Click here to load reader

Manejo Florestal Sustentável - Página Inicial - Você | DAMIANI MADEIRAS GATTO MADEIRAS GTO MADEIRAS MADEFLONA MADEIRANIT MADEIRAS ARTENORTE MADVISA MADEIRAS MAZE MADEIRAS ZENI SM

  • View
    227

  • Download
    5

Embed Size (px)

Text of Manejo Florestal Sustentável - Página Inicial - Você | DAMIANI MADEIRAS GATTO...

  • Manejo Florestal SustentvelAnlise dos Desafios e Oportunidades da Cadeia de Valor

    Manejo Florestal SustentvelAnlise dos Desafios e Oportunidades da Cadeia de Valor

    PRODUTO 7 Apresentao de Seminrios e Participao em Eventos Promovidos pelo Contratante

  • 2

    CONTEDO

    1. APRESENTAO

    2. ABORDAGEM GERAL

    3. CONTEXTUALIZAO / LEVANTAMENTO BIBLIOGRFICO

    4. COEFICIENTES TCNICOS DO MANEJO, BENEFICIAMENTO E COMERCIALIZAO

    5. VIABILIDADE ECONMICA DO MANEJO, BENEFICIAMENTO E COMERCIALIZAO

    6. SISTEMATIZAO E ANLISE CONCLUSIVA DAS FALHAS DE MERCADO

    7. ANLISE PROPOSITIVA DE MECANISMOS FINANCEIROS MAIS ADEQUADOS

  • Ferramentas

    Anlises

    Compensao de Emisses

    Produtos com Atributos Socioambientais

    Financiamento da Sustentabilidade

    Disseminao de Resultados

    Engajamento na Causa

    gua e Agricultura

    Agropecuria Sustentvel

    Cidades Sustentveis

    Resduos Slidos

    Consumo ConscienteProjetos

    Socioambientais

    Comunicao

    e

    Engajamento

    Mitigao de

    Riscos

    Negcios

    Sustentveis

    APRESENTAAOPrograma gua Brasil

  • 4

    Objetivo

    Desenvolver e aprimorar produtos e servios financeiros que contribuam para viabilizar o manejo florestal madeireiro sustentvel proveniente de florestas nativas na Amaznia

    rea de Abrangncia

  • Participantes

    Empresas do Benchmarking

    AMATA

    DAMIANI MADEIRAS

    GATTO MADEIRAS

    GTO MADEIRAS

    MADEFLONA

    MADEIRANIT

    MADEIRAS ARTENORTE

    MADVISA MADEIRAS

    MAZE MADEIRAS ZENI

    SM MADEIRAS

  • ABORDAGEM GERAL

    PRODUTO 1 Levantamento Bibliogrfico

    PRODUTO 2Coeficientes Tcnicos

    PRODUTO 3Viabilidade

    Econmico-Financeira

    PRODUTO 4 Sistematizao e

    Anlise Conclusiva de Falhas de Mercado

    PRODUTO 5Anlise Propositiva

    de Mecanismos Financeiros Mais

    Adequados

    PRODUTO 6Reviso das Etapas 1

    a 5 e Produo de Material para

    Discusso

    PRODUTO 7Apresentao de

    Seminrios e Participao em

    Eventos

    PRODUTO 8 Consolidao dos

    Resultados

  • 7

    CONTEXTUALIZAOLevantamento Bibliogrfico

    Contexto DistinesHistrico Ocupao

    PolticasOrigem da

    Matria-prima

    Passado Recente

    Gesto e Sociedade

    Cadeia Produtiva Etapas Caractersticas

    Uso e Contribuio

    Naturais e Plantadas

    Volumes, Biomassa e

    CarbonoEspcies Certificao Concesso

    Servios Ambientais

    Manejo Florestal MFSAvaliao Tcnica

    Fatores Determinantes

    Indicadores Referncias

    IndustrializaoPrimria e Secundria

    EmpresasNvel

    TecnolgicoRendimento Indicadores

    ComercializaoMercado Nacional

    InternacionalIncidncia

    de TributosPolticas

    EspecficasIndicadores Referncias

    Fontes de Financiamento

    SFN FinanciamentoCooperao

    Internacional

  • 8

    Florestas, Biomas, Madeira, Biomassa e Carbono

    VOLUMES TOTAIS DE MADEIRA, BIOMASSA, CARBONO E CARBONO EQUIVALENTE ESTIMADOS POR BIOMA (2013)

    Qualquer vegetao com predominncia de indivduos com lenho, onde as copas das rvores formam um dossel

    FAO: Floresta rea medindo mais de 0,5 ha com rvores maiores que 5 m de altura e cobertura de copa superior a 10%, ou rvores capazes de alcanar estes parmetros in situ. Isso no inclui terra que est predominantemente sob uso agrcola ou urbano.

    m (x 1.000) % t (x 1.000) % t (x 1.000) % t (x 1.000) %

    Amaznia 84.857 89,4% 105.033 89,5% 68.767 84,8% 252.375 84,8%

    Mata Atlntica 2.114 2,2% 2.914 2,5% 3.301 4,1% 12.115 4,1%

    Cerrado 4.625 4,9% 5.844 5,0% 5.571 6,9% 20.446 6,9%

    Caatinga 2.587 2,7% 2.665 2,3% 2.496 3,1% 9.160 3,1%

    Pantanal 670 0,7% 722 0,6% 705 0,9% 2.587 0,9%

    Pampa 112 0,1% 194 0,2% 269 0,3% 987 0,3%

    Total 94.965 100,0% 117.372 100,0% 81.109 100,0% 297.670 100,0%

    Carbono EquivalenteBioma

    Madeira Biomassa Carbono

  • 9

    Uso e Gesto das Florestas

    REA (EM HA) DE FLORESTA NO TERRITRIO BRASILEIRO (2012)

    PRODUO DA EXTRAO VEGETAL E SILVICULTURA-2010 (EM R$ BILHES E EM %)

    Florestas Naturais e Plantadas

    Florestas Naturais

    456,1 milhes de

    ha53,6%

    Florestas Plantadas

    7,2 milhes de

    ha0,8%

    Outros usos388,3

    milhes de ha

    45,6%

    Extrao Vegetal

    R$ 4,1 bilhes

    SilviculturaR$ 10,6 bilhes

    0% 20% 40% 60% 80% 100%

  • Gesto e Participao Social

    CONAMA

    CONAFLOR

    CGFLOP

    Esfera Estadual

    Secretarias Estaduais de Meio Ambiente

    rgos Estaduais de Meio Ambiente

    Esfera Federal

  • 11

    Certificao Florestal

    Vinculado ao PEFC, visa certificao do manejo florestal e da cadeia de custdia, segundo os critrios e normas da ABNT e INMETRO

    Visa difuso do bom manejo florestal conforme princpios e critrios que conciliam a conservao ecolgica com os benefcios sociais e a viabilidade econmica

    Modalidade de manejo de florestas pblicas, com nus, para obteno de produtos e servios

    Concesso Florestal

  • 12

    Pagamento por Servios AmbientaisM

    od

    alid

    ade

    s d

    e

    Re

    mu

    ne

    ra

    o Mercado de carbonoRealizao de transaes de crditos de carbono em mercados

    regulamentados pelo Protocolo de Quioto e mercados voluntrios

    ICMS Ecolgico

    Os municpios que possuem reas de preservao recebem parte dos recursos financeiros arrecadados atravs do ICMS como forma de compensao pela restrio ao uso do solo destes locais

    REDD+

    Definio de valor financeiro para carbono retido nas florestas

    Projetos de proteo de recursos hdricos

    Remunerao pela proteo de bacias hidrogrficas

  • 13

    A Cadeia Produtiva da Madeira Tropical

    COMERCIALIZAOINDUSTRIALIZAOMANEJOFLORESTAL

    Base Florestal Prpria

    rea de Manejo

    Desdobro Primrio com Secundrio

    rea de

    Explorao Anual

    Cidado

    Consumidor Intermedirio

    Distribuidor, Revenda,

    Incorporadoras

    Aplainado, Compensado, Piso, Moldura e Outros

    Fontes de Mercado

    Desdobro Primrio

    Desdobro Secundrio

    Serrado ou Laminado

    Aplainado, Compensado, Piso, Moldura e Outros

    Consumidor Final

    Trader

    Trader

    Trader

  • 14

    A Cadeia Produtiva da Madeira Tropical

    MANEJO

    A gesto da floresta se d pelo Plano de Manejo Florestal Sustentvel (PMFS). A partir de sua aprovao poder ocorrer a extrao da madeira, com respeito aos limites estabelecidos pelo Cdigo Florestal, levando em conta a reserva legal e as reas de preservao permanente

    EXTRAO

    No plano de manejo so estabelecidas as condies qualitativas e quantitativas para a extrao das rvores. Alm de reduzir impactos, mantm o estoque gentico e permite a explorao futura em condies sustentveis

    TRANSPORTE

    Depois de abatida, as toras so transportadas por estradas ou rios, acompanhadas da respectiva documentao legal, para o local onde sero processadas industrialmente

    INDUSTRIALIZAO

  • 15

    A Cadeia Produtiva da Madeira Tropical

    MANEJO

    PROCESSAMENTO PRIMRIO

    Nas serrarias, as toras so desdobradas em pranchas, tbuas, ripas e outras formas, de dimenses variadas. Em laminadoras, outro tipo de processamento, as toras so "desenroladas" em lminas, para compor os compensados

    Em ambos os casos, os resduos do processamento podem ser aproveitados para a gerao de energia (trmica ou eltrica) ou outros produtos

    PROCESSAMENTO SECUNDRIO

    Depois de seca, a madeira serrada reprocessada industrialmente. Os produtos finais obtidos so variados: pisos, decks, tacos, rodaps, esquadrias e outros. As lminas secas passam a compor os compensados, obtidos a partir da adio de cola e prensagem destas em prensas

  • 16

    A Cadeia Produtiva da Madeira Tropical

    INDUSTRIALIZAO

    COMERCIALIZAO

    Uma parcela da madeira beneficiada consumida regionalmente. Grande parte da produo madeireira comercializada nos grandes centros urbanos por revendas, depsitos e lojas de materiais para construo. Outra parte tambm remetida ao mercado externo, atravs das exportaes. Nesse caso, necessita de vrios trmites e transporte at o local de embarque

    CONSUMIDOR FINAL

    Grande parte consumida pela indstria da construo civil. Outro grande consumidor a indstria de mveis

  • 17

    Manejo florestalConceito Complexidade Caractersticas

    Explorao convencional

    Explorao sem planejamento das atividades tal como inventrio 100%, planejamento de infraestrutura, trilhas de arraste e etc. Normalmente utiliza empregados no qualificados bem como mquinas e equipamentos no apropriados.

    Manejo florestal sustentvel

    Mais atividades ps-colheita como tratamentos silviculturais para estimular o desenvolvimento florestal e providncias para proteo da rea que garantam a disponibilidade dos servios florestais econmicos, sociais e ambientais para as prximas geraes.

    Manejo florestal certificado

    Certificao da produo (selo verde) pela tentativa da empresa em cumprir as normas legais, manejar a floresta de forma contnua e cumprir as normas trabalhistas e legais.

    Documentos oficiais necessrios ao Manejo Florestal Sustentvel

    Autorizao Prvia Anlise Tcnica de Plano de Manejo Florestal (APAT)

    Plano de Manejo Florestal Sustentvel (PMFS)

    Plano Operacional Anual (POA)

    Autorizao de Explorao Florestal (AUTEX)

  • 18

    Nvel tecnolgicoSERRADOS

    COMPENSADOS

    Baixo Alto

    Operao de ptio Manual at mecanizadoCarregadeira e esteiras

    transportadoras

    Serra Serra fita de baixa qualidade

    Integrado, carregament