ANEMIA FERROPRIVA: Anemia ferropriva ‰ causada pela deficincia de ferro. O ferro © um dos principais constituintes da hemoglobina, responsvel pelo transporte

  • View
    283

  • Download
    2

Embed Size (px)

Text of ANEMIA FERROPRIVA: Anemia ferropriva ‰ causada pela deficincia de ferro. O ferro © um...

  • ANEMIA FERROPRIVA:

    Anemia ferropriva causada pela deficincia de ferro. O ferro um dos principais constituintes da hemoglobina, responsvel pelo transporte de oxignio do sangue para os tecidos.

  • FORMAO DA HEMOGLOBINA:

    O principal local de absoro do ferro no duodeno e jejuno. Esse ferro levado medula ssea, onde precursores eritrides captam o ferro para formar a hemoglobina. Como uma hemcia dura em mdia 120 dias, aps a destruio destas hemcias velhas, o ferro reaproveitado para compor a hemoglobina de novas hemcias.

  • 2/3 do Ferro necessrio para a produo Hb vem da degradao do eritrcito (hemcia) envelhecido, enquanto que apenas 1/3 deste vem de alimentos ricos em ferro. Contribuem para esta transformao redutores gstricos, pH gstrico e a vitamina C.

  • SINTOMAS:

    Caracterizada por palidez, fraqueza e fadiga. Em estado mais avanado podem-se verificar dores de cabea latejantes semelhantes s de uma enxaqueca. Como uma doena que se desenvolve lentamente, pode ocorrer da doena passar despercebida por muito tempo.Anemia atinge o crescimento e o desenvolvimento fsico e mental das crianas, acarretando sonolncia, incapacidade de fixar a ateno e diminuio na acuidade mental, o que leva ao comprometimento do rendimento escolar.

  • CAUSAS:

    As causas da anemia ferropriva so:

    Dieta pobre de ferro: pessoas que ingerem pouco alimentos ricos em ferro, podem desenvolver este tipo de anemia. Dentre os alimentos ricos em ferro esto a carne vermelha, feijo, peixe e a salada verde. M absoro Hemorragias entre os casos de sangramento que podem gerar uma anemia ferropriva esto: sangramento gastrointestinal, lceras gstricas ou intestinais, cncer do trato gastrointestinal, acidentes traumticos, cirurgia, parto, alm de um sangramento menstrual intenso.

    A causa mais comum de anemia ferropriva em adulto devida a sangramentos gastrointestinais.

  • DIAGNSTICOS:

    Hb e Hematcrito: O valor baixo da hemoglobina e do hematcrito. Hemograma completo: anemia microctica (possui VCM abaixo do normal). Ferro srico: dosagens baixas de ferro podem indicar uma anemia ferropriva. O ferro tambm diminui em casos de doenas crnicas, neoplasias, entre outras. Dosagem de transferrina: apresenta-se em quantidade aumentada na anemia ferropriva. Ferritina: protena achada principalmente no fgado, armazena ons de ferro. Quando no tem ferro armazenado, essa protena chamada apoferritina. Sua dosagem indica a quantidade de ferro armazenado.

  • TRATAMENTO:Sulfato ferroso e outros sais de ferro. Deve abster-se de frutas que contenham tanino (banana verde, caquis) que diminui a absoro de ferro pelo trato gastrointestinal. O tempo de tratamento determinado pelo mdico mas nunca deve ser inferior a 90-120 dias pois este o tempo necessrio para completa substituio das hemcias circulantes no organismo.

    Comer alimentos ricos em ferro tais como beterraba, e ricos em vitamina C, tal como a laranja e o feijo muito rico em ferro.

    Em estado avanado, pode haver necessidade de uma transfuso de sangue.

  • ASSISTNCIA DE ENFERMAGEM:

    Promover o repouso e a atividade: Sono e repouso para restaurar as foras e a tolerncia atividade. Diminuir o gasto de energia e consumo de O2.Manter uma nutrio adequada, com ingesta de nutrientes essenciais como o ferro e o cido flico. Estimular dieta rica em protenas e alimentos calricos, frutas e legumes.Cuidados na Administrao de hemocomponentes.Observar sinais de complicaes da anemia: Insuficincia cardaca (reduo produo prolongada da oxiemoglobina) o corao fica incapaz de suprir de sangue os tecidos hipoxicos. Parestesia e confuso.

  • ANEMIA FALCIFORME:

    Anemia falciforme o nome dado a uma doena hereditria que causa a m formao das hemcias, que assumem forma semelhante a foices (de onde vem o nome da doena), com maior ou menor severidade de acordo com o caso, o que causa deficincia do transporte de gases nos indivduos acometidos pela doena. comum na frica, na Europa mediterrnea, no Oriente Mdio e regies da ndia.

  • SINTOMAS:

    H a presena de todos os sintomas clssicos da anemia comum, que so causados pelo dficit de hemcias. Desses podem-se citar fadiga, fraqueza, palidez (principalmente nas conjuntivas e palmas das mos), ictercia, dficit de concentrao e vertigens.Os sintomas caractersticos da anemia falciforme aguda, que so causados pelo aumento da viscosidade sangunea que a aglomerao de hemacias doentes.Pode haver formao de trombos (cogulos) nas mais diversas reas do organismo, com dficit do transporte sanguneo. Em regies musculares ou conjuntivas, isso pode causar crises de dor intensa.

  • SINTOMAS:H um aumento do nmero de hemcias doentes, uma vez que a acidose e a deficincia de oxignio facilita a deformao permanente. Pode causar tambm hemorragia, descolamento retiniano, priapismo, acidente vascular cerebral, calcificaes em ossos com dores agudas, insuficincia renal e pulmonar, dependendo da fase de vida. Nas mos e nos ps principalmente das crianas, pode haver inchao causado pela obstruo de vasos, acompanhado com crises de dor. H um aumento no nmero de infeces

  • TRATAMENTO:

    O nico tratamento curativo para a anemia falciforme o transplante de medula ssea.

    Uso de hidroxiuria, um quimioterpico inibidor da ribonucleotidase por diminuir o nmero de episdios dolorosos.

    Esta medicao atua aumentando hemoglobina. O uso de hidroxiuria deve ser feito com superviso mdica, pelo risco de depresso da funo da medula ssea e infeces. Os usurios no podem engravidar durante seu uso pelo risco de teratogenicidade para o feto.

    So realizadas transfuses durante exacerbaes da anemia.

  • TRATAMENTO:Pacientes com complicaes graves, como acidente vascular cerebral, so submetidos a transfuso sangunea.

    Durante crises, deve ser administrado hidratao intravenosa e analgesia.

    O tratamento deve evitar hiper-hidratao e hiper-sedao e privilegiar a fisioterapia respiratria.

  • ASSISTNCIA DE ENFERMAGEM:

    Promover o repouso e a atividade: Sono e repouso para restaurar as foras e a tolerncia atividade. Diminuir o gasto de energia e consumo de O2.Manter uma nutrio adequada, com ingesta de nutrientes essenciais como o ferro e o cido flico. Estimular dieta rica em protenas e alimentos calricos, frutas e legumes.Cuidados na Administrao de hemocomponentes.

  • ASSISTNCIA DE ENFERMAGEM:

    Observar sinais de complicaes da anemia: Insuficincia cardaca (reduo produo prolongada da oxiemoglobina) o corao fica incapaz de suprir de sangue os tecidos hipxicos. Parestesia, e confuso. Realizar controle da dor com administrao de analgsicos;Apoio emocional;Prevenir infeces;

  • LEUCEMIA:

    A leucemia (do grego "branco"; "sangue") uma neoplasia maligna que atinge o sangue mas que tem origem na medula ssea tendo causas desconhecidas mas que envolvem alteraes gnicas. Tem como principal caracterstica uma proliferao anormal de clulas da medula ssea, que originariam as clulas sanguneas, da linhagem dessas clulas ter o tipo de leucemia (mielide ou linfide).Existem diversos tipos de leucemias, cada uma com caractersticas como prognstico e tratamento diferentes, sendo, desta forma, o termo leucemia uma designao muito ampla.

  • Os principais tipos de leucemia so:

    leucemia linfide aguda: o tipo de leucemia mais freqente na criana; leucemia mielide aguda: mais comum no adulto; leucemia linfide crnica: mais comum em idosos; leucemia mielide crnica: mais comum em idosos;

  • CLASSIFICAO:

    A leucemia dividida em formas aguda e crnica.A leucemia aguda caracterizada pelo crescimento rpido de clulas imaturas do sangue. O tratamento deve ser imediato pela rpida progresso e acumulo de clulas malignas que invadem a circulao perifrica e outros rgos. Geralmente acomete em crianas, adultos e jovens. A leucemia crnica caracterizada pelo aumento de clulas maduras mas anormais. Sua progresso pode demorar de meses a anos. Geralmente acomete pessoas mais velhas.

  • Alm disso, as doenas so classificadas entre linfoblsticas ou leucemias linfides, que indicam que uma mudana cancerosa ocorreu em um tipo de clula da medula ssea que geralmente toma forma de linfcitos, ou mielides ou leucemias mielides, que indicam que uma mudana cancerosa ocorreu em um tipo de clula da medula ssea que normalmente toma forma de hemcias, alguns tipos de leuccitos e plaquetas.

  • CAUSAS:

    No existe uma causa nica para os tipos de leucemias. Suspeita-se de ser causada por fatores diversos, dentre eles: herana gentica, desencadeamento aps contaminao por certos tipos de vrus, radiao, poluio, tratamento quimioterpico entre outros. Pode ser baixa imunidade (onde clulas podem destruir clulas cancergenas)ou falha no sistema imunolgico que fizesse com que alguma clula anormal no fosse destruda e se reproduzisse, dando incio ao cncer.

  • SINTOMAS:

    As manifestaes clnicas da leucemia so secundrias proliferao excessiva de clulas na mdula ssea, que infiltram os tecidos do organismo, tais como: amgdalas, linfonodos (nguas), pele, bao, rins, sistema nervoso central (SNC) e outros. A proliferao rpida das clulas leucmicas faz com que estas vo ocupando cada vez mais a medula ssea, no deixando mais as clulas normais (hemcias, leuccitos e plaquetas) se reproduzirem normalmente e sarem da medula ssea, causando os sintomas.

  • Sndrome anmica: aparecem pela reduo da produo dos eritrcitos pela medula ssea.

    Sonolncia; Cansao; Irritabilidade e fraqueza; Pouca fome, conseqentemente, emagrecimento; Palpitaes; Dores de cabea; Tonturas; Desmaios; Em casos mais graves, palidez.

  • Sndrome trompocitpenica (hemorragias): aparecem pela reduo de plaquetas que so de grande importncia para a coagulao do sangue, pois evitam os sangramentos.

    Hematomas (m

View more >