John Dewey – 1859 1952

  • Published on
    20-Jun-2015

  • View
    10.730

  • Download
    3

Embed Size (px)

Transcript

<ul><li> 1. John Dewey 1859-1952 S a inteligncia d ao homem o poder de alterar sua existncia.</li></ul> <p> 2. John Dewey nasceu em 1859 em Burlington, no estado norte-americano de Vermont.Graduou-se pela Universidade do Vermont em 1879 e exerceu as funes de professor do secundrio durante dois anos, tempo em que desenvolveu um profundo interesse por Filosofia. Em Setembro de 1882 deixou o ensino e retornou universidade para estudar Filosofia, na Universidade Johns Hopkins, onde obteve o doutoramento. 3. Escreveu sobre filosofia e educao, alm de arte, religio, moral, teoria do conhecimento, psicologia e poltica. Seu interesse por pedagogia nasceu da observao de que a escola de seu tempo continuava, em grande parte, orientada por valores tradicionais, e nohavia incorporado as descobertas da psicologia, nem acompanhara os avanos polticos e sociais. Criou uma universidade-exlio para acolher estudantes perseguidos em pases de regime totalitrio. Morreu em 1952, aos 93 anos. 4. Na escola, teve uma educao desinteressante e desestimulante, o que foi compensado pela formao que recebeu em casa.Ainda criana, via sua me confiar aos filhos pequenas tarefas para despertar o senso de responsabilidade. 5. Dewey exerceu a funo de professor de Filosofia na Universidade de Michigan, onde ensinou a partir de Setembro de 1884. Trs anos mais tarde, publicava o seu primeiro livro,Psychology , onde propunha um sistema filosfico que conjugava o estudo cientfico da psicologia com a filosofia idealista alem. Esse livro foi importante para o passo seguinte da carreira de Dewey: o cargo de professor de Filosofia Mental e Moral na Universidade de Minnesota, que assumiu em 1888. 6. Em 1889 tornou-se chefe do Departamento de Filosofia. Em 1894, no entanto, saiu de Michigan para a recm-criadaUniversidade de Chicago onde em breve passava a liderar o departamento de Filosofia e o departamento de Pedagogia, criado por sua sugesto. Dewey o nome mais clebre da corrente filosfica que ficou conhecida como pragmatismo, embora ele preferisse o nome instrumentalismo uma vez que, para essa escola de pensamento, as idias s tm importncia desde que sirvam de instrumento para a resoluo de problemas reais. 7. Depois de problemas graves na poltica interna do Departamento de Educao da Universidade de Chicago, Dewey abandonou a instituio para se ligar Universidade de Columbia, em Nova Iorque, onde permaneceu at ao fim da sua carreira no ensino, em 1930. Continuou, no entanto, a ensinar como Professor Emrito at 1939, e continuou a escrever e a intervir socialmente at s vsperas da morte. Entre suas obras se destacamThe School and Society(1899; "A Escola e a Sociedade") eExperience and Education(1938; "Experincia e Educao"). 8. O pensador que ps a prtica em foco. Defendia a democracia e a liberdade de pensamento como instrumentos para a maturao emocional e intelectual das crianas. No Brasil inspirou o movimento da Escola Nova, liderado por Ansio Teixeira, ao colocar a atividade prtica e a democracia como importantes ingredientes da educao. 9. Dewey o nome mais clebre da corrente filosfica que ficou conhecida como pragmatismo, embora ele preferisse o nome instrumentalismo uma vez que, para essa escola de pensamento, as ideias s tm importncia desde que sirvam de instrumento para a resoluo de problemas reais. No campo especfico da pedagogia, a teoria de Dewey se inscreve na chamada educao progressiva. Um de seus principais objetivos educar a criana como um todo. O que importa o crescimento fsico, emocional e intelectual 10. Estmulo cooperao. O aprendizado se d quando compartilhamos experincias, e isso s possvel num ambiente democrtico, onde no haja barreiras ao intercmbio de pensamento. A escola deve proporcionar prticas conjuntas e promover situaes de cooperao, em vez de lidar com as crianas de forma isolada. A educao, na viso deweyana, uma constante reconstruo da experincia, de forma a dar-lhe cada vez mais sentido e a habilitar as novas geraes a responder aos desafios da sociedade. 11. Educar, portanto, mais do que reproduzir conhecimentos. incentivar o desejo de desenvolvimento contnuo, preparar pessoas para transformar algo. O papel dessa instituio, segundo ele, reproduzir a comunidade em miniatura, apresentar o mundo de um modo simplificado e organizado e, aos poucos, conduzir as crianas ao sentido e compreenso das coisas mais complexas. Em outras palavras, o objetivo da escola deveria ser ensinar a criana a viver no mundo. 12. Liberdade intelectual para os alunos. Filosofia deweyana-baseada na liberdade do aluno para elaborar as prprias certezas, os prprios conhecimentos, as prprias regras morais.Para Dewey, o professor deve apresentar os contedos escolares na forma de questes ou problemas e jamais dar de antemo respostas ou solues prontas.Pode-se afirmar que as teorias mais modernas da didtica, como o construtivismo e as bases tericas dos Parmetros Curriculares Nacionais, tm inspirao nas ideias do educador. 13. Idealizar e racionalizar o universo em geral umaconfisso de incapacidade dedominar os cursos das coisas que especificamente nos dizem respeito, escreveu. Essa perspectiva levou Dewey a rejeitar a ideia de leis morais fixas e imutveis. Defendia a utilizao, diante dos problemas sociais, dos mtodos e atitudes experimentais que foram bem-sucedidos nas cincias naturais. Ele prprio procurou aplicar essa abordagem em relao investigao filosfica e didtica. A defesa irrestrita do experimentalismo. 14. Uma das principais lies deixadas por John Dewey a de que, no havendo separao entre vida e educao, esta deve preparar para a vida, promovendo seu constante desenvolvimento. Como ele dizia, as crianas no esto, num dado momento, sendo preparadas para a vida e, em outro, vivendo. Ento, qual a diferena entre preparar para a vida e para passar de ano? Como educar alunos que tm realidades to diferentes entre si e que, provavelmente, tero tambm futuros to distintos?</p>

Recommended

View more >