Click here to load reader

Edição 965

  • View
    235

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Folha do Vale

Text of Edição 965

  • Regio do Alto Vale do Rio Tubaro - Sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 - Ano XVI - Edio 965 - Edio Bissemanal - R$ 2,50

    Tradicional evento que acontece a cada dois anos, em Pedras Grandes, est programado para 12, 13 e 14 de julho. Pgina 04

    Trs botijes de smen sero distribudos para produtores de leite de comunidades da Cidade das Colinas.Pgina 17

    Presidente Anoir Boeger revela planos para 2013. A ideia repetir todos os campeonatos realizados no ltimo ano. Pgina 22

    Representantes da estatal estiveram na Capital da Moldura e mostraram projetos para colocar obras em prtica. Pgina 07

    PEDRAS GRANDES ORLEANS LIGA VERDE VALE BRAO DO NORTE

    Conhecida comisso da Festa do Vinho Goethe

    Produtores ganham incentivo produo

    No primeiro semestre, trs campeonatos esto previstos

    Casan apresenta plano de saneamento

    Folha traz entrevistas com o pai de santo Alexandre de Xang, o tarlogo Luiz Henrique e uma

    Cigana que fi zeram previses do futuro das gestes municipais.

    Pginas 10 a 12

    www.folhaojornal.com.br

  • Santo do dia 11 de janeiroSanto do dia 11 de janeiro

    So Vital vivia o refgio em Cristo Jesus, na orao e na penitncia.

    Movido pelo Esprito Santo, saiu da Pa-lestina e foi para o Egito, instalando-se em Alexandria. A sociedade daquele tempo sofria com a prostituio, mas So Vital no as julgou, no as condenou nem foi buscar a santidade, pois quem, de fato, busca a santidade, busca assemelhar-se quele. Falando para as autoridades religiosas do seu tempo, ele disse: Os publicanos e as meretrizes os precedem. Jesus falou isso (Mateus, 21) e os santos buscaram ser reflexo dessa misericrdia. Denuncie o pecado, mas, sobretudo, anuncie o amor que redime, que salva.

    So Vital, testemunho da misericrdia que nos converte, converteu muitas mu-lheres, ao ponto delas o ajudarem. Algumas senhoras piedosas foram se queixar desse apostolado com o bispo e So Vital foi preso. No entanto, as mulheres que iam se conver-tendo foram at a autoridade eclesistica.

    Os fatos foram apurados e viu-se que era uma injustia contra o santo. Injustia maior aconteceu quando, j solto, continuou a evangelizar com este mtodo ousado, mas um homem que comercializava as mu-lheres, o apunhalou pelas costas. So Vital teve foras ainda de deixar, por escrito, esta verdade que atual para todos ns. Ao povo de Alexandria e dos demais lugares, ele di-zia: Convertei-vos, no deixais a converso para amanh. Por isso, So Vital chamava ateno para a converso e, ao mesmo tempo, para o dia do juzo.

    So Vital

    O encerramento de 2012 apresentou um compor-tamento estranho quando se considera que o avano do PIB estar prximo a 1,5%, muito pequeno, considerando o potencial do pas, porm o consumo e as vendas no varejo devero ter expanso real que dever se situar num intervalo entre 7,5 e 8,5%, o que significativamente alta para os padres mundiais. Esse comportamento positivo do consumo foi defi nido pela con-tinuidade do crescimento da renda das famlias, a expanso do emprego, com reduo do desemprego, pela expanso do crdito e pela manuteno da confi ana do consumidor em padres elevados, em relao sua mdia histrica.

    A inadimplncia que cresceu marcadamente no primeiro semestre e que se tornou tema polmico ao ser colocada como prxima de um ponto de ruptu-ra, apesar de ser inferior a picos anteriores havidos nos ltimos dez anos, foi um elemento que precipitou movimentos de cautela e contingenciamento que acabaram por restringir uma maior expanso. Por ou-tro lado, a ao do governo, as decises do Banco Central na reduo das taxas de juros e outras aes pontuais em alguns setores, com reduo de impostos contriburam para

    equilibrar uma maior retrao.Depois de semanas de apre-

    enso e dvidas sobre o resulta-do da eleio norte-americana, o presidente democrata Barack Obama finalmente pode co-memorar. Ele foi reeleito e vai fi car mais quatro anos frente da Casa Branca, com o vice Joe Biden novamente ao seu lado. A principal promessa do demo-crata para o segundo mandato, longe de seus ambiciosos pla-nos de 2008, iniciar uma srie de iniciativas para reativar a economia: mais despesa em educao, mais empregos no setor manufatureiro, menos

    dependncia do petrleo es-trangeiro e mais impostos aos ricos. O desafi o agora conti-nuar estimulando a economia e combatendo o desemprego, que apesar dos avanos ainda permanece alto, em 7,9%, com cerca de 12,3 milhes de pesso-as em idade economicamente ativa (entre 18 e 65 anos) pro-curando trabalho.

    Com a perspectiva de uma retomada mundial, ainda que cautelosa, a continuidade da expanso real da renda, a ma-nuteno dos nveis de empre-

    go, redirecionando a demanda da indstria para os servios, a manuteno da expanso do crdito e nveis de inadim-plncia mais baixos, como o incio do segundo semestre j sinalizou, tudo conspira para um cenrio mais positivo para a economia no ano de 2013.

    No cenrio interno im-portante lembrar que nossa economia est motivada pe-las atividades que envolvem o pr-sal, a Copa do Mundo, as Olimpadas. Sem esquecer os benefcios que so gerados pelas menores taxas de juros, a expanso do setor imobilirio, os investimentos pblicos e privados envolvendo especial-mente a infraestrutura. Segun-do Marcos Gouva de Souza, a menos que haja alguma forte comoo econmica, no prevista neste momento, tudo parece indicar para 2013 um perodo de moderada expanso e evoluo da economia global e no Brasil um maior e mais har-mnico crescimento, conside-rando seus diversos segmentos econmicos e regies.

    Cremos que neste momento todos que se dedicam a pensar o futuro prximo tm opinies convergentes nessa direo, em maior ou menor intensidade, e isso talvez seja o fator mais relevante para converter essas previses em realidade, pelo seu efeito de autorrealizao.

    Outro dia algum me perguntou: voc vai mesmo fazer aquilo que deseja? Claro. A vida feita de tentativas e erros. Deixamos de fazer muitas coisas pelo fato de pensarmos que no esta-mos bons o suficiente para tal ato. Mas, c entre ns. Como posso ser um bom profissional se nunca tentarmos? J hora de arregaarmos as mangas e comearmos a realizar aquilo que tanto queremos. Neste momento, eu sei o que quero e vou em busca disso.

    Muitas e muitas vezes temos vontade de realizar, por exem-plo, uma festa de aniversrio, mas sempre alegamos que no podemos gastar muito, que as despesas so grandes para darmos ao luxo de uma festa. As contas a pagar sempre vo existir, algumas vezes mais, em outras vezes menos. Mas, o que legal lembrar que

    se temos vontade, se dinheiro vamos conseguir, que faamos o que queremos. Dinheiro s bom quando a gente sabe us-lo.

    Reprimimos muitas das nos-sas vontades, somos campees em negar nossos sentimentos.

    De fato, quem escravo de seus sentimentos est conde-nado a virar cadver antes da hora. A nica maneira, de fazer a vida valer a pena e fazer aqui-lo que nosso corao manda. Viver e se deixar degustar da-quilo que melhor a vida possa nos dar. Um amigo meu, cansa-do de tanto trabalhar, resolveu pegar a famlia inesperada-mente e viajar. Outro cansado de seu relacionamento esfriar,

    resolveu seu problema saindo para namorar.

    A per feio e inimiga do homem e da mulher. Tem dias que podemos ir para a cozinha e acertar na quantidade de sal, j em outros podemos errar. O que no podemos desanimar porque falhamos, ora bolas, todos vamos errar em algum momento da vida. O ser hu-mano ainda no desconfiou que impossvel ser realizado por completo, que imposs-vel vencer todos os jogos da vida. Em um momento vamos perder, no tem como.

    Por fim, quero ser feliz aos trinta anos, curtir minha filha aos dois anos, curtir minha filha aos dez anos, curtir minha filha aos trinta anos. Quero comear a fazer uma vida dedi-cada a mim mesmo, uma vida dedicada as minhas vontades, sem peso na conscincia por estar feliz agora...

    Todos que se dedicam a pensar o futuro prximo

    tm opinies convergentes nessa direo

    A nica maneira de fazer a vida valer a pena fazer aquilo que

    nosso corao manda

    Perspectivas para 2013

    Fazer o que queremosConcurso n 853

    Concurso n 3090

    Concurso n 1458

    Concurso n 1313

    Concurso n 04726

    Estimativa do prmio: R$ 1.500.000,00

    Estimativa do prmio: R$400.000,00

    Estimativa do prmio: R$ 13.000.000,00

    Estimativa do prmio: R$ 2.600.000,00

    4

    1135

    7.265

    0134

    9.515

    62021.095255.063

    1.209.445

    09

    02

    19

    03

    03

    11

    20

    12

    05

    12

    21

    54

    06

    17

    22

    62

    08

    18

    23

    67

    02 04 16 33 44 51

    393.932,77

    1.854.285,783.793,11

    100,69

    0,0015.358,12

    308,98

    1.117,1412,505,002,50

    08 12 16 17 24

    010153

    1.113

    60.234

    7.385

    66.690

    35.071

    0

    48.084

    66.981

    1

    0

    0

    1681

    21

    27

    2

    16523

    20180

    1652

    1768

    60

    0,0027.696,441.810,23

    155,52

    250.000,00

    23,43

    16.300,00

    15.000,00

    0,00

    15.500,00

    13.768,00

    516.823,95

    0,00

    0,00

    6,00

    5.277,22

    4.104,50

    25.554,27

    2,00

    5,00OLARIA/RJ

    63,88

    59,69

    1.216,87

    26

    51

    81

    28

    52

    89

    35

    53

    93

    47

    57

    95

    48

    61

    96

    05

    02

    10

    03

    16

    17

    20

    20

    37

    27

    38

    32

    30 35 41 52 56 59 79

    Concurso n 1140Estimativa do prmio: R$ 300.000,00

    Concurso n 383

    SANTOS/SP

    Estimativa do prmio: R$ 550.000,00

    OpinioPsiclogo CRP 12/05587 - [email protected]

    Robson Kindermann Sombrio

    Dia do Empres