Factores predItIVos de Original Article dIsplasIa de alto ... ?· 24 Artigo Original Original Article… page 1
Factores predItIVos de Original Article dIsplasIa de alto ... ?· 24 Artigo Original Original Article… page 2
Factores predItIVos de Original Article dIsplasIa de alto ... ?· 24 Artigo Original Original Article… page 3
Factores predItIVos de Original Article dIsplasIa de alto ... ?· 24 Artigo Original Original Article… page 4

Factores predItIVos de Original Article dIsplasIa de alto ... ?· 24 Artigo Original Original Article…

Embed Size (px)

Text of Factores predItIVos de Original Article dIsplasIa de alto ... ?· 24 Artigo Original Original...

  • 24

    Artigo Original

    Original Article

    CorrespondnciaRui Miguel Monteiro RamosServio de Gastroenterologia - CentroHospitalar Cova da BeiraQuinta do Alvito6200-251 Covilhe-mail: ruimmramos@gmail.com

    r. raMos1

    p. duarte1

    M. pereIra3

    c. VIcente1

    J. a. s. MedeIros1,2

    a. caBrIta2

    c. casteleIro1

    (1) Servio de Gastrenterologia, Centro Hospitalar Cova da Beira

    (2) Faculdade de Medicina de Coimbra(3) Hospitais da Universidade de Coimbra

    Factores predItIVos de dIsplasIa de alto grau nosplIpos do clon e recto

    Resumo

    Introduo: A importncia clnica dos plipos do clon e recto advm dorisco de progresso para cancro colo-rectal. Objectivos: Analisar a presena de displasia nos plipos colo-rectaisexcisados por via endoscpica e avaliar os factores preditivos de displasiade alto grau. Material e Mtodos: Analizaram-se 357 plipos correspondentes a 334doentes excisados ao longo do ano de 2006.Resultados: Foram encontrados plipos em 23,5% das colonoscopias. Alocalizao mais frequente dos plipos foi no clon sigmide (48,7%),seguido do recto (19,9%). Dos plipos encontrados 77,9% eram ssseis. Otipo histolgico mais comum foi o adenoma, representando os adenomastubulares 71,8% e os vilosos 15,6%. A displasia de baixo e alto grau estavapresente em 67,5% e 19,9 % dos plipos, respectivamente. A anlise estats-tica revelou que os plipos com mais de 2 cm, os vilosos, os mais distais eos pediculados esto associados a maior risco de displasia de alto grau.Concluses: O risco de displasia de alto grau aumenta: 1 - quando aumen-ta a dimenso dos plipos; 2 - quando os plipos so de localizao distal;3 - quando os plipos so vilosos; 4 - quando os plipos so pediculados.

    Abstract

    Introduction: The clinical importance of colorectal polyps resides in the risk ofprogression to colon cancer. Objectives: To evaluate the presence of dysplasia colorectal polyps and toidentify factors which are predictive of high-grade dysplasia. Material and Methods: Histopathologic evaluation was carried out on 357polyps, excised from 334 patients, performed during 2006. Results: Colorectal polyps were found in 23.5% of all colonoscopies. The mostfrequent location was the sigmoid colon (48.7%), followed by the rectum(19.9%). Of all polyps 77.9% were sessile. The most frequent histological typewas the adenoma, with tubular adenomas accounting for 71.8% of polyps, andvillous adenomas for 15.6%. Low and high-grade dysplasia was found in 67,5%and 19,9% of adenomatous polyps, respectively. Statistical analysis revealedthat polyps measuring more than 2 cm, with villous component, distally loca-ted, and pedunculated were associated with an increased risk of high-gradedysplasia. Conclusions: The risk of high-grade dysplasia increases: 1 - with the size of thepolyps; 2 - with more distal location; 3 - with villous histology; 4 - and in stalkedpolyps.

    rev port coloproct. 2010; 7(1): 24-27

  • 25

    Introduo

    A sequncia adenoma-carcinoma corresponde a umasrie de etapas que decorrem de forma contnua, ouseja: mucosa clica normal, proliferao celular localiza-da, adenoma precoce, adenoma avanado e carcinoma(1,2). A colonoscopia actualmente a melhor tcnica paradetectar plipos, bem como para o seguimento e a pre-veno do cancro do clon e do recto (CCR) (3,4,5). Algunsautores utilizam o tamanho de 1 cm ou superior comoindicador de risco elevado (6,7,8); outros autores conside-ram que doentes com um nico adenoma de pequenasdimenses no tm maior risco de desenvolver CCR doque a populao em geral (9).O objectivo deste estudo foi identificar factores predi-tivos de displasia de alto grau em doentes com pliposdo clon e recto excisados por via endoscpica.

    Material e Mtodos

    Foi feito um estudo retrospectivo pela anlise dosrelatrios de 1423 colonoscopias totais realizadas entre1 de Janeiro e 31 de Dezembro de 2006. Foram exclu-dos os doentes com doena inflamatria intestinal epolipose adenomatosa familiar, tendo sido excisados eestudados histologicamente 357 plipos de 334doentes, 231 (69,2%) do sexo masculino e 103 (30,8%)do sexo feminino, com mdia de idades de 6919 anos.Os plipos com dimenso inferior a 4 mm foram excisa-dos com pina de bipsia e os maiores do que 4 mmcom ansa diatrmica de polipectomia. Foram registadosos seguintes dados: idade e sexo dos doentes, nmero,tamanho (2 cm) e localizao dos pli-pos (considerando-se proximais os plipos localizados amontante do ngulo esplnico e distais os localizados ajusante ao ngulo esplnico), diagnstico histolgico(hiperplsicos, adenoma tubular e adenoma viloso, nosquais se incluiu qualquer adenoma com componenteviloso) e a presena de displasia (de baixo e de altograu).

    Anlise Estatstica

    Realizou-se uma anlise descritiva das variveis quanti-tativas e frequncias relativas das variveis qualitativas.A anlise de Odds Ratio foi utilizada para a determi-nao do risco de displasia de alto grau. A avaliao dorisco de displasia de alto grau foi feita de acordo com:gneros feminino versus masculino; adenomas < 2 cmversus > 2 cm; adenomas tubulares versus vilosos; loca-lizao proximal versus distal; morfologia sssil versuspediculada. Para todas as anlises o nvel de significn-cia foi estabelecido a 5%; para a realizao das anlisesfoi utilizado o Software informtico SPSS 10.0 (Chicago, USA).

    Resultados

    As caractersticas dos plipos esto representadas noQuadro I. Excisou-se uma mdia de 1,1 plipos pordoente. De todos os plipos considerados, 77,5% ti-nham localizao no clon distal (a jusante do nguloesplnico), sendo a localizao mais frequente no clonsigmide (48,7%), seguida pelo recto (19,9%), o clonascendente (11,8%) e o clon transverso (10,6%). Dototal dos plipos, 77,9% eram ssseis. O tipo histolgicomais frequente foi o adenoma tubular (71,8%), seguin-do-se o adenoma viloso (15,6 %) e, em menor percen-tagem, os plipos hiperplsicos (12,6 %). Nenhum dosplipos hiperplsicos apresentava caractersticas dis-plsicas. No que concerne displasia, foi identificadadisplasia de baixo grau em 241 plipos (67,5%) e de altograu em 71 doentes (19,9%) (Quadro I). O Quadro IIreflecte a descrio dos plipos em funo do tamanho.Dos plipos com dimenso inferior a 1cm, 72,3% tinhamlocalizao distal, mas quando o tamanho era superior a2 cm, o nmero de plipos distais aumentou para 89,5%.Relativamente insero, 75% dos plipos so ssseis.No que diz respeito displasia, nos adenomas comdimenso superior a 2 cm 47,4% apresentava displasiade alto grau. Os resultados da anlise multivariada rela-tiva aos 312 adenomas esto expressos no Quadro III.Verificou-se que o risco dos plipos apresentarem dis-plasia de alto grau aumentava 4 vezes (OR: 3,99) paraplipos maiores do que 2 cm (p

  • 26

    CCR, o que corresponde a uma reduo da incidncia decerca de 70-90 %, em relao ao esperado para a popu-lao de referncia.O valor preditivo das caractersticas morfolgicas basaisdos adenomas do clon e recto, em relao com o sur-gimento de leses neoplsicas j foi avaliado em algunsestudos. Contudo, controverso se o tamanho, a loca-lizao e a presena de componente viloso suficientepara predizer o grau de displasia. hoje aceite que oconhecimento das caractersticas macroscpicas que seassociam a displasia de alto grau reveste-se de grandeimportncia, uma vez que, ao excisar-se estes plipos,elimina-se grande parte do risco de evoluo para CCR (10).No presente estudo procedeu-se anlise das carac-tersticas de 357 plipos excisados, com o objectivo deidentificar as variveis associadas a displasia de altograu. Constatou-se que os factores de risco para displa-sia de alto grau eram: o dimetro superior a 2 cm, a his-tologia vilosa, a presena de pedculo e a localizao dis-tal, o que pode equivaler a um maior risco de transfor-mao maligna. Apesar do nmero limitado de estudos,em concordncia com os nossos resultados, algunsautores j tinham verificado que doentes com adeno-mas com componente viloso e maiores que 1 cm tmmaior risco de desenvolver cancro do clon e recto (5,7). Ja presena de pedculo e a localizao mais distal comofactores preditivos de displasia de alto grau, so dadosmenos descritos na literatura e que resultam da anlisedos nossos resultados.Tambm foi possvel verificar que 10,2% dos plipos depequenas dimenses (< 1cm) apresentavam displasiade alto grau, pelo que, em conformidade com trabalhosde outros autores (11,12), acreditamos que deve ser pon-derada a exciso de todos os plipos observados, umavez que mesmo em plipos menores que 1 cm poss-vel encontrar alteraes displsicas de alto grau. Tal ati-

    Quadro II - Caractersticas dos plipos em funo do seu tamanho.

    Tamanho Localizao Insero Displasia

    Distal Proximal Sssil Pediculado Ausente Baixo grau Alto grau

    170 (72,3%) 65 (27,7%) 182 (77,4%) 53 (22,6%) 39 (10,9%) 172 (73,2%) 24 (10,2%)

    90 (87,4%) 13 (12,6%) 84 (81,6%) 19 (18,4%) 6 (5,8%) 59 (57,3%) 38 (36,9%)

    17 (89,5%) 2 (10,5%) 12 (63,2%) 7 (36,8%) 0 (0%) 10 (52,6%) 9 (47,4%)

    < 1cm (n=235)

    1 - 2 cm (n=103)

    > 2 cm (n=19)

    Quadro III - Anlise multivariada do risco de displasia de alto grau.

    Caractersticas

    Sexo

    Tamanho

    Histologia

    (Adenoma)

    Localizao

    Tipo

    Displasia alto grau

    Feminino vs.Masculino

    2 cm vs. > 2 cm

    Tubular vs. Viloso

    Proximal vs. Distal

    Sssil vs. Pediculado

    Odds Ratio (OR)

    4,8

    3,99

    9,89

    2,122,35

    IC 95%

    2,0-11,6

    1,55-10,2

    5,2-18,8

    0,99-4,5

    1,3-4,2

    tude poder ter um efeito positivo na preveno doCCR.O presente estudo tem a limitao de no ser prospec-tivo, sendo difcil o controlo de diversos factores.Contudo, julgamos que os resultados obtidos poderoser usados para identificar macroscopicamente asleses polipides com maior potencial de malignizao.Em concl