KARLA RENATA

  • View
    223

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of KARLA RENATA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARAN

PROGRAMA DE PS-GRADUAO EM LETRAS

KARLA RENATA MENDES

NAVEGANDO EM MARES LUSITANOS: DILOGOS TRANSATLNTICOS ENTRE CECLIA MEIRELES E PORTUGAL

CURITIBA 2016

KARLA RENATA MENDES

NAVEGANDO EM MARES LUSITANOS: DILOGOS TRANSATLNTICOS ENTRE CECLIA MEIRELES E PORTUGAL

Tese apresentada ao Programa de Ps-Graduao em Letras, rea de Concentrao Estudos Literrios da Universidade Federal do Paran UFPR, como requisito parcial obteno do ttulo de Doutor em Letras. Orientadora: Profa. Dra. Raquel Illescas Bueno

CURITIBA 2016

Catalogao na publicao Mariluci Zanela CRB 9/1233

Biblioteca de Cincias Humanas e Educao - UFPR

Mendes, Karla Renata Navegando em mares lusitanos: dilogos transatlnticos entre

Ceclia Meireles e Portugal / Karla Renata Mendes Curitiba, 2016. 251 f.: il. (algumas color.); 29 cm. Orientadora: Profa. Dra. Raquel Illescas Bueno

Tese (Doutorado em Letras) Setor de Cincias Humanas da Universidade Federal do Paran.

1. Meireles, Cecilia, 1901-1964. 2. Poesia brasileira - Seculo XX -

Historia e crtica. 3. Modernismo (Literatura). 4. Poesia portuguesa Estudo e ensino. I.Ttulo.

CDD B869.4

Para Saulo, que cruzou o Atlntico ao meu lado.

AGRADECIMENTOS - Aos meus pais, Carlos e Renata, pelo carinho, incentivo, apoio e compreenso incondicionais ao longo desse processo. - A Altamir e Natlia pela disposio em ajudar e por todo auxlio sempre que necessrio. - A Jackeline e Lorena, amigas queridas que tornaram essa trajetria mais amena. - A Saulo, agradeo de forma especial, embora ainda insuficiente, por me amparar nos momentos mais solitrios, por ser um leitor generoso e atento desse trabalho e pelo amor e cumplicidade que sempre me fortaleceram. - A Raquel, pela confiana e estmulo, pela leitura cuidadosa e pela orientao, sugestes e apontamentos to cruciais para o desenvolvimento desse trabalho. - professora Vnia Pinheiro Chaves, da Universidade de Lisboa, pelo acolhimento que viabilizou a concretizao dessa pesquisa em Portugal, pelo dilogo e pelas indicaes valiosas. - s instituies portuguesas (Biblioteca Nacional, Fundao Calouste Gulbenkian, Fundao rpd Szenes-Vieira da Silva, Biblioteca da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra, Biblioteca Municipal do Porto) por permitirem o acesso aos seus arquivos e por contarem com equipe sempre disposta a auxiliar e facilitar o trabalho dos pesquisadores. Agradeo tambm a equipe responsvel pelo arquivo do Dirio de Notcias, em Lisboa, pela presteza e ateno. - A CAPES, pela concesso de bolsa de doutorado que tornou vivel a realizao desse projeto.

Batei, fadistas, o fado, No sou daqui, sou de fora: Estou cumprindo o meu fadrio, Acabando, vou-me embora

(Quadra popular de um azulejo ofertado a Ceclia Meireles, nos Aores)

RESUMO

Ceclia Meireles, um dos principais nomes da poesia brasileira, tambm foi figura de destaque no meio literrio portugus. Sua ligao ao pas se evidencia de inmeras formas, tanto na relao pessoal com escritores e personalidades lusitanas, quanto em sua intensa produo literria em revistas entre as dcadas de 1930 e 1950. Procurando recuperar o dilogo ceciliano com o Modernismo portugus, a presente pesquisa dedicou-se anlise de nove publicaes com as quais Ceclia se envolveu, com maior ou menor nfase. Seguindo tendncias estticas e ideolgicas distintas, observa-se que tais peridicos (alinhados ao Estado Novo ou revolucionrios, defendendo a tradio ou rompendo com ela), mesmo quando no se ajustavam com o ideal artstico defendido pela autora, serviam ao propsito de divulgao de suas obras e de sua poesia na Europa. Essas revistas e semanrios caracterizam-se como suportes que, alm de terem, outrora, difundindo a poesia da autora brasileira, hoje, revelam-se como verdadeiras fontes do processo de criao de Ceclia Meireles, preservando textos no editados em livros ou poemas clssicos em verses diferentes das j consagradas, caso do poema Retrato. Alm disso, a presena da autora nessas publicaes to variadas revela uma verdadeira teia de relaes entre a poeta brasileira e escritores, editores e artistas portugueses. Cartas, bilhetes, fotografias e outros documentos, remetidos por Ceclia aos amigos lusitanos, foram encontrados em bibliotecas e fundaes portuguesas e ajudaram a reconstruir essa proximidade. Igualmente relevante a percepo de que a escritora brasileira tambm estimulou o dilogo literrio luso-brasileiro, ao organizar e prefaciar Poetas novos de Portugal, antologia de poesia portuguesa, publicada em 1944, e que ajudou a difundir, no Brasil, nomes como o de Fernando Pessoa. Dessa maneira, mais do que pginas de poemas, cartas e textos crticos, todas essas produes estabelecem-se como registros atemporais dos laos literrios e pessoais que uniram a brasileira aos portugueses. Sem perder de vista o fato de que a poeta foi uma das vozes brasileiras mais universalistas, olhar para sua relao com o Portugal descortinar uma de suas inmeras facetas, ressaltando essa importante rota do navegar potico de Ceclia Meireles.

Palavras-chave: Ceclia Meireles. Portugal. Revistas literrias. Modernismo.

ABSTRACT

Ceclia Meireles, one of the most prominent Brazilian poets, was also a remarkable figure in the Portuguese literary context. Her connection with this country is evident in many ways, both in her personal relationship with Portuguese writers and personalities and in her intense literary production in magazines between the 1930's and the 1950's. In the intention of recover Ceclias dialogue with the Portuguese Modernism, this research analyses nine publications with which Cecilia has been involved, in a greater or a lesser degree. According to distinct aesthetics and ideological tendencies, it can be observed that these publications (whether aligned with the New State or revolutionaries, whether supporting the tradition or opposing to it), even when they did not fit with the artistic ideal defended by the author, they would serve the purpose of publicizing her work and poetry in Europe. These magazines and weeklies were characterized as supports, in their time, to spread the Brazilian authors poetry, and nowadays they can be seen as true sources of Ceclia Meireles creativity process. They preserve texts unedited in books or different versions of classic poems, such as Portrait. Besides, the presence of the author in these so various publications reveals a true web of relationships between the Brazilian poet and Portuguese writers, editors and artists. Letters, notes, photographs and others documents sent by Ceclia to the Portuguese friends were found at the Portuguese libraries and foundations and they aid to rebuild that proximity. Equally relevant is the perception that the Brazilian writer also stimulated the literary dialogue between Portugal and Brazil, when she organized and wrote a preface to Portugal New Poets, an anthology of Portuguese poetry, published in 1944, and which aided to spread, in Brazil, names like Fernando Pessoa. Thus more than pages of poems, letters and critical texts, these productions can be seen then as enduring records from the personal and literary bonds that united Cecilia Meireles to the Portuguese. Without losing sight of the fact that the poet was one of the most universalist Brazilian voices, look to her relationship with Portugal is unravel one of her countless faces, highlighting this important rout of the Ceclia Meireles poetic sailing. Key-words: Cecilia Meireles. Portugal. Literary magazines. Modernism.

SUMRIO

INTRODUO .................................................................................................. 01

1. Espelhos atlnticos: modernismo portugus e modernismo brasileiro 07

1.2. Festa: um baile moderno com mscaras antigas ...................................... 21

2. Ceclia Meireles e a literatura em peridicos portugueses ..................... 36

2.1. Presena: a tradio como herana .......................................................... 39

2.2. Revista de Portugal: o universo no cais da Europa ................................... 56

2.3. Ocidente: a expanso cultural alm-mar .................................................... 73

2.4. Atlntico: o mar unindo, j no separando ................................................. 111

2.5 Tvola Redonda: a busca pelo graal da Poesia .......................................... 137

2.6 Lusada ........................................................................................................ 154

2.7 Outras contribuies: Fradique, Aventura e O diabo .................................. 175

3. Poetas novos de Portugal .......................................................................... 199

4. CONSIDERAES FINAIS .......................................................................... 229

REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS ................................................................. 234

ANEXOS ........................................................................................................... 242

APNDICE ........................................................................................................250

INTRODUO

Em 9 de outubro de 193