Brazilian News 536

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Admirador do terrorista Breivik é preso na República Tcheca, Polícia Rodoviária entraem greve e agrava crise na administração pública, Site americano mostra Príncipe Harry peladão em Las Vegas, Presidente Dilma Rousseff é a terceira mulher mais poderosa do mundo de acordo com pesquisa publicada pela revista americana Forbes, São Paulo realiza primeiro casamento gay.

Text of Brazilian News 536

  • w w w . b r a z i l i a n n e w s . u k . c o m

    Site americano mostra Prncipe Harry peladoem Las Vegas

    905

    Reino Unido Admirador do terroristaBreivik preso na Repblica Tcheca

    mUndoPolcia Rodoviria entra em greve e agrava crise na administrao pblica

    BRasil

    03

    Londres, 23 a 29 de agosto de 2012 Ano 11 / Nmero 536

    Presidente Dilma Rousseff a terceira mulher mais poderosa do mundo de acordo com pesquisa publicada pela revista americana Forbes. Dilma ficou atrs apenas da chanceler da Alemanha ngela Merkel e da Secretria de Estado dos EUA, Hillary Clinton. Dcima sexta no ranking geral, Cristina Kirchner a segunda mulher mais poderosa da Amrica do Sul

    Continua nas pginas 14 e 15

    so Paulo realiza primeiro casamento gay

    Continua na pgina 5

    o mundo de olho nela

    Um casal homossexual oficializou seu casamento em um cartrio de So Paulo, uma cerimnia que entra para histria ao se transformar no primeiro casamento civil gay registrado na capital paulista sem interveno judicial

  • 23 a 29 de agosto de 2012

    leitorwww.braziliannews.uk.com2Fotos da semana

    London Eye vista de dentro do St James Park em mais um belo dia de sol no vero londrino

    Presidente - Fundador:Horcio Sterling

    sterling@braziliannews.uk.comdiretora administrativa e

    FinanceiraAna Maria Siabatto

    adminmanager@expressnews.uk.comeditor e Redator:Mrcio Ceccarelli

    editor@braziliannews.uk.comdireo de arte e diagramao:

    Jorge Mario Velascographicdesigner@expressnews.uk.com

    departamento Comercial:Humberto Villamizar

    marketing@expressnews.uk.comColaboradores:

    Carolina Beal (Geral)Antonio Jorge Rettenmaier (Cronica)

    Ariel Haus (Sade)Carlos Eduardo Oliveira (Especial)

    Daniel Nocera (Quadrinhos)Daniel Martins (Fast Track)

    Everoy Johnson (Reino Unido)Fabiana Pio (Moda)

    Fabiano Avila (Carbono Brasil)Fernando Rebouas (Quadrinhos)

    Filipe Maciel (cultura, capa)Jussara Piacentini (Horscopo)

    London Help4you (Comunidade)Letcia Navarro (Argentina)

    Marcus Fumagalli (Piadas, Leitor)Rodolfo Torres (Politica)

    Simone Pereira (ABRAS/ Reino Unido)Tamara Oliveira (Cultura)

    Ana Letcia da Rosa Larissa Schlei

    Juliana Guedes ChavesRafael Tinelli

    Heitor Scalambrini Costadistribuio:

    BR Jet Deliverybrjetlondon@yahoo.com

    Classificados:sales@braziliannews.uk.comO contedo dos anncios e

    classificados no expressa a opinio do veculo e so de responsabilidade dos

    anunciantes.Brazilian News

    Unit 28 Skylines VillageLondon, E14 9TS

    Telephone: +44 (0) 20 7474 8233Fax: +44 (0) 207 987 9840

    www.braziliannews.uk.com

  • 23 a 29 de agosto de 2012

    mundo www.braziliannews.uk.com 3

    Oopositor russo e ex--campeo mundial de xadrez Gary Kasparov foi interrogado nesta segunda-feira pela polcia sob a acusao de ter mordido um agente antidistrbio ao ser preso na ltima sexta-feira, quando participava de um protes-to contra a condenao do grupo punk Pussy Riot.

    A Polcia moscovita est dis-posta a realizar uma anlise com-parativa dos dentes de Kasparov e dos dentes dos cachorros poli-ciais, informou uma porta-voz da fora de segurana citado pelas agncias russas.

    Um agente das foras antidis-trbios denunciou que Kasparov mordeu sua mo no momento em os soldados levavam o opositor ao camburo estacionado em frente ao tribunal de Jamovniki, situado na capital russa.

    Caso a denncia seja confirma-da, o Comit de Instruo poderia abrir um processo penal contra Kasparov, que nega taxativamente ter agredido o policial.

    Dei minhas explicaes e apre-sentei um vdeo. Me garantiram que vo informar o Comit de Instruo do distrito Jamovniki, que, por sua vez, dever decidir se abre um pro-cesso penal ou no, disse o oposi-tor aps deixar a delegacia.

    Kasparov, que j foi detido em

    vrias ocasies por participar de protestos antigovernamentais no autorizadas, adiantou que prepara duas denncias por deteno ilegal e difamao contra os agentes da polcia.

    Quero ver o agente. O que diz que eu lhe mordi. Isso uma men-tira grosseira. Certamente, tentei escapar do jeito que pude, mas meus dentes estavam completa-mente cerrados. Pode ser que fora o cachorro policial que lhe mordeu? Que faam uma anlise, disse.

    Membros de uma organiza-o policial, intitulada Oficiais da Rssia, asseguram que Kasparov mordeu o agente que tentava impe-dir que ele abandonasse o cambu-ro policial aps ser detido.

    Meus ajudantes viram clara-mente que Kasparov mordeu o policial, sendo que no nibus no havia nenhum cachorro, disse An-ton Tsvetkov, chefe da organizao, citado pelas agncias russas.

    Nos protestos da ltima sexta, alm de Kasparov, tambm foram detidos outros dirigentes oposito-res, como Sergei Udaltsov, e in-meros partidrios das trs integran-tes do grupo feminista Pussy Riot, as quais foram condenadas a dois anos de priso por realizar o que chamaram de orao punk contra o presidente Vladimir Putin em uma catedral ortodoxa de Moscou.

    ACoreia do Norte outor-gou o ttulo de heri na-cional ao destacamento militar na fronteira que em novembro de 2010 lanou um ataque de artilha-ria sobre a ilha sul-coreana de Ye-onpyeong, no qual morreram dois civis e dois soldados do Sul.

    Segundo a agncia KCNA, a unidade militar situada na ilha de Mu, muito perto da linha fronteiri-a no Mar Amarelo (Mar Ociden-tal), tambm recebeu a medalha da estrela de ouro e a Ordem da Bandeira Nacional.

    Este destacamento foi o que em 23 de novembro de 2010 dis-parou vrias rodadas de artilharia contra a ilha de Yeonpyeong, no primeiro ataque direto do Norte a territrio do Sul desde a Guerra da Coreia (1950-1953).

    O regime norte-coreano as-segurou que efetuou os disparos em defesa prpria por causa de manobras navais do Sul na re-gio, em um fato que elevou ao mximo a tenso entre as duas Coreias.

    Segundo a KCNA, o desta-camento que realizou o ataque alcanou os objetivos para de-sarticular as provocaes do ini-migo e mostrou ao mundo o es-prito do heroico Exrcito Popular da Coreia.

    Apolcia tcheca informou no sbado que prendeu um admirador do extremista norue-gus Anders Behring Breivik com um arsenal de armas e explosivos que poderiam ter sido utilizados em um atentado.

    O suspeito j fora detido no pas-sado por diversos delitos, incluindo a posse de armas. Em sua comu-nicao pela internet ele utilizava o apelido de Breivik, o que chamou a ateno dos investigadores.

    A polcia do pas explicou que o detido, de 29 anos, estava reunindo armas e explosivos com a possvel finalidade de preparar atentados inspirados nos realizados pelo no-

    ruegus.Aprendemos computadores,

    armas, munio e explosivos, dis-se Radovan Vojta, chefe da polcia de Ostrava, cidade onde vive o ad-mirador de Breivik.

    A operao que resultou na priso do suposto terrorista foi rea-lizada em 10 de agosto, e segundo a polcia o armamento encontrado estava funcionando.

    A ao foi realizada por um gru-po de elite, pois a polcia temia que houvesse armadilhas explosivas em sua casa. Vojta explicou que provavelmente o detido queria se fazer passar por um agente, pois tinha adquirido partes de um unifor-

    me policial.Vizinhos disseram que o ho-

    mem era um desequilibrado men-tal e no um militante da extrema--direita.

    Em julho do ano passado, Breivik realizou dois atentados na Noruega, matando 77 pessoas.

    ex-campeo mundial de xadrez acusado de morder policial em moscou

    Gary Kasparov participava de um protesto contra a condenao do grupo punk Pussy Riot

    Coreia do Norte d ttulo de heri nacional ao destacamento militar responsvel por quatro mortes de sul-coreanos

    Admirador de Breivik preso na Repblica Tcheca

    Anders Behring Breivik matou 77 pessoas em atentado na Noruega no ano passado

    Ataques aconteceram em 2010

  • 23 a 29 de agosto de 2012

    mundowww.braziliannews.uk.com4

    Grcia precisa de 2,5 bi de euros alm do oramento

    Fillon o favorito para liderar partido derrotado na Frana

    Grupo turco nega ser autor de atentado

    O presidente do Uru-guai, Jos Mujica, afirmou na segunda- -feira que, se for aprovado o plano do governo para legalizar a venda de maconha, o pas plantaria 150

    hectares de cannabis para suprir a demanda de seus consumidores.

    Em entrevista a emissoras de televiso, Mujica destacou que essa quantidade mais que su-ficiente para sua iniciativa, que entrou no Parlamento para ser de-batida no incio de agosto e que pretende a legalizar a compra e a venda da droga e que o Estado se encarregue de todo o processo produtivo.

    Falando que a norma seja debatida no Parlamento e se co-nheam bem os detalhes da re-gulao, estima-se que o Uruguai dever produzir 28 mil quilos de maconha ao ano para cobrir as ne-cessidades de seus cerca de 75,5 mil consumidores frequentes, que estariam autorizados a comprar 30 gramas mensais da droga.

    Mujica insistiu mais uma vez em que com este controle estatal ser possvel oferecer aos consu-midores um produto que ter um preo e uma qualidade que no se pode conseguir no mercado negro, e que dessa forma tentar roubar o mercado do narcotrfi-co.

    Estamos h 50 anos tentando pela via policial e estamos fracas-sando, declarou para justificar a iniciativa.

    Consultado sobre que alter-nativas poderia dar para o mo-delo de gesto deste mercado, o presidente uruguaio destacou os clubes de cannabis da Espanha, onde associaes de usurios so as encarregadas de produzir, ven-der e registrar os consumidores.

    As declaraes foram divul-gadas horas depois que o jorna-lista argentino da CNN, Andrs Oppenheimer, divulgasse em uma de suas colunas que Mujica havia lhe confiado em entrevista que no seria o Estado que se encarregaria em ltimo caso de vender e trami-tar a maconha.

    Mujica, que at agora no ti-nha esclarecido se est