A ESSأٹNCIA DO HATHA YOGA - mudras e bandhas 10 mudras e 3 bandhas 25 mudras e 3 bandhas cita 10 mudras

  • View
    7

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of A ESSأٹNCIA DO HATHA YOGA - mudras e bandhas 10 mudras e 3 bandhas 25 mudras e 3 bandhas cita 10...

  • A ESSÊNCIA DO HATHA YOGA

    HATHA YOGA PRADIPIKA

    GHERANDA SAMHITA

    SHIVA SAMHITA

    GORAKSHA SHATAKA

  • Om Gam Ganapataye Namah

  • SHANTI MANTRA – TAITTIRYA UPANISAD 2.2.2

    OM SAHA NAVAVATU SAHA NAU BHUNAKTU

    SAHA VIRYAM KARAVAVAHAI TEJASVI NAVADHITAM ASTU

    MA VIDVISAVAHAI OM SHANTI SHANTI SHANTIH

    TRADUÇÃO: QUE TODOS ESTEJAMOS PROTEGIDOS E UNIDOS

    QUE TODOS ESTEJAMOS NUTRIDOS E UNIDOS QUE POSSAMOS TRABALHAR JUNTOS, UNINDO NOSSAS

    FORÇAS PELO BEM DA HUMANIDADE QUE NOSSO SABER SEJA LUMINOSO E REALIZADOR

    QUE NÃO EXISTA INIMIZADE ENTRE NÓS OM

    QUE HAJA PAZ, PAZ, PAZ

  • A EXPERIÊNCIA É O CAMINHO DO YOGIN

    O YOGIN ERA UM CIENTISTA E SEU CORPO ERA SEU LABORATÓRIO

  • Foram os adeptos do Tantrismo que apresentaram pela primeira vez essa visão dinâmica do Universo, e foram eles também que inauguraram uma nova atitude em relação ao corpo humano e à existência corpórea geral.

  • Os mestres tântricos aspiravam à criação de um corpo transubstanciado, que chamavam de “adamantino” ( vajra) ou “divino” (daiva) – um corpo feito não de carne , mas de substância imortal, de Luz.

  • “No Tantrismo, o corpo humano adquire uma importância que nunca havia tido antes na história espiritual da India “

    Mircea Eliade (1907-1986)

  • “ Tempo houve em que desprezei o corpo: mas então vi Deus dentro de mim. Percebi que o corpo é o templo do Senhor. E comecei a preservá-lo com infinito cuidado”

    Siddha Boganatha

  • Gorakshanath Matsyendranath

    Matsyendra Natha Goraksha Natha

    Shiva é considerado o Maha- Yogue (Grande Yogue)

  • Navnath Sampradaya

    1.Matsyendranath 2.Gorakhnath 3.Jalandharnath 4.Kantinath 5.Gahaninath 6.Bhartrinath 7.Revananath 8.Charpatnath 9.Naganath

  • TEXTOS DO HATHA YOGA • São atribuídos em torno de 14 textos clássicos de

    Hatha Yoga a Goraksha. • Um texto chamado Ânanda-Samuccaya, foi

    encontrado na casa de uma família Brâmane em torno de 1950 (texto muito esclarecedor).

    • Existem milhares de textos sobre o Hatha Yoga, alguns já se perderam e outros estão desaparecendo devido ao clima da India.

    • Os mais conhecidos no Ocidente são: • Hatha Yoga Pradipika • Gheranda Samhita • Shiva Samhita

  • • O Hatha Yoga é um método de Yoga que ganhou força no período medieval da Índia (séculos IX a XVI). De acordo com estes textos, o objetivo do Yoga é o despertar de uma energia potencial (kundalini) através do esforço físico extremo.

    • Hoje, o textos considerados como clássicos do Hatha Yoga são a Hatha Yoga Pradipika, a Gheranda Samhita e a Shiva Samhita. Estes tratados foram escritos no que chamamos de período medieval da Índia, entre 1400 e 1800 d.C.

  • Toda a obra do Hatha Yoga consiste em nos ensinar a união de Shakti ( polo dinâmico) a Shiva ( polo estático)

    A isso os antigos mestres Yogues e Tântricos denominam da ascensão da Kundalini ( a serpente

    enrolada), o despertar da energia potencial , através do

    esforço físico extremo.

    http://www.vidadeyoga.com.br/?attachment_id=1546

  • SHIVA É CONSCIENCIA PURA E EQUILIBRIO, E SHAKTI É MUDANÇA E EVOLUÇÃO .SHIVA ESTÁ ALÉM DA ESFERA DOS OPOSTOS E REPRESENTA A ETERNIDADE EM MEIO ÀS

    MUDANÇAS. O IDEAL DOS NATHA É A RELIZAÇÃO DE JIVANMUKTI, POR MEIO DAS PRÁTICAS QUE

    ASSEGURAM UM CORPO LIVRE DA INFLUENCIA DO TEMPO.

    A UNIÃO DE SHIVA E SHAKTI

  • YOGA= UNIÃO DAS FORÇAS SOLAR / LUNAR

    MASCULINA / FEMININA

    HA=SOL THA=LUA

  • Nos yogas sutras de Patanjali ( cerca de 150 A.C.) só encontramos referências às posturas de assentamento ( asanas) em apenas 3 sutras

    • II-46 – STHIRA-SUKHAM ASANAM

    A postura (deve ser ) estável e confortável

    • II-47 – PRAYATNA-SAITHILYANANTA- SAMAPATTIBHYAM

    Pelo relaxamento do esforço e meditação no “Infinito” ( a postura é dominada)

    • II-48 – TATO DVANDVANA BHIGHATAH

    Então não há ataque dos pares de opostos

  • PRANAYAMA

    Toda a gama de técnicas que utilizamos no Hatha Yoga ficará a cargo da literatura especializada

  • Os 3 tratados de Hatha Yoga mais conhecidos no Ocidente vão nos trazer

    descrições detalhadas sobre:

    • ASANAS

    • PRANAYAMAS

    • BANDHAS E MUDRAS ( SELOS E TRAVAS)

    • KRIYAS ( PURIFICAÇÕES)

    • MEDITAÇÕES

  • TEXTOS HATHA YOGA PRADIPIKA GHERANDA SAMHITA SHIVA SAMHITA

    AUTOR SVATMARAMA YOGENDRA DIALOGO ENTRE O SÁBIO GHERANDA

    E CHANDA KAPALI

    ANONIMO ( MAS ATRIBUIDO AO

    PRÓPRIO SHIVA)

    TRADUÇÃO LUZ SOBRE O YOGA VIGOROSO COMPENDIO DE GHERANDA COMPENDIO DA SABEDORIA DE

    SHIVA

    PERIODO SECULO XIV –XV D.C. SECULO XVII D.C. SECULO XVII D.C.

    CONTEUDO 4 CAPITULOS E

    389 VERSICULOS

    7 CAPITULOS E

    317 VERSICULOS

    5 CAPITULOS E

    540 VERSICULOS

    ESTRUTURA ESTRUTURA ORGANIZADA E

    COERENTE , APRESENTA COM MAIS

    CLAREZA O QUE É O YOGA

    APRESENTA 7 COMPONENTES DE

    FORMA SISTEMÁTICA

    É O QUE APRESENTA UM MAIOR

    CONTEUDO FILOSOFICO

    PRATICA ORDENADA INDEPENDENTE FILOSOFICA

    ASANAS 15 /16 POSTURAS 32 POSTURAS 4 POSTURAS

    MUDRAS E BANDHAS 10 MUDRAS E 3 BANDHAS 25 MUDRAS E 3 BANDHAS CITA 10 MUDRAS

    PRANAYAMAS APRESENTA 10 APRESENTA 8 - KUMBHAKAS

    KRIYAS ( PURIFICAÇÕES ) 6 AÇÕES 21 AÇÕES

  • Hatha Pradipika

    INCLINO-ME ANTE O TODO PODEROSO SHRI ADINATHA , QUE ENSINOU O HATHA YOGA VIDYA OU CIÊNCIA DO HATHA YOGA , QUE É UMA ESCADA PARA O ASPIRANTE QUE BUSCA ASCENDER AO PICO MAIS ALTO DO RAJA YOGA COMO ÊXITO ESPIRITUAL

  • Hatha Pradipika

    • O Hatha Yoga Pradipika é considerado um dos três tratados clássicos do Hatha Yoga. É um manual detalhado sobre a prática do Hatha Yoga. Esta obra foi escrita por Svatmarama Yogendra, que viveu por volta do século XIV d.C..

    • Pradipika significa “luz brilhante”, significa também “explicação”, “comentário”. Este texto é composto por quatro capítulos, com um total de 389 versos. Diferente do Gheranda Samhita, o autor desta obra optou por apresentar os asanas no primeiro capítulo e o seu conteúdo no final.

    • O autor descreve no primeiro capítulo 16 asanas. A maioria deles são variações da postura sentada com as pernas cruzadas. Os praticantes de asanas mais entusiastas, ao se deparar pela primeira vez com esta obra considerada a cânone do Hatha Yoga podem se sentir frustrados. Tanto pelo número de asanas reduzidos que contém a obra, quanto pelos asanas que são descritos, que não são os asanas mais populares e mais praticados hoje em dia.

  • OS 16 ASANAS DO HYP • 1. svastikasana ::: postura auspiciosa

    • 2. gomukhasana ::: postura de Gomukha (duas variações)

    • 3. virasana ::: postura do herói (três variações)

    • 4. kurmasana ::: postura da tartaruga

    • 5. kukkutasana ::: postura do galo

    • 6. uttanakurmasana ::: postura da tartaruga elevada

    • 7. dhanurasana ::: postura do arco

    • 8. matsyendrasana ::: postura do yogi Matsyendra

    • 9. pashchimottanasana ::: postura de alongamento intenso

    • 10. mayurasana ::: postura do pavão

    • 11. shavasana ::: postura do cadáver

    • 12. siddhasana ::: postura da perfeição

    • vajrasana ::: postura do diamante (outro nome de siddhasana)

    • muktasana ::: postura da libertação (mais um nome de siddhasana)

    • guptasana ::: postura oculta (mais outro nome de siddhasana)

    • 13. padmasana ::: postura do lótus (duas variações)

    • 14. simhasana ::: postura do leão

    • 15. bhadrasana ::: postura virtuosa

    • 16.gorakshasana ::: postura do yogi Goraksha (outro nome para bhadrasana)

  • • No segundo capítulo são descritos os pranayamas. E para aqueles praticantes que tem a saúde fraca, são recomendados “seis ações purificatórias” (shatkarma).

  • SHATKARMAS:

    • 1. dhauti ::: purificação do trato digestivo (vomição)

    • 2. vasti ::: lavagem intestinal (água salgada) • 3. neti ::: limpeza nasal (com um pano ou com

    água) • 4. trataka ::: purificação dos olhos (exercícios

    visuais) • 5. nauli ::: auto-massagem abdominal • 6. kapalabhati ::: limpeza das vias respiratórias • 7. gajakarani ::: a vomição purificadora

  • OS SHATKARMAS

  • PRANAYAMAS:

    • 1. nadi shodhana • 2. suryabhedana • 3. ujjayi • 4. shitkari • 5. shitali • 6. bhastrika • 7. bhramari • 8. murccha • 9. plavini • 10. kevala kumbhaka

  • • O processo de despertar da Kundalini está exposto no terceiro capítulo, e é acompanhado pela descrição de dez “selos” físico-energéticos chamados de mudras. Este capítulo traz também a explicação de três “contrações” físico- energéticas chamadas bandhas, que consistem na contração da garganta, do ventre e do assoalho pélvico. O capítulo é concluído com uma descrição das técnicas tântricas vajroli e sahajoli.