Click here to load reader

MAIS PREZA 01 - 06

  • View
    217

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Correio do Povo

Text of MAIS PREZA 01 - 06

  • 4 6#

    Startups?Uma empresa iniciante e que com

    pouqussimo investimento consegue atingir muita gente. Esse pode ser o resumo de uma startup. Mas como assim, atingir muita gente? L vamos ns ao Facebook. Imaginem quando o Mark Zuckerberg criou esta incrvel rede social: em uma plataforma nica e com muito pouco investimento ele conseguiu atingir milhes de pessoas. Por isso, muitas vezes as startups so relacionadas rea da tecnologia, pois tem custos de manuteno baixos e oferecem possibilidade de rpida e consistente gerao de lucros. Sacou?

    Just

    in S

    uliv

    an/A

    FP/C

    P

    Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, que um exemplo clssico de startup. A ideia, mesmo sendo diferenciada, se ergueu e virou a maior rede social do mundo graas ao aporte financeiro de um investidor-anjo

    c o m p o r t a m e n t o m s i c a c u l t u r a i n t e r n e t c a r r e i r a c i n e m a m o d a a g i t o

    PORTO ALEGRE,SEXTA-FEIRA,1 de junhode 2012

    tU pode eu no posso? Na coluna do AlfP

    G.2 eStReIA

    do Falando umas VerdadesPG.

    3 VeRde no Dia do Meio AmbienteP

    G.4

    Imagine voc, que ainda est na faculdade ou dando adeus s salas de aula, entrando no merca-do de trabalho com uma ideia inovadora e genial. Melhor que isso; tem todo gs para coloc-la em prtica e mo de obra superprofissional. O cen-rio seria perfeito, se muitas vezes no faltasse um agente indispensvel para fazer todo esse negcio fervilhar: o dinheiro. Mas calma. O mercado sabe disso e hoje existem muitas opes para quem pre-cisa de aporte financeiro para dar aquele flego na empresa, bem como investidores que esto loucos para apostar em uma ideia inovadora.

    Um desses ambientes criados para facilitar a vida de ambos os lados j existe em Porto Alegre. Ide-alizado pelo empreendedor Guilherme Masseroni, o #empreenDrinks caracteriza um formato j muito conhecido pela turma ligada ao empreendedorismo. A reunio mensal simples e prtica. Em um lugar descontrado so reunidos investidores, tambm chamados de anjos, dispostos a aplicar um bom di-nheiro em um negcio inovador. Do outro lado, esto as startups (saiba mais no box), que j esto inseridas no mercado, mas precisam de um empurrozinho. No local, os representantes das empresas apresen-tam a ideia e se algum investidor se interessar, ele vai ao encontro da startup. No caso do #empreenDrinks em especfico, Masseroni salienta que direcionado a empresas que j esto com sua cara no mercado. Nesse caso, a startup precisa estar com seu produto rodando, sendo rentvel, procura de um investidor para crescer e fazer a diferena, acrescenta.

    E no fica restrito s em investimento. O ne-tworking e a troca de informaes inclusive na capta-o de mo de obra qualificada, tambm fazem parte do encontro. As empresas tm abertura para solicitar scios, o espao dado para apresentar alguma de-manda, explica. E engana-se quem est pensando que o foco apenas na rea da tecnologia. Nesse mo-delo, o conceito principal justamente tirar do even-to a imagem de que s para um nicho especfico. Queremos misturar as tribos. Um bom programador nem sempre um bom gestor de negcios ou de reas como marketing. Da mesma forma, noto que muitos administradores, publicitrios, bilogos, entre outros profissionais possuem projetos encantadores, porm, no so envolvidos com tecnologia. No momento, tudo, ou quase tudo, deve estar ligado tecnologia, sendo ela um site, um sistema, um aplicativo, conclui.Estourou no Brasil

    Essa a dcima edio do #empreenDrinks na Capital e um modelo que est dando certo no Bra-sil, mas que j conquista adeptos nos Estados Unidos h tempos. Empresas como Apple, Google e a mais re-cente agora, o Facebook, so exemplos que receberam aporte financeiro de investidores-anjos. No Brasil, se-gundo Masseroni, a economia e a demanda da classe C esto subindo e sustentam esse crescimento.

    Leia mais na pgina 2

    Startupspreparadaspara o sucesso

    Anjos famososBono Vox, vocalista do U2, um dos maiores

    exemplos de investidor-anjo do mundo dos famosos. O investimento mais conhecido dele e que recheou ainda mais a conta bancria do astro foi no Facebook. Em trs anos, ele viu seu aporte de $ 90 milhes pular para um bilho de dlares. Outros exemplos so os astros Justin Bieber e Ashton Kutcher. No Brasil, os anjos mais conhecidos so Luciano Huck e Anglica, scios de vrias empresas iniciantes.

    #empreenDrinksPara quem j tem seu negcio e se identificou com o #empreenDrinks, ainda d tempo

    de se inscrever e participar. O formulrio deve ser preenchido at amanh, pela Internet, na pgina do encontro no endereo facebook.com/empreendrinks. O evento ocorre no dia 5, tera-feira, s 19 h, no Palermo Bar (Silva Jardim, 298).

    Div

    ulga

    o/

    CP

    Susi [email protected]

  • 2 S e x t a - f e i r a , 1 d e j u n h o d e 2 0 1 2

    A r q u i v o P e s s o a l

    Minha ideia nomercado

    Semana Acadmica do Qumico

    Semana Acadmica do Qumico que acontece na UPF, oferece vrios minicursos pros estudantes de Qumica. Com o tema Sustentabilidade, a funo acontece de 4 a 9 de junho. Te interessou? Ento corre at o Diretrio Acadmico do Instituto de Cincias Exatas e Geocincias e faz a tua inscrio. E no te amarra, porque ela s pode ser feita at hoje.

    Msica

    A partir de hoje a gurizada da rea da msica pode se inscrever no 27 Festival Internacional de Inverno da UFSM. O evento conta com oficinas de msica e concertos abertos ao pblico (e de graa!). O festival acontece entre os dias 29 de julho e 5 de agosto, mas se tu curtiu a ideia, corre, as vagas so limitadas. Saiba mais em ufsm.br/festivaldeinverno.

    Cinema + Televiso

    A Famecos t promovendo aulas de Assistncia de Direo para Cinema e Televiso. Conceitos e tcnicas atravs da anlise de situaes prticas sero o foco das aulas que duram quatro dias e comeam no dia 11 de junho. Curtiu? Ento entra no site pucrs.com.br na parte de Educao Continuada e te inscreve!

    Tu pode, eu no posso?

    Um dos assuntos que mais rendeu nessa semana foi a tal Marcha das Vadias. Pra quem no acompanhou a vai um resumo: inspiradas num protesto que j acontece no exterior, mulheres se reuniram no Parque da Redeno (lugar de circulao pblico e familiar) defendendo a ideia de que roupas curtas ou provocantes e danas sensuais no as tornam disponveis para serem abusadas. Ningum, ateno, ningum em s conscincia acha que uma mulher que usa uma saia curta tem que ser estuprada. Alis, vamos esclarecer: estupro ou abuso um dos crimes mais violentos e nojentos praticado pelo ser humano.

    Porm, alguns formadores de opinio manifestaram algumas ressalvas quanto marcha. Eu no vi, ouvi, nem li NINGUM dizer que a causa da marcha no era vlida. O que se foi levantado era a maneira como o tema foi abordado. Enfim, choveram manifestaes pelas redes sociais contra alguns comunicadores. Muitas com xingamentos pessoais.

    Desculpa, mas quem faz isso muito ignorante. Comea sendo ignorante pelo simples fato de no ter o respeito opinio contrria. Segundo problema: falta de interpretao do que est sendo dito. Terceiro: ataques e xingamentos pessoais. Vou parar nesses trs. Todos temos nossas opinies, vises, valores e invariavelmente alguns no vo bater com o pensamento dos outros e o mundo precisa urgente aprender a conviver em paz com isso. Para o Joo da Silva a melhor maneira de fazer um protesto contra estupro juntar 500 meninas e todas andarem de preto, com os rostos tapados. J para a Maria da Silva a melhor maneira usar saia curta e seios de fora no meio de um parque em pleno domingo. Eu, como comunicador, posso entender que a melhor maneira a do Joo e escrever isso nesta coluna, elencando os motivos pelos quais, PARA MIM, a ttica da Maria est errada. certo, s porque eu discordo da Maria, eu ser xingado? certo me acusarem de diversas coisas (sem nem me conhecer)? justo julgar o meu carter por discordar da Maria?

    Isso acontece toda hora com jornalistas. No somos os donos da verdade, tampouco estamos sempre certos, mas temos opinio e nosso trabalho exp-las nos veculos. O leitor/telespectador/ouvinte pode no concordar, mas no tem o direito de sair xingando. Na semana passada a nossa editora recebeu mais de 50 e-mails (e no sei nem quantas menes nas redes sociais) xingando, atacando e ofendendo ela por conta de um post onde ela critica determinada banda. Quer dizer ento que Joo e Maria tem direito de no gostar de uma banda, mas a Susi, por ser jornalista, no tem esse direito tambm?

    muito importante para o crescimento do veculo a opinio e a troca de ideias com o seu pblico, mas desde que isso seja um dilogo, uma discusso, um bate-papo coerente, certo?

    Falamos!

    Esse texto foi originalmente publicado no blog de Guilherme Alf (guilhermealf.com.br) e o seu contedo de responsabilidade do autor.

    Guilherme [email protected]

    Iniciamos a empresa no final de 2010, abrindo as vendas trs meses depois, em maro de 2011. Trabalhamos com viagens prticas rpidas para sair da rotina, mais conhecidas como escapadas. Tivemos a ideia aps ter percebido uma lacuna no mercado brasileiro, em relao a empresas americanas e europeias, que serviram de benchmarking (espcie de estudo de exemplos bem-sucedidos em determinado ramo). Eu tinha 21 anos e meu scio 22.

    Estamos no processo de busca de investidor para o aporte na empresa, para tanto, participamos de eventos e nos mantemos atualizados via blogs e portais especializados. Desde o incio optamos por operar no modo bootstrapping, quando os empreendedores iniciam o negcio com recursos prprios, normalmente escassos. Fechamos o primeiro ano com resultados dentro da expectativa e queremos crescer ainda mais!

    Rodrigo Noll, 23 anos

    Os jovens que ilustram esta pgina tm muitas caractersticas em comum, mas uma delas se faz especial: deram a cara a tapa e se jogaram no mercado