Edi§ao 165

  • View
    241

  • Download
    8

Embed Size (px)

DESCRIPTION

De 14 a 20 de Janeiro de 2011

Text of Edi§ao 165

  • 14 a 20 de janeiro de 20112 - GERAL

    Diretor: Srgio Dal Gallo

    Jornalista Responsvel: Dimas Rodrigues DRT 3023-PR

    Diagramao e arte final: Tatiana Carla de Souza

    Departamento Jurdico: Dra. Daniele Silvia de Oliveira - OAB-PR 44453

    Jornal A Semana MetropolitanaAv. Brasil, 1890 - Sobrado 01

    Eucaliptos - Fazenda Rio GrandeFone: (41) 3627-1997 / 9162-6192

    jornal@asemananews.com.brwww.asemananews.com.br

    Os artigos assinados no expressam necessariamente a opinio do jornal, sendo de total responsabilidade de seus autores.O jornal no se responsabiliza pelo contedo publicitrio dos anncios veiculados.

    Fonte: www.simepar.br

    D&S COMUNICAOCNPJ: 08.707.885/0001-75

    Tiragem: 12 mil/ms

    Impresso: Editora O Estado do Paran S/A

    O jornal distribudo na RMC

    Disse Jesus: Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ningum vai ao Pai seno por Mim. (Joo 14:6)

    Sexta Sbado Domingo Segunda Tera

    Fazenda Rio Grande, Curitiba, Araucria, So Jos dosPinhais, Piraquara, Pinhais, Quatro Barras, Mandirituba,

    Quitandinha, Campo do Tenente, Agudos do Sul,Pin e Tijucas do Sul

    As duas pulgasCURIOSIDADE E PIADA

    Campeonato Paranaense 2011

    Participe desta coluna, envie sua meditao para oe-mail: asemanametropolitana@gmail.com

    cu com

    muitas

    nuvens

    Mx. 26

    Mn. 15

    parcialmente nublado

    com pancadas de

    chuva tarde

    Mx. 26

    Mn. 15

    cu com

    muitas

    nuvens

    Mx. 26

    Mn. 15

    DATAS E FATOS REFLEXO

    ACONTECE

    EXPEDIENTE

    parcialm. nublado com

    pancadas de chuva e

    trovoadas tarde

    Mx. 28

    Mn. 17

    cu com

    muitas

    nuvens

    Mx. 27

    Mn. 17

    Muitas instituies caram e caem na armadilhadas mudanas drsticas de coisas que no precisamde alterao, apenas aprimoramento. O que lembraa histria de duas pulgas.

    Elas estavam conversando e ento uma comen-tou com a outra:

    - Sabe qual o nosso problema? Ns no voa-mos, s sabemos saltar. Da nossa chance de sobre-vivncia, quando somos percebidas pelo cachorro, zero. por isso que existem muito mais moscas doque pulgas.

    Diante disto elas contrataram uma mosca comoconsultora, entraram num programa de reengenhariade vo e saram voando. Passado algum tempo, aprimeira pulga falou para a outra:

    - Quer saber? Voar no o suficiente, porque fi-camos grudadas ao corpo do cachorro e nosso tem-po de reao bem menor do que a velocidade dacoada dele. Temos de aprender a fazer como asabelhas, que sugam o nctar e levantam vo rapida-mente.

    E elas contrataram o servio de consultoria deuma abelha, que lhes ensinou a tcnica do chega-suga-voa. Funcionou, mas no resolveu. A primeirapulga explicou por qu:

    - Nossa bolsa para armazenar sangue peque-na, por isso temos de ficar muito tempo sugando. Es-capar, a gente at escapa, mas no estamos nos ali-mentando direito. Temos de aprender como os perni-longos fazem para se alimentar com aquela rapidez.

    E um pernilongo lhes prestou uma consultoriapara incrementar o tamanho do abdmen. Resolvi-do, mas por poucos minutos. Como tinham ficadomaiores, a aproximao delas era facilmente per-cebida pelo cachorro, e elas eram espantadas an-tes mesmo de pousar. Foi a que encontraram umasaltitante pulguinha:

    - U, vocs esto enormes! Fizeram plstica?- No, reengenharia. Agora somos pulgas adap-

    tadas aos desafios do sculo XXI. Voamos, picamos epodemos armazenar mais alimento.

    - E por que que esto com cara de famintas?- Isso temporrio. J estamos fazendo consulto-

    ria com um morcego, que vai nos ensinar a tcnicado radar. E voc?

    - Ah, eu vou bem, obrigada. Forte e sadia.Era verdade. A pulguinha estava viosa e bem ali-

    mentada. Mas as pulgonas no quiseram dar a pata atorcer:

    - Mas voc no est preocupada com o futuro?No pensou em uma reengenharia?

    - Quem disse que no? Pensei, sim! E fui conver-sar com a minha av, que tinha a resposta na pontada lngua.

    - E o qu ela disse?- No mude nada. Apenas sente no cocuruto

    do cachorro. o nico lugar que a pata dele noalcana.

    MORAL: Voc no precisa de uma reengenhariaradical para ser mais eficiente. Muitas vezes, a GRAN-DE MUDANA uma simples questo de reposicio-namento.

    O leo na bblia

    Tambm o leo um animal conhecido na Bblia. Este animalfoi enfrentado por homens de Deus tais como Sanso e Davi, ealgumas vezes o leo foi usado como instrumento de punio porDeus. E eis que alguns homens passaram, e viram o corpo lana-do no caminho, como tambm o LEO, que estava junto ao corpo;e foram, e o disseram na cidade onde o velho profeta habitava.

    "E, ouvindo-o o profeta que o fizera voltar do caminho, disse: o homem de Deus, que foi rebelde ordem do SENHOR; porisso o SENHOR o entregou ao LEO, que o despedaou e matou,segundo a palavra que o SENHOR lhe dissera." 1 Reis 13:25-26

    Outras vezes, os homens tentaram fazer justia com suasprprias mos atravs dos lees, como no caso de Daniel, pormos anjos de Deus desceram em socorro a Daniel e os animaisreconheceram a autoridade dos anjos e calaram-se, fechandosuas bocas, e impedindo assim a morte de um justo.

    O Leo da Tribo de Jud o to esperado redentor dahumanidade! Jesus comparado ao leo por motivos simples:

    O Leo o Senhor da florestaO Leo o mais forte dos animaisO Leo tem autoridadeO Leo exerce juzo sobre os outros animaisPor isso dito sobre Jesus: "E disse-me um dos ancios:

    No chores; eis aqui o LEO da tribo de Jud, a raiz de Davi,que venceu, para abrir o livro e desatar os seus sete selos."Apocalipse 5:5

    Aleluia, porque nosso Senhor Jesus Cristo reina!

    Piadas:Um menino pediu ao pai para adivinhar a seguinte charada:- Trs rs estavam sentadas num tronco. Uma delas decidiu

    saltar. Quantas ficaram?- Duas, claro.- No, papai, ficaram trs. Eu disse que uma delas "decidiu

    saltar". Eu no falei que ela j tinha saltado.

    ***Um homem perguntou a Deus:- Deus, por que fizeste a mulher to bonita?- Para que voc pudesse am-la.- Mas por que a fizeste to burra?- Para que ela pudesse am-lo tambm.

    ***- Doutor, como eu fao para emagrecer?- simples, basta mover a cabea da esquerda para direita e

    da direita para esquerda.- Quantas vezes, doutor?- Todas as vezes que lhe oferecerem comida!

    ***Um homem, viajando de nibus, fica impressionado com uma

    matria que l no jornal, falando sobre ndice de mortalidade nomundo... Ele vira-se para a passageira do lado e diz:

    - Senhora, voc sabia que cada vez que falo uma palavramorre algum no mundo?

    - Nossa! - exclama ela - Tambm... Com esse bafo!!

    Para Meditar:

    "H coisa que nunca voltam atrs: a flecha lanada, a palavrapronunciada e a oportunidade perdida"

    14/01/1914 - Henry Ford, fundador da Ford, anunciou umnovo sistema na linha de montagem de sua fbrica, que reduzia de12,5 horas para 93 minutos a produo de um carro.

    15/01/1962 - Pela primeira vez o Centro Meteorolgico Brit-nico utilizou os graus centgrados. O fato ocorreu mais de 200anos depois da morte do cientista que inventou a escala Celsius,batizada com seu nome.

    16/01/1945 - Hitler se escondeu em seu bunker em Berlim,onde ficaria at se suicidar, 105 dias depois.

    17/01/1982 - O desabamento de uma ponte pnsil sobre osalto de Sete Quedas, no Paran, provocou a morte de 29 pesso-as. Cerca de mil turistas ficaram isolados e tiveram de ser resga-tados por helicpteros.

    18/01/1974 - Israel e Egito assinaram acordos de paz. Umano antes, o Egito, juntamente com a Sria, atacou Israel na guerrade Yom Kipur, que durou 19 dias.

    19/01/1915 - Dois dirigveis Zeppelin participaram da primeiraoperao de bombardeio areo contra a Inglaterra, durante a Pri-meira Guerra Mundial.

    20/01/2002 - O prefeito de Santo Andr, Celso Daniel, foi en-contrado morto pela polcia militar de Juquitiba (SP). Ele havia sidoseqestrado dois dias no momento em que saa de um restauran-te de So Paulo, onde havia jantado com um amigo.

    1 Rodada - 16 de janeiro

    Paran x Corinthians Domingo 19h15 PFCAtltico x Arapongas Domingo 17h PFCOperrio x Coritiba Domingo 17h Aberta/PFCRoma Apuc x Rio Branco Domingo 17hCianorte x Iraty Domingo 17hParanava x Cascavel Domingo 17h

    2 Rodada - 19 e 20 de janeiro

    Corinthians x Atltico Quarta 16h30 PFCRio Branco x Paran Quarta 21h50 Aberta/PFCCascavel x Operrio Quarta 20h30Iraty x Roma Apuc Quarta 16h30Arapongas x Cianorte Quarta 16h30Coritiba x Paranava Quinta 19h30 PFC

    Frmula:

    Disputado em turno e returno, com todas as equipes se en-frentando dentro e fora de seus domnios, o Paranaense 2011 sermarcado pelo fim do Supermando. Com uma frmula simples, ocampeo da fase inicial enfrenta o da fase final na disputa do ttulo.A novidade para o torneio ser a oficializao do ttulo de campeodo interior, com disputa de finais nos mesmos moldes do campe-onato geral.

    No 2 turno, os jogos se repetem, invertendo-se somente osmandos.

  • Populao denuncia crimeambiental na implantao do novo

    parque industrial em FRG

    O rastro da incompetncia!EDITORIAL

    14 a 20 de janeiro de 2011 LOCAL - 3

    A anlise da atual gesto pblica de Fazenda Rio Grandepode ser facilmente vista pelas marcas por ela deixadas aolongo da caminhada destes ltimos dois anos, sejam elas po-sitivas ou negativas. E quando tentamos falar em marcas posi-tivas conclumos que estas no existem. O que se viu ao longodestes dois primeiros anos de administrao Chico Santosforam apenas inauguraes de obras deixadas pela gestoanterior vindo de encontro com aquilo que ouvimos diuturna-mente pelas ruas da nossa cidade, vale dizer, Chico Santosno fez nada.

    Rastros da atual administrao que esto sendo deixadospelos caminhos consubstanci