of 25 /25
2/3/2012 1 ANATOMIA E FISIOLOGIA DO APARELHO DIGESTIVO DO APARELHO DIGESTIVO MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA BOCA E ESÔFAGO ` Anomalias do desenvolvimento Agenesia dental Fendas faciais Anomalias do crescimento da mandíbula x Prognatia x Bragnatia ` Cistos Dentígenos Queilosquise Queilopalatosquise Queilognatosquise

MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

  • Upload
    others

  • View
    29

  • Download
    0

Embed Size (px)

Citation preview

Page 1: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

1

ANATOMIA E FISIOLOGIA DO APARELHO DIGESTIVODO APARELHO DIGESTIVO

MEDICINAX

MEDICINA VETERINÁRIA

BOCA E ESÔFAGO

Anomalias do desenvolvimento◦ Agenesia dental◦ Fendas faciais◦ Anomalias do crescimento da mandíbula

PrognatiaBragnatia

Cistos Dentígenos

Queilosquise

Queilopalatosquise Queilognatosquise

Page 2: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

2

Doenças dos dentes e tecidos dentais◦ Tártaro◦ Inflamação dos dentes e periodontites◦ Hipoplasia segmentar do esmalte – cinomose◦ Fluorose em bovinos - alterações de cor◦ Tetraciclinas e porfiria – fluorescem à luz UV◦ Desenvolvimento dentário anormal

Eqüinos com epiteliogênese imperfeitaDistúrbios Circulatórios

Page 3: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

3

Obstruções◦ Mucocele (pseudocistos traumáticos)

Rânula – mucocele da glândula salivar sublingualg g◦ Sialolitíase

Concreções ductais amarelas ou brancacentas

Page 4: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

4

Processos inflamatórios - estomatites

CausasAgentes químicos – substâncias químicas, tóxicos

Agentes físicos – traumas

Agentes biológicos – vírus

Doenças auto-imunes e sistêmicas

ConseqüênciasDor, anorexia, sialorréia

Processos inflamatórios

Estomatite Catarral

Estomatite Vesicularaftosa (picornavírus), estomatite vesicular (rabdovírus), dç vesicular dossuínos (picornavírus), exantema vesicular do suínos (calicivirose)

Estomatite Erosiva e Ulcerativa

Cavidade Bucal

Estomatite Erosiva e UlcerativaConseqüência de estomatites vesiculares, uremia, corpos estranhos,deficiência de vitamina C, DVB, febre catarral maligna, calicivirose felina

Estomatites papularesestomatite papular bovina/ectima contagioso dos ovinos – parapoxvírus

zoonoses

Inflamações dos tecidos profundosActinobacilose (A. lignieresii) - “língua de pau”Noma (macacos e cães, semelhante necrobacilose)Necrobacilose (F. necrophorum) – difteria dos terneirosActinomicose (A. bovis) - “mandíbula encaroçada”

Cavidade Bucal

( ) ç

Estomatite eosinofílicaComplexo granuloma eosinofílico felino – úlcera indolente

Estomatite linfoplasmocitáriaFIV/FelV em associação com calicivirose ou dç bacterianaHalitose, anorexia, hiperemia, hiperplasia gengival

Page 5: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

5

Cavidade Bucal - corpos estranhos

Neoplasias

Adamantinoma ou Ameloblastoma

(esmalte do dente)

Papilomatose oral caninap

Carcinomas

Melanomas

Sarcomas

Épulis ou épulides

Page 6: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

6

Sarcosporidiose

Cisticercose

Trichinella spiralis (carnívoros/omnívoros)

Page 7: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

7

Anomalias do DesenvolvimentoAplasia segmentarAcalasia – cães - desordem neuromuscular hipertônica do cárdiaMetaplasia epitelialEstenose e obstrução esofágicaDilatação do esôfago – megaesôfagoEspécies: cães gatos e cavalosEspécies: cães, gatos e cavalosCausas: congênita e adquiridaEfeitos: regurgitação, dilatação, mal hálito e emagrecimento progressivoInflamações - EsofagitesEsofagite de refluxo (cães e gatos)Esofagite química (acidental, intencional, medicamentosa)Esofagite traumática e impactação (cães, cavalos e bovinos)

Fatos e boatos sobre ossos na

dieta de carnívoros

Page 8: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

8

Esofagite bacteriana – difteria dos terneiros

Esofagite traumática – corpos estranhos

Esofagite micótica – candidíase

•ruminantes, suínos, primatas e aves•imunocompetência deficiente•situações de imunossupressão

Page 9: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

9

Esofagomalacia

Neoplasias◦ Papilomas◦ Carcinomas◦ Sarcomas

Parasitas – esofagites parasitárias◦ Spirocerca lupi – fibrossarcoma/osteossarcoma◦ Gongylonemíase - mucosa esofágica/apatogênicos

(eqüinos, asininos, ruminantes, primatas e homem)

Outros parasitas – situações peculiares

PRÉ-ESTÔMAGOS, ESTÔMAGO E INTESTINOS

•Mudanças de Posição

Dilatação (timpanismo) - aguda ou crônica

Aguda - bovinos, eqüinos, cães

Obstrutiva – corpos estranhos (obstrução esofágica ou do cárdia)

Simples ou espumosa - excesso carboidratos/pouco volumoso seco e fibroso

ESTÔMAGO

Simples ou espumosa - excesso carboidratos/pouco volumoso seco e fibroso

gás + ingesta = espuma estável mantida pelo pH baixo

Sinais e evolução: salivação, disfagia, contrações esofágicas antiperistálticas,

distensão abdominal, ruptura gástrica, peritonite e morte

Cães – refeição única e abundante, rações com ingredientes fermentáveis

Compressão pulmonar e da veia cava – insuficiência respiratória/hipovolemia

•Mudanças de PosiçãoDilatação (timpanismo) - aguda ou crônica

Crônica - secundária...úlceras, neoplasias, estenose pilórica, vagopatias, aerofagia,alimentação pouco nutritiva, distúrbios metabólicos...

AMBAS - COM OU SEM TORÇÃO/RUPTURA

ESTÔMAGO

Sinais: hiporexia, anorexia, distensão abdominal, fezes escassas

Deslocamento de abomaso – alimentos suculentos (silagem de milho)Torção (com ou sem ruptura)

•Impactação - vagopatias - infecciosas, tóxicas, traumáticas

•Alterações Circulatórias - hiperemia, congestão, hemorragias

•Corpos Estranhos

Page 10: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

10

Page 11: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

11

ESTÔMAGODilatação por sobrecarga alimentar monogástricos - aguda

Animais jovens - mudança de alimentação sem adaptação

Alimentos palatáveis - ingestão excessiva

Digestório não adaptado - deficiência enzimática

Favorece fermentação e proliferação bacteriana (clostridiose e colibacilose)

Dilatação gastrointestinal - diarréia

Morte - endotoxemia (toxinas bacterianas)

•Processos Inflamatórios - Gastriteserosiva aguda ou hemorrágica, traumática (cães e bovinos), eosinofílica

(parasitária e idiopática), atrófica crônica, hipertrófica, bacteriana

(colibacilose, clostridiose, necrobacilose), micótica (candidíase, mucormicose),

granulomatosa (tuberculose, histoplasmose)

•Erosões e Ulcerações

ESTÔMAGO

•Erosões e Ulceraçõestraumas (corpos estranhos), solventes químicos endógenos e exógenos (refluxo

intestinal, álcool), estresse, isquemias, alimentação (milho - suínos), aine’s,

mastocitomas (histamina aumenta secreção HCl), uremia, cetose, pós-parto,

metrite, mastite, fungos, bactérias, vírus...e combinações como estresse e

agentes biológicos ou alimentação e agentes biológicos.

Page 12: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

12

•Gastrites parasitáriasEqüinos

Gasterofilose - G. intestinalis e G. nasalis

Anteriormente habronemíase gástrica - Draschia megastoma

Gatos/cães

ESTÔMAGO

Physaloptera preaputialis (gatos), Physaloptera canis (cães/gatos)

Ruminantes

Hemoncose - H. contortus

Ostertagiose - O. ostertagi (bovinos) e O. circumcincta (ovinos/caprinos)

Parasitam glândulas gástricas e resultam em nódulos na mucosa abomasal

Page 13: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

13

Neoplasias◦ Linfomas

◦ Carcinomas

◦ Adenocarcinomas gástricos em cães

◦ Leiomiomas

Dilatação do Rúmen -Timpanismo◦ Obstrutivo◦ Simples ou espumoso (alimentos ricos em carboidratos)◦ Timpanismo Agudo◦ Timpanismo Crônico◦ Timpanismo Crônico◦ Post mortemCorpos estranhos◦ Obtusos - bezoares◦ Pontiagudos

Acidose metabólica em bovinos - sobrecarga alimentar

Produção excessiva de agv’s

Queda pH ruminal e lise bactérias/protozoários

Sobrecarga de carboidratos

Crescimento estreptococos e lactobacilos

⇑ Ácido láctico, sais e agv’s (acidose láctica)

⇑ pressão osmótica - Seqüestro hídrico ruminal

Desidratação, hipovolemia, atonia ruminal, timpanismo espumoso, toxemia

Page 14: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

14

Úlceras de Rúmen

Neoplasias◦ Papilomas

◦ Carcinoma de Células Escamosas

Page 15: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

15

Alterações Cadavéricas

◦ Timpanismo Cadavérico◦ Manchas Cadavéricas

impregnação hemoglobínicasulfametahemoglobina

Anomalias congênitasEstenose - Atresia ani - Aplasia segmentar

Agangliose colônica congênitaAusência de gânglios nervosos intramuscularespotros brancos (filhos de paint horse)estenose da região afetada e dilatação do segmento proximalpor isso - megacólon agangliônico congênito

Divertículo Intestinalcongênito ou adquiridoevaginação sacular da parede intestinalpredispõe à inflamaçõesdivertículo de Meckel

persistência do ducto umbilical ou onfalomesentérico

Page 16: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

16

Mecânicas

NervosasNervosas

Vasculares

Obstrução SimplesEstreitamento do lúmen (estenose ou constrição)

Congênita: atresias, imperfurações

Adquiridas: inflamações, traumas e neoplasias

Corpos estranhos e bezoaresCorpos estranhos e bezoares

Concreções (enterólitos)

Compactações

Parasitas

Compressões intra e extramurais

Page 17: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

17

Concreções encontradas na região do cólon e ceco;

Podem atingir grandes dimensões;

Coloração pardacenta, superfície lisa, forma ovalada;

Ao corte, a distribuição das camadas é concêntrica;

Via de regra, são mineralizados;

Constituídas por carbonatos e fosfatos.

Page 18: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

18

Obstrução com estrangulamento

Torções (vólvulo ou torção)

IntussuscepçãoIntussuscepção

Hérnias estranguladas

umbilical, inguinal, escrotal, diafragmática

Encarceramentos (mesentério)

Mudança alimentação

timpanismo, hipermotilidade, vólvulo

Page 19: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

19

Íleo Adinâmico

Patogenia: Paralisia neuromuscular de origem traumática ou metabólica com

manutenção de estímulos farmacológicos

l d d d

Obstrução Nervosa

Causas: manipulação de vísceras em procedimentos cirúrgicos, peritonite, dor

abdominal intensa, hipocalcemia, hiponatremia, hipocalemia

Sinais: anorexia, distensão abdominal e de alças, eliminação insuficiente de

flatos e fezes, vômito

Tromboses e Embolias

Tromboembolia Intestinal em Equídeos

Obstruções Vasculares

q

Conseqüência de lesões arteriais por larvas de Strongylus vulgaris (artéria mesentérica e seus ramos)

Lesões: áreas de infarto localizadas no intestino delgado distal, ceco e cólon maior.

Page 20: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

20

Perfurações◦ Punções do intestino◦ Projéteis de arma de fogo◦ Corpos estranhos◦ Úlceras

Rupturas◦ Palpação ou introdução de objetos via retal◦ Traumas contundentes◦ Rupturas por distensão

Quanto a localizaçãoenterite, tiflite ou cecite, colite e proctite

Quanto ao ExsudatoM óidMucóideCatarralHemorrágicaPurulentaFibrinosaUlcerativa ou Necrótica

Page 21: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

21

Rotavírus: bovinos e eqüinosCoronavírusbovinoscaninos (coronavirose)suínos (gastroenterite transmissível dos suínos)Adenovírus: bovinosParvovírus:caninos (parvovirose canina)felinos (panleucopenia viral felina)bovinosPestivírusdiarréia viral boviva (DVB)doença das mucosas (variante DVB com dupla ação viral)

Corona

Parvo

Escherichia coli: Colibacilose

Grande importância - terneiros/leitões

Doença do edema - suínos - neurotoxina

Salmonella typhimurium, S. dublin, S. cholerasuis

Salmonelose - enterocolite - “úlceras botonosas”Salmonelose enterocolite úlceras botonosas

Clostridium perfringens: Enterotoxemia

Rhodococcus equi: Enterocolite dos potros

Mycobacterium paratuberculosis: Paratuberculose

Campylobacter jejuni, C. sputorum

Adenomatose intestinal (campilobacteriose)

Page 22: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

22

Enterites Idiopáticas

Enterite linfoplasmociária: cães e gatos

Gastroenterite eosinofílica: cães e gatos

Enterite granulomatosa: eqüinos

Macro: nódulos ou placas fibrovasculares escuras na serosa;Macro: nódulos ou placas fibrovasculares escuras na serosa;

placas firmes, elevadas, cinzas ou brancas na mucosa com ou

sem úlceras centrais; hipertrofia da musculatura intestinal

Sinais: animais jovens, emagrecimento progressivo,

hipoproteinemia, diarréias e cólicas intermitentes

Coccidiose – Gen. Eimeria e Isospora

Criptosporidiose – Cryptosporidium

Toxoplasmose – Toxoplasma gondii

Balantidiose – Balantidium coli (suínos)

Cães - Toxocara canisGatos - Toxocara catiCães e Gatos - Toxascara leoninaEqüídeos - Parascaris equorumSuínos - Ascaris suumBovinos Toxocara vitulorumBovinos - Toxocara vitulorumAves - Ascaridia galli

Localização: intestino delgado

Ação sobre o hospedeiro

obstruções intestinais e condutos biliares, enterite catarral crônica

Strongylus vulgaris, S. edentatus, S. equinus

Pequenos estrongilus

Triodontophorus spp; Cyathostomum spp - eqüinos

Localização : ceco e cólon

Ação sobre o hospedeiro

S. vulgaris, S. edentatus e S. equinus: anemia, diarréia, emaciação,

lesões produzidas pela migração das larvas e cólica.

Pequenos estrongilus: enterite, diarréia e cólica.

Page 23: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

23

Cães - Ancylostoma caninumGatos - A. braziliensis (cães)Bovinos - Bunostomum phlebotomumpOvinos e Caprinos - B. trigonocephalus

Localização: intestino delgadoAção sobre o hospedeiro: anemia e hipoproteinemia.

Ovinos - Oesophagostomum radiatumCaprinos e Ovinos - O. columbianumSuínos - Oesophagostomum dentatum

Localização: ceco e cólonAção sobre o hospedeiroenterite catarral, nódulos na serosa intestinal (estenose)

Ruminantes - Cooperia e NematodirusLocalização : intestino delgadoAção sobre o hospedeiro:

enterite e atrofia das vilosidadesf

Cães - Trichuris vulpisRuminantes - T. discolor e T. globulosa

Localização: cecoAção sobre o hospedeiro

tiflite catarrral hemorrágica ou necrótica

Page 24: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

24

Eqüinos - Oxyurus equi

Localização: ceco e cólon

Ação sobre o hospedeiro: são pouco patogênicos

Cães - Dipylidium caninumRuminantes - Moniezia spEqüinos - Anoplocephala magna, A. perfoliata

Localização: intestino delgadoA. perfoliata, intestino delgado, ceco e cólon

Ação sobre o hospedeiro: são pouco patogênicosA. perfoliata - ulcerações na válvula íleo-cecal.

Pólipos (Papilomas)

Linfomas

Ad iAdenocarcinomas

Leiomiomas

Fibromas

Page 25: MEDICINA X MEDICINA VETERINÁRIA

2/3/2012

25

Alho e óleo!!!!