Click here to load reader

Conhecimentos Gerais Conhecimentos Específicos Discursiva ... · PDF fileTRIBUNALREGIONAL DO TRABALHO DA 9 REGIÃOa Caderno de Prova ’A01’, Tipo 001 MODELO 0000000000000000 TIPO−001

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Conhecimentos Gerais Conhecimentos Específicos Discursiva ... · PDF...

  • N do CadernooN de Inscrioo

    ASSINATURA DO CANDIDATON do Documentoo

    Nome do Candidato

    Analista Judiciriorea Judiciria

    Concurso Pblico para provimento de cargos de

    Novembro/2015

    Colgio Sala Ordem

    PROVAConhecimentos Gerais

    Conhecimentos Especficos

    Discursiva de Conhecimentos Especficos

    A C D E

    INSTRUES

    VOC DEVE

    ATENO

    - Verifique se este caderno:

    - corresponde a sua opo de cargo.

    - contm 60 questes, numeradas de 1 a 60.

    - contm a proposta e o espao para o rascunho da Prova Discursiva de Conhecimentos Especficos.

    Caso contrrio, reclame ao fiscal da sala um outro caderno.

    No sero aceitas reclamaes posteriores.

    - Para cada questo existe apenas UMAresposta certa.

    - Leia cuidadosamente cada uma das questes e escolha a resposta certa.

    - Essa resposta deve ser marcada na FOLHADE RESPOSTAS que voc recebeu.

    - Procurar, na FOLHADE RESPOSTAS, o nmero da questo que voc est respondendo.

    - Verificar no caderno de prova qual a letra (A,B,C,D,E) da resposta que voc escolheu.

    - Marcar essa letra na FOLHADE RESPOSTAS, conforme o exemplo:

    - Ler o que se pede na Prova Discursiva de Conhecimentos Especficos e utilizar, se necessrio, o espao para

    rascunho.

    - Marque as respostas com caneta esferogrfica de material transparente de tinta preta ou azul. No ser permitido o

    uso de lpis, lapiseira, marca-texto, borracha ou lquido corretor de texto durante a realizao da prova.

    - Marque apenas uma letra para cada questo, mais de uma letra assinalada implicar anulao dessa questo.

    - Responda a todas as questes.

    - No ser permitida qualquer espcie de consulta.

    - Em hiptese alguma o rascunho da Prova Discursiva de Conhecimentos Especficos ser corrigido.

    - Voc dever transcrever sua Prova Discursiva de Conhecimentos Especficos, a tinta, na folha apropriada.

    - A durao da prova de 4 horas e 30 minutos, para responder a todas as questes objetivas, preencher a Folha de

    Respostas e fazer a Prova Discursiva de Conhecimentos Especficos (rascunho e transcrio).

    - Ao trmino da prova, chame o fiscal da sala e devolva todo o material recebido.

    - Proibida a divulgao ou impresso parcial ou total da presente prova. Direitos Reservados.

    TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 9 REGIOa

    Caderno de Prova A01, Tipo 001 MODELO

    0000000000000000

    TIPO001

    00001 0001 0001

  • 2 TRT9R-Conhecimentos Gerais1

    CONHECIMENTOS GERAIS

    Lngua Portuguesa

    Ateno: As questes de nmeros 1 a 8 referem-se ao texto que segue.

    Saudade de Waterloo

    famosa a histria da mulher que se queixava de um dia particularmente agitado nas redondezas da sua casa e do que o

    movimento constante de cavaleiros e carroas fizera sua roupa estendida para secar, sem saber que estava falando da batalha de

    Waterloo, que mudaria a histria da Europa. Contam que famlias inteiras da sociedade de Washington pegaram suas cestas de

    piquenique e foram, de carruagem, assistir primeira batalha da Guerra Civil americana, em Richmond, e no tiveram baixas. A

    Primeira Grande Guerra, ou a primeira guerra moderna, mutilou uma gerao inteira, mas uma gerao de homens em uniformes

    de combate. Mulheres e crianas foram poupadas. S 5 por cento das mortes na Primeira Guerra foram de civis. Na Segunda Guerra

    Mundial, a proporo foi de 65 por cento.

    Os estragos colaterais da Segunda Guerra se deveram ao crescimento simultneo de duas tcnicas mortais, a do bombardeio

    areo e a da guerra psicolgica. Bombardear populaes civis foi adotado como uma legtima ttica militar, para atingir o moral do

    inimigo. Os alemes comearam, devastando Londres, que tinha importncia simblica como corao da Inglaterra mas nenhuma

    importncia estratgica. Mas ingleses e americanos tambm se dedicaram com entusiasmo ao bombardeio indiscriminado, como o

    que arrasou a cidade de Dresden. E os estragos colaterais chegaram sua apoteose ttrica, claro, em Hiroshima e Nagasaki.

    Hoje a guerra psicolgica o pretexto legitimador para quem usa o terror por qualquer causa. E cada vez que vemos uma das

    vtimas do terror, como o ltimo cadver de uma criana judia ou palestina sacrificada naquela guerra especialmente insensata,

    pensamos de novo nos tempos em que s os soldados morriam nas guerras, e ainda era possvel ser um espectador, mesmo

    distrado como a dona de casa de Waterloo, da histria. Ou ser inocente.

    (Adaptado de: VERISSIMO, Luis Fernando. O mundo brbaro. Rio de Janeiro: Objetiva, 2008, pp. 123/124)

    1. As referncias dona de casa de Waterloo e s famlias de Washington ilustram a seguinte considerao do autor:

    (A) ainda era possvel ser tambm um espectador (...) da histria.

    (B) ingleses e americanos se dedicaram (...) ao bombardeio indiscriminado.

    (C) se deveram ao crescimento simultneo de duas tcnicas mortais.

    (D) tinha importncia simblica (...) mas nenhuma importncia estratgica.

    (E) a guerra psicolgica o pretexto legitimador para quem usa o terror.

    2. Considere as seguintes afirmaes: I. No 1o pargrafo, o segmento mutilou uma gerao inteira alcana uma significao ainda mais macabra quando se aduz

    a ele a observao mas uma gerao de homens em uniformes de combate.

    II. No 2o pargrafo, o autor prope uma distino entre duas tcnicas de combate: a do bombardeio areo, que implicava um sem-nmero de mortes, e a da guerra psicolgica, que no implicava violncia abusiva.

    III. No 3o pargrafo, a guerra entre judeus e palestinos lembrada para mostrar que, em nossos dias, o terrorismo passou a adotar como justificativa para suas aes o pretexto da guerra psicolgica.

    Em relao ao texto, est correto o que se afirma APENAS em

    (A) I.

    (B) II.

    (C) III.

    (D) I e II.

    (E) II e III. 3. Considerando-se o contexto, traduz-se adequadamente o sentido de um segmento em:

    (A) particularmente agitado (1o pargrafo) = marcadamente aflitivo

    (B) estragos colaterais (2o pargrafo) = mazelas marginalizadas

    (C) atingir o moral (2o pargrafo) = recrudescer a tica

    (D) sua apoteose ttrica (2o pargrafo) = ao seu pice funesto

    (E) guerra especialmente insensata (3o pargrafo) = embate singularmente anacrnico

    Caderno de Prova A01, Tipo 001

  • TRT9R-Conhecimentos Gerais1 3

    4. Est plenamente clara e correta a redao deste livre comentrio sobre o texto: (A) Depreende-se que o crescimento simultneo de duas tcnicas mortais deram vaso a estragos colaterais, nos anos onde

    prosperou a Segunda Guerra. (B) Parece hoje prosaico que uma dona de casa e mesmo famlias inteiras no furtaram-se servir de espectadores da guerra

    tal e qual um espetculo. (C) O bombardeio de Hiroshima e Nagasaki obviamente deve ser considerado um exemplo mximo de onde pode chegar as

    cruezas do intelecto humano. (D) Ao pretexto que se trata to somente de um golpe moral, h terroristas que no hesitam em assolar sua fria em prol dos

    inocentes que se deparam. (E) devastao perpetrada pelos alemes contra Londres seguiu-se, no menos devastadora, a ao de ingleses e americanos

    contra a cidade de Dresden. 5. As normas de concordncia verbal acham-se plenamente observadas na frase:

    (A) Devem-se ressaltar, como efeito colateral dos bombardeios, os terrores a que foi submetida a populao civil, durante a

    Segunda Guerra Mundial. (B) Espantam-nos a todos, at hoje, que famlias americanas, com suas cestas de piquenique, deram-se ao luxo de assistir

    primeira batalha da Guerra Civil. (C) A importncia simblica dos bombardeios que os alemes promoveram contra os ingleses excediam quaisquer vantagens

    do ponto de vista estratgico. (D) a falta de discriminao dos alvos dos bombardeios que acabam por tornar especialmente monstruosas as operaes

    blicas em curso no nosso tempo. (E) Consideram-se como responsvel pela multiplicao de vtimas civis das guerras modernas a associao criminosa de

    duas tcnicas mortais. 6. Estar plenamente adequada a correlao entre tempos e modos verbais na completude da seguinte frase: No houvessem os

    alemes bombardeado Londres, provavelmente (A) no ocorrera o bombardeio que tivesse arrasado Dresden.

    (B) foi evitado o bombardeio que tinha arrasado Dresden.

    (C) no ocorreria o bombardeio que arrasou Dresden.

    (D) ter deixado de ocorrer o bombardeio que arrasasse Dresden.

    (E) tinha sido evitado o bombardeio que arrasar Dresden. 7. Respeitada a correspondncia verbal, ocorre adequada transposio da voz ativa para a passiva em:

    I. A mulher, por ocasio da batalha de Waterloo, se queixava de um dia particularmente agitado = Um dia particularmente

    agitado era a razo de queixa da mulher, por ocasio da batalha de Waterloo.

    II. A Primeira Grande Guerra mutilou uma gerao inteira, mas no sacrificou um grande nmero de civis = Uma gerao inteira teria sido mutilada pela Primeira Grande Guerra, sem sacrificar um grande nmero de civis.

    III. Terroristas utilizam a guerra psicolgica para atingir seus objetivos = A guerra psicolgica utilizada pelos terroristas para

    que seus objetivos sejam atingidos.

    Atende ao enunciado o que est em (A) I, II e III. (B) I e II apenas. (C) I e III, apenas. (D) II e III, apenas. (E) III, apenas.

    8. Est plenamente adequada a pontuao da seguinte frase:

    (A) Sob o ponto de vista dos chamados estragos colaterais, entendidos como efeitos abrangentes da violncia das guerras,

    os conflitos antigos no eram apoteoses ttricas, de vez que se limitavam, quase sempre, conflagrao entre soldados, poupando-se, assim, a populao civil.

    (B) Sob o ponto de vista, dos chamados estragos co

Search related