of 12/12
Manual do Proprietário MICHELIN

Manual do Proprietário MICHELIN - media.michelinman.commedia.michelinman.com/content/dam/tcas/michelin/br/pdf/Produtos/... · 1 Marca do pneu Modelo do pneu (segundo o desenho da

  • View
    221

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of Manual do Proprietário MICHELIN -...

  • Manual do Proprietrio MICHELIN

  • Parabns

    Voc acaba de adquirir um pneu

    MICHELIN, sua marca de confiana

    que agrega a mais alta tecnologia

    para lhe proporcionar o mximo

    e m c o n f o r t o , p e r f o r m a n c e e

    segurana. Este manual contm,

    a l m d a s e s p e c i f i c a e s d o

    produto, orientaes e conselhos

    que lhe permi t i ro ot imizar a

    durabilidade de seu pneu de passeio

    e caminhonete.

    No caso de qualquer dvida ou sugesto, entre em contato com o nosso Servio de Atendimento ao Consumidor:

    saC 0800 970 94 00

  • ndice

    Marcaes de um pneu .... . . . . . . Pg. 1

    Escolha o pneu certo .... . . . . . . Pg. 3

    Utilizao e manuteno .... . . . . . . Pg. 4

    Garantia ... . . . . . . . Pg. 7

  • 1

    Marca do pneu

    Modelo do pneu (segundo o desenho da banda de rodagem).

    Dimenso do pneu

    Exemplo 1: Dimenso de pneu de passeio: 175/70 R13 175 - largura do pneu em milmetros. 70 - relao da largura do pneu com a altura do flanco. R - indica que a estrutura do pneu radial. 13 - dimetro interno do pneu em polegadas.

    Exemplo 2: Dimenso de pneu de caminhonete: 31x10.5 R15 31 - dimetro do pneu em polegadas. 10.5 - largura mxima do pneu em polegadas. R - indica que a estrutura do pneu radial. 15 - dimetro interno do pneu em polegadas.

    Obs.: Alguns pneus para caminhonetes tm suas dimenses descritas conforme o exemplo 1.

    ndice de carga e velocidade. Vide tabela de correspondncia.

    Tipo de montagem TL - Montagem Tubeless, unicamente sem cmara.

    TT - Montagem Tube Type, unicamente com cmara.

    Indicador de desgaste

    (este desenho encontrado no ombro localiza este indicador).

    Certificao INMETRO (gravado no flanco).

    Marcaes de um pneu

  • 2

    Outra marcao possvel, exigida pelos regulamentos internacionais: DOT (norte-americana: indica a fbrica, dimenso do produto e semana/ano de fabricao).

    A marcao Reinforced, se houver, indica pneus reforados para uma maior capacidade de carga. Observe, antes de qualquer montagem, se no flanco do pneu existe alguma indicao de sentido de rodagem, pois a montagem em desacordo com as indicaes acarretar anomalias de comportamento, comprometendo a segurana, o desempenho e a durabilidade dos pneus.

  • 3

    Escolha o pneu certo

    Para a escolha correta da dimenso e do tipo do pneu, consulte o MANUAL DO PROPRIETRIO de seu veculo ou a nossa REDE DE REVENDAS. Nela, voc ser orientado quanto ao produto mais adequado ao seu veculo: dimenso, desenho, ndices de carga, velocidade, etc.

    A montagem de pneus de dimenses e tipos no recomendados pelo fabricante do veculo poder alterar suas caractersticas originais de comportamento.

    Nunca montar um pneu com ndices de carga e velocidade inferiores ao recomendado pelo fabricante do veculo.

    ndice N P Q R S T H V W Y VR ZR

    Km/h 140 150 160 170 180 190 210 240 270 300 >210 >240

    Tabela de cdigo de velocidade

    nd./Kg nd./Kg nd./Kg nd./Kg nd./Kg nd./Kg 36 - 125 53 - 206 70 - 335 87 - 545 104 - 900 121 - 1450 37 - 128 54 - 212 71 - 345 88 - 560 105 - 925 122 - 1500 38 - 132 55 - 218 72 - 355 89 - 580 106 - 950 123 - 1550 39 - 136 56 - 224 73 - 365 90 - 600 107 - 975 124 - 1600 40 - 140 57 - 230 74 - 375 91 - 615 108 - 1000 125 - 1650 41 - 145 58 - 236 75 - 387 92 - 630 109 - 1030 126 - 1700 42 - 150 59 - 243 76 - 400 93 - 650 110 - 1060 127 - 1750 43 - 155 60 - 250 77 - 412 94 - 670 111 - 1090 128 - 1800 44 - 160 61 - 257 78 - 425 95 - 690 112 - 1120 129 - 1850 45 - 165 62 - 265 79 - 437 96 - 710 113 - 1150 130 - 1900 46 - 170 63 - 272 80 - 450 97 - 730 114 - 1180 131 - 1950 47 - 175 64 - 280 81 - 462 98 - 750 115 - 1215 132 - 2000 48 - 180 65 - 290 82 - 475 99 - 775 116 - 1250 133 - 2060 49 - 185 66 - 300 83 - 487 100 - 800 117 - 1285 134 - 2120 50 - 190 67 - 307 84 - 500 101 - 825 118 - 1320 135 - 2180 51 - 195 68 - 315 85 - 515 102 - 850 119 - 1360 136 - 2240 52 - 200 69 - 325 86 - 530 103 - 875 120 - 1400 137 - 2300* peso mximo por pneu

    Tabela de ndice de carga*

  • 4

    Utilizao emanuteno

    Veja a seguir algumas orientaes para que voc obtenha o melhor desempenho, segurana, economia e durabilidade de seus pneus MICHELIN.

    Montagem / desmontagem Devem ser efetuadas preferencialmente por profissionais

    capacitados de nossa Rede de Revendas com ferramentas e processos adequados, alm de mquinas adaptadas.

    As rodas devem ser adequadas dimenso do pneu e estar em perfeitas condies.

    Pneus novos TT (com cmara) devero ser montados com cmaras novas.

    Pneus novos TL (sem cmara) devero ser montados com vlvulas novas.

    Em um mesmo eixo, empregar pneus com a mesma dimenso, modelo, ndice de carga e velocidade.

    Verificar, antes da montagem, se os ndices de carga e velocidade do pneu se adequam ao modelo do veculo e ao tipo de utilizao.

    Presses Seguir a recomendao do fabricante do veculo. Corrigi-las sempre com os pneus frios, isto , antes de

    iniciar a rodagem. Freqncia de correo mnima:

    duas vezes ao ms, com manmetros aferidos.

    Obs.: Nunca retire ar dos pneus quentes, isto , durante ou logo aps a rodagem. Verifique sempre se h fugas lentas de ar pela base ou ncleo da vlvula. Coloque sempre tampas nas vlvulas.

  • 5

    Indicadores de desgasteDe acordo com as normas tcnicas e de trnsito em vigor, proibida a circulao de veculos equipados com pneus cuja profundidade dos sulcos da escultura esteja inferior a 1,6mm em qualquer ponto da banda de rodagem.

    BalanceamentoDefinio: o processo de equilibragem esttica e dinmica do conjunto pneu/roda.

    Deve ser efetuado: Sempre que houver substituio de pneus. Sempre que for efetuado conserto em pneus ou cmaras. Por ocasio de vibraes. Sempre que houver substituio de elementos do conjunto rodante.

    Por exemplo: pastilhas de freios, rolamento da roda, peas da suspenso, etc.

    Para conjuntos empregados em bicicletas ou motocicletas que possuam rodas dotadas de raios. Verificar periodicamente a tenso e o estado dos mesmos, eliminando excentrici dades radiais e laterais inexistentes.

    AlinhamentoDefinio: chamamos de alinhamento o processo de regulagem dos ngulos da direo e suspenso do veculo conforme as especificaes do fabri cante. Basicamente so 3 ngulos a serem verifi cados: convergncia/divergncia, cmber e cster.

    Deve ser efetuado:

    Em todas as revises peridicas estipuladas pelo fabricante do veculo ou, pelo menos, a cada 7000 km.

    Sempre aps um impacto forte contra buracos, pedras, guias ou outros objetos.

    Sempre que houver a substituio de algum elemento da suspenso ou da direo.

    Toda vez que se notar algum comportamento estranho no veculo, tendendo a ir mais para um lado ou com dificuldade de se manter na trajetria.

    Quando forem verificados desgastes irregulares nos pneus. Sempre que houver substituio de pneus.

  • 6

    Durante a rodagem, evite... Condues arriscadas, patinagens, freadas e arrancadas bruscas. Impactos em meio-fio, buracos, cabeceiras de pontes e obstculos

    na pista. Cargas e velocidades superiores s indicadas no pneu (ver tabelas

    de ndice de carga e de cdigo de velocidade). Longas paradas sobre produtos poluentes ou derivados de

    petrleo.

    AdvertnciaO desrespeito s recomendaes anteriores pode ocasionar:1.Agresseslocalizadasoucircunferenciaisnabandaderodagem.2.Quebrada lona carcaa,ocasionandodeformaesnosflancos

    (bolhas).3.Desagregaoparcialoutotaldaestruturadopneu.4.Separaesentreprodutos,porosidadeoudeformaes.

    Rodzio de pneusDevido s caractersticas de cada veculo, como a trao dianteira ou traseira, a recomendao de ngulos de suspenso e a distribuio de pesos nos eixos, cada carro possui desgastes diferenciados entre os pneus. Para igualar estes desgastes, evitando a troca prematura de um ou dois pneus, recomendamos sempre que se efetue um rodzio entre eles, em funo da recomendao do fabricante do veculo ou da forma de desgaste observada. Para este exame e um correto conselho sobre o rodzio, consulte nossa Rede de Revendas, o manual do veculo ou o fabricante do veculo.

    Objetivo:

    Igualar possveis desgastes irregulares, proporcionando um desgaste uniforme nos 4 ou 5 pneus, caso o estepe seja includo.

    Dever ser efetuado em funo da forma de desgaste ou segundo orientaes do Manual do Veculo. Para maiores detalhes, consulte nossa Rede de Revendas.

    Exame dos pneusVerifique regularmente se os pneus apresentam: Calibragem correta ou perda lenta de presso. Desgastes irregulares. Agresses e/ou avarias na banda de rodagem e flancos. Objetos retidos no desenho da banda de rodagem. Desgaste - limite (1,6mm de escultura), vide item Indicadores de

    Desgaste. Traos de envelhecimento dos compostos de borracha,

    evidenciados pelo surgimento de pequenas fissuras ou rachaduras. Caso seja observada qualquer anomalia, consulte nossa Rede de Revendas.

  • 7

    Conserto de avarias As desmontagens, reparaes e monta gens dos pneus devero ser

    sempre confiadas a profissionais capacitados, utilizando ferramentas e produtos adequa dos a essas operaes.

    As reparaes devem ser efetuadas interna e externamente, evitando assim pontos de oxidao ou deteriorao provenientes de umidade, comprometendo a ligao dos diferentes produtos, bem como sua segu rana e garantia.

    No recomendamos a utilizao de produtos qumicos em seus pneus e cmaras de ar (interna ou externamente), especialmente os que contenham em sua formulao elemen tos derivados de petrleo ou outros que possam comprometer o estado original dos compostos de borracha, tais como: sprays para reparos, produtos vedantes, produtos de limpeza, etc. A utilizao destes produtos compromete a segurana, a durabilidade e o desempenho dos pneus e das cmaras de ar.

    Os consertos e reparos devem respeitar limites de tolerncia fornecidos pelo fabri cante do material usado no conserto.

    Limpeza de pneusO melhor para manter os pneus limpos a utilizao de sabo neutro.

    A garantia aplica-se aos pneus novos de passeio e caminhonete da marca MICHELIN, fabricados ou importados pela MICHELIN e comercializados diretamente ao consumidor por ela ou atravs de sua Rede de Revendas autorizada e os demais pontos de venda autorizados. E para ter validade, a presente garantia deve ser preenchida com a data da compra, o nmero da nota fiscal e o carimbo do fornecedor.

    1. A MICHELIN garante seus produtos por um prazo de cinco anos, contados da data da compra, contra quaisquer vcios de qualidade e/ou defeito que vierem a ser constatados e que impeam ou limitem seu uso antes do trmino do referido prazo. Esto excludas da presente garantia as avarias de origem acidental ou aquelas causadas pela utilizao indevida do produto ou do veculo (vide casos e avarias no cobertos pela presente garantia);

    2. Os produtos, objetos de uma reclamao, sero submetidos a exame pela nossa Rede de Revendas, atravs do Verificador Tcnico com suporte de nossos tcnicos, capacitados para essa finalidade;

    3. Caso haja qualquer dvida com relao a nossos produtos, sugerimos encaminh-la a nossa Revenda mais prxima ou contatar nosso SAC, atravs do telefone 0800-970-9400, onde o usurio ser orientado sobre como proceder. Na ocasio da compra, exija a Nota Fiscal;

    Garantia

  • 4. Sempre que reclamar um produto apre sente para exame seus complementos, tais como: CARRO, PNEU, CMARA (se houver), RODA, VLVULA. A ausncia dos mesmos dificultar a concluso do exame e a elabo rao do laudo tcnico.

    AVArIAs NO CObErtAs pELA gArANtIA dE FAbrICAO:

    a) Avarias de origem acidental, aque las causadas, exemplificadamente, por choques em obstculos na pista, quedas em buracos ou ainda aquelas causadas por ao de terceiros.

    b) Avarias decorrentes da m utilizao do produto em desacordo com as orien taes de uso e manuteno fornecidas pela MICHELIN ou com as normas de segu rana e conduo no trnsito.

    c) Avarias decorrentes da m utilizao do veculo em que o produto foi montado, aquelas causadas pela utilizao do veculo em desacordo com as orientaes de uso e manuteno do fabricante do mesmo ou com as normas de segurana e conduo no trnsito.

    So exemplos de avarias de origem acidental, ou causadas pela m utilizao do produto ou do veculo: Pneuscomdesgastedecorrentedeproblemasdeorigemmecnica

    ou fatores liga dos utilizao. Pneusqueapresentaremmarcasdepatinagemoucaractersticasde

    bloqueio de freio. Pneusqueapresentaremdeformaes,bolhas,sinaisderoamentos

    no flanco, de origem acidental, decorrentes de choque ou impacto contra buracos e/ou obstculos.

    Pneus apresentando sinais de separao de seus compostos nasligaes: banda de rodagem/flanco, flanco/tales, ou revesti mento interno, ocasionados por insuficincia de presso ou sobrecarga.

    Pneus que apresentem arrancamentos de elementos de bandade rodagem decorrentes de emprego em pisos ou condies no previstas em sua utilizao.

    Pneus de motocicletas, ciclomotores, motonetas e bicicletas quepermaneceram montados e fora de uso por tempo prolongado.

    Pneus de motocicletas, ciclomotores, motonetas e bicicletasmontados e empre gados em eixos e sentido de rodagem dife rentes dos indicados no produto.

    CAsOs NO CObErtOs pELA gArANtIA dE FAbrICAO:

    Os pneus que se enquadrarem em qualquer uma das hipteses definidas abaixo no esta ro cobertos pela presente garantia: Pneus raspados, recauchutados, recapados, redesenhados ou

    remoldados. Pneusqueapresentaremdesgastesiguaisouinferioresaoslimites

    tcnicos legais (vide indicadores de desgaste no Manual do Proprietrio).

    Pneuscujasmarcaesnosflancostenhamsidoraspadas,cortadasou adulteradas.

    8

  • saC 0800 970 9400www.michelin.com.br

    Para outras informaes, consulte um de nossos revendedores autorizados.

    RESPEITE OS NDICES DE VELOCIDADE E CARGA DO PNEU E OS LIMITES DE VELOCIDADE DA LEGISLAO DE TRNSITO.

    O pneu assimtrico possui uma inscrio Lado Externo que deve ficar obrigatoriamente voltada para o lado externo do veculo.

    A fbrica MICHELIN de pneus de passeio de Itatiaia possui:ISO TS 16.949 (Norma Internacional da indstria automobilstica);ISO 14001 (Certificado Ambiental); Norma Internacional de gesto do sistema de qualidade na Indstria Automobilstica, para ISO TS.

    A fbrica de pneus de passeio de Cali (Colmbia) possui:ISO 9001 verso 2000 para o sistema de gesto de qualidade (SQM)

    e ISO 14001 para o sistema de gesto ambiental (SGA).

    Carimbo do revendedor

    N da nota fiscal

    Data da compra