Boletim Municipal online 08

  • View
    216

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Text of Boletim Municipal online 08

  • EDIO ONLINE - AGOSTO 2013

  • 2 EDIO ONLINE - AGOSTO 2013

    Os meses de Julho, Agosto e Setembro, so, tradicional-mente, meses em que as festas e festivais acontecem por todo o Pas. Santa Comba Do, a Cidade Concelho, no foge a esta regra e em cada uma das nove freguesias, as associaes, as comisses de festas, as comisses pa-roquiais ou grupos de cidados organizados, apostam na animao dos fins de semana, aproveitando a visita dos nossos emigrantes que, saudosos das tradies da nos-sa terra, aproveitam at hora do regresso, o convvio e o reencontro com familiares e amigos, dando um dinamis-mo adicional aos lugares onde nasceram.

    Nestas alturas difcil Cmara Municipal dar respostas atempadas a todas as solicitaes. Ou porque os meios no so suficientes para satisfazer todos os pedidos, ou

    DIRECTORJoo Loureno

    COORDENAO E REDACORute Baslio

    rute.basilio@cm-santacombadao.pt

    GRAFISMO E PAGINAOLus Lima

    luis.firmino@cm-santacombadao.pt

    FOTOGRAFIAArquivo da Cmara Municipal

    PROPRIEDADECmara Municipal de Santa Comba Do

    EXECUOGabinete de Comunicao e Imagemgab.comunicacao@cm-santacombadao.pt

    MORADALargo do Municpio, n. 13,

    3440 - 337 Santa Comba Do

    TELEFONE: 232 880 500 / FAX: 232 880 501

    A verdade como o Sol. Ela permite-nos ver tudo, mas no deixa que a olhemos.

    Victor Hugo(politico, poeta e dramaturgo Francs do Sc. XIX)

  • 3EDIO ONLINE - AGOSTO 2013

    porque os funcionrios so em nmero mais reduzido por via das frias a que tambm tm direito, ou ainda porque, nestas alturas h uma preocupao adicional na limpeza de bermas e caminhos, para que, quem nos visi-ta, se sinta bem e confortvel, o que constitui mais uma ocupao para os meios disponveis nos servios muni-cipais.

    Curiosamente, sendo o Santacombadense um observa-dor atento e critico contundente de tudo quanto, na sua opinio, no est conforme os parmetros que exige, a quem tem a responsabilidade de gerir o Municpio, as palavras de conforto e de elogio vm de quem nos visita. E, no raras vezes, so tambm os emigrantes que apre-ciam as sucessivas mudanas que, um pouco por todo o concelho, vo acontecendo.

    Somos, realmente, um povo exigente! Um povo que obri-ga quem elegeu, a estar sempre atento aos pormenores. Somos um povo que pretende o melhor para a sua terra e que no perdoa a quem o engana!

    Constatar este facto, meio caminho andado para que, os eleitos, sejam eles da Junta de Freguesia ou da C-mara Municipal, estejam em permanente sobressal-to e tentem, por todos os meios ao seu dispor, resolver os problemas que lhes colocam. Este nvel de exigncia obriga-nos a ser melhores, a estar sempre despertos e atentos, de modo a que as respostas sejam cleres. Quando isso no possvel, s h um caminho: dizer a verdade, mesmo que ela seja incmoda, mesma que ela no seja aceite pelo destinatrio.

    A frase que d o mote a este editorial, bem significati-va da forma como o ser humano encara a verdade: nem sempre a conseguimos olhar! Nem sempre queremos que nos choquem com a verdade! Nem sempre ficamos resignados com ela!Victor Hugo, conhecido poeta e dramaturgo, mas tam-bm politico Francs do sculo XIX, diz-nos que se olhar-

    mos directamente a verdade, ela, tal como o sol, pode encadear-nos e no permitir que a aceitemos. Pode, in-clusivamente, queimar-nos, sendo habitual que, quem srio e verdadeiro, nem sempre seja olhado com o res-peito merecido.

    Talvez porque o emigrante que nos visita esteja mais habituado a conviver diariamente com a verdade dura e crua da vida, tenha outra percepo do que , e de como est, a sua/nossa Terra, seja a razo por que deles que esperamos a verdade!

    A todos os Santacombadenses sem excepo, desejo um ptimo Vero e queles que nos visitam fao votos para que tenham umas boas frias e um bom regresso aos Pases onde trabalham.

    At Breve!

    Joo Loureno

    Este texto foi escrito ao abrigo do antigo acordo ortogrfico.

  • 4 EDIO ONLINE - AGOSTO 2013

    BIBLIOTEcAS DOS cENTrOS EScOLArES

    A GuErrA DOS NmErOS

    As Bibliotecas dos centros Esco-lares do concelho de Santa comba Do receberam mais uma apresen-tao do espectculo A Guerra dos Nmeros, uma adaptao do conto infantil escrito por Juan Darin e di-namizado pela Expressart Escola dArtes do municpio de Santa com-ba Do.

    Esta segunda apresentao, realiza-da em parceria com as Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Es-colas de Santa Comba Do, desti-nou-se aos alunos do primeiro ano do ensino bsico que, atravs deste espectculo elaborado com o recur-so a dilogos, bonecos de esponja e montagens multimdia como o vdeo e efeitos sonoros, tiveram a oportu-nidade de aprender matemtica de forma ldica.

    O cicloclube Pedais do Do concre-tizou mais uma actividade inserida no seu plano anual e que teve como objectivo proporcionar um dia de convvio e desporto.

    A cumplicidade desta associao com a Escola de Ciclismo O Pin-guinzinho proporcionou a participa-o dos jovens atletas no treino habi-tual, desta feita efectuado em plena Ecopista do Do.

    EcOPISTA DO DO AcOLhEu O cONvvIO DESPOrTIvO DO cIcLOcLuBE PEDAIS DO DO

  • 5EDIO ONLINE - AGOSTO 2013

    A Biblioteca municipal Alves mateus, em parceria com o Gabinete Florestal, o Gabi-nete do Ambiente / Espaos verdes e o Posto de Turismo de Santa comba Do, dina-mizou a actividade viver e conhecer a Natureza em Santa comba Do destinada aos alunos do terceiro ano dos centros escolares.

    A actividade, composta por uma exposio no trio dos Centros Escolares com as di-versas espcies da flora e fauna concelhia e por uma aco de sensiblizao para pro-teco e preveno do meio ambiente concelhio dinamizada pela tcnica do Gabinete Florestal da Cmara Municipal teve como objectivos principais sinalizar o Dia da rvore e melhorar a atitude cvica da comunidade escolar para a preservao ambiental e espcies autctones.

    vIvEr E cONhEcEr A NATurEzA Em SANTA cOmBA DO NOS cENTrOS EScOLArES

    cASA DA cuLTurA AcOLhEu mOmENTOS

    A exposio de pintura MOMENTOS, constituda por 19 quadros de pintu-ra a leo que espelham a sensibilidade, criatividade e viso de Hugo Almeida, artista autodidacta resi-dente em Sto, esteve pa-tente no trio e no Foyer da Casa da Cultura de Santa Comba Do.

  • 6 EDIO ONLINE - AGOSTO 2013

    O Incorruptvel subiu ao palco da casa da cultura de Santa comba Do numa iniciativa da Expressart Escola dArtes do municpio de Santa comba Do que contou com o apoio da cmara municipal.

    A pea de teatro resultante de uma parceria entre A Barraca e a Casa das Cenas, conduzido pelos actores Jan Gomes e Joz Sabugo tem como tema principal a corrupo no meio poltico sob a forma de stira, con-tando a histria de Anthunio, um poltico que deseja ser corrupto mas que tem a infelicidade de no ser convidado para enveredar por esse ramo.

    cINE-TEATrO DA cASA DA cuLTurA rEcEBEu OFIcINA DE cONTAO DE ESTrIAS

    cINE-TEATrO DA cASA DA cuLTurA rEcEBEu A PEA DE TEATrO O INcOrruPTvEL

    O cine-Teatro da casa da cul-tura de Santa comba Do re-cebeu a Oficina de contao de Estrias - O Importante contar com a Amizade, uma iniciativa da Expressart Escola d Artes do municpio de Santa comba Do.

    Esta Oficina, promovida pela Casa das Cenas em parceria com a companhia A Barraca, e condu-zida por Joz Sabugo, respons-vel pela concepo e direco da mesma, teve como principais ob-jectivos dotar os participantes de tcnicas inovadoras de criao de pequenas estrias, avivando memrias de infncia ou estrias de livros.

  • 7EDIO ONLINE - AGOSTO 2013

    DO ESTADO NOvO AO 25 DE ABrIL Em TABuAO

    O Agrupamento de Escolas de Tabu-ao recebeu a apresentao do es-pectculo Do Estado Novo ao 25 de Abril, uma produo da Expressart.

    O espectculo, realizado no mbito da disciplina de Histria e, aprovei-tando as comemoraes do 25 de Abril, aconteceu em duas sesses destinadas aos alunos do 6 e 9 anos respectivamente.A retrospectiva histrica foi constitu-da pela apresentao de diversos do-cumentrios que incluem discursos de Oliveira Salazar e de intervenien-tes no 25 de Abril, acompanhados por formas animadas em multimdia constitudas por teatro de marione-tas, msica e projeco de imagens.

    O Largo do municpio recebeu as comemoraes Oficiais do 25 de Abril no concelho de Santa comba Do que contaram com a participao da Fanfar-ra dos Bombeiros voluntrios de Santa comba Do.

    A tradicional cerimnia do hastear da bandeira contou com as presenas de Salvador Massano Cardoso, Presidente da Assembleia Municipal de Santa Comba Do, Joo Loureno, Presidente da Cmara Municipal e de Lauro Gonalves.Na assistncia estiveram presentes os restantes vereadores da Cmara Mu-nicipal, Presidentes das Juntas de Freguesia do concelho e deputados da Assembleia Municipal.

    cOmEmOrAES DO 25 DE ABrIL

  • 8 EDIO ONLINE - AGOSTO 2013

    O Largo do municpio de Santa comba Do recebeu a Edio de Primavera da III Feira moda Antiga, uma iniciativa promovida pela cmara municipal de Santa comba Do atravs do Sector cultural da Autarquia.

    Tal como nas edies anteriores, esta edio da Feira Moda Antiga contou com a recriao de um mercado moda antiga no qual se pretenderam demonstrar as formas de vida, a cultura e as tradies do concelho no sculo XIX, atravs dos diversos postos de venda de artesanato, gastronomia e produtos agrcolas.O evento contou com um programa cultural variado dinamizado por algumas das associaes participantes e pelos alunos do jardim-de-infncia da Santa Casa da Misericrdia de Santa Comba Do.

    LArGO DO muNIcPIO rEcEBEu A EDIO DE PrImAvErA DA III FEIrA mODA ANTIGA

  • 9EDIO ONLINE - AGOSTO 2013

    Por iniciativa da comisso de Proteco de crianas e Jovens em risco (cPcJ) de Santa comba Do realizou-se uma caminhada no mbito da campanha de Preveno dos maus-Tratos na Infncia, promovida pela comisso Nacional de Proteco de crianas e Jovens.

    Enquadrad