo carinho, conselhos e

    esperana que me deu.

  • Ocluso Venosa da Retina

    vi

  • Ocluso Venosa da Retina

    vii

    Resumo

    A ocluso da veia central da retina uma patologia ocular que provoca bloqueio da circulao

    sangunea retiniana causada por obstruo da veia central da retina ou, consequentemente,

    dos seus ramos. Esta, subdivide-se em: isqumica ou no-isqumica, dependendo do grau de

    ocluso da veia, sendo a primeira a mais alarmante. A ocluso pode ocorrer em torno de toda

    a rea vascularizada da retina, desde a artria central da retina veia central da retina,

    sendo que a localizao da ocluso permite enquadrar esta patologia num quadro clnico

    especfico e caracterstico.

    Esta patologia muito caracterstica de determinadas doenas pr-existentes que

    proporcionam o desenvolvimento de alteraes vasculares. Quando as doenas interagem com

    a organizao celular das estruturas das veias e artrias podem provocar o rompimento desta

    barreira e levar ao derrame dos lquidos internos. Esses lquidos ao serem absorvidos pelos

    tecidos em redor provocam um inchao dessas camadas evoluindo para um edema

    generalizado com leses permanentes.

    A perda repentina de viso unilateral o principal sintoma que o paciente apresenta, e assim

    que detetada essa falta o paciente deve dirigir-se ou ser reencaminhado para um

    oftalmologista com caracter de urgncia. importante salientar que nem sempre esta perda

    reversvel, tal como nem sempre a sua melhora de viso significativa. Esta patologia

    apresenta sempre um prognstico muito reservado. O fator tempo determinante para que o

    paciente tenha melhoria de viso nos perodos seguintes, ou seja quanto mais rpido for

    realizado o tratamento mais eficaz poder ser.

    Palavras-chave

    Ocluso da veia central da retina, Ocluso da artria central da retina, Ocluso venosa,

    Ocluso do ramo da veia da retina, tratamentos oftalmolgicos.

  • Ocluso Venosa da Retina

    viii

  • Ocluso Venosa da Retina

    ix

    Abstract

    The central retinal vein occlusion is an eye disease that blocs the bloodstream caused by an

    obstruction of the retinal central vein or of its ramifications. This disease can be classified as

    schematic or non-schematic, being the first one more dangerous. The occlusion may occur

    around the entire vascularized area of the retina from the central retinal artery to the

    central vein of the retina. The location of the occlusion allows you to consider this pathology

    in a very specific clinical status.

    This condition is very characteristic of certain pre-existing pathologies which provide the

    development of vascular disorders. When those diseases interact with the cellular

    organization structures of the arteries and veins, they can promote the disruption of this

    barrier and lead to leakage of internal fluids. The majority of these liquids are absorbed by

    the tissues around and consequently they cause a swelling of the adjacent layers. That can

    evolute to a generalized edema with permanent injuries.

    The sudden loss of unilateral vision is the main symptom that the patient detects.

    Immediately after this occurrence the patient must go or be redirected to an ophthalmologist

    with a matter of urgency. It is important to know that this loss is not always reversible and

    the lost visual acuity may not be significantly recovered after treatment. This disease has

    always had a very limited prognosis. Time is the main and crucial factor for the patient, when

    it comes to improve vision in the following periods. The sooner the treatment is performed,

    the more effective it will be.

    Keywords

    Retinal vein occlusion, Artery occlusion, Central retinal Vein occlusion, Retinal branch vein

    occlusion, eye treatments.

  • Ocluso Venosa da Retina

    x

  • Ocluso Venosa da Retina

    xi

    ndice

    Dedicatria iii

    Agradecimentos v

    Resumo vii

    Palavras-chave vii

    Abstract ix

    Keywords ix

    ndice xi

    Lista de Figuras xiv

    Lista de Acrnimos xvi

    Capitulo 1 1

    Seco 1- Introduo 1

    Capitulo 2 4

    Seco 1- Fundamentao Terica 4

    Seco 2- Vascularizao da Retina 6

    Seco 3- Ocluso da Veia Central da Retina 7

    Subseco 1- Prevalncia 10

    Subseco 2- Sintomas 10

    Subseco 3- Sinais 10

    Subseco 4- Exames Complementares 11

    Subseco 4.1- OCT 12

    Subseco 4.2- Angiografia Flouresceinica 12

    Subseco 5- Prognstico 13

    Subseco 6- Tratamento

    13

  • Ocluso Venosa da Retina

    xii

    Capitulo 3 16

    Seco 1- Caso Clinico 16

    Subseco 1- Dados do paciente 16

    Seco 2- Exames Complementares 17

    Subseco 1- OCT - OD; OCT - OD Avaliao Macular 17

    Subseco 2- OCT - OE; OCT - OE Avaliao Macular 18

    Subseco 3- OCT - OE Avaliao Camada das Fibras Nervosas 18

    Subseco 4- Angiografia Flouresceinica 19

    Seco 3- Tratamento 20

    Concluso 21

    Bibliografia 23

  • Ocluso Venosa da Retina

    xiii

  • Ocluso Venosa da Retina

    xiv

    Lista de Figuras

    Figura 1- Processo de formao do clice ptico e da parede dupla que d origem camada

    interna e externa da retina;

    Figura 2- Retina, ramificao da artria central da retina e da veia central da retina;

    Figura 3- Ocluso da artria central da retina;

    Figura 4- Cruzamento arteriovenoso;

    Figura 5-Imagem A- Ocluso da Veia Central da Retina, Imagem B- Ocluso do Ramo da Retina

    Figura 6- Imagem A- Ocluso da Veia Central no-esqumica, Imagem B- Ocluso da Veia

    Central esqumica

    Figura 7- OCT OD avaliao zona macular

    Figura 8- OCT OD avaliao zona macular, com mapeamento de espessuras na zona da mcula

    (zona interior ao circulo apresentado no canto superior direito da imagem.

    Figura 9- OCT OE avaliao zona macular

    Figura 10- OCT OE avaliao zona macular, com mapeamento de espessuras na zona da

    mcula

    Figura 11- OCT RNFL OE, avaliao da camada das fibras nervosa na zona do disco ptico

    Figura 12- Angiografia Flouresceinica, Tempos iniciais OD

  • Ocluso Venosa da Retina

    xv

  • Ocluso Venosa da Retina

    xvi

    Lista de Acrnimos

    GRP Gabinete de Relaes Pblicas

    UBI Universidade da Beira Interior

    AV CC Acuidade visual com compensao

    AV SC Acuidade visual sem compensao

    OCT Tomografia de coerncia optica

    OD Olho direito

    OE Olho esquerdo

  • Ocluso Venosa da Retina

    xvii

  • Ocluso Venosa da Retina

    1

    Captulo 1

    Introduo

    No mbito do segundo ano do mestrado em optometria cincias da viso, foi realizado um

    estgio observacional, com a cooperao do Sr. Professor Doutor Eugnio Leite. O referido

    estgio, teve local numa das suas clinicas, as quais se encontram sobre sua direco. As

    clinicas tomam o nome de Clnicas Leite, e o estgio ocorreu na unidade de Lisboa, com uma

    durao total de 200 horas.

    No que concerne ao estgio clinico realizado, este teve como objetivo geral o

    aprofundamento e a consolidao dos conhecimentos tericos adquiridos sobre diversas

    patologias oculares e a sua deteo precoce, bem como, todo o processo de

    reencaminhamento para tratamento oftalmolgico.

    No primeiro ano de mestrado, foram estudados vrios aparelhos tecnolgicos utilizados na

    rea de oftalmologia. Este estudo revelou conhecimentos no s sobre o seu funcionamento,

    mas sobretudo no propsito da sua aplicao e utilizao. Os mesmos aparelhos foram

    utilizados no decorrer do estgio clnico em casos reais, nos quais, os pacientes padeciam de

    patologias oculares nos diversos estadios de cada doena. Desta forma, foi poss

Search related