of 20 /20
ÁGUA Aprovado aumento da tarifa Página 5 Não contentes com a atual situação política do Brasil, cerca de 50 pessoas reuniram-se na praça cen- tral de Capivari, no último sábado (16), para um pro- testo pacífico contra Renan Calheiros. Embalados aos brados de “O povo unido jamais será vencido” e “Corrup- ção Não”, chamaram aten- ção de quem transitava pelo centro da cidade. Página 7 Situação precária do asfalto causa prejuízo aos motoristas A situação das ruas e avenidas da região é mais uma vez o assunto em des- taque para ser debatido pelas autoridades. A qua- lidade do asfalto, e não só do serviço prestado pela prefeitura no decorrer des- ses anos, deve ser revisto. O que se vê pelas cidades é um material precário que constitui o asfalto, e que diante de uma chuva mais forte ou um calor um pouco mais intenso, acaba cedendo e abrindo, dando origem aos buracos e va- las. Página 7 Manifestação: Renan Calheiros na mira dos jovens, em Capivari CAPIVARI Cabral esclarece reajuste Página 9 RAFARD Dívida com o IPTU passa dos R$ 3 milhões Página 11 INCÊNDIO Fogo destrói depósito de empresa têxtil Página 13 RIO DAS PEDRAS Faixas vermelhas no trânsito Página 16 MOMBUCA Prefeita busca apoio para novas casas Página 17 ESPORTE Capivariano leva 3 dos 6 pontos disputados Página 20

Jornal O Semanário Regional - Edição 1089

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal O Semanário Regional - Edição 1089

Citation preview

Page 1: Jornal O Semanário Regional - Edição 1089

Água

Aprovado aumento da tarifaPágina 5

Não contentes com a atual situação política do Brasil, cerca de 50 pessoas reuniram-se na praça cen-

tral de Capivari, no último sábado (16), para um pro-testo pacífico contra Renan Calheiros.

Embalados aos brados de “O povo unido jamais será vencido” e “Corrup-ção Não”, chamaram aten-ção de quem transitava pelo centro da cidade.

Página 7

Situação precária do asfalto causa prejuízo aos motoristas

A situação das ruas e avenidas da região é mais uma vez o assunto em des-taque para ser debatido pelas autoridades. A qua-lidade do asfalto, e não só do serviço prestado pela prefeitura no decorrer des-ses anos, deve ser revisto.

O que se vê pelas cidades é um material precário que constitui o asfalto, e que diante de uma chuva mais forte ou um calor um pouco mais intenso, acaba cedendo e abrindo, dando origem aos buracos e va-las. Página 7

Manifestação: Renan Calheiros na mira dos jovens, em Capivari

Capivari

Cabral esclarece reajustePágina 9

rafard

Dívida com o IPTU passa dos R$ 3 milhõesPágina 11

inCêndio

Fogo destrói depósito de empresa têxtilPágina 13

rio das pedras

Faixas vermelhas no trânsitoPágina 16

MoMbuCa

Prefeita busca apoio para novas casasPágina 17

esporte

Capivariano leva 3 dos 6 pontos disputadosPágina 20

Page 2: Jornal O Semanário Regional - Edição 1089

2 22 DE FEVEREIRO DE 2013O SEMANÁRIO

oPInIãoEditorial

Há bons que vêm para o bem

Antes o status do cargo, a elegância fajuta do caráter e a falácia abrangente para o povo, do que a valorização do próprio trabalho. Ética, mas não no serviço prestado, não na maneira de como se propôs a fazer, não no ambiente onde costuma frequentar.

Manter a postura de Bom Samaritano era o que tenta-vam fazer os ex-prefeitos de Rafard diante da população, amansando-a com projetos que não afetassem a contabi-lidade municipal, e consequentemente, o bolso do contri-buinte. Aliás, uma questão importantíssima para pensar-mos, será mesmo que todos são contribuintes?

Até quando era completamente defasada, a tarifa de água e esgoto do município era tida como um presente de mau gosto e boa aceitação, um desleixo do município, onde todos criticavam a falta d’água em suas casas, mas em contrapartida, muitos não pagavam suas contas, por-que não havia punições para quem deixasse de se portar como um cidadão e cumprir suas obrigações, compro-metendo-se em quitar os débitos com a Prefeitura.

Míseros R$ 3,75 eram cobrados pela tarifa econômi-ca de água e esgoto, e mesmo assim, impregnados com o comodismo de quem late e não morde, alguns exalavam o mau-caratismo de que certa forma, a culpa era de um só e não tinha solução. Ninguém ousou retirar a tampa do caixão pra ver como estava o defunto desse setor da prefeitura, fi cavam apenas observando e reclamando do mau cheiro que exalava pela falta de cuidados.

Há pouco mais de 50 dias como Prefeito, César Morei-ra, que até agora vem demonstrando um trabalho compro-missado com a profi ssionalização das repartições públicas, e não fi cando só no palavreado de tempos promissores, mas atuando fi rme dentro das possibilidades que lhe foram deixadas pelas administrações anteriores, retirou a tampa desse caixão e resolveu exumar esse setor tão desgastado e esquecido pelas autoridades que buscavam apenas trans-parecer como bonzinhos diante do povo.

Até agora, nenhum munícipe se pronunciou sobre a própria sonegação de impostos, da irresponsabilida-de que carrega com o Município. Além da Prefeitura já bancar com um valor altíssimo pela com tarifa defasada, quase metade da cidade não paga sua contas, incluindo empresas, deixando assim um rombo gigante nos cofres públicos. Como não havia cortes na distribuição, alguns moradores estão sem pagar a conta há muitos anos, e se aproveitam do serviço diariamente. Jogam a pedra, mas não olham o próprio espelho.

Como não existem melhorias sem recursos, e não existem ganhos sem investimentos, foi aprovada por una-nimidade a nova Lei que, possivelmente, reestruturará o setor da Prefeitura e garantirá certa autonomia e funcio-nalidade para ele, pelo menos, é o que se espera. Alguns vereadores afi rmaram na votação do Projeto que o au-mento no valor da tarifa era um “mal necessário”, mas o maior mal é a disfunção administrativa que não soube, anteriormente, recalcular e colocar-se à frente desse en-trave municipal.

Afi rmar que isso é um “mal necessário”, é consentir com a irresponsabilidade fi scal e defender os que não cumprem com suas obrigações, alegando que a Prefeitu-ra é exclusivamente a detentora deste fardo, que em sua história, cresceu pelo abandono do setor e pelo não paga-mento das contas de água.

Com a aprovação da Lei e, consecutivamente, a aplica-ção da mesma, são esperadas diversas melhorias, e real-mente, que de uma vez, se acabe com a falta da água nas residências, ou pelo menos diminua drasticamente, e que o corte seja efetivado na distribuição de quem não paga, porque quando dói no bolso, o oportuno fi ca esperto. Além disso, profi ssionalizando o setor, as mudanças ten-dem a ser rápidas, dinamizando o potencial do serviço sem travar nas portas burocráticas.

Para melhorar é preciso agir, e não se lamentar por ter que arcar com os percalços que surgem diante do próprio trabalho quando se está fazendo o necessário para o bem público. Se a ferida não fosse cutucada agora, a cidade não teria água para os munícipes, e o “mal necessário” seria ouvir que: “não temos dinheiro para arrumar, mas continuem usando, continuaremos bancando a desones-tidade pública”.

FUNDADO EM 15 DE MAIO DE 1991Publicação da empresa: Darcam Editoral Ltda.-ME

Rua Jornalista José Miguél Bósio, 296, Casa 1 - CEP 13370-000 Centro - Rafard/SP - CNPJ: 09.125.268/0001-24

www.osemanario.com.br

F���������:J��� C����� D�����J��� P������

D������ G����/E����� R����������:T���� D����� - MTB 63932/SP [email protected]

R�������/F��������:K���� J�����[email protected]

C����������/R������:B���� B�������[email protected]

F���������/C��������:D���� C���������fi [email protected]@osemanario.com.br

I��������: EJ E������ � G������T������: 2.000 ����������

J����� O S�������� R�������PABX: (19) 3496-1747 (19) 3496-2771

E-����:[email protected]

Mídas Sociais:www. facebook.com/osemanarioTwitt er: osemanario_RCMwww.fl ickr.com/osemanario

Preço de venda avulsa: R$ 2,00 | Valores de assinatura: Anual - R$ 70,00 | Semestral - R$ 50,00 (Valores para assinatura dentro do campo de atuação do jornal: Rafard, Capivari, Mombuca, Rio das Pedras e Porto Feliz)

O� ������� ��������� ��� �������� ��������������� � ������� �� ������. S�� �� ������� ���������������� �� ���� �������.

rELIGIão Pe. Antônio Carlos D’ElbouxPároco de RafardConfi ssões

rEConSTrUInDo a HISTÓrIa

Neste período dos quarenta dias da Quaresma, os padres da nossa Região Pastoral de Capi-vari, que abrange os municípios de Capivari, Rafard, Mombuca, Rio das Pedras e Saltinho, es-tamos atendendo as confi ssões dos fi éis que aproveitam do período que antecede à Páscoa para se confessarem, pedindo a Deus o perdão dos próprios pecados e assumindo o com-promisso de se esforçarem para caminhar de acordo com os planos de Deus. Em Rafard, na próxima terça-feira, dia 26, estaremos atendendo as confi s-sões, a partir das 19h30, tanto na Matriz N. Sra. de Lourdes quanto na Capela N. Sra. Apa-recida.

Para uma boa confi ssão, te-mos cinco condições básicas: 1) exame de consciência, no qual confrontamos o nosso relacio-namento com Deus, com as pes-soas, com a gente mesmo e com a natureza; 2) arrependimento, atitude que adotamos em vista dos erros que cometemos e que reconhecemos que não devía-mos ter feito; 3) confi ssão pro-priamente dita, na qual, com simplicidade, falamos ao padre os nossos próprios pecados; 4) propósito de nunca mais come-termos os mesmos pecados; e 5) penitência, que é o remédio que utilizamos em vista das coisas que fi zemos de maneira errada.

Algumas pessoas colocam várias desculpas para não se

confessarem. Uma delas é que sempre cometem os mesmos pecados. Outra que o padre é tanto ou mais pecador que elas, no que é verdade, pois o padre é ser humano e como qualquer homem tem defeitos e quali-dades, mas quem nos perdoa é Deus e diante dele todos somos pecadores e necessitados da mi-sericórdia e do perdão que vêm dele. Uma terceira desculpa é que quando estas pessoas dese-jam se confessar não encontram o padre para atendê-las, mas em todas as paróquias sempre estão expostos ou são publica-dos no informativo paroquial os horários em que os padres estão disponíveis.

Se você é católico, se você

é católica, aproveite a opor-tunidade que Deus está lhe oferecendo e procure um dos padres para se aproximar do sa-cramento da reconciliação. É o próprio Jesus quem deixou com seus Apóstolos o poder de per-doar nossos pecados. A Páscoa é uma excelente oportunidade para deixar nossa consciência em paz com Deus, com as pes-soas, com nós mesmos e com a natureza. Inclusive é um dos cinco mandamentos da Igre-ja, confessar-se ao menos por ocasião da Páscoa da Ressurrei-ção. Os grandes santos sempre se aproximam com frequência desse sacramento, pois se reco-nhecem necessitados do perdão de Deus.

Nesta edição, o jornal O Semanário relembra os bons tempos do futebol com a equipe do Elite Fu-tebol Clube 1979/1980. Da esquerda para a direi-ta em pé estão: Herminho, Mário Stopa, Sergião, Nenê Conceição, Carlinho Pé, Vado, Té e Misa Machado. Agachados: Abel, Gerinha, Nilson, Ber-tinho Groppo e Mauro Polezi.

Participe você também da coluna “Reconstruin-do a História”, proporcionando a todos os leitores um resgate cultural e mostrando momentos, fatos e pessoas importantes. Envie sua foto digitalizada para o e-mail [email protected] ou trazer até a redação, com um breve resumo sobre a imagem.

Page 3: Jornal O Semanário Regional - Edição 1089

22 DE FEVEREIRO DE 2013 3O SEMANÁRIO

Page 4: Jornal O Semanário Regional - Edição 1089

4 22 DE FEVEREIRO DE 2013O SEMANÁRIO

CarTa Do LEITor

Bons Velhos TemposRecordar o passado, às vezes, se

torna mais doloroso do que agra-dável, mas como escreve o Tenente Denizart (A quem tenho a maior admiração e respeito, uma grande amizade que dedicou aos meus pais). Rafard está passando por uma era em que o passado não conta mais, mas como o objetivo desta é recordar os velhos tempos, gostaria de deixar aqui algumas impressões de fatos passados há mais de cinquenta anos. Tínhamos o campo e time do RCA onde foram jogadas partidas memo-ráveis contra adversários de respeito.

O XV de Piracicaba, de Gatão, Idiarte e Foguinho, o Derac de Ita-petininga, o Capivariano de Dide, Cizo e Irineu. Tínhamos um excep-cional goleiro (Silvio), uma dupla de zaga de respeito (Maruil e Fordeco). De Rafard, Landinho, um leão bri-gador no meio campo, Brechó com sua humildade e efi ciência, Faísca, um gladiador, Denis, o canhão do pé esquerdo. Bertinho, vindo de Pira-cicaba, fantástico batedor de faltas. Na torcida tínhamos a Dasdores, que descia o guarda-chuva na cabeça dos adversários ao passar pelo túnel.

Emilinha Borba aqui veio para dar o ponta pé inicial na inaugura-ção dos refl etores do estádio. Bons ve-lhos tempos. Agradáveis lembranças de uma juventude despreocupada.

No segundo time chamado de Expressinho, tive o prazer de jogar com Girdo, Nereu Chumbo, Braga e Bordó, Eduardo Dante, que chegou a jogar no juvenil da Ponte Preta, Dor-fo Boscolo que quase foi jogar no Mé-xico, Sulico, Vardo Quadros e Carlos Gomes. Ainda tenho esperança de bater uma bolinha no plano espiritu-al com Bordó, Dorfo, Gordita e Véio. Bons velhos tempos.

Enviado por Ginho Ortolani

CrÔnICaS

Adentro cavernas / terror cênico / esfolado brutal fervilho / vazo-me pelos poros quantitativos / ideais sufocados / mergu-lho em sangue fresco visando à selvageria / e a recompensa em sina / sentir arder exuberância moldando heresia / no que não mais importa / empunhar a faca e esperar o mundo que me corta / desfi bro pedradas desprezando posturas / lampejando surtos / contorço as mãos no centro ardido / camufl ado no terror que queima / coça / impregna / gangrena / frenesis sus-tentando autoconhecimento / cada ato lamentado nos gritos / único satisfazer da angústia que sufoca / entalada nos rios de cinismo / tendo hora pra acordar / se desprender em violência / tudo estoura / os órgãos / a inocência adoecida / utopia / não mais merece o céu / concepção / esfriamento afetivo / surdez / impaciência / é um alvoroço contemplativo de dores / rios / tesão / o manifesto do bueiro amargo receptivo ao precoce mundo vulgarizado / me deitando e revirando o mal ingerido / concentrado em ser propósito do cultivo / holocausto ali-mentando desonras como um rasgo na garganta / e os olhos geando magoados / febris / saturados / esfoliam-se no realis-mo / as pálpebras barrentas saltitantes salivam / vocabulário hostilizado / estúpido calar / elevação contemporânea / escar-neço vocação motivacional descontrolada / concentradíssima loucura em reação à contrapartida dos moldes inescrupulosos sociáveis que rangem pavor no medievalismo das disputas em que elegem o rei da morte / mas na acomodação imunda dos cantos / contrario / contradigo e contraponho o direito de ser ouvido para quem apenas se defende vitimizando o alvo / e meto as mãos na goela desguarnecida / o descanso nunca veio / espero pela próxima dose na sinergia do preenchimento de mais uma tentação perfumada e maquiada.

Bruno Bossolan www.brunobossolan.com.br/site

Derramo o corpo secando o copo

Conservadores dos ensi-namentos, recebidos desde o berço, estamos cumprindo o prometido de elogiar ou cri-ticar a atual administração de nossa cidade, e hoje estamos elogiando. Parabéns com al-gumas ressalvas.

Começando pela matéria publicada neste Jornal, estar sendo estudada a nova tari-fa para despesas com água e esgoto, que a nosso ver é baixíssima para quem paga e mais ainda para os caloteiros que gozando da impunidade de não ter o seu hidrômetro lacrado, cortando o forneci-mento de água, mesmo ad-vertidos pelas TVs, rádio e Jornais que devemos poupar pra não faltar, e uns poucos passantes, continuam “pin-tando e bordando”, lavando calçadas e até o asfalto com-provando sua idiotice, não obedecendo as regras básicas da boa educação.

A nosso ver o aumento

proposto, comparado com a taxa existente em outras cidades é irrisório e não irá solucionar o défi cit em que se encontra o nosso Depar-tamento. O ideal será encon-trar, dentro da Lei, um modo de obrigar o consumidor a indenizar a despesa e através de efi ciente e rigorosa fi scali-zação, punir os infratores que após advertências verbais e escritas, persista desperdi-çando o precioso líquido.

A população deve se conscientizar que onde não houver água não haverá vida, a começar pela nossa que, foi gerada nela e dentro dela mantida durante os meses que antecederam nosso nas-cimento. É ilusão e grande pretensão dos que insistem que aqui nunca faltará água. O que acontece no Norte e Nordeste é um exemplo do que não estamos isentos.

Tomamos também co-nhecimento ofi cioso e verbal,

sobre a merecida homena-gem que a Câmara Munici-pal de Rafard, pretendendo prestar ao ex-Ministro do Superior Tribunal do Traba-lho o Dr. Almir Pazzianotto Pinto, representada por Ve-readores, acompanhados do ex-Prefeito Heitor Turolla, o visitou para fazer o convite.

Por haver prestado grande auxílio à nossa cidade, orien-tado e advogando as nobres causas que a benefi ciavam, principalmente na gestão do Prefeito acima citado e assim merecedor da eterna gratidão de sua população, da qual participamos, estamos praze-rosamente cumprimentando os dignos componentes de nossa Casa de Leis.

Embora haja ainda muito a ser feito, principalmente no De-partamento do Trânsito, a cida-de está melhorando, prova de que o senso de responsabilida-de das autoridades constituídas, esta alerta e em ação! Parabéns.

arTIGoEstá melhorando

D������� F������ :. FRC

Page 5: Jornal O Semanário Regional - Edição 1089

22 DE FEVEREIRO DE 2013 5O SEMANÁRIO

Enfim, unanimidadeÁgua Prefeito apresenta dados assustadores de um setor quase falido e Câmara aprova reajuste no valor da tarifa de água e esgoto

Os vereadores de Rafard estiveram reunidos na Câ-mara Municipal, na última sexta-feira (15), na segunda sessão extraordinária do ano, para votar três projetos do Executivo. A criação do car-go em comissão de Diretor Farmacêutico, o Programa de Recuperação Fiscal (Refis), e o reajuste da tarifa de água e esgoto, foram aprovados por unanimidade.

Não houve discussão na votação do Projeto de Lei Complementar 02/2013. Com referência 15 e salário avaliado em R$ 1.699,07, para ser nomeado, o ocu-pante do cargo em comis-são deverá ser graduado em Farmacologia, com registro junto ao respectivo Órgão de Classe e administrar o setor farmacêutico, gerenciando e controlando exames e distri-buição de medicamentos.

O Projeto de Lei 14/2013, que cria o Refis, também foi aceito sem discussão pelos vereadores. Apontado cons-tantemente nos pareceres do Tribunal de Contas do Esta-do, a elevada dívida ativa dos munícipes para com a cidade poderá ser diminuída através do programa.

O projeto institui que os débitos com vencimento até 31 de dezembro de 2012 po-dem ser parcelados em até 36 prestações mensais e suces-sivas, de acordo com regras estabelecidas na lei. O con-tribuinte terá até o último dia útil do mês de maio de 2013 para requerer a participação no programa.

Segundo o prefeito César Moreira, é uma oportunida-de do cidadão colocar suas contas em dia, inclusive com abatimento parcial de multa e juros.

DadosA Prefeitura de Rafard

aguarda a quitação da tarifa de água e esgoto pelos mu-nícipes, que se totaliza em R$ 3.412.808,74 milhões, segundo balancete fechado em dezembro de 2012. Há mais de 20 anos Rafard não propõe reajustes nas tarifas de água e esgoto e não con-ta com uma política de cor-tes para inadimplentes. Com essa inoperância, atualmente, 43% da população não paga água e esgoto, e somando o déficit com a falta de reajuste mais inadimplência, a dívida chega a mais de R$ 700 mil por ano.

ReajusteA votação do Projeto de

Lei 15/2013, que prometia polêmica, reajustou a tarifa de água e esgoto da cidade e foi aceito por unanimidade, com algumas ressalvas dos vereadores.

O prefeito César Moreira utilizou a Tribuna livre para apresentar dados alarmantes sobre a situação do setor no município. Segundo levanta-mento da Prefeitura, se todos pagassem as contas de água, Rafard arrecadaria cerca de R$ 57 mil por mês. Hoje, o custo mensal para levar água até as torneiras das residên-cias é de R$ 97 mil. O mu-nicípio arca com R$ 40 mil por mês.

A situação se agrava quando constatado que ape-nas 57% dos dois mil e qui-nhentos hidrômetros ligados pagam suas contas. “So-mando o prejuízo mensal e inadimplência dos munícipes que não pagam suas contas, temos um prejuízo anual de aproximadamente R$ 700 mil”, enfatizou o prefeito.

De acordo com o levan-tamento da atual adminis-tração, para acabar com a constante falta d’água, são necessários investimentos de R$ 70 mil em outorgas, R$ 50 mil em poços, R$ 100 mil em bombas, e R$ 140 mil para a perfuração de mais um poço. O estudo também alerta para a neces-sidade de economia e cons-ciência da população, bem como a preocupação com as futuras 200 novas casas po-pulares que serão construí-das na cidade.

Durante seu discurso, Cé-sar Moreira relatou que para diminuir a inadimplência, será adotada a política de cor-te no fornecimento. “Quem não pagar a conta, terá sua água cortada, mas antes será oferecido o Refis para a faci-litação do pagamento”, infor-mou o prefeito.

O vereador Marco Briga-ti se posicionou contrário à nova taxa da coleta de esgo-to, que passou de 25% para 70% sobre o valor do abaste-cimento de água. Já os vere-adores Daniela Parra e Wag-ner Bragalda, chamaram o projeto de “impopular”, mas “um mal necessário”.

ValoresO valor da faixa econô-

mica, de 1 a 10 mil litros de água, passou de R$ 3,75 para R$ 10. A taxa da coleta de esgoto, que é fixada sobre o valor do abastecimento de água, passou de 25% para 70%. No entanto, o muníci-pe que utilizar a quantidade de água dentro da faixa eco-nômica, receberá a conta no valor de R$ 17.

Já os comércios e indús-trias que utilizarem até 10 mil litros de água, receberão

a conta no valor de R$ 34. Confira a tabela de valores no quadro anexado à Lei.

RepercussãoDurante a aprovação do

projeto, alguns internautas que acompanhavam as posta-gens no Facebook do jorna-lista d’O Semanário, comen-taram sobre o reajuste.

“Sou a favor do reajuste, porém acredito que deve se realizar um trabalho de ma-peamento, identificação e correção de possíveis vaza-mentos. Sei da existência de casos como esse, e na medi-da do possível informamos ao departamento competente que se comprometeu a sanar o mesmo assim que possí-vel”, declarou Robson.

Jaquelini também se posi-cionou favorável ao reajuste. “Também sou a favor do au-mento, desde que todos pa-guem, e quem não pagar que tenha alguma punição, pois se não tiver, vai continuar do mesmo jeito, só vai pagar quem já paga”, participou.

A internauta Gisele espe-ra que as reformas decorren-tes do reajuste cessem com as interrupções do forneci-mento de água. “Só espero que pare com os cortes, pois a gente trabalha o dia todo, chega em casa exausta, faz comida, lava roupa e quando vai tomar um banho gostoso

para tirar a canseira, não tem água”, desabafou.

Outro ponto de vista foi apresentado no comentário do internauta Sandro, que de-clarou: “Devemos notar que com a falta de água nas tor-neiras o consumo não chegou ao total estipulado por eles, e os gastos em energia con-sumida pelos equipamentos também foram reduzidos”.

FalindoCom o setor de água e

esgoto praticamente falido, sem dinheiro para manuten-ção, modernização e nem mesmo para tapar os buracos abertos no asfalto para o con-serto das tubulações, a Pre-feitura de Rafard mexeu na

ferida e contou com o apoio dos vereadores para aprovar o projeto que reajusta o valor das tarifas.

O baixo valor que era co-brado refletiu durante todos esses anos na falta de investi-mentos e nos constantes cor-tes no fornecimento da água no município. A administra-ção anterior sempre alegou que a falta aconteceu porque a rede de água e esgoto de Rafard é muito antiga e que ela não suporta bombear até os pontos altos da cidade.

“Deixar chegar nesse ponto é fazer política contra a própria cidade”, disparou o atual prefeito, César Morei-ra, durante o uso da Tribuna livre.

Túlio Darros

Prefeito apresentou dados alarmantes durante sessão extraordinária que aprovou reajuste da tarifa de água

Governo municipal anuncia construção de Praça do Idoso

Conquista

O prefeito de Rafard, César Moreira e o vice Carlos Bueno, estiveram na tarde da última segunda - feira, 18, acompa-nhados do Chefe de Gabinete Eduardo Maia, na Associação Comercial e Industrial de Pi-racicaba, para assinatura do termo de adesão ao Programa São Paulo Amigo do Idoso.

Na oportunidade, se en-contraram com o Secretário de Estado de Desenvolvimento Social de São Paulo, Rodrigo Garcia, onde expuseram as necessidades de Rafard para a área de saúde do idoso, re-cebendo o apoio do Deputado Roberto Moraes (PPS).

Segundo César, Rafard será beneficiada com uma pra-ça para atividades físicas do idoso, que deverá ser constru-ída próximo a Praça do Cora-ção, no bairro Jardim Ana.

No evento, o Secretário de Estado assinou ainda, termos de repasse ao Fundo Estadual de Assistência Social (Feas) para os fundos municipais que garantirão a prestação de ser-viços socioassistenciais.

“São Paulo é referência na desburocratizarão dos re-cursos, no modelo de cofi-nanciamento. Há anos o Feas

estava sem aumento. Em 2012, pactuamos aumento do repasse seguindo critérios objetivos. Com isso, a região de Botucatu teve aumento de 34%, Mogiana de 47% e Pi-racicaba de 41%”, afirmou o Secretário Estadual Rodrigo Garcia.

Para o prefeito, Rafard pre-cisa investir cada vez mais em atividades físicas, para garan-tir a promoção de uma cidade mais saudável. “Nosso muni-cípio tem um número grande de idosos. Desta forma, tudo o que pudermos investir para melhorar a qualidade de vida deles, nós investiremos”, enfa-tizou César.

O vice prefeito Carlos Bue-no registrou ainda que o mu-nicípio estará atento aos pro-gramas de saúde do idoso para conquistar ainda mais recursos para a cidade. “O orçamento de Rafard é pequeno, mas com essas parcerias certamente conseguiremos muitos benefí-cios aos nossos munícipes”.

Segundo a Prefeitura, após a assinatura do termo, Rafard iniciará os processos de com-pra de equipamentos e o obje-tivo é inaugurar a praça ainda no primeiro semestre de 2013.

Roberto Moraes, Rodrigo Garcia, César Moreira e Carlos Bueno

Prefeito se reúne com empresa Radar para negociação de terras

Habitação

Na semana passada, o prefeito César Moreira, esteve reunido com a em-presa Radar para negociar iniciativas importantes para o município. Também parti-ciparam da reunião o Chefe de Gabinete, Eduardo Maia, o Procurador Jurídico, João Quibáo e o engenheiro Alé-cio Polo.

Um dos principais moti-vos da reunião foi o interesse em realizar uma permuta de terras para a construção de uma Estação de Tratamento

de Esgoto para Rafard. “Te-mos o projeto pronto, preci-samos apenas das terras. O projeto custaria hoje cerca de R$ 200 mil e foi financiado pelo Fundo Estadual de Re-cursos Hídricos (FEHIDRO). Rafard precisa urgente de uma Estação de Tratamento de Esgoto tanto para a saúde do povo como para atender as exigências ambientais e como já há recurso disponí-vel na Secretaria Estadual de Recursos Hídricos no mon-tante de R$ 3.500.000,00,

se não oferecermos as terras perderemos o dinheiro”, re-gistrou César.

O prefeito apresentou propostas de parceria/doa-ção visando uma área para construção do novo Distrito Industrial e uma área para construção de um novo con-junto habitacional.

César avaliou a reunião como bastante produtiva. “Fomos bastante elogiados pelo Gerente Sérgio Barbie-ri por termos levado projeto e dados concretos para a re-

alização de parceria. Acredi-to que esta foi a primeira de muitas negociações que fare-mos com resultados positivos para a cidade,” afirmou.

Segundo o Chefe de Ga-binete, Eduardo Maia, as so-licitações foram amplamente estudadas antes de serem feitas. “Eu acredito que essa certeza do que precisamos, aliada as propostas concre-tas realizadas fizeram e ain-da continuarão fazendo toda diferença nas tratativas”, fi-nalizou.

saneaMento

Prefeitura de Rafard estabelece meta de tratar 100% do esgoto

O prefeito de Rafard, Cé-sar Moreira, anunciou nes-ta semana que estabeleceu como uma das metas de sua administração, o tratamento de 100% do esgoto e investi-mentos em infraestrutura.

Segundo a Prefeitura, para alcançar os objetivos deseja-dos, César esteve reunido na última terça-feira, 19, com a gerência da Cetesb (Com-panhia de Tecnologia de Sa-

neamento Ambiental) com o intuito de agilizar os próxi-mos passos para a construção de uma estação, que tratará 100% do esgoto na cidade.

César foi recebido pelo gerente da Cetesb, Alberto Degressi, que informou que o município precisa provi-denciar a licença ambiental para a construção da estação. “Sabemos que é muito buro-crático o trâmite para o tra-

tamento de Esgoto, por isso já estamos iniciando o nosso Governo, cuidando desse as-sunto”, enfatizou César.

Praça do CoraçãoNa reunião, César ques-

tionou sobre as possibilida-des de realizar melhorias na Praça do Coração, uma vez que esta conta com uma nas-cente. O Prefeito recebeu as instruções de como elaborar

o projeto levando em conta as exigências ambientais.

“Para conseguirmos re-cursos precisamos ter bons projetos e para elaborarmos bons projetos precisamos receber orientações técnicas de quem conhece o assunto. Queremos aproveitar a nas-cente existente na praça do coração e realizarmos uma obra de melhorias no local”, enfatizou o Prefeito.

Page 6: Jornal O Semanário Regional - Edição 1089

6 22 DE FEVEREIRO DE 2013O SEMANÁRIO

Informação

As pessoas que não têm do Espiritismo senão um conhe-cimento superficial, são natu-ralmente levadas a fazer cer-tas indagações, às quais um estudo completo lhes daria, sem dúvida, a solução. Mas o tempo e, freqüentemente, a vontade, lhes faltam para se consagrarem às observações continuadas. Quereriam, an-tes de empreender essa tare-fa, saber ao menos do que se trata e se vale a pena dela se ocuparem. Pareceu-nos útil, pois, apresentar, em um qua-dro restrito, a resposta a algu-mas das questões fundamen-tais que nos são diariamente dirigidas. Isso será, para o lei-tor, uma primeira iniciação e, para nós, tempo ganho pela dispensa de repetir constan-temente a mesma coisa.

O Espiritismo é ao mesmo tempo uma ciência de obser-vação e uma doutrina filosó-fica. Como ciência prática, ele consiste nas relações que se podem estabelecer com os Espíritos; como filosofia, ele compreende todas as conse-qüências morais que decor-rem dessas relações.

O Espiritismo é uma ciên-cia que trata da natureza, da origem e da destinação dos Espíritos, e das suas relações com o mundo corporal. É uma tríplice aliança entre a filosofia, ciência e religião.

Aqueles que não conhe-cem o Espiritismo, imaginam que se produzem fenômenos espíritas como se faz em ex-periências de física e de quí-mica. Daí sua pretensão em os submeter à sua vontade, e a recusa de se colocar nas condições necessárias para a observação. Não admitindo, em princípio, a existência e a intervenção dos Espíritos, ou pelo menos não conhecendo sua natureza, nem seu modo de ação, eles agem como se operassem sobre a matéria bruta; e do fato de não ob-terem o que procuram, con-cluem que não há Espíritos.

Desde que se admita a sobrevivência da alma ou do

Espírito, é racional admitir-se a sobrevivência das afeições; sem isso as almas de nossos parentes e de nossos amigos estariam perdidas para sem-pre, para nós.

Uma vez que os Espíritos podem ir por toda parte, é igualmente racional admitir--se que aqueles que nos ama-ram durante sua vida terres-tre, nos amem ainda depois da morte, venham para perto de nós, desejem se comu-nicar conosco, servindo-se para isso dos meios que estão à sua disposição. Isso é o que a experiência confirma. A ex-periência prova, com efeito, que os Espíritos conservam as afeições sérias que tinham sobre a Terra, e se alegram em vir até aqueles que ama-ram, sobretudo quando são atraídos pelo pensamento e sentimentos afetuosos que se lhes dirige, enquanto que são indiferentes para aqueles que não lhes têm senão indiferen-ça.

Certas pessoas fazem uma idéia muito falsa das comu-nicações; há os que crêem que elas consistem em fazer voltar os mortos com a apa-rência lúgubre da sepultura. O pouco que dissemos a esse respeito deve dissipar esse erro. Não é senão nos roman-ces, nos contos fantásticos de almas do outro mundo e no teatro que se vêem os mortos descarnados saírem de suas sepulturas, vestidos ridicula-mente de mortalha e fazen-do chocalhar seus ossos. O Espiritismo, que jamais fez milagres, não fez mais este que outros, e jamais fez revi-ver um corpo morto; quando o corpo está na cova, aí está definitivamente. Mas o ser espiritual, fluídico, inteligen-te, não foi aí encerrado com seu envoltório grosseiro, do qual se separou no momento da morte, e uma vez operada a separação, nada tem em co-mum com ele.

O Espiritismo serve para provar materialmente a exis-tência do mundo espiritual.

O mundo espiritual estando formado pelas almas daque-les que viveram, disso resulta a prova da existência da alma e da sua sobrevivência ao corpo.

As almas que se manifes-tam, revelam suas alegrias e seus sofrimentos segundo a maneira que empregaram a vida terrestre; disso resulta a prova das penas e das recom-pensas futuras.

Quando a maioria dos ho-mens estiver imbuída dessa idéia, quando professar esses princípios e praticar o bem, disso resultará que o bem se imporá sobre o mal neste mundo; que os homens não procurarão mais se prejudi-carem mutuamente; que eles regularão suas instituições sociais para o bem de todos, e não em proveito de alguns; em uma palavra, compreen-derão que a lei da caridade ensinada pelo Cristo é a fonte da felicidade, mesmo neste mundo, e basearão suas leis civis sobre a lei da caridade.

Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo, essa é a nossa lei.

Ora, entre os fariseus ha-via um homem chamado Nicodemos, senador dos Ju-deus, que veio à noite ter com Jesus e lhe disse: Mestre, sa-bemos que vieste da parte de Deus para nos instruir como um doutor, porquanto nin-guém poderia fazer os mila-gres que fazes, se Deus não estivesse com ele.

Jesus lhe respondeu: em verdade, em verdade, digo-te: ninguém pode ver o reino de Deus se não nascer de novo.” [João-III:1-12]

Fonte: “O que é o Espiritis-mo” – Allan Kardec

O que é o espiritismo

Enviada por Sandro Morete - Centro Espírita Lázaro JoséR. Conselheiro Gavião Peixoto, 431 Centro, Rafard

industrial

Aula inaugural do curso de corte e costura“Estou muito feliz e com

esperanças de conquistar um emprego ao término das au-las”, afirmou Alex Gomes Martins, aluno do curso de costura industrial, iniciado na última terça-feira, 19, na Oficina Municipal de Costu-ra nas dependências Direto-ria de Assistência Social.

Com o objetivo de gerar renda para famílias e capa-citar para o mercado de tra-balho criando oportunidade aos moradores de Rafard fo-ram montadas pela Prefeitura Municipal, por meio da Dire-

toria de Assistência Social, turmas para aulas de corte e costura industrial às terças e quartas - feiras, tanto para o período matutino quanto para o período vespertino. As aulas tiveram início nes-ta semana e contaram com a presença da primeira dama Teresinha Bernadete Julia-ne Moreira, mais conhecida como Dona Zizi, que esteve incentivando os iniciantes nesta aula inaugural.

“Temos que perseguir nossos objetivos. Obstáculos sempre existem, mas com

força de vontade precisamos vencê-los, porque esta é uma grande oportunidade de ca-pacitarmos para a conquista de emprego”, ressaltou.

Alex Gomes Martins, alu-no matriculado no período da tarde, endossou as palavras de Dona Zizi e disse estar con-fiante em novas oportunida-des com o término do curso.

Segundo Helena Fran-cisco da Silva, Diretora do Departamento de Assistência Social, no total 20 alunos, sendo 10 por período, parti-ciparão das aulas oferecidas.

AssCom.Rafard

Cultura

Encontro Estadual de DirigentesO Diretor de Cultura de

Rafard, Luiz Cláudio Santa-na, participou no último dia 19, do 16º Encontro de Diri-gentes Municipais de Cultu-ra do Estado de São Paulo, promovido pela Secretaria da Cultura, no Teatro Sérgio Cardoso na capital.

Segundo Luiz, neste even-to promovido para dirigentes do interior, litoral e capital paulista, os participantes pu-deram conhecer e discutir os programas tais como Mapa Cultural Paulista, Oficinas Culturais, Proac (Programa de Ação Cultural), destina-ção de emendas parlamenta-res, dentre outros.

“Neste encontro, pude-

mos conhecer os programas para que, futuramente, pos-samos pleitear participações nas atividades de maior inte-resse e maior necessidade em nossa cidade” afirmou.

O Diretor disse ainda que Rafard irá cumprir a sua lição de casa e que deve investir na elaboração de

projetos culturais. “Traba-lharemos na elaboração de projetos para que quando es-teja aberto o prazo de pedido de emendas parlamentares, que vai de julho a setembro, possamos cobrar o apoio de Deputados que estiveram presentes na cidade de Ra-fard,” registrou.

futsal

Final do Intermunicipal acontece nesta sexta-feira

Um mês após gran-des e disputados jogos, o I Campeonato Intermunici-pal Futsal “Carlos Roberto Gasparini” e “Antonio Ce-rezer” de chega à final com as equipes MF Parafusos e RNG.

Foram dois jogos acirra-dos nas semifinais e é claro as melhores equipes vence-ram e chegaram à grande fi-nal do campeonato. O time do MF Parafuso ganhou da equipe do Bar do Zeca em uma das semifinais pelo

placar apertado de 4 a 3. Já a equipe do RNG teve

que suar a camisa para pas-sar pelo time do Futsal. No tempo normal, o jogo ficou empatado em 4 a 4, e nos pênaltis a equipe do RNG venceu por 7 a 6 em uma disputa eletrizante, ficando com a outra vaga da final.

O prefeito César Morei-ra por meio da Diretoria de Cultura, Esporte e Turismo, convida a todos para parti-ciparem desta solenidade de encerramento.

“Esperamos ver o giná-sio de esportes lotado para juntos fazermos uma bela festa de encerramento para este campeonato” exaltou o prefeito.

O jogo final acontece nesta sexta-feira dia 22/02 no Ginásio de Esportes “Olavo de Campos Borghe-si” a partir das 19h. Antes da partida final entre MF Parafuso e RNG acontecerá um jogo preliminar mascu-lino e um jogo liminar femi-nino.

AssCom.Rafard

esporte

Camargo integra a seleção paraolímpicaNa última semana do mês

de janeiro, o presidente da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa, Dr. Alaor Gaspar Azevedo, esteve em Piracicaba para oficializar a cidade como sede do Centro de Treinamento Paraolímpi-co para as categorias andan-tes.

Na ocasião foi definida a equipe técnica que comanda-rá o centro de treinamento e anunciada a convocação do professor Paulo Camargo, como um dos técnicos prin-cipais do projeto.

“Fiquei muito contente pelo convite e quero retribuir

a confiança dos meus supe-riores que depositaram no-vamente confiança em meu trabalho mesmo após um período de dois anos e meio

afastado da seleção. Tem muita gente pra agradecer, mas não poderia deixar de citar o importante apoio da Branyl e do Capivari Clube”.

Divulgação

Equipe técnica no centro de treinamento paraolímpico

Page 7: Jornal O Semanário Regional - Edição 1089

22 DE FEVEREIRO DE 2013 7O SEMANÁRIO

Jovens contra Renan Calheiros em CapivariManifestação

Não contentes com a atu-al situação política do Brasil, cerca de 50 pessoas, adoles-centes e adultos, reuniram-se na praça central de Capiva-ri, no último sábado (16), às 15h, para um protesto pací-fico contra Renan Calheiros.

Organizado pela paulista-na Daniela Aloia e propagado pela rede social Facebook, o protesto teve duração de 2h, começando na Praça Central e terminando em frente ao Paço Municipal. Em determi-nado momento da manifesta-ção, os protestantes interdita-ram a esquina da Rua Bento Dias com a Rua Fernando de Barros, ficando no local por cerca de 10 minutos.

A Guarda Municipal foi acionada, porém houve enten-dimento por parte das autori-dades de que era apenas um protesto pacífico, e nada além de uma conversa informati-va aconteceu entre as partes. A GM se retirou logo após a

desobstrução da via, e os ma-nifestantes seguiram até o se-máforo da Av. VX com a Rua Saldanha Marinho.

Embalados ao brado de “O povo unido jamais será vencido”, chamaram atenção de quem transitava pelo cen-tro da cidade. Para finalizar a passeata, seguiram até a Pre-feitura e reuniram-se à porta, novamente bradando, “Cor-rupção - Não!”.

O protesto terminou às 17h, sem nenhum dano ao patrimônio público e sem ne-nhuma ocorrência de pertur-bação do sossego, deixando bem explícito o caráter pací-fico apresentado pelos orga-nizadores.

RespostaAtuando como Presidente

do Senado, Renan Calheiros, comentou, em nota oficial, sobre os manifestos que es-tão acontecendo no Brasil e na internet que pedem a sua

saída do cargo.“A mobilização na Inter-

net é lícita e saudável, prin-cipalmente, entre os jovens. Fui líder estudantil, todos sabem, e também usei as ferramentas da época para pressionar. O número de as-sinaturas não é tão impor-tante quanto a mensagem, o que importa é saber que a so-ciedade quer um Congresso mais ágil e preocupado com os problemas dos cidadãos. E assim o será.

O Congresso Nacional vai trabalhar para garantir o maior desenvolvimento do Brasil. Vou conversar na se-gunda-feira com o presidente da Câmara, Henrique Edu-ardo Alves, para que pos-samos colocar em votação as matérias necessárias ao crescimento do país, de for-ma sustentável e duradoura.

Temos que tornar o Bra-sil mais fácil, fazer a reforma tributária, política, propor

medidas de combate à crimi-nalidade, enfrentar a ques-tão dos vetos.

Do ponto de vista admi-nistrativo, teremos no Sena-do uma gestão austera, com corte de gastos, transparên-cia e o fim da redundância de estruturas.

Vamos convidar o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o presidente do Banco Cen-tral, Alexandre Tombini, para avaliar como, juntos, pode-remos ajudar a economia do país, ajudar na geração de empregos e renda e afastar o fantasma da inflação.

Nas últimas décadas, o Brasil avançou bastante nos conceitos modernos, ganha-mos prestígio internacional. E o Congresso Nacional teve papel decisivo nesse proces-so. Não podemos recuar no tempo e abrir mão dos avan-ços conquistados.

Renan Calheiros - Presi-dente do Senado Federal”

População reclama das más condições do asfalto

paviMentação Motorista teve seu veículo danificado e pede ressarcimento pelos danos

A situação das ruas e ave-nidas de nossa região é mais uma vez o assunto em desta-que para ser debatido pelas autoridades. A qualidade do asfalto, e não só do serviço prestado pela prefeitura no decorrer desses anos, deve ser revisto. O que se vê pelas cidades da região é um ma-terial precário que constitui o asfalto, e que diante de uma chuva mais forte ou um ca-lor um pouco mais intenso, ele acaba cedendo e abrindo, dando origem aos buracos e valas.

Muitas vezes, os motoris-tas, não conseguem avistar os buracos, e acabam danifican-do os veículos com as batidas secas e solavancos, quebran-do toda a parte de suspenção, e em casos piores, sofrendo acidentes. Além disso, as ruas estão recortadas de re-mendos, onde na maioria das vezes, essa solução tempo-rária do problema não dura nem 1 ano.

A situação Av. Brigadeiro Faria Lima, sentido Rafard, é uma das piores na cidade de Capivari. Os buracos pare-cem se multiplicarem a cada chuva. Tratores, caminhões, pedestres que se aventuram

sem ter um acostamento para caminhar, ciclistas que ma-nobram para não serem atro-pelados pelos veículos que desviam das valas.

Na última quarta-feira (21), o rafardense Jeferson Bertoldo acabou caindo em um desses buracos e teve o seu carro quebrado, precisan-do ser retirado da avenida por um guincho. Através da rede social Facebook, Jeferson de-sabafou: “Devido a má con-servação na Av. Brigadeiro Faria Lima , levei um prejuí-zo que não esperava, quebrou meu carro devido aos bura-cos e teve que sair guincha-do do local. Estou indo atrás dos meus direitos de cidadão, e espero ressarcimento pelos danos materiais causados”.

Revoltado e descontente com o prejuízo causado pela situação crítica das vias, o munícipe demonstrou sua indignação em um novo co-mentário e alertou a popu-lação quanto ao acontecido. “Órgão superior responsável pelo serviço de conservação de ruas e avenidas da cidade de Capivari, como faz para desviar de um buraco sem cair em outro? O próximo carro a ser danificado pode

ser o seu.”, complementou Jeferson.

CapivariDe acordo com a Secretá-

ria de Obras da cidade, Joce-li Maria Angelin Cardoso, é necessário esperar o proces-so licitatório para que haja o começo do recapeamento na cidade. “Para o recapeamen-to possuímos convênio para alguns trechos de ruas, onde o processo licitatório será iniciado nos próximos dias. Este é um convênio com o Governo Federal, totalizando 17.892,86 metros quadrados de recape”, informou Joceli.

A cidade inteira parece estar assolada pelos buracos e valas, e necessita de uma atenção redobrada, mas se-gundo Joceli, os trechos mais críticos ficam nos bairros: Engenho Velho, São Marcos, Vila Izildinha, Nova Apare-cida, Vila Cardoso e Morada do Sol.

Alguns bairros que ainda não possuem asfalto, como o Bosque dos Pinheiros, irá receber o sistema de esgo-to antes de tudo, para que a estrutura seja feita con-forme o planejamento. Não há previsão para começar o asfaltamento, pois depende unicamente do término dos serviços do SAAE.

Segundo Joceli, o pavi-mento do município precisa de recape, pois é muito antigo e alguns bairros, com mais de 40 anos, nunca foram recape-ados. Para resolver toda esta problemática, a prefeitura es-tima que seja necessário mais de R$ 20 milhões em investi-mentos nessa área.

No restante, para este fim, com os recursos do Governo Federal ou Estadual, existe apenas um convênio a ser

licitado para recape e outros dois em andamento, um re-ferente ao asfalto do Jardim Branyl e o segundo sobre o asfalto no Jardim do Bosque e recape na Avenida do Car-mo.

Para amenizar a situação crítica em que se encontra a cidade, a Prefeitura iniciou a Operação Tapa-Buracos que, seguindo cronograma a ser elaborado pela própria pasta, irá percorrer toda a cidade. Inicialmente, os trabalhos vão se concentrar apenas no Centro, migrando depois para os outros bairros. Nesta primeira etapa, sete funcio-nários estão envolvidos na operação.

De acordo com a Secre-taria, algumas das principais vias da área central, como Ti-radentes, Padre Fabiano, Pa-dre Aroldo, XV de Novem-bro, Barão do Rio Branco, Fernando de Barros, Antônio Pires, Saldanha Marinho e Bento Dias, estão recebendo os cuidados necessários para que o cidadão transite com segurança.

RafardNa cidade, inicialmen-

te, a prioridade ficará com a “Operação Tapa Buracos”.

A Prefeitura já levantou os principais buracos a serem tapados que se concentram em ruas do centro, Avenidas e ruas de acesso. No entanto, o estudo para recape de ruas ainda está sendo feito pela prefeitura municipal para a elaboração de projetos para posterior pedido de Emendas Parlamentares. Antes disso, apenas o tapa buracos será realizado.

A operação tapa buracos emergencial teve início no dia 21 de fevereiro, quinta--feira. De acordo com os le-vantamentos da prefeitura, toda a cidade precisa deste atendimento.

Os bairros e Avenidas que ainda não possuem asfalto es-tão sendo, de acordo com a

prefeitura, atualizados dentro dos projetos e planilhas para a realização deste serviço. Não começará pelo centro da cida-de como ocorre em Capivari, serão primeiramente atendi-dos os pontos mais críticos.

A prefeitura alega ain-da estar fazendo um levan-tamento de qual é o valor necessário para suprir a re-alização dessas obras na ci-dade, não só envolvendo a operação tapa buracos, mas também para recapear grande parte do município.

Para a Avenida Irmãos Moreira, ainda segundo a prefeitura, será pedido recur-sos no PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento) – Pavimentação, do Governo Federal.

Bruno Bossolan

Buraco na rua Dr. José Soares de Faria, onde o tráfego é intenso, ocupa quase a faixa inteira

Veículo teve que ser guinchado após cair em um dos buracos

Brun

o Bo

ssol

an

Page 8: Jornal O Semanário Regional - Edição 1089

8 22 DE FEVEREIRO DE 2013O SEMANÁRIO

Page 9: Jornal O Semanário Regional - Edição 1089

CAPIVARICADERNO 2 O SEMANÁRIO

22 DE FEVEREIRO DE 2013 9

Cabral esclarece reajuste de 13% na tarifa de água

polêMiCa

O superintendente do SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), José Luiz Cabral, foi convidado a comparecer na sessão da Câmara de Vere-adores de Capivari na noite de segunda-feira, 18. Na ocasião, os vereadores tiveram a opor-tunidade de esclarecer dúvidas a respeito do aumento de 13% na tarifa de água do município, e o superintendente detalhou o planejamento estratégico da Autarquia.

Cabral reafirmou que o rea-juste foi confirmado pela Agên-cia Reguladora de Saneamento (ARES PCJ) e, através do De-creto 5778/2013, foi oficiali-zado em Capivari. O SAAE recebeu autorização da Agên-cia Reguladora para aumentar em 19,3% pelo IGPM (Índice Geral de Preços de Mercado), pelo período acumulativo de 01/07/2010 à 31/12/2012, po-rém, o aumento se estabilizou em 13%, permitindo uma re-dução de 6,3% do valor que era pra ser aumentado. A nova tarifa passará a valer a partir do mês de março.

Confira algumas informa-ções importantes, concedidas ao jornal O Semanário, pelo su-perintendete do Saae, José Luiz Cabral.

O motivoO aumento deve-se a um

repasse parcial do IGPM não cobrado desde julho de 2010, isto é, o IGPM acumulado de 01/07/2010 a 31/12/2011 foi de 10,7% e o IGPM do ano de 2012 foi de 7,8, o que acumulou 19,3%. Decidiu-se que, o SAAE absorveria 50% do IGPM de 01/07/2010 a 31/12/2011, portanto 5,35%, e os demais 5,35% foram soma-dos ao IGPM de 2012 de 7,8%, totalizando 13,15%.

Daí a razão dos 13%, por-

tanto, tratou-se de repasse de inflação. “Assim sendo, bene-ficiamos a população pelo não repasse de 50%, com isto o rea-juste foi inferior ao IGPM acu-mulado no período”, declarou Cabral.

PrioridadesAs necessidades do setor de

saneamento básico de Capiva-ri são muitas, principalmente em esgotos. “É preciso elevar o tratamento para 100%, pois tratamos somente 25%”, acres-centou Cabral.

Após a contratação de pro-jetos executivos de Engenharia para a ETE Castelani e ETE Central, o SAAE conseguiu recursos financeiros que de-vem chegar aos R$ 18 milhões, aproximadamente, dos quais R$ 3 milhões serão por finan-ciamento em cinco anos, com um de carência, os demais R$ 15 milhões serão a fundo perdi-do, sem contrapartida do SAAE para a construção da ETE Cen-tral. “Através de três projetos, junto ao FEHIDRO, consegui-mos R$ 6.300 milhões com contrapartida de 15%, isto é, virão recursos a fundo perdido no valor de R$ 5.400 milhões. Estaremos protocolando mais dois projetos no FEHIDRO, neste ano, que deverão chegar próximo aos R$ 6.800 milhões, com contrapartida de 10%, ou seja, R$ 680 mil”, completou o superintendente do SAAE.

Porém, para chegar ao ní-vel de excelência, existente em outras autarquias, há muito que ser feito, o que pode chegar a necessidades de mais de R$ 50 milhões, como Nível de Auto-mação excelente e outros inves-timentos que se fazem necessá-rios aos próximos 20 anos.

AvançoMuitas coisas melhoraram

no SAAE nesses últimos 4 anos, principalmente a quita-ção das dívidas, que remon-tadas, ultrapassavam os R$ 4 milhões. Houve a moderniza-ção dos sistemas de informa-tização, com a implantação de leitura e entrega simultânea, novos veículos, pagamento de insalubridade aos servidores, uniformização, modernização da Estação de Tratamento de Água número 2 (ETA2), que hoje tem a capacidade de pro-duzir o dobro de água, pois tem uma sobra técnica de 1.500 li-tros de água por dia, para ser produzida. “Estamos moderni-zando o sistema de tratamento de água da ETA2, com uso de novas tecnologias. Muitos outros projetos virão, como a modernização da Estação de Tratamento de Água núme-ro 1 (ETA1), que também irá dobrar a produção de água de superfície, porém, jamais desprezaremos nossos poços artesanais, temos planos para produzir água para 150 mil ha-bitantes”, informou Cabral.

CarênciaCapivari possui três bairros

que merecem maior atenção, são eles: Santa Rita/Painei-rinhas, nas proximidades de Elias Fausto, Cancian / Bela Vista e Bosque dos Pinheiros, que não possuem rede de coleta de Esgotos.

“Realizamos uma média com tarifa mínima de água e es-goto de 5 municípios da região e chegamos ao valor de R$ 27.

Mesmo com o aumento, a taxa em Capivari fica cerca de 20% mais barata que a média regio-nal. Em sua opinião, o valor do aumento foi justo e necessário para suprir a manutenção e in-vestimentos no setor?”, inda-gou o superintendente.

Segundo Cabral, a Tari-fa para a cidade é justa, pois mesmo com o aumento, o va-lor continua abaixo do que a SABESP que atende Mombu-ca, Monte Mor e Elias Fausto, cuja tarifa é 28% mais cara e, que por economia de escalas, deveria ser menor do que a de Capivari.

DívidaApós a implantação da polí-

tica de corte, a dívida ativa dos munícipes para com o SAAE reduziu o valor por dois anos consecutivos. Para os inadim-plentes que não atendem ao aviso de corte, além da reali-zação do corte ao fornecimen-to de água, em acordo com a Lei 11445/2007, em seu artigo 40, o nome é levado ao serviço de proteção ao crédito. A dí-vida fechou em 2007 com R$ 2.591.557, 47.

BalançoO SAAE fechou o ano de

2012 em conformidade com a lei de responsabilidade fiscal, isto é, os recursos disponíveis em 31/12/2012 foram suficien-tes para o pagamento dos restos a pagar vincendas em 2012, re-presentando ainda um pequeno superávit financeiro de 2,3%.

Defesa Civil se estrutura e cria Coordenadoria

CoMdeC

A partir deste ano, Ca-pivari passa a ter um órgão criado especificamente para atuar na prevenção e geren-ciamento de desastres - se-jam eles naturais ou provo-cados pelo homem. Trata-se da Comdec (Coordenadoria Municipal de Defesa Civil), instituída pela lei nº 4025/12 e regulamentada pelo decre-to nº 5777/2013, do prefeito interino André Luis Rocha (PSOL).

“Agora, com o decreto, poderemos dar início aos trabalhos da Comdec”, diz o diretor da Defesa Civil, Ricardo Lourenço de Souza. Ele explica que a criação do órgão cumpre determinação da lei federal nº 12.268/2012, que institui a Política Nacio-nal de Proteção e Defesa Ci-vil (PNPDEC). A lei define como “dever da União, Esta-dos e municípios a adoção de medidas necessárias à redu-ção dos riscos de desastres”.

Segundo o diretor da De-fesa Civil, a criação da Com-dec vai de encontro às reco-mendações da PNPDEC. “A coordenadoria é responsável pelo planejamento, atribui-ção, coordenação, mobiliza-ção e gestão da Defesa Civil e foi criada para conhecer e identificar os riscos de desas-tres no município. A partir desse conhecimento, pode-mos nos preparar com a ela-boração de planos específi-cos, estabelecendo para cada tipo de situação as atitudes a serem tomadas, quem deve

fazer o que, como e quando agir”, explicou Ricardo.

Os trabalhos da Comdec incluem, por exemplo, o pla-nejamento específico para lidar com enchentes, um de-sastre natural recorrente no município. De acordo com Souza, em casos como este, a cidade estará preparada para minimizar os impactos do problema causado pelo ex-cesso de chuva.

Ainda tendo como exem-plo uma situação de enchen-te, a criação da Comdec permitirá à Prefeitura ter acesso facilitado a auxílios financeiros e doações (como de colchões, cestas básicas e roupas) oferecidos por co-ordenadorias regionais de Defesa Civil e pelos gover-nos estadual e federal para situações de crise. “Com a Comdec, o município estará preparado para formalizar convênios e receber auxílios do Estado e da União em ca-sos de estado de emergência e calamidade pública. Isso só é possível para cidades pre-viamente regulamentadas e que possuem um gestor res-ponsável”, concluiu Souza.

Em fase de estruturação, a Comdec será composta por membros da própria Defesa Civil, além de representantes dos poderes Executivo, Legis-lativo e Judiciário. “Temos de estar preparados, seja por meio de treinamentos ou ações pre-ventivas, para dar respostas rá-pidas a cada tipo de situação”, finalizou o diretor.

AssC

om.C

âmar

aCap

ivar

i

Superintendete do Saae esteve presente na sessão da última segunda-feira

Page 10: Jornal O Semanário Regional - Edição 1089

10 22 DE FEVEREIRO DE 2013O SEMANÁRIO

Page 11: Jornal O Semanário Regional - Edição 1089

Ilust

rativ

a

22 DE FEVEREIRO DE 2013 11O SEMANÁRIO

Dívida de munícipes com o IPTU nas Prefeituras ultrapassa os R$ 7 milhões

inadiMplênCia

O imposto sobre a pro-priedade predial e territo-rial urbana (IPTU) é a taxa paga sobre a posse de casas, prédios e terrenos. O IPTU denomina como obrigação jurídica o pagamento sobre a propriedade, o domínio útil ou a posse de propriedade imóvel localizada em zona urbana, ou seja, você paga por ter uma casa ou um pe-daço de terra.

O IPTU tem várias fun-ções sociais, dentre elas, manter funcionando o que pertence ao município. Construção, reforma e ma-nutenção de ruas, postos de saúde, remédios, pagamento de médicos e demais servi-dores. Escolas e creches, complementar a merenda es-colar, o transporte coletivo, material didático e os salá-rios dos professores. Lazer, esporte e cultura, assistência

social, segurança pública, entre outros. Sendo assim, o dinheiro arrecadado com o IPTU fica integralmente com o município.

ValoresO valor da dívida ativa

dos munícipes para com a Prefeitura de Capivari, com balancete fechado em 31 de dezembro de 2012, é de R$ 4.093.555,08. Já em Rafard, o valor dessa dívida, con-tando com a mesma data de fechamento de Capivari, é de R$ 3.630.431,46. Fazen-do um comparativo entre as duas cidades, a inadimplên-cia do rafardense é muito maior do que a do capivaria-no.

Com uma diferença de aproximadamente 40 mil habitantes, os inadimplen-tes rafardenses devem aos cofres públicos, apenas R$

500 mil a menos do que os capivarianos, o que gera preocupação quanto ao cum-primento dos deveres do cidadão e também do poder público em gerenciar suas dívidas.

CapivariO primeiro vencimen-

to do IPTU na cidade para a cota única será dia 22 de março de 2013, e para quem for parcelar, a primeira cota deve ser paga até 28 de março de 2013. Os carnês serão entregues via Correio, a partir da primeira semana de Março. Ao todo, a pre-feitura distribuirá 18.160 carnês.

O desconto para quem pagar a cota única é de 7%, e para quem optar pelo parce-lamento, o valor será dividi-do em 5 pagamentos, em me-ses alternados (28/03/2013

- 29/05/2013 - 29/07/2013 - 27/09/2013 - 29/11/2013). O valor estimado com toda a arrecadação dos munícipes é de R$ 10.010.423,46 (IPTU + taxas), segundo o Secretá-rio da Fazendo, Marinilson Stênico Franco.

Para os munícipes que efetuaram o requerimento até o dia 30/11/2012, con-forme Lei n° 3631/2009 e Decreto n° 5455/2010, e que tiverem árvores plantadas em frente à residência, tam-bém haverá um abatimento na taxa.

O contribuinte que não receber o carnê deve se di-rigir à Prefeitura e procurar o setor de Tributação, ou verificar no site do Portal do Cidadão.

De acordo com a Prefei-tura, o contribuinte que não efetuar os pagamentos em dia, não poderá concorrer

aos prêmios do sorteio do “Programa IPTU em Dia”, e os valores das parcelas se-rão atualizados mensalmen-te conforme Lei n° 01/2003 (Código Tributário), além de serem inscritos na Dívida Ativa do município e cobra-dos judicialmente.

Rafard Segundo a Secretaria da

Fazenda, o primeiro venci-mento do IPTU será, pro-vavelmente, na segunda quinzena de março. Cerca de 2.500 carnês serão distri-buídos, sendo a entrega di-versificada, uns casa a casa, outros mediante protocolo de retirada.

A Prefeitura ainda não tem uma estimativa de quan-to será arrecadado com o im-posto, e se justificou dizendo que o valor ainda está sendo lançado no sistema que con-trola os pagamentos.

A quitação poderá ser parcelada em até 8 vezes, e quem optar pagar a vista re-ceberá desconto de acordo com o valor imposto pela Prefeitura. O contribuinte que não receber o carnê deve procurar o Departamento de Cadastro, localizado na Pre-feitura.

No município, não pagar o IPTU implica em aciona-mento judicial e execução fiscal com penhora de bens.

Page 12: Jornal O Semanário Regional - Edição 1089

12 22 DE FEVEREIRO DE 2013O SEMANÁRIO

Page 13: Jornal O Semanário Regional - Edição 1089

22 DE FEVEREIRO DE 2013 13O SEMANÁRIO

Estágios através do Fundap

prograMa

O Programa de Está-gios do governo do Estado foi criado pelo Decreto n. 52.756, de 27/2/2008, dada a necessidade de se estabe-lecer uma política de forma-ção profissional por meio do estágio. O objetivo do pro-grama é oferecer aos jovens estudantes a oportunidade de estagiarem no setor público e desenvolverem seus talen-tos potenciais, habilidades e atitudes inerentes à cultura do trabalho e da formação da cidadania.

Destinado ao estudante regularmente matriculado em cursos de ensino supe-rior, educação profissional de nível médio e ensino médio, o programa permite ao aluno avaliar a aplicabilidade de seus conhecimentos teóricos, bem como adquirir experiên-cias práticas e vivência em ambiente de trabalho, o que contribuirá para seu ingresso

na vida profissional.Os estágios oferecidos

são remunerados, com carga horária variável de 4 a 6 ho-ras, para diferentes cursos e municípios.

O ingresso do estudante no programa se faz mediante seleção pública. A sistemáti-ca adotada visa a garantir a igualdade de acesso às opor-tunidades oferecidas, possi-bilitando participação mais democrática a um maior nú-mero de estudantes.

A Coordenação do pro-grama está sob responsabili-dade da Secretaria de Gestão Pública, que atribuiu à Fun-dap a sua gestão. A Fundap responde pelas relações com as entidades de ensino e com as organizações demandan-tes de estagiários, pelas ati-vidades de seleção pública, classificação de estudantes, alocação e acompanhamen-to, pelas atividades de super-

visão e administração, bem como por todo o monitora-mento necessário para infor-mação e avaliação do progra-ma.

Os estudantes interessa-dos podem obter informa-

ções sobre os estágios no site http://estagios.fundap.sp.gov.br e efetuar um cadas-tro para receber informação sobre a abertura de inscrições para a seleção pública reali-zada periodicamente.

Oficinas de teatro e pinturainsCrições abertas

As inscrições para as ofi-cinas de Teatro estão abertas e podem ser feitas na Casa da Cultura de Capivari, de segunda-feira à sexta-feira, das 8h às 17h.

As aulas estão programa-das para começar no próximo dia 02, aulas todos os sába-dos, das 14h às 17h. Para ins-crever-se o candidato precisa ter acima de 12 anos. Meno-res de 18 devem comparecer ao local com um responsável.

De acordo com o profes-sor de teatro, Gerson Rodri-gues, durante as aulas, os alu-nos irão aprender a história

do teatro, leitura dinâmica, técnicas de interpretação e jogos teatrais.

PinturaNo local, também poderá

ser realizada a inscrição para o curso de pintura em azulejo. As aulas acontecerão às ter-ças-feiras, das 14h às 15h30. As oficinas compreendem desenhos, como paisagens ou casas, em azulejos. O profes-sor, José Grillo, destaca que a pintura será desenvolvida com os dedos e os materiais utilizados serão tinta óleo, al-godão, diluente e azulejo.

Cata Cacareco começa na segunda-feira

liMpeza

Na próxima segunda--feira (25), a Prefeitura de Capivari, por meio da Se-cretaria de Serviços Públi-cos e Meio Ambiente, rea-lizará, em todos os bairros, o “Cata Cacareco”. Serão recolhidos móveis velhos e utensílios em geral, como geladeiras, fogão, colchão, itens domésticos e mate-riais de limpeza de quintal. O munícipe deve retirar os utensílios da residência no sábado ou no domingo que

antecedem a coleta.

FiscalizaçãoVale lembrar que, a par-

tir de 1º de março o “Cata Cacareco” recolherá ape-nas entulhos domésticos. Sendo assim, os entulhos de construção deverão ser despejados em caçambas, providenciadas pelos mu-nícipes. A pessoa que não respeitar será notificada e, em caso de reincidência, autuada.

Depósito de indústria têxtil é destruído

inCêndio

Na madrugada de domin-go (17), um incêndio destruiu um pequeno barracão de tin-turaria da Branyl Indústria Têxtil, que fica ao lado do bairro Castellani, em Capi-vari.

O fogo, que começou por volta das 1h30, só foi visto depois que as chamas já ul-trapassavam o teto do barra-cão. Todo o estoque de panos e 4 máquinas foram destruí-dos. A empresa ainda não se

pronunciou sobre a causa do incêndio e não contabilizou o prejuízo.

No momento não havia funcionários no local, pois o último turno tinha se encerra-do às 10h35.

O incêndio só foi contro-lado pela manhã, depois que várias viaturas de bombeiros, incluindo equipes de Piraci-caba e Capivari, com a ajuda de voluntários e da Defesa Civil, foram acionadas.

Yuri Rossi

Flagrante do incêndio, na madrugada de domingo (17)

Homem tenta suicídio e PM intervém com arma Taser

eM teMpo

A PM (Polícia Militar) foi solicitada, através do Corpo de Bombeiros e de uma am-bulância do CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), para intervir em uma ocorrência no bairro Santo Antônio, em Capivari, na tarde da última sexta-feira (15).

Estava agendada uma in-ternação voluntária para um homem de 35 anos, porém, quando a equipe dos bombei-ros chegou até a residência, o indivíduo se exaltou e não concordou em ser levado à clínica. Na primeira tentati-va de negociação com o pa-ciente, uma viatura da PM foi chamada para tentar acalmá--lo, mas sem êxito.

Muito alterado, o homem se apossou de um facão de corte de cana e se trancou no banheiro, ameaçando co-meter suicídio caso a PM in-vadisse sua casa, mostrando resistência à internação, que já tinha sido agendada por ele mesmo.

A viatura que estava no local acionou o Comando de Força Patrulha, em Piracica-ba, e o Oficial responsável se dirigiu ao local. Novas negociações foram feitas, e todas sem sucesso. Diante do

estado emocional alterado do homem e de sua grande resis-tência, e zelando pela integri-dade física do próprio, a PM utilizou-se da arma Taser, imobilizando o indivíduo.

O homem, acompanhado de familiares, foi encami-nhado para o hospital para primeiros cuidados e poste-riormente seguiu para a in-ternação.

Arma TaserA arma Taser tem o for-

mato semelhante ao de uma pistola e funciona pelo prin-cípio de IEM (interrupção elétrica intramuscular). Ao disparar, ela lança os dois eletrodos, que ao atingir a ví-tima, aplicam uma descarga elétrica por 5 segundos, imo-bilizando o alvo.

Após esse tempo, manten-do-se pressionado o gatilho, uma descarga é disparada a cada 1,5 segundo. Este mo-delo, diferente do de contato, imobiliza a vítima, indepen-dente da resistência à eletri-cidade do alvo e da área atin-gida, pois devido a descarga ser intramuscular, age direto no sistema nervoso central, fazendo com que o alvo fique completamente imobilizado.

Page 14: Jornal O Semanário Regional - Edição 1089

14 22 DE FEVEREIRO DE 2013O SEMANÁRIO

3496-1247TOLDOS - CORTINAS - COBERTURAS

POLICARBONATO E POLI-LIGHT

Roberto Andreotti

R. Mal. Deodoro, 56 - RAFARD

Teo Modas

R. Maurício Allain, 142Centro - Rafard-SP

Aberta aos sábados até às 16h

Fone: 3496-2423

ELETRICISTAResidencial e Industrial

Valdir Quagliato

Rua Paul Madon, 488RAFARD

TEL. 3496-1242Cel.: 9143-0072

Agro Comercial e Papelaria

GLOBAL

R. Maurício Allain, 130 - RafardFone: (19) 3496-1235

Toda linha de materiais p/ escritório e escolar. Pintos, rações, materiais p/ pesca, ferramentas

e produtos veterinários

ENTREGA À DOMICÍLIO

Funerária ConselvanPlano de Assistência

Familiar

CAPIVARI - R. General Osório, 455.Fones: (19) 3491-1033 / 3491-3511

RAFARD - IV Centenário, 199Centro - Fone: (19) 3496-2697

MATERIAIS P/ CONSTRUÇÃO

Fone: (19) 3491-1919Fax: (19) 3491-3853

Al. Faustina Franchi Annicchino, 755 - Capivari-SP

R. Cons. Gavião Peixoto, 617 - RAFARDFone: (19) 3496-1691

Pães - Doces - BolosSorvetes - Café Espresso

Drogaria Nova União

Convênio com Aferc, Cosan, Branyl, Rigitec,

Rafitos, Parcan, Trancian, Microsal

Rua Maurício Allain, 147Rafard - F.: 3496-2786

Escritório Contábil Real

VADINHO ASSESSORIA

Abertura de firmasFiscal - Contábil

R. Bento Dias, 694 - CentroFone: (19) 3491-2440

R. Maurício Allain, 119Fone: (19) 3496-1187

Panificadora Pantojo

O melhor pão da cidade.Aceitamos encomendas de

pão, bolos, doces e salgados.

Ótica XVUm carinho especial

a seus olhos

Rua XV de Novembro, 784

Fone/Fax: (19) 3491-4451

“O mundo maravilhoso das malhas”

R. Regente Feijó, 902 - Capivari 3491.1246

Confecções Soreli Ltda-ME

R. Fernando de BarrosRaia - Capivari-SP

F.: 3491-7085

Locação DVD, VHS e GAMES

ZEZINHOZEZINHOT I J O L O S

Av. José Annicchino, 37Centro - CAPIVARI/SP

3491-2965 / 3491-6271Telefones: (19)

Page 15: Jornal O Semanário Regional - Edição 1089

22 DE FEVEREIRO DE 2013 15O SEMANÁRIO

Seguros para automóveis, residências, máquinas agrícolas, vida, empresarial

SEGURADORAS: ITAÚ, PORTO SEGURO, MARÍTIMA E VERA CRUZ

Rafard Corretora de Seguros

Fone: (19) 3496-1226R. Maurício Allain, 328 - Centro - Rafard/SP

Valor no contrato dos radares é reduzido para R$ 300 mil

trânsito

O secretário de Trans-portes Públicos e Trânsito, Roberto Donisete Angelini, esteve em negociação com a empresa DCT - Tecnolo-gia para o Trânsito, com o objetivo de reduzir o valor do contrato de serviços rela-cionados aos radares. Houve uma redução de 50% após es-tudo técnico que resultou na readequação dos aparelhos, passando de R$ 600 mil para R$ 300 mil, o que possibili-tará mesmo assim, segundo Angelini, manter o serviço de Segurança de Trânsito.

Com a redução, a Prefei-tura de Capivari economizará R$ 300 mil em 2013, o que permitirá que a Secretaria de Transportes aperfeiçoe a

sua estrutura com recursos humanos, de veículos e sina-lização em vias urbanas, além da troca dos atuais semáforos, que segundo afirmações da Prefeitura, serão realizadas ainda no decorrer deste ano.

De acordo com o prefeito interino, André Luis Rocha (PSOL), a redução foi de grande valia ao município. “Recebi, com grande alegria, a notícia do secretário, pois o contrato consumia todo o orçamento da pasta, impos-sibilitando as melhorias ne-cessárias para que se possa oferecer melhor conforto aos motoristas e pedestres que utilizam as vias públicas de Capivari”, ressaltou o prefei-to interino.

Centro de Controle de Zoonoses realiza nova Feira para Adoção

aniMais

O CCZ (Centro de Con-trole de Zoonoses) de Capiva-ri, realizará nesta sexta-feira (22), das 9h às 13h, a segunda Feira de Adoção de animais deste ano, na Praça Central.

Os interessados deve-rão apresentar RG, CPF e comprovante de endereço para oficializar a adoção. De acordo com Renata Arruda Menegon, profissional do IEC (Informação Educação e Comunicação), da Secretaria de Saúde, é necessário que o munícipe que fará a adoção tenha consciência do ato. “É preciso ter uma posse respon-sável, com muito cuidado e paciência com o animal a ser adotado”, afirmou Renata.

Segundo a secretaria, o ba-

lanço da última feira, realiza-da no começo do mês, repre-sentou para o município um saldo positivo. “O setor pre-tende realizar muitas outras Feiras de Adoção no decorrer do ano, pois existem muitos animais necessitando de um lar”, completou Renata.

A adoção também pode ser realizada no próprio CCZ, de segunda-feira à sexta-fei-ra, das 9h às 16h. O CCZ está localizado na Rodovia Antô-nio Canela Forte, s/nº.

Votação de escolha dos membros da CIPA

eleição

O Departamento de Se-gurança do Trabalho infor-ma que, a partir do dia 20 de fevereiro, foram abertas as inscrições para a escolha dos membros da CIPA (Comis-são Interna de Prevenção de Acidentes) da Prefeitura de Capivari. A CIPA será com-posta por cinco membros e cinco suplentes eleitos pelos próprios servidores munici-pais.

Cada membro titular da CIPA receberá uma gratifi-cação no valor de 5% sobre o salário mínimo. De acor-do com o diretor do Depar-tamento, Reinaldo da Silva Flausino, a Comissão é um instrumento em que os traba-lhadores dispõem para tratar da prevenção de acidentes do trabalho, das condições do ambiente de trabalho e de to-

dos os aspectos que afetam a saúde e segurança.

A CIPA tem o intuito de fazer com que tanto empre-gadores, quanto empregados, trabalhem de forma aliada na tarefa de prevenir acidentes e melhorar a qualidade do am-biente de trabalho. A CIPA também tem por atribuição identificar os riscos do pro-cesso de trabalho e elaborar o mapa de risco, com a parti-cipação do maior número de trabalhadores.

Page 16: Jornal O Semanário Regional - Edição 1089

16 22 DE FEVEREIRO DE 2013rEGIonaLCADERNO 3 O SEMANÁRIO

Faixas vermelhas chegam à cidade e alertam sobre cuidados no trânsito

O processo de inserção de faixas de pedestre com fun-do vermelho e tiras brancas na cidade de Rio das Pedras, começou no dia 15 de feve-reiro. Em um primeiro mo-mento, elas serão pintadas na área central e posteriormente em outros bairros da cidade.

A novidade integra o pro-jeto “Faixa da Vida”, que foi criado na cidade de Ameri-cana (SP) com base nas dire-trizes da “Vida no Trânsito”, uma ação global da OMS (Or-ganização Mundial da Saúde) com foco no planejamento e execução de projetos que vi-sam à diminuição dos altos índices de acidentes e mortes no trânsito em vários países. Além das faixas vermelhas, o projeto inclui palestras para estudantes e motoristas que cometeram infrações.

Em Rio das Pedras, as palestras começarão nas es-colas do município ainda em 2013. A intenção é que as crianças se conscientizem sobre o que é certo e errado

no trânsito e levem isso para o seu dia a dia, tanto quando estão andando a pé ou no car-ro com os pais. Também está em desenvolvimento pales-tras para conscientização dos motoristas.

Segundo a Secretaria de

Planejamento e a Guarda Municipal de Rio das Pedras, as faixas serão importantes para prevenir acidentes, pois possuem maior visibilidade (tanto de dia quanto à noite) graças a uma camada de es-fera de vidro que é aplicada

depois da pintura.Desde que as faixas ver-

melhas foram implantadas em Americana, no ano de 2010, houve redução de 35% dos acidentes de trânsito oca-sionados por avanço da faixa e atropelamento de pedestres.

rio das pedras Novidade visa a diminuição dos altos índices de acidentes no trânsito

Comédia teatralporto feliz

O Grupo de Teatro Ara-rapuca estará fazendo as últi-mas apresentações da comé-dia “O Misterioso Caso do Frei Junípero e o Pé de Por-co” neste fi nal de semana, na Escola São José, no centro de Porto Feliz. Muito aplaudida em sua última apresentação, com a casa cheia, quem ainda não viu ainda há tempo.

Para adquirir seu ingresso para este sábado, às 20h30, ou domingo, às 16h, com in-tegrantes do grupo ou no pró-prio local, no respectivo dia da apresentação. Ingressos antecipados custam R$ 10,00 e na portaria R$ 15,00.

Maiores informações e re-servas com Mara 3262.1459 ou Elineu 9779.5740. E bom espetáculo!

É comum ouvirmos das pessoas que trabalham e exer-cem uma atividade relacio-nada à sua vocação, que no início de suas carreiras, foram movidas não pelo retorno fi -nanceiro, mas pela paixão de realizar aquilo que realmente gostam e tem talento.

Nesta lista podemos iden-tifi car principalmente can-tores, atores, empresários, pilotos, etc. Surge, portanto, uma pergunta: Todas as pes-soas tem sonhos? A resposta é: Todos temos capacidade de sonhar, no entanto, nem to-dos tem a confi ança necessá-ria para acreditar, planejar a longo prazo e dirigir seus es-forços para construí-lo. Aos invés de agir, são tomadas pelo medo e a dúvida sobre o sucesso do projeto.

Alguns tem sonhos quan-do criança e no decorrer do tempo, conforme suas expe-riências e infl uências sociais,

enterram-no e fi cam à deriva, sem certeza do que querem e com difi culdade para decidir sobre vários aspectos da vida, principalmente profi ssional e familiar.

A vida é um projeto, e seu objetivo fi nal deve ser algo grandioso o sufi ciente para dar sentido às nossas ações no decorrer do caminho, bem como determinar o momento certo para fechar um ciclo de atividades(profi ssão interme-diária) e iniciar outro, afi m de não perder o foco e, este é o maior desafi o, não fi car pelo caminho, mesmo quan-do tiver a ilusão momentânea de conforto e segurança.

O segredo é identifi car o sonho e ter a confi ança ne-cessária para concentrar es-forços e recursos em sua rea-lização. Afi nal, temos apenas uma vida, e nela precisamos realizar todos os nossos dese-jos e aspirações.

arTIGo

O Segredo dos Realizadores de Sonhos

Salati el Salas é especialista em comportamento, estratégia e tomada de decisão. Desenvolve projetos no Brasil e no exterior e é certi fi cado em “Coach”, que é um método de

treinamento pessoal onde o treinador assessora o cliente, ajudando-o a refl eti r, chegar a conclusões, defi nir ações e, principalmente agir em direção a seus objeti vos, metas e desejos.

Valéria Figueiredo

Divulgação

AssCom.Rio das Pedras

Funcionário realiza a pintura da faixa vermelha na rua Joaquim Leite, no centro

Meus alunos do curso de Filosofi a, e creio que a maior parte, e alguns já diplomados, têm os fi lósofos e cientistas como os porta-vozes da vera-cidade. Esquecem-se que são humanos, estudiosos, que por-fi am em busca de descobertas. São admiráveis, mas ainda hu-manos, e como tal sujeitos à fa-lhas, e por isso se contradizem muitas vezes. É muito impor-tante que os alunos aprendam a pensar, ser crítico, decifrar enigmas, descobrir verdades e não aceitar passivamente hipó-teses por ciência, quimeras por verdades.

Como escrevi num artigo anterior, desde o século 6 a.C, fi lósofos e cientistas estudam a composição do universo. Discutiam se o espaço é um vazio, isto é,”nada”, ou tem ar, ou como afi rmavam os atomistas, possui quantida-des incalculáveis de átomos. Aristóteles (séc 4 a.C) acha-va que o nada era absurdo, para ele, espaço é preenchido pela quinta essência – extra-to super puríssimo. Descarte (1596-1649) dizia que havia uma substância fl uída no espaço. Para Isaac Newton (1642-1727) nenhuma subs-tância há no universo. No séc. 19 disseram que a luz precisa

ser conduzida, talvez o éter existisse para esse fi m. Po-rém Einstein contradisse esta teoria, mas aceitou que uma substância estranha pudesse ocupar o espaço. Para os fí-sicos, que estudam o bóson de Higgs, o espaço contém partículas, e ultimamente, descobriram que o universo contém uma energia escura.

Como diz Marcelo Gleiser “Nós, humanos, somos seres limitados” Folha de S.Paulo, 25/11/2012; C.9. E queremos, seres fi nitos, nos dar ao luxo de sermos como Deus, sa-bendo, talvez mais, ultrapas-sarmos as fronteiras macro e micro infi nitesimais. Preten-dendo ser maiores que Deus paradoxalmente tornam-se inferiores aos irracionais, crendo que nossos ancestrais são símios; ou, que somos criados por outras criaturas siderais (ETs)hibridizadas com máquinas, existentes em campos énergéticos espa-ciais, que nos estudam como cobaias de seus laboratórios. É a nova ciência “Astroteolo-gia”. A física Quântica conduz à concluirmos que o “nada” não existe, pelo menos fi si-camente, quanto à ausência absoluta de tudo.

Desde o iluminismo (séc

18) surgiram ensinos fi losó-fi cos, contrapondo-se à fé e à existência de Deus, Criador e Mantenedor do Universo. Doutrinas hipotéticas como o materialismo, deísmo (Deus criou mas abandonou Sua criação), panteísmo (Deus está está em tudo e em todos), ateísmo, e outros ismos.

Voltaire foi um desses fi -lósofos a ensinar tal conjetu-ra. Hoje há muitos ateus. No Brasil já existe a sociedade ATEA (Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos), cujo presidente é o Sr. Daniel Sot-tomaior (fundador com Al-fredo Spínola e Maurício Pa-lazzuoli), com cerca de 7000 associados – segundo seu site. O presidente da ATEA diz que ateísmo é a ausência de crença em todos os deuses e não tem doutrina. Mas, sua primeira doutrina é crer na inexistência de Deus, na cria-ção e participação divina em nossa vida.

Richard Dawkins, Cris-topher Hitchens pregam que a crença em Deus é absurda. Para os ateus a religião é per-versa e faz mais mal do que bem. A luta da ATEA, como dizem é que seus direitos de descrer seja respeitado. Po-rém são radicais, e ao se de-

fenderem usam de ataques acres ao cristianismo.

O cristianismo é um sis-tema religioso que segue os ensinamentos de Cristo. Je-sus nunca foi coersivo, in-tolerante para ccm os não seguidores. Nunca deixou de falar e ensinar aquilo que era a verdade e benefi ciasse Seus ouvintes. Contudo nunca se leu nas Escrituras sobre um Cristo impositor e coercitivo. A História mostra que Seus seguidores sofreram perse-guições para praticar sua re-ligiosidade. Seus seguidores hodiernos devem seguir Seu exemplo. Religião não se im-põe, ensina-se, e respeita-se o livre arbítrio que Deus con-cedeu a todos. O cristão pode não concordar com o homos-sexualismo e com o ateísmo, porém deve respeitar e amar os homossexuais e os ateus como criaturas de Deus, por quem Jesus morreu por amá--los. O cristão não pode ser preconceituoso, e ou racis-ta. Do outro lado os ateus e homssexuais devem conviver pacifi camente com os religio-sos. Como diz um fi lósofo: “Não acredito numa só pa-lavra que você está falando, mas dou a vida em defesa do seu direito de se expressar”.

fILoSofanDo Por Leondenis VendramimProfessor de Filosofi a, Éti ca e História

Contraditos de Filósofos e Cientistas

Page 17: Jornal O Semanário Regional - Edição 1089

MOMBUCACADERNO 4 O SEMANÁRIO

22 DE FEVEREIRO DE 2013 17

Profi ssionais da Saúde aprendem sobre humanização e trabalho em equipe

CapaCitação

Os profi ssionais da Uni-dade de Saúde de Mombuca participaram no último sá-bado (16) de uma manhã de capacitação sobre o tema: Humanização no Atendimen-to Hospitalar e Trabalho em Equipe.

As palestras aconteceram na Unidade de Saúde com a participação dos funcioná-rios da unidade e também do PSF da Vila Nova. Os pro-fi ssionais convidados para falar sobre o assunto foram a assistente social: Silvana Maricone Lima – Gestora de Atendimento do Hospital UNIMED, e o professor An-dré, técnico de Raio X que falou sobre o trabalho em equipe.

Entre os assuntos das pa-lestras foram abordados te-mas importantes para o bom resultado do atendimento na Saúde e a qualidade dos ser-viços prestados aos morado-

res que todos os dias passam pelas unidades de Saúde.

“O trabalho em equipe e a humanização no atendimento são fatores fundamentais no bom resultado do serviço de Saúde. Vamos continuar com encontros de capacitação como estes, pois os resulta-dos serão cada vez melho-res”, comentou o diretor mu-

nicipal de Saúde, Dr. Freddy Sanchez Dominguez.

A atividade com os fun-cionários da Saúde contou com a presença da prefeita Maria Ruth B. de Oliveira, o vice Palito, o presidente da Câmara Walter Ap. Martins de Moraes e os vereadores Eugênio de Oliveira Neto e Everton Tiago Mora Pedroso.

AssC

om.M

ombu

caPalestra foram realizadas por profi ssionais na Unidade de Saúde

Prefeita busca recursos em conjunto com Deputada Vanessa Damo

visita

A deputada estadual Va-nessa Damo do PMDB rece-beu a visita da prefeita Maria Ruth B. de Oliveira em seu gabinete na última terça-feira (19) na Assembleia Legisla-tiva, em São Paulo.

Com relatório em mãos, sobre a atual situação da fal-ta de veículos para o Serviço de Saúde, a prefeita Ruth fez solicitações urgentes para a vinda de ambulâncias para o município.

Ao lado dos vereadores Eugênio de Oliveira Neto e João Roberto Berlanga, a pre-feita Ruth falou sobre as difi -culdades enfrentadas pela atu-al Administração Municipal e a necessidade de liberação de recursos para o município.

“Temos uma cidade de arrecadação baixa e estamos diante de muitas difi culdades encontradas na Prefeitura. Por isso viemos até a depu-tada para buscar apoio e re-cursos para a Saúde e outras áreas da cidade”, explicou a prefeita.

A deputada Vanessa

Damo confi rmou o apoio para o município: “Já tive a oportu-nidade de conhecer Mombuca e sei da seriedade com que a prefeita Ruth está conduzindo a atual Administração Mu-nicipal. Com certeza vamos estar juntos nessa batalha por recursos, ambulância e outras conquistas para a cidade”, afi rmou a deputada.

Na oportunidade, a pre-feita Ruth entregou para a de-putada um kit de banho per-sonalizado, feito pelo Fundo

Social de Solidariedade de Mombuca.

AssCom.Mombuca

Vereador Neto, prefeita Ruth, deputa Vanessa Damo e vereador Berlanga

Prefeitura Ruth entrega presente à Deputada Vanessa

Senai e Prefeitura de Mombuca são parceiros em cursos gratuitos

treinaMento

Estão abertas as inscri-ções para os cursos no Senai em Rafard, que serão ofere-cidos através de uma parce-ria do Governo Municipal de Mombuca e Ministério do Desenvolvimento Social.

Os cursos fazem parte do Pronatec, um programa de capacitação para o mercado do trabalho. Os cursos são gratuitos e com cargas míni-mas de 160 horas.

Para participar do Pro-grama, basta fazer a ins-crição na sede do Serviço Social no bairro Vila Nova. Serão fornecidos certifi ca-dos, transporte, apostila e lanche gratuitos para os in-teressados.

As aulas têm início no mês de março e serão nos tur-nos da noite das 19h às 22h. A idade mínima é de 16 anos e 18 anos para o Curso de Pe-

dreiro.Confi ra os cursos ofe-

recidos pelo Senai/Rafard e Prefeitura de Mombuca: Manipulador de Alimentos; Pedreiro de Alvenaria; Cos-tura; Encanador e Instalador; Traçador de Caldeira; Lubri-fi cador Industrial.

As vagas são limitadas e de acordo com as turmas for-madas. Mais informações no Serviço Social da Vila Nova.

AssCom.Mombuca

Diretor do Senai Rafard entrega grade de cursos à Prefeita Ruth

Ruth busca apoio para construção de novas casas populares

governo

Em uma das muitas visi-tas à Assembleia Legislativa, a prefeita Maria Ruth B. de Oliveira esteve com o depu-tado estadual, líder do PR, André do Prado, em audiên-cia na última terça-feira (19).

Junto à prefeita também estiveram os vereadores Eu-gênio de Oliveira Neto e João Roberto Berlanga. Na oportunidade, a prefeita Ruth apresentou ao deputado An-dré do Prado a situação ur-gente de défi cit de moradia existente em Mombuca.

“Construir casas popu-lares é um sonho de nossa Administração. Nossa luta já começou e acreditamos que vamos conseguir. Nos-

sa visita ao deputado André é com o objetivo de buscar apoio e respostas positivas do Governo do Estado para a construção de casas popula-res em Mombuca”, explicou a prefeita.

A prefeita Maria Ruth

afirmou, ainda, que o tra-balho administrativo da Prefeitura para a conquista de terras para casas popu-lares já começou e que os trabalhos serão cada vez mais intensos na busca por recursos.

AssCom.Mombuca

Vereador Neto, deputado André Prado, prefeita Ruth e vereador Berlanga

DICaS G����� E�������� S������ D������� �� �������, ��������, ���������, ���������� � ��������� �����������

O inquérito policial eletrônico vem aíEm breve, a população po-

derá ser benefi ciada com a cele-ridade nas conclusões dos pro-cedimentos que tramitam nas delegacias pela agilidade e rapi-dez quanto ao envio dos laudos periciais, pois suas assinaturas estão passando por processo de digitalização e vão integrar, até maio, o projeto de Inquérito Eletrônico da Delegacia-Geral de Polícia. A ideia é reduzir de 30 para 10 dias, em média, a en-trega de um laudo, colaborando também para a fi nalização mais rápida de inquéritos policiais e dos termos circunstanciados.

Estou falando sobre a inte-gração do sistema GDL (Gestor de Laudos) ao RDO (Registro Digital de Ocorrências) que já está sendo testado em plano pi-loto na região de Bauru, o que, deverá paulatinamente se ex-pandir para todo o estado e dar celeridade.

O sistema GDL é criptogra-fado, evita o extravio de docu-mentos e o retrabalho, poupa papel e espaço e pode ser envia-do por e-mail, ao mesmo tempo, para o delegado, o promotor e o juiz.

Atualmente, o Instituto de

Criminalística e o Instituto Mé-dico Legal emitem cerca de 1,2 milhão de laudos ao ano no Es-tado de São Paulo, até a presente data, já foram digitalizados por volta de 700 mil, sendo possível o acompanhamento do início ao fi m.

Ingressei na carreira de dele-gado de polícia em 1991, nosso trabalho no Inquérito Policial é na prática fundamento para a busca da verdade real e conse-quentemente com a sentença do magistrado obter a tão esperada justiça. Um dos fatores que aca-bam atravancando os procedi-mentos é exatamente a morosi-dade quanto ao recebimento dos laudos dos peritos “experts”, sen-do certo que com o novo projeto de Inquérito Policial Eletrônico e a gestão integrada de laudos, o maior benefi ciado será o cida-dão que busca seus direitos não apenas na alçada criminal, como também em processos cíveis que dependem do desfecho dos procedimentos criminais para comprovar a culpabilidade para eventuais indenizações.

Se demorar muito a pessoa prejudicada tem direito, morre e não é ressarcida.

Page 18: Jornal O Semanário Regional - Edição 1089

CLASSIFICADOS aNUNcIe: (19) [email protected]

ImÓVEIS - VEÍCULoS - EmPrEGoS

nEGÓCIoS & oPorTUnIDaDES

ImóveisJARdIM ELISAVendo casa 3 dormitórios, sala, co-zinha, banheiro e garagem, R$ 150 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727.IB - indeterminado

CASA RAFARdVendo, 2 dormitórios, terreno 354m², R$ 110 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - Indeterminado

CHÁCARAVendo, 10.500m² à Av. Demétrio Gi-rardi (estrada p/ o Pavão Bonito) toda infraestrutura. R$ 550 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - indeterminado

VILA CLEMEnTECasa (terreno inteiro), 2 dormitórios, sala, cozinha, banheiro e quintal grande. R$ 240 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - indeterminado

JARdIM ELISACasa nova, 3 dormitórios, sendo 1 suíte, sala, cozinha, banheiro e ga-ragem, R$ 180 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - indeterminado

OPORTunIdAdEExcelente imóvel comercial na rua XV de Novembro (750m²), Centro, Capivari. Confi ra! Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - indeterminado

RIBEIRãOÁrea de 4.025m² no Ribeirão. R$ 100 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - indeterminado

SãO JOSÉVendo casa, 3 dorm., sala, coz., ba-nheiro, gar., R$ 190 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - indeterminado

ROSSIVendo casa, 2 dormitórios, sala, cozinha, copa, banheiro, garagem p/ 3 autos, quintal grande e dispensa com banheiro. R$ 240 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - indeterminado

CEnTRO RAFARdVendo casa excelente, 3 dormitó-rios, sala, copa, cozinha, banheiro, garagem e quintal grande. R$ 240 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - indeterminado

CAnCIAnVendo chácara, 1 dormitório, sala, cozinha, banheiro, salão de festas grande, churrasqueira e 2 banheiros. R$ 185 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - indeterminado

CHÁCARAVendo chácara de 1.520m², no bairro Pagotto. Valor R$ 90 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - indeterminado

CEnTROVendo casa assobradada, 3 dormi-tórios, sendo 1 suíte e garagem. R$ 420 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - indeterminado

APARTAMEnTOVendo no Ed. Rio Capivari, 3 dor-mitórios e uma vaga na garagem. Valor R$ 290 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - indeterminado

Jd. SãO MARCOSVendo edícula em construção. Valor R$ 110 mil. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - indeterminado

ALugO CHÁCARAPara festas, eventos ou fi nais de se-mana, com piscina, campo, churras-queira. Localizada no Cancian. Tratar pelo fone: 9402-9336. INDETERMINADO

CHÁCARA CAnCIAnVendo, 1200m², casa com sala, 1 quarto, cozinha e banheiro, salão de festas com churrasqueira e 2 ba-nheiros. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - Indeterminado

ALugA-SE CHÁCARAPara festas, eventos e finais de semana. Ótima localização, piscina, churrasqueira e salão para festas. Em Capivari. 19 3492-5251 ou 9255-0445. Indeterminado

APTO. PRAIA gRAndEAlugo, em frente ao mar, no Forte, para 10 pessoas, com garagem para 1 carro. Tratar pelos fones: 3491-1246 (comercial) ou (19) 9240-5738. Indeterminado

ALugA-SE CHÁCARAPara festas, eventos e finais de semana. Ótima localização, piscina, churrasqueira e salão para festas. Capivari/SP. 19 3492-5251 / 19 9255-0445. Indeterminado

SAnTA TEREZInHAVendo, 1 lote 5x25 metros, 125m².Tratar pelo fone: 3491-4573 ou 3492-6931. Ed. 1084 a 1091

SãO PEdROVendo terrano com ótima localização, 8 x 25 metros, planíssimo, R$ 45 mil + 40 parcelas de R$ 256,00. Tratar pelo fone: 3492-2727. IB - Indeterminado

TERREnOSVendo, 11x28m, Residencial Pintan-gueiras, plano, terreno 308m², R$ 110 mil. Tratar pelo fone: 3492-2332. RI - indeterminado

SAnTA ROSAVendo casa, 3 quartos, terrea, terreno 250m², construido 152m², R$ 240 mil. Tratar pelo fone: 3492-2332. RI - indeterminado

SãO JOSÉVendo casa, 3 quartos, com chur-rasqueira, terreno 273m², construido 180m², R$ 295 mil. Tratar pelo fone: 3492-2332. RI - indeterminado

VeículosTEMPRA 95Vendo, série ouro, preto, motor 0Km. R$ 10.500,00 mil. Fone: 9181-6114. INDETERMINADO

MERCEdES 1113Vendo, caminhão ano 81, cor azul, com baú de 6,50 metros, duas portas laterais, documentação em dia. Tratar pelo fone: 3496-1989. INDETERMINADO

gOL TREnd 2010Vendo, preto, vidro e trava, 2 portas. Tratar pelo fone: 3492-2417. BV - indeterminado

dT 180 96Vendo, branca, bom estado de conservação, documentada. Tratar com Vagner pelo fone: 9734-9485. Indeterminado

CELTA LIFE 09Vendo, preto, 2 portas, R$ 18 mil. Tratar pelo fone: 3492-5543. PV - indeterminado

CARgO 1314Vendo, caminhão 86 toco, cor branco, com baú de 7 metros c/ porta lateral. Documentação em dia. Tratar pelo fone: 3496-1989. INDETERMINADO

PALIO 09Vendo, preto, R$ 21 mil. Tratar pelo fone: 3492-5543. PV - indeterminado

CORSA SEdAn PREMIun 2011Vendo, prata, 1.4. Tratar pelo fone: 3492-2417. BV - indeterminado

gOL POWER g5 2011Vendo, preto, 1.6. Tratar pelo fone: 3492-2417. BV - indeterminado

gOL g4 2009Vendo, preto, ar, 4 portas. Tratar pelo fone: 3492-2417. BV - indeterminado

unO 2006Vendo, prata, 4 portas. Tratar pelo fone: 3492-2417. BV - indeterminado

SAFIRA ELEgAnCE 05Vendo, preta, fl ex. R$ 33 mil. Tratar pelo fone: 3491-3114. MV - indeterminado

gOL TREnd 2010Vendo, preto, vidro e trava, 2 portas. Tratar pelo fone: 3492-2417. BV - indeterminado

AgILE 2011Vendo, prata, LT. Tratar pelo fone: 3492-5543. PV - indeterminado

COROLLA SEg 2009Vendo, automático, cinza. Tratar pelo fone: 3491-3114. MV - indeterminado

FORd KA 2006Vendo, prata. Tratar pelo fone: 3491-3114. MV - indeterminado

SPACE FOX 2007Vendo, vermelho, 1.6. Tratar pelo fone: 3491-3114. MV - indeterminado

gOLF 2005Vendo, preto, 1.6. Tratar pelo fone: 3491-3114. MV - indeterminado

FIESTA SEdAn 2007Vendo, preto, completo. Tratar pelo fone: 3491-3114. MV - indeterminado

S10 TORnAdO 2008Vendo, preta, 4x4. Tratar pelo fone: 3492-5543. PV - indeterminado

ZAFIRA 2005 ELEgAnCEVendo, preta, automática. Tratar pelo fone: 3492-5543. PV - indeterminado

TuCKSOn gL 2011Vendo, prata. Tratar pelo fone: 3492-5543. PV - indeterminado

PALIO ELX 2005Vendo, prata. Tratar pelo fone: 3492-5543. PV - indeterminado

ASTRA HATCH 2010Vendo, prata. Tratar pelo fone: 3492-5543. PV - indeterminado

FIESTA HATCH 2008Vendo, preto. Tratar pelo fone: 3492-5543. PV - indeterminado

MOTO MVK 2010Vendo, prata, 110cc, valor a combinar. Tratar com a Priscila pelo fone: 9146-0576 ou 8220-5786. Ed. 1089

Empregos

Negócios & OportunidadesPERFuMESVendo perfumes da marca Perfam (essência de importados). 212 Sexy e Man, Ferrari Black, Eternit, Polo Blue e muito mais. Confi ra. Preços: 30ml R$ 29,80; 50ml R$ 39,60; 100ml coleção especial R$ 59,00. Tratar pelos fones: 9377-3697 / 9319-3054 / 9608-6177. Indeterminado

RETAVendo máquina de costura industrial. Tratar pelo fone: 3496-1989. INDETERMINADO

SERRA dE AÇOuguEVendo, seminova, branca. Tratar pelo fone: 3496-1989. INDETERMINADO

SELEÇãOEstamos selecionando candidatas, para serviços de higiene e salão de beleza. Interessadas entrar em contato pelo fone: 19 9169-1621. INDETERMINADO

CEnTROVendo edícula luxo, churrasqueira, murada, terreno 540m², construido 116m², R$ 500 mil. Tratar pelo fone: 3492-2332. RI - indeterminado

RAIAVendo casa luxo, 2 quartos + 1 suite, 2 vagas, terreno 273m², construido 200m², R$ 550 mil. Tratar pelo fone: 3492-2332. RI - indeterminado

PãO dE AÇÚCARVendo casa, 2 quartos + 1 suite, 4 vagas luxo, terreno 675m², construido 250m², R$ 550 mil. Tratar pelo fone: 3492-2332. RI - indeterminado

VILA FÁTIMAVendo casa, 2 quartos, 1 suite, 2 vagas, luxo, terreno 306m², construito 220m², R$ 640 mil. Tratar pelo fone: 3492-2332. RI - indeterminado

CHÁCARA BELA VISTAVendo 2 quartos + 1 suite, edícula, terreno 2038m², construido 264m², R$ 370 mil. Tratar pelo fone: 3492-2332. RI - indeterminado

CHÁCARA CAnCIAnVendo 2 casas, churrasqueira, suite, terreno 1500m², construido 330m², R$ 380 mil. Tratar pelo fone: 3492-2332. RI - indeterminado

EDITAL DE PROCLAMASRosane Mila Peixoto, Ofi cial do Cartório do Registro Civil e Notas do Mu-nicípio de Rafard, Comarca de Capivari, Estado de São Paulo. Faz saber que pretendem se casar: AndERSOn dOnIZETE dE SAMPAIO e LuAnA APARECIdA dOS SAnTOS, sendo o pretendente: natural de Rafard-SP, onde nasceu aos 07/10/1986, profi ssão: tratorista, estado civil: solteiro, domiciliado e residente em Rafard–SP, na Rua Giovani Boscolo, 295, Popular, fi lho de Admilson Chagas de Sampaio e Maria Rosa da Cruz Sampaio; e a pre-tendente: natural de Capivari-SP, onde nasceu, aos 02/03/1988, profi ssão: balconista, estado civil: solteira, domiciliada e residente em Rafard-SP, na Rua Giovani Boscolo, 295, Popular, fi lha de Odair dos Santos e Vera Lúcia de Jesus Campos Santos. Rafard, 18 de fevereiro de 2013.

MARCELO HEnRIQuE CASTELLO e SILMARA APARECIdA gOnÇALVES, sendo o pretendente: natural de Rafard-SP, onde nasceu aos 20/06/1980, profi ssão: funcionário público municipal, estado civil: solteiro, domiciliado e residente em Rafard–SP, na Rua Eugênio Tezotto, 321, Popular, fi lho de Hélio Castello e Rute de Fátima Creatto Castello; e a pretendente: natural de Itaberá-SP, onde nasceu, aos 03/12/1983, profi ssão: do lar, estado civil: solteira, domiciliada e residente em Rafard-SP, na Rua Eugênio Tezotto, 321, Popular, fi lha de Celso Carlos Gonçalves e Neusa dos Santos Gonçalves. Rafard, 14 de fevereiro de 2013.

Rosane Mila Peixoto - Ofi cial e Tabeliã

14/02 – Genésio Furlan – 89anos14/02 – Leonel Gomes Ferreira – 53 anos15/02 – Maria Aparecida Carneiro Barboza – 73 anos15/02 – Neusa Aprecida Ferraz Amancio da Silva – 55 anos18/02 – Affonso Belfante – 79 anos19/02 – Rosinei do Carmo Anacleto – 46 anos

18 22 DE FEVEREIRO DE 2013O SEMANÁRIO

MONTEIRO e SILVA

ADVOGADOS

R. Maurício Allain, nº 10 - Centro - RAFARD/SP

Fone: (19) 3496-1011

nOVAS InSTALAÇÕES

PRESTO SERVIÇOCuidadora de idosos, acompanhante ou babá. Tratar pelos fones: 3496-1503 ou 9488-4960. INDETERMINADO

ATEnÇãOEmpresários, empreendedores e comerciantes. Precisando de qualquer t ipo de profissional? Encontramos para você, inclusive doméstica e secretária! Para mais informações falar com Reginaldo pelo fone: 9150-7987 INDETERMINADO

M.M. COMÉRCIO DE ÁGUA MINERAL RAFARD

Aberto de segunda à sexta das 8h às 18h. Sábado das 8h às 12 h.

Entregas em domicílio

Av. São Bernardo, nº 53 - Centro - RAFARD

Galão 20 Litros e Galão 10 Litros

dISK ÁguA: Depósito: (19) 3496-2750Residência: (19) 3491-7099 / 3492-5315

PETROdAnSK – Indústria e Comércio de Hidrocarbonetos Limitada, inscrita no CNPJ/MF sob n° 14.547.557/0001-51, torna público que reque-reu na CETESB a Licença de Operação para a atividade de industrializa-ção de álcool em geral à Rua Carmelindo Rosato, n° 300, bairro Distrito Industrial, cidade de Rafard, estado de São Paulo – CEP: 13.370-000.

ANUNCIE: 3496-1747

CLAudInEI CARnELÓS EPP, torna público que requereu da CETESB a Licença Prévia, para fabricação de doces em massa ou pasta de frutas diversas, sito à Rua Carmelindo Rosato, 230 Bairro Industrial, município de Rafard/SP.

Page 19: Jornal O Semanário Regional - Edição 1089
Page 20: Jornal O Semanário Regional - Edição 1089

Jogando no último domingo (17), na cidade de Monte Azul, o Capivariano FC conseguiu uma importante vitória ao vencer o Monte Azul por 2 a 0, e terminar o fim de semana na 5º colocação com 14 pontos ganhos.

Vitória embaladaNo primeiro tempo nenhu-

ma das duas equipes apresen-tou um bom futebol, deixando o jogo truncado no meio de campo, mas o Capivariano sur-preendeu o Monte Azul aos 42 minutos, quando num golaço de falta, Georginho abriu o placar. A falta foi cobrada na entrada da área, no contrapé do goleiro.

Logo após ter início a eta-pa complementar, o jogo pegou fogo aos 12 minutos, quando João e Romão fizeram uma linda tabela, e o artilheiro do Leão fez um golaço. A pressão foi cons-tante, e quase que aos 20 minutos o Capivariano fez o terceiro.

Maurício, que está em es-petacular forma, fez novamen-te uma apresentação memorá-vel, e salvou o Leão diversas vezes. A mais complicada foi aos 32 minutos, quando o ata-cante Wellington chutou de fora da área, e forçou o golei-rão a fazer um milagre. No úl-timo lance da partida, o ala do Monte Azul, Flávio, acertou o travessão.

Balde de água friaJá na última quarta-feira

(20), o Capivariano FC foi até

a cidade de São José dos Cam-pos enfrentar o São José EC, e não foi tão bem como no jogo anterior.

Logo no início da partida, o Capivariano sofreu dois gols de cabeça, aos 12 minutos e aos 13 minutos. Mostrando-se surpre-endido pelo time da casa, o Leão atacou, mas não conseguiu uma reação.

No início do 2º tempo, o Ca-pivariano conseguiu diminuir o placar com um gol do zagueiro Léo, mas mesmo com este gol a equipe do Capivariano tinha dificuldades para atacar, e com o 3º gol do São José, o técnico Abelha fez algumas alterações que não surtiram efeito no es-quema tático.

TabelaFinal da nona rodada e me-

tade do campeonato Paulista da Série A2, o Capivariano Futebol Clube ocupa a 6ª colocação com 14 pontos ganhos, e fará 2 jo-gos em casa antes de enfrentar a Portuguesa de Desportos, no próximo dia 6 de março, e em seguida enfrenta o líder Grêmio Osasco, em Osasco.

Em casaNo próximo sábado, às 16h,

no Estádio Carlos Colnaghi, o Capivariano enfrenta o CA Juventus da Capital. O “Mo-leque Travesso” não faz boa campanha e vem de derrotas, no último jogo o técnico Clau-demir Peixoto foi dispensado. Já na próxima quarta feira (27), o Capivariano FC recebe o São Carlos, às 19h, também no Estádio Carlos Colnaghi, a equipe de São Carlos que atualmente é o lanterninha da

competição. Ótima chance para o Leão da Sorocabana a conseguir 6 pontos nestes dois próximos jogos.

A Diretoria do Leão da So-rocabana espera novamente contar com a torcida Leonina para estes dois próximos jogos em casa. A Rádio Cacique, Al-ternativa FM e Raízes FM, além da Ícone TV, transmitem o jogo do próximo sábado, à partir das 15h30.

IngressosO valor do ingresso é de R$

20. Aposentados, menores de 18 anos, mulheres, estudantes e professores da rede pública têm direito a meia entrada -R$ 10-. Crianças até 12 anos e portado-res de deficiência física não pa-gam. Os ingressos antecipados podem ser adquiridos nos bares: bar do Papai, bar do Chula, bar do Vado e bar do Patu (rotatória do Bianchi).

ESPORTES Fale com a Redaçã[email protected]

MICROSALPRODUTOS QUÍMICOS

COnTRIBuIndO COM OESPORTE EM RAFARd E REgIãO

Rod. Campinas - Tietê, Km 44,5 - CAPIVARI

PABX (19) 3492-8000

Torneio de Futsal em Mombuca reúne mais de 100 crianças e adolescentesCom organização do Gordo

Turmeiro (Bocha) e apoio da Prefeitura e Monitoria de Espor-tes de Mombuca, foi realizado no último domingo (17), o Tor-neio Infantil de Futsal, categoria sub 13 e sub 15, no Ginásio de Esportes.

Na categoria sub 13, o Mombuca Futsal venceu Rio das Pedras por 3 a 2, sagrando--se campeã do torneio.

Já na categoria sub 15, a escolinha Rafard Futsal goleou Rio das Pedras por 12 a 2, le-vando o título.

Mais de 10 times de toda a região participaram do torneio,

que abriu as portas para divul-gação dos ótimos resultados do

novo projeto da Escolinha de Futsal, com o professor José

Alves.Na abertura dos jogos, a pre-

feita Maria Ruth e o vereador Eugênio de Oliveira Neto esti-veram presentes e incentivaram a prática esportiva das crianças e adolescentes.

A Escolinha de Futsal de Mombuca conta com mais de 60 alunos, com idades entre 7 a 17 anos. Os treinos aconte-cem as terças, quintas (noite) e sextas-feiras (manhã e tar-de). Os interessados devem fazer a inscrição na Diretoria Municipal de Educação. Os horários são divididos por fai-xa etária.

futsal A Escolinha de Rafard foi campeã na categoria sub 15 e Mombuca campeã na sub 13

20 22 DE FEVEREIRO DE 2013O SEMANÁRIO

André Stucchi

VerdãoNão dá para negar que há boa intenção na nova diretoria do Pal-

meiras. Os críticos podem dizer que “de boas intenções o inferno está cheio”, mas Paulo Nobre e seus comandados, até mesmo o criti-cado e remunerado José Carlos Brunoro, estão tentando salvar algo que parecia “insalvável”. A venda do argentino Barcos para o Grêmio mexeu com a autoestima do torcedor do Verdão. Perder o maior ído-lo foi um duro golpe no já sofrido palmeirense. E o pior de tudo foi não ter definido quem viria de contrapeso e ouvir do pai do limitado atacante Marcelo Moreno que o Palmeiras é um time de fracassados.

Apesar disso, já dá para ver um Verdão diferente em campo. O técnico Gilson Kleina tem conseguindo harmonizar o vestiário e fa-zer os jogadores entenderem que se não dá na habilidade, vai na raça. Na vontade. Na determinação. O zagueiro e volante Henrique surge como grande líder. Jovens como Vinícius e Caio vão aos poucos se firmando, Jogadores recém-chegados como Vilson, Marcelo Olivei-ra e Weldinho demonstram entender o difícil momento que o clube atravessa e colocam o coração na ponta da chuteira.

É difícil prever se esse Palmeiras pode fazer o palmeirense sorrir. Mas pelo menos vergonha o torcedor não vai passar.

PeixeO Santos gastou mais de R$ 20 milhões para trazer o meia ar-

gentino Montillo do Cruzeiro e até agora ele não vem jogando nem metade do que se espera. Todos aguardavam um meia insinuante, que deixasse Neymar toda hora na cara do gol, que driblasse os ad-versários. Mas o que se vê é um jogador lento e desatento durante as partidas. O técnico Muricy Ramalho precisa dar um chacoalhão nele, ou o Santos corre o risco de ver o seu maior reforço virar o seu maior mico.

TricolorNão adianta o técnico do São Paulo, Ney Franco, tentar imitar

neste ano o mesmo esquema vitorioso do ano passado. O Tricolor perdeu Lucas, seu principal jogador. Podem ser testados Douglas, Cañete, Aloísio, quem for no setor, que o time não será o mesmo. Não é só no elenco tricolor que não há reposição para Lucas. Não há no futebol brasileiro um jogador como ele. Pode-se tentar montar o time no 3-5-2 com Lúcio, Rodolpho e Tolói na defesa ou até mesmo colocar um terceiro volante no meio-de-campo. Mas a formatação tática tem que ser outra. Não dá mais para perder tempo esperando que alguém faça o que Lucas fazia.

Vitória e derrota marcam a semana do Leãopaulista a2 Capivariano Futebol Clube cai uma posição na tabela

43 gols são marcados na primeira rodada dos campeonatos de futebol do Cser

A Diretoria de Esportes do Clube Social Esportivo Rafard realizou no último final de se-mana, a primeira rodada dos campeonatos de futebol society categorias jovem e veterano, 1º semestre.

Confira os resultados da ca-tegoria jovem:

No sábado, (16), o Luciano Veículos B empatou em 5 a 5 com a equipe Ferrari Pinturas. Gols de Antonio Lopes, Diegui-nho, Leonardo Andrade e Beto Ramos (2) para o Luciano. Para o Ferrari marcaram Pingola, Ur-sinho (2), Renan Nascimentos e Guilherme Garcia.

A equipe Bar e Bochas Rivail venceu a Equipe D, no domingo (17), por 6 a 4. Gols de Leonar-do Barboza, Lucas da Silva (3),

Felipe Feliciano e Tonute para o Bar. Para a Equipe D marcaram Fernando Barbosa (2), Osmar Baldi e Guilherme Calsone.

Também no domingo, a Equipe F goleou o Juliani e Rogato Bar por 10 a 1. Gols de Rafinho, Guilherme Paulino (2), Marlon Medice (5) e Willian Lopes (2) para a Equipe F. Para o Bar marcou Alexandre Juliani.

VeteranoNo sábado (16), o Barbosa

Imóveis foi derrotado pelo Lu-ciano Veículos por 5 a 3. Gols de Lube e Elias Gino (2) para Barbosa. Para o Luciano mar-caram Fernando Marretto (3), Fogaça e Nathan.

No outro jogo, o Atlético Serrano/Loc. Progresso venceu a Equipe D por 1 a 0. Gol de Ja-pão para o Atlético.

O Elite F.C. venceu a Terra-plenagem Cerezer por 3 a 0, no domingo (17). Gols de Rodão, Paraná e Bicuto para o Elite.

2ª Rodada JovemSábado (23), às 14h30, no

campo 2 jogam Luciano Veícu-los A x Juliani e Rogato Bar.

Às 15h45, jogam Equipe F x

Luciano Veículos B, também no campo 2.

No domingo (24), a Ferrari Pinturas enfrenta a Equipe D, no campo 2, às 11h15.

2ª Rodada VeteranoSábado (23), às 17h, no

campo 2 jogam Equipe E x Ter-raplenagem Cerezer.

No domingo (24), o Elite F.C. enfrenta o Barbosa Imó-veis, no campo 2, às 8h45.

Às 10h, o Luciano Veículos joga contra a Equipe D, no cam-po 2.

InformaçõesPara maiores informações

sobre os campeonatos e ativida-des do Clube Social Esportivo Rafard, acesse a página na in-ternet www.cser.com.br ou en-tre em contato pelo telefone da Secretaria: 3496-1480.

FestaVem aí a 1ª Festa do Chopp

do Cser. Dia 23 de Março. Com-pre sua caneca e tome chopp à vontade das 19h às 23h. Tenha a marca da sua empresa na cane-ca: Ligue: 3496-1480.

1º seMestre Mais de 180 atletas disputam os campeonatos nas categorias jovem e veterano

Ilustrativa

Túlio Darros/O Semanário

AssC

om.M

ombu

ca

Mombuca Futsal, campeã do torneio na categoria sub 13

Prefeita Ruth e vereador Neto entregaram premiação para capitão da equipe