Click here to load reader

ECOLOGIA INDUSTRIAL - 02 ECOLOGIA INDUSTRIAL.pdf · PDF fileECOLOGIA INDUSTRIAL y A necessidade de estudos referentes a processos de produção, materiais e produtos eco-eficientes

  • View
    215

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of ECOLOGIA INDUSTRIAL - 02 ECOLOGIA INDUSTRIAL.pdf · PDF fileECOLOGIA INDUSTRIAL y A...

  • ECOLOGIA INDUSTRIAL

    A crescente necessidade de preservao ambientaltem levado adoo de tecnologias que utilizam osrecursos naturais de maneira mais econmica emenos destruidora.

    Ao mesmo tempo, buscam-se solues paradiminuio ou mesmo eliminao de resduosindustriais, principalmente os classificados comotxicos e perigosos.

  • ECOLOGIA INDUSTRIAL

    A necessidade de estudos referentes a processos deproduo, materiais e produtos eco-eficientes eeco-compatveis torna-se, portanto, cada vez maisimportante.

    Uma sada a aplicao dos princpios dastecnologias limpas, o que inclui os conceitos daEcologia Industrial, na busca destas metas.

  • ECOLOGIA INDUSTRIAL

    A Ecologia Industrial um conceito que visaprevenir a poluio pela reduo da demandade matrias primas e energia, assim como visa diminuio da devoluo de resduos epoluentes natureza.

    Busca a utilizao de matrias primas e energia emciclos fechados entre sistemas industriais;

    Quando no for possvel a eliminao de resduos,possibilita aos meios naturais o seu processamento.

  • ECOLOGIA INDUSTRIAL

    Caminhos para a NO gerao de resduos(KIPERSTOK, 2003):

    Repensar as matrias primas;Rever os processos de fabricao (perdas de materiale energia);Considerar as perdas de material e energia comoinsumos para outros processos.

  • ECOLOGIA INDUSTRIAL

    Agregao de valor aos resduos do setorprodutivo, transformando-os em novosmateriais que permitem novos produtosecologicamente corretos e eficientes.

    Diminuio da presso exercida aos recursos naturais peloconsumo;Diminuio do descarte indiscriminado;Diminuio da disposio prejudicial de resduos no meioambiente.

  • ECOLOGIA INDUSTRIAL

    A Ecologia Industrial oferece o conceito da circulao dematria prima entre unidades produtivas. Um materialdeixa de ser resduo pela sua valorizao como matria prima,para a obteno de novos produtos.

    Neste caso, o resduo passa a ser tratado como subproduto doprocesso produtivo.

    Excelente oportunidade de negcio, pois estar produzindoprodutos a custos muito mais baixos, j que estarutilizando como matria prima algo que era visto comodescartvel.Exemplo: o resduo de madeira ser usado como matriaprima em outro processo produtivo na obteno de umnovo produto dentro da prpria empresa ou de outraempresa.

  • ECOLOGIA INDUSTRIAL

    Outro conceito da Ecologia Industrial o Eco-design que prope um modelo de projeto orientadopara o meio ambiente, guiado por critriosecolgicos.

    Este conceito lista requisitos de projeto de bens de consumoorientado para a preservao do meio ambiente, os quaisdeterminam produtos ecologicamente compatveis em todoseu ciclo de vida, gastando menos recursos naturais, menosenergia, minimizando, assim, os impactos ambientais.

  • ECOLOGIA INDUSTRIAL

    Uma das maneiras de utilizar os resduos como meiode viabilizar a obteno de produtos usandoconceitos de processo de fabricao tradicionaismodificados com os conceitos oriundos dasespecificaes da Ecologia Industrial tal como atecnologia do Eco-Compsito.

    Esta se fundamenta no princpio do material compsito, ouseja, matrias primas de diferentes caractersticas e origensformando um material composto (compsito) o qual pode sermoldado de acordo com as especificaes projetadas.

  • ECOLOGIA INDUSTRIAL

    A PROPOSTA DAS TECNOLOGIAS LIMPAS

    Uma das principais causas da poluio e dadegradao do meio ambiente vem do modelo atualde produo e consumo.

    O meio ambiente um fornecedor de energia e recursosabundantes ou mesmo ilimitados, assim como visto,tambm, como um receptor ilimitado de resduos(MANAHAN, 1999).

  • ECOLOGIA INDUSTRIAL

    No sistema linear ou aberto, no h preocupao nem com a eficincia na produo ou com o uso dos

    produtos, nem com a origem das matrias primas, ou com a existncia de substncias txicas e nem com a disposio dos resduos e as conseqncias destas

    aes.

  • ECOLOGIA INDUSTRIAL

    Nesse modelo, a extrao dos recursos e a disposio de resduos so apontados como uma das causas dos

    impactos ambientais negativos sendo gerados no s a partir de sistemas industriais, mas sendo tambm originrio

    do uso dos produtos pelos consumidores finais.

    Esse modelo, que entende a gerao de resduos como inevitvel e inerente ao processo produtivo e ao consumo,

    procura remediar tais problemas atravs de aes e tecnologias de controle da poluio

    (Fim de Tubo/End of Pipe).

  • ECOLOGIA INDUSTRIAL

    O tratamento destes resduos absorve novos recursos e energia, gerando novos resduos que tambm precisam

    de tratamento.

    Quando h falhas, h tambm contaminao crnica ou aguda, resultando em desastres ambientais. Alm disso, com o aumento do consumo, h o aumento de resduo o

    que pressiona as tecnologias Fim-de-Tubo aos seus limites de operao.

  • ECOLOGIA INDUSTRIAL

    As Tecnologias Limpas propem novos parmetrospara a produo industrial e consumo.

    Tm a finalidade de diminuio ou mesmo eliminao dosimpactos ambientais negativos em todo ciclo de vida dosprodutos, desde a obteno das matrias primas, tanto naproduo industrial, como tambm durante o uso dosprodutos e no ps-uso dos mesmos.

    A sua filosofia a da preveno da poluio, atuando einterferindo no processo produtivo antes da gerao deresduos, na busca de elimin-los e assim, preservar o meioambiente.

  • ECOLOGIA INDUSTRIAL

    Etapas simplificadas e sistematizadas de preveno da poluio organizadas por KIPERSTOK (2003), desde as

    tecnologias fim-de-tubo at o consumo sustentvel.

  • ECOLOGIA INDUSTRIAL

    NVEL 01 So as tecnologias fim-de-tubo. Osistema industrial e o consumo usam a disposio deresduos no meio ambiente ou os trata antes dedisp-los.

    Alm de entender que os resduos so ilimitados,bastando apenas remedi-los, essa filosofia tambmse estende para a obteno dos recursos naturais erecursos energticos que tambm so exploradossem a eficincia devida.

  • ECOLOGIA INDUSTRIAL

    NVEL 02 Intermedirio, compreendendo tecnologias que procuraminterferir no processo produtivo ou em uma cadeia produtiva, a fim delocalizar os locais de ineficincia e corrigi-los na fonte, melhorando, assim,sua resposta ao meio ambiente.

    Esta filosofia j emprega a gerncia de operao e processos, alm dapossibilidade da reciclagem de matria prima atravs de intervenesinternas no processo produtivo.

    Sua atuao, no entanto, fica apenas no interior do processo produtivo, noquestionando fatores importantes como o que produzido ou como usadoo produto de tal processo dando, portanto, mais nfase ao processo que aoproduto.

    As alteraes no produto, derivadas pela interveno do design, visamapenas a melhoria do processo produtivo.

    Para KIPERSTOK (2003), essas medidas de preveno ainda possuem grau deeficincia insuficiente do ponto de vista ecolgico.

  • ECOLOGIA INDUSTRIAL

    NVEL 03 Sugere solues ecologicamente mais eficientes,levando em considerao medidas que indicam caminhos paranovos tipos de produtos, novos comportamentos de consumo,novas formas de produo, novos tipos de matria primas,gerenciamento do ciclo de vida de produtos, dentre outros.

    Novo horizonte, no qual a produo e consumo seriamlimitados pela capacidade do meio ambiente de fornecimentode recursos e absoro de resduos, quando o uso sustentveldos recursos conduzir a realizao das necessidadeshumanas.

    Neste nvel, a Ecologia Industrial vista como umaferramenta para concretizar estas tendncias.

  • ECOLOGIA INDUSTRIAL

    CONCEITOS DA ECOLOGIA INDUSTRIAL

    O conceito tradicional de ecologia a define como acincia que estuda as relaes entre os seres vivos e omeio ambiente em que vivem, e o conceito deecossistema definido como um conjunto decondies fsicas e qumicas de certo lugar, reunindoum conjunto de seres vivos que habitam esse lugar(FERRI, 1979).

  • ECOLOGIA INDUSTRIAL

    Em um ecossistema em equilbrio, cuja relao umasequncia de seres vivos, uns se alimentando dos outrossucessivamente num ciclo fechado, no h sobras nem oque se poderia chamar de lixo e exatamente essemodelo natural de produo e reaproveitamento derecursos, que serve de base conceitual para aEcologia Industrial.

    Parte-se da idia que toda atividade industrial implicaem impactos ambientais, pequenos ou grandes. AEcologia Industrial aborda, ento, a interao daindstria e do meio ambiente buscando aminimizao destes impactos ambientais.

  • ECOLOGIA INDUSTRIAL

    Sua essncia pode ser descrita como a forma de manterem evoluo as necessidades econmicas, culturais etecnolgicas, levando em considerao que o sistemaindustrial no se encontra isolado dos fatores ambientaise naturais, mas incluso nestes.

    Para isso, as pesquisas vo ao encontro da otimizao do ciclomaterial, indo da matria prima virgem, passando pelo materialprocessado industrialmente, pela transformao de materiais emcomponentes e produtos industrializados, pela obsolescncia dosprodutos e finalizando pela disposio final de materiais na forma deprodutos descartados. Os fatores de otimizao incluem fontes dematria prima, energia e capital (GRAEDEL & ALLEMBY, 1995).

  • ECOLOGIA INDUSTRIAL

    A Ecologia Industrial funciona atravs de conceitos tais como a Eco-Eficincia, a Circulao de Recursos, o Eco-Design e o ACV (Anlise do

    Ciclo de Vida).

    Estes conceitos foram escolhidos por estabelecerem requisitos e restries que os processos industriais, materiais e os produtos devem ter para que possam

    infligir impactos mnimos ao meio ambiente.

  • ECOLOGIA INDUSTRIAL

    Eco-Eficincia

    Maneira para se produzir mais, melhor, com menorconsumo de materiais, gua e energia, fazendo que aorganizao que a adote seja mercadologicamentecompetitiva, no comprometendo as finanas, contribuindopara a qual