Nota Explicativa GERDAU

  • View
    267

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Nota Explicativa GERDAU

GERDAU S.A.INFORMAES INTERMEDIRIAS DA CONTROLADORA E CONSOLIDADAS EM 30 DE JUNHO DE 2011 E DE 2010 Elaboradas de acordo com o CPC 21 Demonstrao Intermediria e a IAS 34 Interim Financial Reporting, emitida pelo International Accounting Standards Board IASB e apresentadas de forma condizente com as normas expedidas pela Comisso de Valores Mobilirios, aplicveis elaborao das Informaes Trimestrais - ITR.

GERDAU S.A. NOTAS EXPLICATIVAS DA ADMINISTRAO S INFORMAES INTERMEDIRIAS DA CONTROLADORA E DO CONSOLIDADO EM 30 DE JUNHO DE 2011 E DE 2010 (Valores expressos em milhares de reais, exceto quando especificado) Revisadas pelo auditor independente na extenso descrita no relatrio de 03 de agosto de 2011 NOTA 1 - INFORMAES GERAIS Gerdau S.A. uma sociedade annima de capital aberto, com sede no Rio de Janeiro, capital, empresa integrante do Grupo Gerdau, dedicado, principalmente, produo e comercializao de produtos siderrgicos em geral, atravs de usinas localizadas no Brasil, Argentina, Chile, Colmbia, Guatemala, Mxico, Peru, Repblica Dominicana, Uruguai, Venezuela, Estados Unidos, Canad, Espanha e ndia. O Grupo Gerdau iniciou sua trajetria de expanso h mais de um sculo, sendo um dos principais players no processo de consolidao do setor siderrgico global. Produz aos longos comuns e especiais e aos planos, principalmente por meio do processo de produo em fornos eltricos, a partir de sucata e ferro-gusa adquiridos, em sua maior parte, na regio de atuao de cada usina (conceito de mini-mill), bem como produzindo ao a partir de minrio de ferro (em altos-fornos e via reduo direta). Seus produtos atendem os setores de construo civil, indstria, automotivo e agropecurio. Em 30/12/2010, a Companhia adquiriu uma participao adicional de 41,5% no capital da ento controlada Aos Villares S.A., sendo 28,9% atravs da incorporao da empresa Prontofer Servios de Construo Ltda. (Prontofer) e 12,6% adquirido de terceiros, atravs da incorporao da empresa Aos Villares S.A., passando a deter a totalidade das aes da empresa. Aps essa operao, alm dos resultados provenientes de investimentos em empresas controladas e coligadas, a Companhia, em suas Demonstraes Financeiras Individuais, passou a reconhecer, tambm, resultados advindos da comercializao de produtos siderrgicos. As Informaes Intermedirias da Controladora e do Consolidado da Gerdau S.A. (Companhia) foram aprovadas pelo Comit de Divulgao em 03/08/2011.

NOTA 2 - RESUMO DAS PRINCIPAIS PRTICAS CONTBEIS 2.1 Base de apresentao A Companhia apresenta suas Informaes Intermedirias da Controladora e do Consolidado, contidas no Formulrio de Informaes Trimestrais ITR, elaboradas, simultaneamente, de acordo com o Pronunciamento Tcnico CPC 21 Demonstraes Intermediria e com a norma internacional IAS 34 Interim Financial Reporting, emitida pelo International Accounting Standards Board IASB, e apresentadas de forma condizente com as normas expedidas pela CVM, aplicveis elaborao das Informaes Trimestrais ITR, e esto identificadas como Controladora e Consolidado respectivamente. Essas prticas diferem do IFRS, aplicvel s demonstraes contbeis intermedirias individuais, somente no que se refere avaliao dos investimentos em controladas pelo mtodo de equivalncia patrimonial, enquanto que para fins de IFRS os investimentos seriam avaliados pelo custo ou pelo valor justo. A preparao das Informaes Intermedirias da Controladora e Consolidadas de acordo com o Pronunciamento Tcnico CPC 21 e o IAS 34 requer o uso de certas estimativas contbeis por parte da Administrao da Companhia. As Informaes Intermedirias da Controladora e do Consolidado foram preparadas utilizando o custo histrico como base de valor, exceto pela valorizao de certos instrumentos financeiros e florestamento/reflorestamento do ativo imobilizado, os quais so mensurados pelo valor justo. As mesmas polticas contbeis e mtodos de clculo foram seguidos nestas Informaes Intermedirias da Controladora e do Consolidado, tais como foram aplicadas nas Demonstraes Financeiras da Controladora e do Consolidado de 31 de dezembro de 2010, exceto pelo impacto da adoo de normas e interpretaes de normas descritas a seguir: 2.2 Novos IFRS e interpretaes do IFRIC (Comit de interpretao de informao financeira do IASB) Alguns novos procedimentos contbeis do IASB e interpretaes do IFRIC foram publicados e/ou revisados e tm a sua adoo opcional ou obrigatria para o perodo iniciado em 01/01/2011. Segue abaixo a avaliao da Companhia dos impactos destas novas normas e interpretaes: Normas e interpretaes de normas vigentes IAS 32 Classificao de direitos de emisso: Alterao do IAS 32 (IFRS Classification of Rights Issues: Amendment to IAS 32)

GERDAU S.A. NOTAS EXPLICATIVAS DA ADMINISTRAO S INFORMAES INTERMEDIRIAS DA CONTROLADORA E DO CONSOLIDADO EM 30 DE JUNHO DE 2011 E DE 2010 (Valores expressos em milhares de reais, exceto quando especificado) Revisadas pelo auditor independente na extenso descrita no relatrio de 03 de agosto de 2011

Em outubro de 2009, o IASB emitiu uma reviso da norma IAS 32, a qual trata de contratos que sero ou podero ser liquidados atravs de instrumentos patrimoniais da entidade e estabelece que direitos, opes ou garantias para adquirir uma quantidade fixa de aes de uma entidade por um montante fixo em alguma moeda so instrumentos patrimoniais. A alterao desta norma efetiva para perodos anuais iniciando em/ou aps 01/02/2010. As alteraes desta norma no impactaram as Demonstraes Financeiras Consolidadas da Companhia. IFRS 1 e IFRS 7 Isenes limitadas de divulgaes comparativas do IFRS 7 para entidades que adotam IFRS pela primeira vez (Limited Exemption from Comparative IFRS 7 Disclosures for First-time Adopters) Em janeiro de 2010, o IASB emitiu alteraes no IFRS 1 e IFRS 7, as quais abordam aspectos de divulgao de informaes comparativas de instrumentos financeiros. Estas alteraes so efetivas para perodos anuais iniciando em/ou aps 01/07/2010. As alteraes desta interpretao no impactaram suas Demonstraes Financeiras Consolidadas. IFRIC 19 Liquidando passivos financeiros com instrumentos de patrimnio (Extinguishing Financial Liabilities with Equity Instruments) Em novembro de 2009, o IFRIC emitiu a interpretao 19, a qual trata da emisso de instrumentos patrimoniais por uma entidade para seu credor com o objetivo de liquidar passivos financeiros. Esta interpretao efetiva para perodos anuais iniciando em/ou aps 01/07/2010. A adoo desta Interpretao no impactou as suas Demonstraes Financeiras Consolidadas. IAS 24 Divulgao de partes relacionadas (Related Party Disclosures) Em novembro de 2009, o IASB emitiu uma reviso da norma IAS 24, a qual trata da divulgao de transao com partes relacionadas e relacionamentos entre controladoras e controladas. A alterao desta norma efetiva para perodos anuais iniciando em/ou aps 01/01/2011. A alterao desta norma no impactou as Demonstraes Financeiras Consolidadas da Companhia. IFRIC 14 Pagamentos antecipados de requerimento mnimos de provimento de fundos Alteraes no IFRIC 14 (Prepayments of a Minimum Funding Requirement Amendments to IFRIC 14) Em novembro de 2009, o IFRIC emitiu alteraes na interpretao 14, a qual so aplicveis em limitadas circunstncias quando uma entidade sujeita a requerimentos mnimos de provimento de fundos e efetua um pagamento antecipado de contribuies para cobrir estes requerimentos. Estas alteraes so efetivas para perodos anuais iniciando em/ou aps 01/01/2011. A alterao desta interpretao no impactou as Demonstraes Financeiras Consolidadas da Companhia. Melhoria anual das IFRS de maio de 2010 Em maio de 2010, o IASB emitiu uma reviso das normas IFRS 1, IFRS 3, IFRS 7, IAS 1, IAS 27, IAS 34 e IFRIC 13. A alterao da norma IFRS 3 efetiva para perodos anuais iniciando em/ou aps 01/07/2010. As demais alteraes de normas so efetivas para perodos anuais iniciando em/ou aps 01/01/2011. As alteraes destas normas no impactaram as Demonstraes Financeiras Consolidadas da Companhia. Normas e interpretaes de normas ainda no vigentes IFRS 9 Instrumentos financeiros (Financial Instruments) Em novembro de 2009, o IASB emitiu a norma IFRS 9, a qual tem o objetivo de substituir a norma IAS 39 Instrumentos financeiros: Reconhecimento e mensurao, ao longo de trs fases. Esta norma representa a primeira parte da fase 1 de substituio do IAS 39 e aborda a classificao e mensurao de ativos financeiros. Em outubro de 2010, o IASB adicionou nesta norma os requerimentos para classificao e mensurao de passivos financeiros. Esta norma e a alterao posteriormente efetuada so efetivas para perodos anuais iniciando em/ou aps 01/01/2013. A Companhia est avaliando os efeitos oriundos da aplicao desta norma e eventuais diferenas em relao ao IAS 39. IFRS 7 Divulgaes Transferncias de Ativos Financeiros (Disclosures Transfers of Financial Assets)

GERDAU S.A. NOTAS EXPLICATIVAS DA ADMINISTRAO S INFORMAES INTERMEDIRIAS DA CONTROLADORA E DO CONSOLIDADO EM 30 DE JUNHO DE 2011 E DE 2010 (Valores expressos em milhares de reais, exceto quando especificado) Revisadas pelo auditor independente na extenso descrita no relatrio de 03 de agosto de 2011 Em outubro de 2010, o IASB emitiu uma reviso da norma IFRS 7. Esta alterao tem o objetivo de adicionar divulgaes que permitam ao usurio das demonstraes financeiras avaliar o risco de exposio relativo a transferncia de ativos financeiros e os efeitos destes riscos sobre a posio financeira da entidade. A alterao da norma IFRS 7 efetiva para perodos anuais iniciando em/ou aps 01/07/2011. A Companhia est avaliando o impacto da adoo desta alterao em suas Demonstraes Financeiras Consolidadas. IFRS 1 Hiperinflao severa e remoo de datas fixas para empresas que adotarem o IFRS pela primeira vez (Severe Hyperinflation and Removal of Fixed Dates for First-time Adopters) Em dezembro de 2010, o IASB emitiu uma reviso da norma IFRS 1. A alterao da norma IFRS 1 aborda orientaes para adotantes do IFRS pela primeira vez que estejam localizados em pases de economia h