Aula Preparo SO

  • View
    142

  • Download
    2

Embed Size (px)

Text of Aula Preparo SO

Preparo de SO

Introduo funo da equipe de enfermagem: 1. providenciar material; 2. criar condies favorveis ao ato cirrgico; 3. Remover os itens aps cada interveno e; 4. Deixar a sala limpa para novo procedimento. Brasil, 1977 in Sobecc 2007

Definies Montagem de SO: Previso de materiais, instrumentais e equipamentos indispensveis para a realizao do ato anestsico-cirrgico e prover a sala desse arsenal. (Silva, Rodrigues e Cezareti in Sobecc, 2007) Circulao na SO: Atividade desenvolvida pela Equipe de enfermagem, durante todo o ato anestsico-cirrgico, a fim de garantir condies funcionais e tcnicas para o bom andamento do procedimento e, assim, oferecer mais segurana ao paciente. (Silva, Rodrigues e Cezareti in Sobecc, 2007)

DefiniesDesmontagem da SO: Remoo dos artigos e equipamentos da sala aps cada cirurgia e encaminhar os espcimes adequadamente.

(Sobecc, 2007)

Recomendaes para montagem de SO Ler com ateno o pedido de cirurgia, certificando-se do material bsico, aparelhos ou alguma solicitao especial relativa ao tipo de cirurgia (Silva et al, 1997); Checar nome, idade do paciente, horrio da cirurgia, equipe cirrgica e anestesiolgica (Sobecc, 2007); Lavar as mos (Sobecc, 2007);

Recomendaes para montagem de SO Verificar a limpeza da sala antes de equip-la com materiais e equipamentos( preparatria, operatria, concorrente, terminal) (Sobecc, 2007); Testar o funcionamento dos aparelhos, tais como: aspirador, bisturi eltrico, focos e outros especficos de cada cirurgia, bem como os equipamentos utilizados em anestesia (Silva et al, 1997; Sobecc, 2007); Verificar se o lavabo est equipado para uso e lavar as mos (Silva et al, 1997); Observar se a mesa cirrgica oferece a possibilidade de manter o paciente na posio apropriada (Sobecc, 2007);

Recomendaes para montagem de SO Verificar a existncia de bancos, suportes de soro braadeiras, hampers, mesas para instrumental e extenses eltricas ( A sobbec recomenda que a montagem da SO seja feita sob protocolo elaborado por enfermeiro); Solicitar ao CME carro com artigos mdicos (roupas, instrumentais e recipientes avulsos) que sero utilizados no procedimento; O circulante dever checar a integridade dos pacotes conforme rotina da instituio; Providenciar os materiais descartveis e as medicaes, tambm observando a validade da esterilizao e a integridade das embalagens;

Recomendaes para montagem de SOAbertura de pacotes: Segurar o pacote afastado do corpo e soltar a ponta que est afixada com adesivo, levando-a ao lado oposto de quem est manuseando (Silva et al, 1997); Abrir, alternadamente as pontas laterais do campo (Silva et al, 1997); Afastar a ponta do campo, prxima do contedo do pacote e (Silva et al, 1997); Pacotes grande como os de aventais, campos e outros devem ser abertos sobre a mesa (Silva et al, 1997).

Recomendaes para montagem de SO

Fonte: Silva et al, 1997

Recomendaes para montagem de SO

Fonte: Silva et al, 1997

Recomendaes para montagem de SO

Fonte: Silva et al, 1997

Recomendaes para montagem de SO

Fonte: Silva et al, 1997

Recomendaes para montagem de SOEquipar o carrinho de anestesia com as medicaes especficas, impressos prprios e demais materiais e coloc-lo cabeceira da mesa cirrgica (Silva et al, 1997); Dispor os pacotes de campos, aventais e luvas, caixas de instrumentais em local acessvel utilizao no momento certo (Silva et al, 1997);

Recomendaes para montagem de SO

Recomendaes para montagem de SO

Mscara de Vinil para Anestesia

Mscara Transparente

Tipos de Anestesia Instrumentao para o cuidado em SRPA

Conjunto de Anestesia Laringoscpio Infantil (Baraka). Adulto.

Principais medicaes utilizadas em Anestesia (Sobecc, 2007)Circuito para Anestesia Infantil

Balo Inalatrio de Borracha em Latex

Circuito para Anestesia Adulto

Recomendaes para montagem de SO

Extenso de Ar Comprimido, N2O e Oxignio

Conjunto Coletor de Secreo

Recomendaes para montagem de SO Dispor artigos em mesas auxiliares de acordo com a anestesia a ser realizada ( geral ou bloqueio) (sobecc, 2007); Preparar o soro e a bandeja de anti-sepsia, conforme orientao do servio (Silva et al, 1997).

Recomendaes para Circulao em SO (sobecc, 2007) Roupa privativa, mscara cirrgica e culos; Higienizao das mos; Receber o paciente e conferir identificao, pronturio, checar jejum e retirar adornos, prteses e rteses; Conferir exames do indivduo laboratoriais e filmes de tomografia, ressonncia magntica e raios x;

Recomendaes para Circulao em SO (sobecc, 2007) Auxiliar a monitorao do paciente; Posicionar membros superiores do paciente; Auxiliar o anestesista na induo anestsica, ou seja, na puno de veio e no fornecimento de materiais de acordo com a anestesista proposta;

Recomendaes para Circulao em SOSilva et al, 1997

Tratamento de Enfermagem na SRPASilva et al, 1997

Recomendaes para Circulao em SO (sobecc, 2007) Ajudar na pr-oxigenao do paciente; Em situaes de emergncia estar apto a fornecer materiais e equipamentos, tais como mscara, aspirador, sondas endotraqueais e mscara larngea; Auxiliar a paramentao da equipe; Iniciar abertura dos pacotes em sequncia com tcnica assptica. Nessa etapa observar integradores;

Recomendaes para Circulao em SO (sobecc, 2007) Colocar anti-spticos, medicaes, soros ou outros lquidos em cpulas, cubas rim, etc; Ligar equipamentos aps a montagem da mesa de instrumental e a colocao de campos estreis sobre o paciente; Conectar a extremidade da extenso de borracha estril, fornecida pelo instrumentador;

Recomendaes para Circulao em SO (sobecc, 2007) Posicionar focos sobre o campo cirrgico; Aproximar hampers; Aproximar do cirurgio bancos e pedais dos equipamentos e fornecer-lhe estrados; Realizar contagem do nmero de compressas utilizadas na cirurgia e de gazes especficas em cirurgias laparoscpicas;

Recomendaes para Circulao em SO (sobecc, 2007) Controlar peso das compressas, bem como de gazes, para avaliar perda sangunea; Preencher impressos; Evitar sair da sala; Evitar abertura desnecessrias de porta; Manter distncia da mesa do instrumentador; No falar sobre o material/instrumental esterilizado;

Recomendaes para Circulao em SO (sobecc, 2007) Encaminhar peas para anlise laboratorial, exame anatomopatolgico e estudo gentico devidamente acondicionadas, identificadas e protocoladas; Checar nome e registro do paciente, grupo sanguneo em caso de infuso de sangue; Ao fim do procedimento auxiliar a equipe cirrgica no curativo; Desligar o foco de luz e equipamentos, afastando-os da mesa cirrgica;

Recomendaes para Circulao em SO (sobecc, 2007) Auxiliar a equipe cirrgica na desparamentao; Remover campos e lenis que estejam sobre o paciente; Remover excessos de anti-spticos, sangue e secrees da pele do paciente, com uso de gua morna e compressa limpa; Vestir a camisola no paciente e cobr-lo com lenis, cobertores e/ou edredons;

Recomendaes para Circulao em SO (sobecc, 2007) Auxiliar o anestesiologista na reverso da anestesia; Retirar monitorao do paciente aps avaliao do enfermeiro e do anestesista; Transportar paciente para cama com ajuda; Providenciar oxignio para transporte; Realizar a passagem de planto para a equipe da SRPA; Retornar sala e iniciar a desmontagem.

Recomendaes para desmontagem da SO (sobecc, 2007) Higienizar as mos (antes e aps); Reunir, em carro limpo, produtos e instrumentais no utilizados; Calar luvas de procedimentos e culos de proteo e mscara facial; Descartar o material perfurocortante em recipientes apropriados; Desprezar materiais descartveis; Reunir e retirar os instrumentais da mesa cirrgica;

Recomendaes para Circulao em SO (sobecc, 2007) Aspirar as solues restantes da mesa que no devem ser jogadas no lixo ou no hamper, como soro e anti-spticos; Revisar e desprezar os campos e lenis sujos em hampers; Encaminhar material sujo para o expurgo; Proceder a limpeza concorrente e montagem do prximo procedimento.

SntesePontos importantes: 1) Ler com ateno o pedido de cirurgia, certificando-se do material bsico, aparelhos ou alguma solicitao especial relativa ao tipo de cirurgia; 2) Checar nome, idade do paciente, horrio da cirurgia, equipe cirrgica e anestesiolgica; 3) Verificar a limpeza da sala antes de equip-la com materiais e equipamentos( preparatria, operatria, concorrente, terminal; 4) Testar o funcionamento dos aparelhos, tais como: aspirador, bisturi eltrico, focos e outros especficos de cada cirurgia, bem como os equipamentos utilizados em anestesia; 5) Verificar se o lavabo est equipado para uso e lavar as mos; 6) O circulante dever checar a integridade dos pacotes conforme rotina da instituio;

Sntese7) Equipar o carrinho de anestesia com as medicaes especficas, impressos prprios e demais materiais e coloc-lo cabeceira da mesa cirrgica; 8) Auxiliar o anestesista na induo anestsica, ou seja, na puno de veio e no fornecimento de materiais de acordo com a anestesista proposta; 9) Encaminhar peas para anlise laboratorial, exame anatomopatolgico e estudo gentico devidamente acondicionadas, identificadas e protocoladas; 10) Realizar contagem do nmero de compressas utilizadas na cirurgia e de gazes especficas em cirurgias laparoscpicas; 11) Controlar peso das compressas, bem como de gazes, para avaliar perda sangunea.