Cartilha Cub

  • View
    22

  • Download
    4

Embed Size (px)

Text of Cartilha Cub

CUSTO UNITRIO BSICO (CUB/m):

PRINCIPAIS ASPECTOS

CUSTO UNITRIO BSICO (CUB/m):

PRINCIPAIS ASPECTOS

Ficha Tcnica REALIZAO Sindicato da Indstria da Construo Civil no Estado de Minas Gerais - Sinduscon-MG Rua Marlia de Dirceu, 226 - 3 e 4 andares - Lourdes CEP 30170-090 - Belo Horizonte-MG Telefone (31) 3275-1666 - Fax (31) 3292-5161 www.sinduscon-mg.org.br e-mail: sinduscon@sinduscon-mg.org.br ELABORAO Assessoria Econmica COORDENAO DO PROJETO Economista Daniel talo Richard Furletti Economista Ieda Maria Pereira Vasconcelos PROJETO GRFICO Interativa Comunicao REVISO Rita de Cssia Bernardina Lopes

SINDICATO DA INDSTRIA DA CONSTRUO CIVIL NO ESTADO DE MINAS GERAIS. Custo Unitrio Bsico (CUB/m): principais aspectos. Belo Horizonte: SINDUSCON-MG, 2007. 112p.

CUSTO UNITRIO BSICO CONSTRUO CIVIL CDU 69: 657.474.5

Responsvel pela catalogao: Mariza Martins Coelho CRB1637 6 Regio

2

CUB | SINDUSCON-MG

Diretoria Sinduscon-MG Binio 2007-2009 Presidente Walter Bernardes de Castro 1 Vice-Presidente Bruno Rocha Lafet Vice-Presidentes Administrativo-Financeiro: Eduardo Kuperman rea Imobiliria: Jackson Camara Comunicao Social: Jorge Luiz Oliveira de Almeida Materiais, Tecnologia e Meio Ambiente: Eduardo Henrique Moreira Obras Pblicas: Luiz Fernando Pires Poltica, Relaes Trabalhistas e Recursos Humanos: Ricardo Cato Ribeiro Diretores Administrativo-Financeiro: Felipe Filgueiras Valle rea Imobiliria: Brulio Franco Garcia Comunicao Social: Marcelo Magalhes Martins Incorporao de Terrenos: Felipe Pretti Monte-Mor Materiais e Tecnologia: Cantdio Alvim Drumond Meio Ambiente: Geraldo Jardim Linhares Jnior Obras Industriais: Luiz Alexandre Monteiro Pires Obras Pblicas: Joo Bosco Varela Canado Programas Habitacionais: Andr de Sousa Lima Campos Relaes Institucionais: Werner Canado Rohlfs Coordenador Sindical: Daniel talo Richard Furletti Equipe Tcnica Coordenao: Econ. Daniel talo Richard Furletti (Coordenador Sindical) Elaborao: Econ. Ieda Maria Pereira Vasconcelos (Assessora Econmica)

SINDUSCON-MG | CUB

3

SUMRIOApresentao Palavra do Presidente Acesso ao conhecimento Introduo 1 - O Custo Unitrio Bsico (CUB/m2): informaes gerais 1.1 - Origem 1.2 - Aparatos legal e tcnico 1.3 - Conceito 1.4 - Objetivo 1.5 - A Evoluo Normativa 2 - A ABNT NBR 12721:2006 2.1 - Os projetos-padro da ABNT NBR 12721:2006 2.1.1 - Caracterizao dos projetos-padro conforme a ABNT NBR 12721:2006 2.2 - Os padres de acabamento 2.2.1 - Especificaes dos acabamentos nos oramentos dos projetos-padro residenciais conforme a ABNT NBR 12721:2006 2.2.2 - Especificaes dos acabamentos nos oramentos dos projetos-padro comerciais conforme a ABNT NBR 12721:2006 2.2.3 - Especificaes dos acabamentos no oramento do projeto-padro Galpo Industrial conforme a ABNT NBR 12721:2006 2.2.4 - Especificaes dos acabamentos no oramento do projeto-padro Residncia Popular conforme a ABNT NBR 12721:2006 2.3 - Lote bsico de insumos 2.3.1 - Famlia dos insumos 3 - Metodologia de clculo do CUB/m2 4 - CUB/m2 representativo 5 - CUB/m2 mdio Brasil 6 - O site: www.cub.org.br 7 - Perguntas e respostas mais freqentes em relao ao CUB/m2 8 - Referncias Anexo: Detalhes dos projetos-padro do CUB/m2 Comentrios finais 7 9 11 13 15 15 16 16 16 17 17 18 19 21 21 24 25 26 28 29 57 58 60 63 63 66 67 111 SINDUSCON-MG | CUB 5

APRESENTAOUm notvel exemploA Associao Brasileira de Normas Tcnicas congratula-se com o Sinduscon-MG pela iniciativa de oferecer ao setor um estudo objetivo e completo sobre o CUB/m2, indicador estabelecido pela ABNT NBR 12721 - Avaliao de custos unitrios de construo para incorporao imobiliria e outras disposies para condomnios edilcios - Procedimento. A publicao de uma cartilha facilita o entendimento do processo, promove a sua utilizao e refora tambm os objetivos de nossa organizao de disseminar cada vez mais a normalizao e estimular a atualizao cientfica e tecnolgica. Quanto mais profissionais estiverem envolvidos na aplicao de normas, mais benefcios ter a nossa sociedade, ao usufruir de solues contempladas por qualidade, segurana e os mais avanados recursos da tecnologia. A ABNT, em sua trajetria de 67 anos, tem se dedicado a buscar dentro e fora do pas os conhecimentos que resultem em normas tcnicas, em ferramentas que auxiliem os mais diferentes segmentos produtivos a forjar o desenvolvimento que todos queremos. A recompensa ao nosso trabalho se d em exemplos como este do Sinduscon-MG. Parabns! Pedro Buzatto Costa Presidente ABNT

SINDUSCON-MG | CUB

7

PALAVRA DO PRESIDENTE com muita satisfao que apresentamos mais um estudo desenvolvido pelo Sinduscon-MG. Ao longo dos nossos 70 anos de existncia sempre utilizamos a informao como fonte de prestao de servios. Informar para esclarecer, ajudar, construir e evoluir. Com este objetivo j divulgamos vrias publicaes e, em todas elas, o desejo de contribuir para o incremento das atividades do setor da construo civil mineiro e, conseqentemente, o nacional. No podemos deixar de destacar que incentivar as atividades da construo proporcionar o crescimento econmico do pas. Em particular, esta cartilha sobre o Custo Unitrio Bsico (CUB/m), mais um belo trabalho realizado pela nossa Assessoria Econmica, possibilita disseminar o conhecimento detalhado do que vem a ser e como calculado um dos mais importantes indicadores de custos da construo. Isso contribuir para que todos os usurios do CUB/m (construtoras, incorporadores, compradores de imveis, engenheiros, arquitetos, profissionais da rea de oramento em geral etc.) ampliem seus conhecimentos, facilitando a correta utilizao do referido indicador e tornando-o ainda mais transparente. A seriedade do CUB/m atestada pela sua prpria existncia. J se passaram mais de 40 anos desde que a Lei Federal 4.591/64 determinou que os Sindicatos da Indstria da Construo Civil iniciassem o seu processo de clculo. E ele permanece ativo. A ltima reviso de sua metodologia de clculo, publicada em agosto de 2006 pela Associao Brasileira de Normas Tcnicas (ABNT), atravs da ABNT NBR 12721:2006, buscou aprimor-lo, incorporando tcnicas e procedimentos construtivos atuais e os seus mais diversos avanos. Este trabalho procurou detalhar todas essas alteraes. O CUB/m um indicador essencial no dia-a-dia das empresas de construo civil. atravs dele que podemos realizar o registro de nossas incorporaes imobilirias e atravs dele tambm que podemos verificar o custo bsico de nossos empreendimentos. Isso tudo sem considerar a possibilidade de utiliz-lo, ainda, como indicador macroeconmico da evoluo dos custos de nosso setor. Por tudo isso, fica demonstrada a relevncia deste importante estudo e de se conhecer mais detalhadamente o CUB/m. A elaborao deste trabalho tambm faz parte das comemoraes de nossos 70 anos. Com muito orgulho trabalhamos para o desenvolvimento do setor construtor e, com isso, fazemos parte do crescimento da economia nacional. Por isso lanamos mais uma publicao, ou seja, mais informao, mais desenvolvimento. Walter Bernardes de Castro Presidente Sinduscon-MG

SINDUSCON-MG | CUB

9

ACESSO AO CONHECIMENTOInformao matria-prima essencial na gesto de um negcio. Quanto melhor a qualidade da informao, maiores as chances das empresas inovarem e destacarem-se no mercado. O Sebrae Minas apia vrios projetos junto cadeia produtiva da construo civil, com foco na capacitao tcnica e gerencial dos empreendedores, na melhoria constante dos produtos e processos e na ampliao de mercados para as empresas. O lanamento da cartilha Custo Unitrio Bsico (CUB/m2): Principais Aspectos, pelo Sinduscon-MG, soma-se s aes de estmulo profissionalizao do setor. Esta publicao tem o papel no s de orientar, mas de contribuir com o fortalecimento e a expanso das empresas. Aes como essa facilitam o acesso das empresas ao conhecimento, a tecnologias e a oportunidades de negcios. As micro e pequenas empresas de Minas Gerais precisam desse estmulo para contribuir cada vez mais com o desenvolvimento econmico e a incluso social.

Roberto Simes Presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Minas

SINDUSCON-MG | CUB

11

INTRODUODesde a criao do Custo Unitrio Bsico (CUB/m), em dezembro/64, atravs da Lei Federal 4.591, o mercado imobilirio nacional passou a contar com um importante instrumento para as suas atividades. Criado inicialmente para servir como parmetro na determinao dos custos dos imveis, o CUB/m foi, ao longo dos anos, conquistando o carter de indicador de custo setorial, reflexo da sua seriedade, comprovada tecnicamente atravs da evoluo normativa que o acompanha. O CUB/m faz parte do dia-a-dia do setor da construo no pas. ele que possibilita uma primeira referncia de custos dos mais diversos empreendimentos e ele que tambm permite o acompanhamento da evoluo desses custos ao longo do tempo. Ressaltar a sua importncia destacar a necessidade de um bom planejamento em todas as etapas de uma obra. Ao longo dos seus mais de 40 anos o CUB/m j passou por algumas transformaes. Dos primrdios da ABNT NB-140:1965, primeira Norma da Associao Brasileira de Normas Tcnicas (ABNT) a estabelecer os procedimentos tcnicos para o clculo do CUB/m, at a atual ABNT NBR 12721:2006, muita coisa mudou. Os processos construtivos modernizaramse, as construes ganharam novas caractersticas e a legislao urbana evoluiu. Assim, a ABNT NBR 12721:2006, que normatiza o clculo do referido indicador de custos da construo, demonstra toda a sua relevncia, pois buscou adequar-se a todo o desenvolvimento da construo. Neste contexto este estudo, elaborado pela Assessoria Econmica do Sinduscon-MG, procurou esclarecer os principais aspectos que envolvem o CUB/m como, por exemplo, sua origem, objetivo, metodologia de clculo, caractersticas dos projetos-padro considerados, principais definies utilizadas em seu processo, alm de demonstrar aspectos relevantes da ABNT NBR 12721:2006, como as especificaes dos acabamentos nos