Click here to load reader

A Origem da Vida O Registro Fóssil e o Neodarwinismo - Bem · PDF file2014-02-10 · dos cordados aos vertebrados. Os primeiros vertebrados já possuíam crânio e ossos calcificados

  • View
    215

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of A Origem da Vida O Registro Fóssil e o Neodarwinismo - Bem · PDF...

A Origem da Vida

Prof. Tarcisio Vieira

O Registro Fssil e o NeodarwinismoDr. Marcos Natal de Souza Costa Centro Universitrio Adventista de So Paulo

ADVERTNCIA

Este power point no deve ser considerado

como uma publicao acadmica, por tratar-se

de apenas uma apresentao abordada pelo

Palestrante visando ilustrar o tema divulgado

no XI Seminrio Filosofia das Origens,

realizado em Curitiba.

Alguns Pressupostos Bsicos do Neodarwinismo

Mutao: produz variabilidade gentica de forma

aleatria;

Seleo Natural: trabalha sobre as variaes

conferindo maior xito reprodutivo as variantes

favorecidas pelo meio ambiente;

A mudana evolutiva geralmente lenta, gradual e

contnua.

Ancestralidade

O registro fssil com suas transies abruptasno oferece nenhum suporte mudana gradual, nem o princpio da seleo natural o requer a seleo pode atuar rapidamente. A ligaodesnecessria forjada por Darwin (entre gradualismo e seleo natural) tornou-se um dogma central da Teoria Sinttica.

S. J. Gould

O Polegar do Panda

Qual a importncia da Paleontologia para a Evoluo?

Constitui-se na maior evidncia

emprica da Teoria da Evoluo;

Procura explicar a distribuio

dos organismos no tempo

geolgico.

545 M.a

Geologia Biologia

Paleontologia

PALEONTOLOGIA

Ramo das cincias

naturais que estuda

a histria passada

dos seres vivos

atravs dos fsseis.

http://www.ucmp.berkeley.edu/fosrec/About.html

Plantas fsseis

Invertebrados fsseis

http://www.ucmp.berkeley.edu/arthropoda/trilobita/ogygiopsis.gif

Vertebrados fsseis

Microfsseis

Icnofsseis (estruturas resultantes da atividade dos seres vivos)

Paleoantropologia (estuda os ancestrais do homem moderno)

O que so fsseis?

Restos ou vestgios de animais que ficaram preservados nas rochas.

Restos

Partes de organismos preservadas nas rochas.

Vestgios

Evidncia indiretas dos organismos ou de sua atividade.

O registro fssil est em harmonia com o Neodarwinismo?

1. Origem da vida

2. Exploso Cambriana

3. Radiao abrupta de taxa (grupos) superiores

4. Alguns organismos insistem em no evoluir.

1. Origem da Vida

A complexidade do tipo mais simples de clula to grande que se tornaimpossvel aceitar que ela tenha surgidode um evento incomum. Se isto tivesseocorrido de verdade no poderamosdiferenci-lo de um milagre.

M. Denton

Evolution: A Theory in Crisis,1986

Idade da Terra Primeiras

formas de vida

Exploso

Cambriana

(metazorios)

4,5 B.a 3,5 B.a 500 M.a 0,0

- primeiras clulas

- protenas / cidos nucleicos (RNA, DNA)

- aminocidos / bases nitrogenadas

- sopa diluida de matria orgnica

- CO2, H2O, N2, H2

rochas

mais

antigas

4,0 B.a

Origem da Vida

Rocha mais antiga: Gnaisse Acasta, norte

do Canad, com 4,0 Ga.

Mineral mais antigo: Zirco (ZrSiO4) detrtico. Jack Hills, Austrlia. 4,4 Ga.

Idades de meteoritos

Janeiro Fevereiro Maro Abril Maio Junho

26

/02

Su

rgim

en

to d

a v

ida

Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

16/1

1E

xplo

so

Ca

mb

rian

a

02

/12

Pri

me

iro

s te

tr

po

des

12

/12

Pri

me

iro

s M

am

fe

ros

25

/12

Ext

in

o d

os

Din

oss

aur

os

Su

rgim

en

to d

o H

om

em

Mo

de

rno

25

/11

Pri

me

ira

s P

lan

tas

terr

est

res

2. Exploso Cambriana

Surgimento repentino de

praticamente todos os filos

de invertebrados marinhos.

Exploso Cambriana

O olho dos trilobitas: exemplo de complexidade

O olho dos trilobitas: exemplo de complexidade

Estas lentes aperfeioaram a captao de luz e a formao de imagens melhor do que qualquer lente j concebida. Podemos, com justia, surpreender-nos com esses trilobitas, que muito cedo na histria da vida na Terra, acharam por acaso o melhor design de lentes possvel que a fsica tica j foi capaz de formular.

Niles Eldredge

American Museum of Natural History

O surgimento dos taxas superiores sempre ocorreu de forma abrupta:

No existem fsseis que nos conduzam gradualmente dos cordados aos vertebrados. Os primeiros vertebrados jpossuam crnio e ossos calcificados (Chauvin, 1997);

3. Ausncia de elos de transio entre os taxa superiores

No existem fsseis que nos conduzam gradualmente

dos cordados aos vertebrados. Os primeiros

vertebrados j possuam crnio e ossos calcificados.

Reimy Chauvin

O Darwinismo ou o Fim de um Mito

No h fsseis no registro geolgico que possam

esclarecer como ocorreu a transio entre os subfilos

(urocordados, cefalocordados e vertebrados).

Cassab & Magalhes

Paleontologia, 2001

3. Ausncia de elos de transio entre os taxa superiores: a origem dos vertebrados

Subfilo

Urochordata Cephalochordata Vertebrata

Filo

Chordata

Ascdia(Urochordata)

Anfioxo(Cephalochordata)

Ancestral hipottico dos vertebrados

Radiao das Angiospermas 545

498

441

413

357

290

251

201

144

65

55

34

24

5

1.8

542

Radiao dos Metazorios

Radiao dos Mamferos

545

498

441

413

357

290

251

201

144

65

55

34

24

5

1.8

542

A transio de peixes para anfbios

A transio de peixes para anfbios

Transio de peixes para anfbios

Acanthostega

Eusthenopteron Ichthyostega

Panderichthys

Tiktaalik

Transio de peixes para anfbios

Faltam as formas de transio

De rpteis as aves: o Archaeopteryx

O Archaeopteryx

Caractersticas de rptil: Maxila dentada

Ausncia de esterno quilhado

Estrutura das vertebras

Costelas livres sem apfises

Caractersticas de ave: Plumagem

Esqueleto da bacia

Membros anteriores e posteriores

As penas

Penas de aves primitivas

iguais as de aves modernas;

Presena de penas em

mbar do Cretceo da

Espanha, Austrlia, Lbano,

Canad e no Jurssico da

China indicam que as aves,

nesta poca, j estavam

distribudas globalmente

apesar da pequena

capacidade de vo.

Caractersticas do

Archaeopteryx

Rpteis que

compartilham

caractersticas com o

Archaeopteryx

Razo da excluso

destes grupos

Dentes cnicos Crocodilia Sem clavcula

Pelve quadrirradiada Ornithischios Sem clavcula

Vertebras cncavas Saurios marinhos Origem improvvel

Garras Saurinchios Pelve trirradiada

Conflito de caracteres com outros possveis rpteis

O sistema de respirao das aves

mamferos

rpteis (crocodilos)

aves

Ruben et al 1997 compararam a fisiologia respiratria de crocodilos, mamferos e aves modernas com as das aves fsseis e dinossauros terpodes e concluram:

- crocodilos e mamferos utilizam o diafragma na respirao;

- os terpodes possuam uma estrutura semelhante separando a cavidade visceral da cavidade torxica;

- as aves no possuam diafragma separando a cavidade visceral.

http://www.sciencemag.org/content/vol278/issue5341/images/large/se4675978002.jpeg

O que dizem os fsseis?

Muitas aves fsseis so encontradas emrochas do Cretceo Inferior;

A ave fssil mais antiga, o Archaeopteryx, foi encontrada imediatamente abaixo, no Jurssico Superior;

Os ancestrais de Archaeopteryx, osdinossauros com penas, aparecem emrochas acima dele e portanto maisjovens;

Portanto, o padro de distribuio das aves fsseis e de seus ancestrais praticamente oposto ao predito pelaevoluo Darwiniana. 545

498

441

413

357

290

251

201

144

65

55

34

24

5

1.8

542

Austrlia

Mongolia

Ch

ina

Ch

ina

Es

pa

nh

aA

lem

an

ha

Inglaterra

Ch

ina

Ch

ina

Ch

ina

Ch

ina

Ch

ina

Ch

ina

33 Espcies de Aves do Jurssico Superior e Cretceo Inferior

Confuciusornis sanctus

Confuciusornis chuonzhous

Confuciusornis suniae

Jibeinia luanhera

Liaoningornis longidigitus

Liaoxiornis delicatus

Sinornis santensis

Boluochia zhengi

Cathayornis yandica

Cathayornis caudatus

Longchengornis sanyanensis

Cuspirostrisornis houi

Largirostrornis sexdentoris

Gansus yumenensis

Chaoyangia beishanensis

Songlingornis linghensis

Hongshanornis longicresta