INSTRU‡•ES – PROVA GERAL - .INSTRU‡•ES – PROVA GERAL ANTES DE INICIAR A PROVA, LEIA AS INSTRU‡•ES

  • View
    305

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of INSTRU‡•ES – PROVA GERAL - .INSTRU‡•ES...

INSTRUES PROVA GERAL

ANTES DE INICIAR A PROVA, LEIA AS INSTRUES ABAIXO.

Este Caderno de Prova contm textos para a elaborao da Redao e 32 (trinta e duas) questes de mltipla escolha, com 05 (cinco) alternativas cada uma, sempre na sequncia a, b, c, d, e, das quais somente uma poder ser assinalada, e 08 (oito) questes dissertativas. Verifique se ele contm algum defeito. Em caso positivo, solicite a troca ao Fiscal de Sala. Voc poder utilizar o seu Caderno de Prova como rascunho.

1. Verifique se os dados do Formulrio de Redao e do Formulrio de Respostas, entregues pelo Fiscal de Sala, esto corretos. Caso encontre qualquer irregularidade, comunique ao Fiscal de Sala antes de utilizar o referido formulrio.

2. Voc deve elaborar uma redao entre 20 e 25 linhas. A Redao de carter eliminatrio. Utilize a folha de rascunho constante deste caderno para elaborar o seu texto e transcreva-o para o Formulrio de Redao, usando caneta esferogrfica de tinta preta.

3. Existe apenas uma resposta correta para as questes de mltipla escolha. Aps responder a cada questo, transcreva as respostas no Formulrio de Respostas, utilizando caneta esferogrfica de tinta preta. Ao assinalar a resposta no Formulrio de Respostas, preencha totalmente o espao destinado, sem ultrapassar os limites, de acordo com o modelo a seguir. A marcao correta das questes no Formulrio de Respostas de sua inteira responsabilidade. No rasure o Formulrio de Respostas, pois ele no ser, em hiptese alguma, substitudo por outro.

Outras orientaes Voc ter 4 (quatro) horas para a realizao da prova. O Formulrio de Respostas e a Folha de

Redao s podero ser entregues depois de decorridas 2 (duas) horas do incio da prova.

No ser permitido o porte e o uso de mquinas calculadoras, rguas de clculo, telefone celular, relgio ou equipamentos eletrnicos similares durante a realizao da prova.

terminantemente proibida a permanncia, na sala da prova, de candidatos portando qualquer tipo de aparelho eletrnico, aparelho auditivo, aparelho de telecomunicaes ou mensagem, aparelho de telemensagem, radiocomunicador e similares. Se este for o seu caso, entregue-o (s) imediatamente ao Fiscal de Sala, antes do incio da prova.

Deixe sobre a sua carteira apenas lpis, caneta, borracha e cdula de identidade. Os demais objetos, como bombons, chocolates, dropes, cigarros etc., devero ser colocados no cho.

No ser permitido o uso de chapu, bon ou similares; deixar sempre descoberta a regio das orelhas.

Desejamos que voc faa uma boa prova!

Instrues para a redao Leia atentamente a proposta para a redao. Elabore a sua redao no rascunho, primeiramente. Transponha o seu texto para o Formulrio de Redao, usando caneta de tinta preta. (No se

esquea de conferir os dados de sua folha de redao.) Ser anulada a redao

redigida fora do tema proposto.

apresentada em forma de verso.

escrita de forma ilegvel.

5

Imagine que voc um mdico infectologista (Dr. Silva) que escreve semanalmente em uma publicao voltada para a comunidade universitria (alunos, professores e funcionrios) de uma grande instituio de ensino. Redija um artigo de opinio em que voc discorra sobre os novos tratamentos para a aids e a importncia de se evitarem os comportamentos de risco que vm sendo observados atualmente. Use os textos de apoio para subsidiar o seu artigo.

Em seu texto, voc deve

a) colocar um ttulo coerente; b) identificar-se APENAS como Dr. Silva (sem assinar com o seu ou outro nome).

Texto I

O ltimo Boletim Epidemiolgico do Ministrio da Sade, de 2016, mostrou que os casos de HIV entre os jovens no Brasil aumentaram consideravelmente. Eu sabia disso, mas, at quase enfartar no posto de sade onde fui fazer o teste de sangue, simplesmente no prestava ateno. Alheio a mim, o problema avanava: das 32.321 novas infeces por HIV registradas em 2015, 24,8% aconteceram com pessoas entre 15 e 24 anos.

Muitos apontam como causa a facilidade de obter sexo por meio de aplicativos ou o fato de que os adolescentes no conviveram com o auge da epidemia. Mas, para os especialistas, a questo bem mais complexa. Continuamos com essa viso hipcrita de que falar sobre sexo incita os mais jovens e no damos ferramentas para que eles tomem decises mais seguras em relao sexualidade, afirma Georgiana Braga-Orillard, diretora do Unaids, programa conjunto da ONU sobre HIV e aids que tem como meta acabar com a epidemia at 2030.

A primeira pessoa que me fez perceber que eu no entendia nada sobre aids foi o artista Gabriel Estrela, de 25 anos. Em um vdeo com a youtuber Jout Jout, visto quase 800 mil vezes, Gabriel explicou que aids e HIV no so sinnimos. Foi o bastante para mudar minha relao com o vrus e fazer meu amigo (recm-diagnosticado) entender que ele no ia morrer automaticamente, nem ter as feies cadavricas exibidas por Matthew McConaughey em Clube de Compras Dallas.

Disponvel em: . Acesso em: 20/08/2017.

Texto II

SUS ter novo medicamento contra HIV/aids a partir de 2017 O SUS (Sistema nico de Sade) passar a ofertar, a partir de janeiro de 2017, um novo medicamento

contra HIV/aids para usurios que iniciam o tratamento e aqueles que tm resistncia a outros antirretrovirais.

A deciso, anunciada nesta quarta-feira (28) pelo Ministrio da Sade, incorpora o antirretroviral dolutegravir na chamada "primeira linha" de tratamento, ou seja, para novos pacientes. Alm disso, o remdio tambm passa a ser ofertado na "terceira linha", direcionada a pacientes que no responderam aos tratamentos anteriores.

Segundo a diretora do departamento de HIV/aids do Ministrio da Sade, Adele Benzaken, a previso que 100 mil portadores do vrus HIV recebam o novo tratamento a partir do ano que vem.

A incorporao muda o atual modelo de tratamento disponibilizado a novos pacientes no SUS, composto pelos medicamentos tenofovir, lamivudina e efavirenz disponibilizados em um s comprimido conhecido como "3 em 1".

Com a mudana, o dolutegravir passar a ser indicado no lugar do efavirenz, associado plula do agora "2 em 1": lamivudina e tenofovir. A oferta do novo antirretroviral para novos pacientes no SUS ocorre

https://www.youtube.com/watch?v=XpS0iatoNE8&t=274shttp://www1.folha.uol.com.br/folha-topicos/aids/

6

diante da atualizao do protocolo clnico de diretrizes para o manejo da infeco para o HIV e recomendaes da OMS (Organizao Mundial de Sade).

Para Benzaken, o medicamento pode estimular mais pessoas a aderirem ao tratamento. "O dolutegravir visto como mais vantajoso para as pessoas vivendo com HIV, porque tem potncia bastante alta, menor percentual de efeitos adversos e apenas um comprimido por dia, o que facilita a adeso. E, pelo fato de no levar, com mais frequncia, resistncia do que os outros tratamentos, vai ter provavelmente maior durabilidade enquanto droga incorporada no SUS", afirma.

Segundo ela, h uma limitao da empresa em produzir os medicamentos, da a previso de ofertar o medicamento apenas para parte dos pacientes hoje, so 483 mil pessoas em tratamento no SUS. A previso que a entrega do novo antirretroviral tambm ocorra de forma gradativa no prximo ano.

Para Georgiana Braga-Orillard, da Unaids, a incorporao do novo medicamento uma medida importante diante da necessidade de ampliar o nmero de pacientes em tratamento no pas. "Os pases j desenvolvidos oferecem, mas oferecem muitas vezes saindo do prprio bolso. Ofertar no SUS uma inovao ousada", afirma. O dolutegravir j utilizado em pases como, Portugal, Espanha, Canad e Estados Unidos.

Segundo o Ministrio da Sade, a oferta do dolutegravir no SUS ocorre aps a pasta obter descontos de at 70% no preo do medicamento, o que no deve aumentar os gastos do governo, informa. Hoje, o oramento da pasta para aquisio de antirretrovirais de R$ 1,1 bilho.

Disponvel em: . Acesso em: 30/09/2017.

Texto III

Disponvel em: . Acesso em: 20/09/2017.

7

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

_________________________________________________