of 41 /41
1 Caracterização da Industria Agro-Alimentar na União Europeia Produção e Consumo Produção e Consumo A EU é o primeiro produtor mundial de A EU é o primeiro produtor mundial de produtos alimentares, de bebidas e tabaco produtos alimentares, de bebidas e tabaco Ultrapassou os Estados Unidos na década de Ultrapassou os Estados Unidos na década de 90. 90. Entre 1995-1994: Entre 1995-1994: Produção subiu 40% Produção subiu 40% Consumo subiu 40% Consumo subiu 40% Exportações subiram 35% Exportações subiram 35% Escola Superior Agrária - Instituto Politécnico de Viana do Castelo Competitividade da Indústria Agro-Alimenta

Caracterização da Industria Agro-Alimentar na União Europeia

  • Author
    gizela

  • View
    33

  • Download
    4

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Competitividade da Indústria Agro-Alimentar. Caracterização da Industria Agro-Alimentar na União Europeia. Produção e Consumo A EU é o primeiro produtor mundial de produtos alimentares, de bebidas e tabaco Ultrapassou os Estados Unidos na década de 90. Entre 1995-1994: Produção subiu 40% - PowerPoint PPT Presentation

Text of Caracterização da Industria Agro-Alimentar na União Europeia

  • Caracterizao da Industria Agro-Alimentar na Unio EuropeiaProduo e Consumo

    A EU o primeiro produtor mundial de produtos alimentares, de bebidas e tabaco

    Ultrapassou os Estados Unidos na dcada de 90.

    Entre 1995-1994:Produo subiu 40%Consumo subiu 40%Exportaes subiram 35%Escola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloCompetitividade da Indstria Agro-Alimentar

  • Caracterizao da Industria Agro-Alimentar na Unio EuropeiaExportaes / Importaes

    As trocas comerciais de produtos agro-alimentares na UE so predominantemente intra-comunitrias.Representaram em 1996:65% do total das importaes72% do total das exportaes

    As trocas extra-comunitrias representaram:9,6% do total das importaes7,4% do total das exportaesEscola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloCompetitividade da Indstria Agro-Alimentar

  • Caracterizao da Industria Agro-Alimentar na Unio EuropeiaExportaes / Importaes

    O principal fornecedor da UE so os EU13% do total das importaes

    Brasil e Argentina esto a seguir7,6% e 4,8% respectivamente

    Escola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloCompetitividade da Indstria Agro-Alimentar

  • Caracterizao da Industria Agro-Alimentar na Unio EuropeiaDimensoA Industria Agro-Alimentar da UE constituda basicamente por pequenas e mdias empresasEm 1992, das 256.000 empresas 98,4% possuam menos de 100 trabalhadores, no entanto:Representavam 48% do emprego e 30% do volume de negciosEscola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloCompetitividade da Indstria Agro-Alimentar

  • Caracterizao da Industria Agro-Alimentar na Unio EuropeiaConcentrao

    Concentrao elevada do sector:

    Na Industria Agro-Alimentar, apenas 1,6% das empresas possuem 100 ou mais trabalhadores.

    Mas, representam 69,5% do volume de negcios Escola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloCompetitividade da Indstria Agro-Alimentar

  • Caracterizao da Industria Agro-Alimentar na Unio EuropeiaVABEntre 1985-1995 o VAB dos produtos alimentares na UE cresceu mais de 35%,O que representa um crescimento anual superior a 3%ProdutividadeEntre 1985-1995 a UE conseguiu aumentar a produtividade da mo de obra em 28%,Enquanto que os custos unitrios (mo de obra) cresceram 15% e os custos unitrios totais cresceram apenas 10%CompetitividadeO aumento da produtividade no se reflectiu num aumento da competitividadeEscola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloCompetitividade da Indstria Agro-Alimentar

  • Caracterizao da Industria Agro-Alimentar em PortugalA produo industrial agro-alimentar portuguesa no cobre as necessidades alimentares da populao

    As entradas de produtos agro-alimentares em Portugal ultrapassaram as sadas em cerca de 90,9% (intra e extra comunitrio)

    O mercado portugus tem cada vez mais atractivos para as empresas agro-alimentares estrangeiras

    A produo agro-industrial portuguesa encontra-se, semelhana do que se passa nos pases da EU, vocacionada essencialmente para o mercado nacional.Escola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloCompetitividade da Indstria Agro-Alimentar

  • Caracterizao da Industria Agro-Alimentar em PortugalA industria agro-alimentar uma das principais geradoras de riqueza e de emprego na industria transformadora nacional

    Em 1997 empregava 121.000 pessoas

    2,4% do total da populao activa,Gerando um volume de negcios da ordem dos 2.099 milhes de contosEscola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloCompetitividade da Indstria Agro-Alimentar

  • Caracterizao da Industria Agro-Alimentar em PortugalAs alteraes no mercadoA diversificao da oferta,Aumento da variedade de produtos importados,Aumento da procura de produtos de maior qualidade e de maior convenincia de utilizao,Maior preocupao com a sade,Maior sensibilizao do consumidor para problemas ambientais,Indstria agro-alimentar condicionada por uma grande competitividade entre distribuidores.Escola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloCompetitividade da Indstria Agro-Alimentar

  • Caracterizao da Industria Agro-Alimentar em PortugalAs alteraes no mercado As significativas alteraes que se tm verificado no mercado iro desempenhar um papel preponderante nos hbitos de consumo e consequentemente na indstria agro-alimentar.

    So exemplos:Aumento do n de mulheres que trabalham fora de casa,Aumento do poder de compra (aumento rendimento per capita)Aumento das expectativas e do nvel de exigncia dos consumidoresCrescimento da concorrncia e da diversificao da ofertaAlteraes dos hbitos dos consumidoresO rpido desenvolvimento e expanso de grandes cadeias de distribuio.Escola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloCompetitividade da Indstria Agro-Alimentar

  • Caracterizao da Industria Agro-Alimentar em PortugalAs empresasO perfil empresarial agro-alimentar, semelhana da UE encontra-se em mutao,Assistindo-se a uma progressiva concentrao dos meios de produo,Ritmo crescente de aquisies e fuses.DimensoEstrutura industrial de pequena e mdia dimenso:90% das empresas a-a tm < 20 trabalhadores8% entre 20 e 99 trabalhadores e1,8% > de 99 trabalhadoresEscola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloCompetitividade da Indstria Agro-Alimentar

  • Caracterizao da Industria Agro-Alimentar em PortugalConcentraoA indstria agro-alimentar em Portugal apresenta:Atomizao acentuadaAs empresas que empregam um maior nmero de trabalhadores representam uma minoria do nmero total de trabalhadores da indstria agro-alimentarConcentrao reduzidaAs empresas que apresentam os maiores volumes de negcios representam apenas uma minoria do volume de negcios global da indstria agro-alimentar.Concentrao elevada nos diferentes subsectoresAs maiores empresas, em termos de volume de negcios, representam uma fatia importante do volume de negcios global do sector em que se inserem, isto Grande parte do mercado pertence a um nmero reduzido de empresasEx. lacticnios, alimentos compostos para animais, etc.Escola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloCompetitividade da Indstria Agro-Alimentar

  • PRODUTOS BIOLGICOSEscola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloPreferncia do consumidor relativamente aos produtos biolgicos

  • Escola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloPreferncia do consumidor relativamente aos produtos biolgicos

  • Nvel de conhecimento dos alimentos biolgicosEscola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloPreferncia do consumidor relativamente aos produtos biolgicos

  • Nvel de conhecimento dos alimentos biolgicosEscola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloPreferncia do consumidor relativamente aos produtos biolgicos

  • Nvel de conhecimento dos alimentos biolgicosEscola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloPreferncia do consumidor relativamente aos produtos biolgicos

  • Produtos mais identificados como biolgicosEscola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloPreferncia do consumidor relativamente aos produtos biolgicosEscala de Likert (1-7)

  • Nvel de consumo dos alimentos biolgicosEscola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloPreferncia do consumidor relativamente aos produtos biolgicos

  • Proporo de alimento biolgico consumido dentro de cada grupoEscola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloPreferncia do consumidor relativamente aos produtos biolgicos

  • Local de aquisio dos alimentos biolgicosEscola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloPreferncia do consumidor relativamente aos produtos biolgicos

  • Importncia dos atributos no momento de compraEscola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloPreferncia do consumidor relativamente aos produtos biolgicos

  • Principais motivos de consumo de alimentos biolgicosEscola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloPreferncia do consumidor relativamente aos produtos biolgicosEscala de Likert (1-7)

  • Anlise factorial dos motivos de consumoEscola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloPreferncia do consumidor relativamente aos produtos biolgicos

  • Motivos de no consumo de alimentos biolgicosEscola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloPreferncia do consumidor relativamente aos produtos biolgicos

  • Anlise factorial dos motivos de no consumoEscola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloPreferncia do consumidor relativamente aos produtos biolgicos

  • Atitudes do consumidor de alimentos biolgicosEscola Superior Agrria - Instituto Politcnico de Viana do CasteloPreferncia do consumidor relativamente aos produtos biolgicosEscala de Likert (1-6)

  • Anlise factorial das atitudes do consumidor de produtos biolgicosInstituto Politcnico de Viana do CasteloAnlise de dados

  • Atitudes do consumidor relativamente ao produto biolgicoInstituto Politcnico de Viana do CasteloAnlise de dados Escala de Likert inversa (1-7)Valor menor > grau de aceitao

  • Anlise factorial das atitudes do consumidor relativamente ao produto biolgicoInstituto Politcnico de Viana do CasteloAnlise de dados

  • Segmentao dos consumidores em funo da sua mxima disposio a pagarInstituto Politcnico de Viana do CasteloAnlise de dados

  • Atributos e respectivos nveis, considerados para o poInstituto Politcnico de Viana do CasteloAnlise de dados

  • Produtos hipotticos, tendo em considerao os atributos e respectivos nveis ou modalidadesInstituto Politcnico de Viana do CasteloAnlise de dados

  • Importncia relativa dos atributos e a utilidade estimada para cada nvelInstituto Politcnico de Viana do CasteloAnlise de dados

  • O conhecimento dos produtos biolgicos (PB) baixoAs mulheres conhecem melhor estes produtos que os homensQuanto maior for o nvel de formao maior o conhecimento do PBOs produtos mais identificados como biolgicos foram:Os produzidos sem recorrer a produtos qumicos,Os produtos certificadosPrincipais motivos de compra - respeito pelo meio ambiente,Principais aspectos que limitam a aquisio dos PB:Deficincias inerentes distribuio,Problemas de conservao,Preo elevadoInstituto Politcnico de Viana do CasteloConcluso

  • Imagem dos PB:So benficos para a sade,De qualidade superior,Mais saborosos,Sem efeitos secundriosMais carosIntenes de compra:Existe uma predisposio bastante alta no momento de compra,Existem atitudes positivas nas pessoas:Que se preocupam com a sade,Que se preocupam com o meio ambiente,Que possuem rendimentos altos.A proporo de compradores definitivos, em relao aos que no o so, cresceria 28%.

    Instituto Politcnico de Viana do CasteloConcluso

  • Comportamento do consumidor:O consumidor est na disposio de pagar um preo superior pelos PB,Relativamente s preferncias verificamos que:Os atributos mais importantes so a origem e o preo,O tipo de prtica cultural e as caractersticas do PB no so valorizados, medida que aumenta o preo >>> decrscimo da utilidade.Segmentos de mercado (4 segmentos)Segmento 1:Representa 39% dos inquiridos,Esto na disposio de pagar 12% a mais pelo po biolgico,Consomem ocasionalmente este tipo de produtos,Possuem um nvel de conhecimento baixo,Esto preocupados com o meio ambiente, um segmento potencialInstituto Politcnico de Viana do CasteloConcluso

  • Segmentos de mercado (4 segmentos)Segmento 2:Representa 43% dos inquiridos, o mais numerosoEsto na disposio de pagar apenas 3% a mais pelo po biolgico,Constitudo por pessoas com bom nvel de formao,Possuem um nvel de conhecimento baixo,Esto preocupados com o meio ambiente,Consomem ocasionalmente PB,60% so mulheres que:No se preocupam em ter uma boa alimentao,No se preocupam com o ambiente.Instituto Politcnico de Viana do CasteloConcluso

  • Segmentos de mercado (4 segmentos)Segmento 3:Representa 15% dos inquiridos,Esto na disposio de pagar 22% a mais pelo po biolgico, o segmento que mais consome produtos biolgicos,Constitudo por pessoas com bom nvel de formao,Possuem um nvel de conhecimento alto,Esto preocupados com uma alimentao saudvel,Esto preocupados com o meio ambiente,Inteno de compra positiva dos no consumidores,Este segmento pode constituir um importante atractivo para os produtores,

    Instituto Politcnico de Viana do CasteloConcluso

  • Segmentos de mercado (4 segmentos)Segmento 4:Representa 3% dos inquiridos, o segmento mais pequeno,Constitudo por jovens,Nvel de estudos alto,Consomem PB habitualmente,Esto na disposio de pagar 47% a mais pelo po biolgico,Esto preocupados com a alimentao,

    /..Instituto Politcnico de Viana do CasteloConcluso

  • Utilidade deste trabalho:Orientar a produo segundo critrios do consumidor,Definir Estratgias de comunicao efectiva de marketing,Definir Planos de Comercializao,Instituto Politcnico de Viana do CasteloConcluso