5 concurso AFRFB

  • View
    245

  • Download
    2

Embed Size (px)

Text of 5 concurso AFRFB

  • 1

    Planejamento, Disciplina, Foco, Determinao. Quatro palavras que no podem faltar a um concurseiro.

    Sumrio Introduo .................................................................................................................................................................. 1

    Incorporao de tcnicas ............................................................................................................................................ 3

    ISS-BH amadurecendo o planejamento ....................................................................................................................... 7

    Frias, MDIC, e o ltimo passo antes da Receita ........................................................................................................ 13

    Receita ps-edital ..................................................................................................................................................... 15

    A primeira etapa ....................................................................................................................................................... 17

    A segunda etapa e ltima etapa ................................................................................................................................ 19

    Anexo 1 Quadro Final de horas por matria ........................................................................................................... 22

    Anexo 2 Bibliografia/Videografia usada .................................................................................................................. 23

    Anexo 5 Outras Planilhas e grficos que usava ....................................................................................................... 26

    Anexo 4 Resultado Final Receita ............................................................................................................................. 30

    Anexo 5 Acessrios que usei .................................................................................................................................. 31

    Anexo 6 Palavras e Dicas Finais .............................................................................................................................. 31

    Introduo

    Resolvi estudar em 2010. Ganhava pouco, trabalhava demais . Mas vou comear minha histria

    um pouco de trs.

    Sou uma pessoa normal, que apesar de ter estudado em boas escolas, nunca fui um dos primeiros. Estudei

    no Colgio Militar de Belo Horizonte, da 5 srie ao 3 ano. Entrei por concurso, at bem classificado, mas ao me

    formar estava em uma das ltimas salas. Tentei vestibular para computao na UFMG e para administrao pblica

    na Fundao Joo Pinheiro. Em ambos os certames no fui nem para a 2 Etapa.

    Fiz cursinho extensivo no primeiro semestre do ano seguinte, mas os botecos, os jogos de trucos e a copa do

    mundo de 2002

    fizeram-me decidir recomear do zero e entrar em um cursinho intensivo no segundo semestre. Era

    a ltima oportunidade que tinha, pois,

    se no passasse,

    meus pais no pagariam

    mais cursos para um filho que no

    se dedicava ao estudo.

    O que essa histria de

    colgio, vestibular, cursinho tem haver com passar em concurso? Tudo! Naquela

    poca no conhecia de planejamento, mas conheci disciplina, foco e determinao, e isso

    eu tive demais! No matei

  • 2

    nenhuma aula do intensivo. Quando fiz dezenove anos, escolhi de aniversrio um superintensivo de reviso por

    exerccios noite em vez de aulas de trnsito da autoescola (tirei carteira mesmo s 7 anos depois hehe). Passei,

    inclusive, meu aniversrio das 7:00 s 23:00 em sala de aula. Enfim, fui aprovado para economia na UFMG segundo

    semestre - (descobri que a achava mais legal que computao) e em administrao pblica na Joo Pinheiro, por fim,

    acabei escolhendo esta que era meu objetivo principal.

    De l at 2010, nada de muito estudo, s o necessrio hehe. Passava mais tempo no cafezinho e nos

    banquinhos da faculdade fumando do que em sala de aula. Estudava nas vsperas de prova. Fui o penltimo aluno

    da sala.

    Formei-me e fui trabalhar com planejamento. Passei a gostar dele e me tornei diretor de uma Secretaria de

    Estado em menos de um ano e meio. Em menos de um ano, outra promoo. Fui coordenar o maior projeto da

    secretaria. Levei o projeto bem, gostava do que fazia, via resultado, sentia que contribua para mudar uma realidade.

    Mas tambm via que havia outras variveis que no podia controlar. Alm disso, minha carreira no estado, na

    poca, tinha como teto menos a metade do inicial das carreiras federais.

    Entreguei o projeto, aps 1 ano e 9 meses, com belssimos resultados, aproveitei a virada de governo,

    quando se mudam muitas coisas e pessoas. Larguei o cargo comissionado que ocupava, pois sem ele minha carga

    horria seria reduzida de 8h para 6 horas. Mudei de secretaria para abandonar um trabalho de que gostava e

    recomear do zero, sem ser referncia em muita coisa. Resolvi estudar. Sabia que eu merecia mais. Meu salrio caiu

    quase 50%. Pacincia... Seria temporrio, como de fato foi.

    Entrei em um cursinho presencial de BH, em uma turma preparatria para o Banco Central. Segunda sexta,

    19:00 s 22:40. Um choque total para quem, alm de trabalhar muito, tinha uma mdia de 4 sadas semanais para os

    agradveis botecos de BH. O cursinho foi, ento, um bom divisor de guas. Paguei caro por ele, abri mo de um

    cargo de que gostava, de salrio, de encontros com os amigos... Voltaram a valer-me a disciplina, o foco e a

    determinao. Poxa, tinha que me empenhar.

    Tive, graas a deus, o apoio incondicional da minha namorada, atual esposa. O apoio da famlia eu fui

    ganhando. Apesar de meus pais sempre me apoiarem a prestar um concurso melhor, no entendiam, no incio, por

    que eu precisava estudava tanto! Mas, com o passar do tempo, comearam a entender melhor e me deram todo o

    apoio.

    No matava nenhuma aula e, nesses quatro meses de curso, tive contato inicial com matrias que nunca

    tinha estudado, ou que tinha visto de maneira superficial na faculdade. Aps esse curso, fiz concurso para o BDMG,

    fui bem, mas fiquei longe das vagas. Para mim, o melhor do cursinho foi a transio de estudo zero para quatro

    horas brutas que descobri que tinha e poderia utiliz-las noite de segunda sexta.

  • 3

    Depois disso, li o texto que direcionou a minha vida: o Manual do Concurseiro do Alexandre Meirelles. Poxa,

    eu, que tinha trabalhado com planejamento, ao ler aquilo, fiquei espantado. Era impossvel estudar, de maneira

    racional, sem ter tcnica. E nisso o Alexandre fera. Segue o link http://migre.me/dyKAM

    Incorporao de tcnicas

    O concurso para o Banco Central no saiu. Resolvi, ento, me preparar pra AFRFB. um dos tops, e seu

    conjunto de matrias abrange muitos outros concursos. Alm disso, um trabalho bem mais tcnico do que eu fazia

    no Estado. Para o BDMG, j tinha comeado a estudar contabilidade com um curso de vdeo aulas do Cludio

    Cardoso. O cara muito bom. Vi s a parte geral antes da prova do BDMG e fechei a prova de contabilidade. Depois

    desse concurso, j animado e impressionado com as tcnicas que tinha aprendido no Manual, iniciei meu ciclo para a

    receita.

    Tinha comprado as videoaulas do BACEN no Canal dos Concursos para manter-me em dia com o que tinha

    visto no cursinho presencial, comprei l tambm o curso de tributrio com o Cludio Borba. Para mim videoaula

    muito bom. No tem interrupo, voc volta quando no entende, v a qualquer hora.

    Para melhorar as disciplinas de exatas, comprei os livros de Raciocnio Lgico, Estatstica e Matemtica

    Financeira do Srgio Carvalho, e para aprofundar-me, adquiri o constitucional e o administrativo da dupla MA/VP.

    Estava, assim, iniciando minha coleo literria, seguindo a bibliografia recomendada pelo Aleph 0 no Frum

    Concurseiros. Arrumei um cronmetro, um porta-livros e uma luminria e comecei a estudar com um novo nimo.

    Tudo isso me ajudou demais.

    O primeiro planejamento que montei se iniciou no dia 26/07/11. A partir da, passei a cronometrar tudo e

    anotar em planilhas. Com videoaulas eu era mais severo, pois se a aula tinha 3 horas, mesmo que eu desse pause

    para anotar ou consultar outras fontes e gastasse 5 horas para assisti-la, apenas 3 horas eram lanadas. No

    encontrei a planilha do meu 1 planejamento, mas coloco abaixo o segundo. Ele terminou no dia 28/09/11, quando

    resolvi tentar a prova do BNDES. A propsito, nesse segundo planejamento, coloquei tudo no google docs.

    praticamente igual ao excel, com a vantagem de ser acessado de qualquer computador. O nico problema inicial

    dele que as frmulas so do excel americano. Mas, trocar o procv pelo vlookup no me foi um problema grave.

  • 4

    MATRIA HORAS NO CICLO 2 SALDO DE HORAS % do tempo

    CONTABILIDADE GERAL 2,5 36,5 18,16%

    PORTUGUS 3,5 33,5 16,67%

    DIREITO ADMINISTRATIVO 3 26, 12,94%

    DIREITO CONSTITUCIONAL 3 23, 11,44%

    MICROECONOMIA 1,5 12,5 6,22%

    RACIOCNIO LGICO 1 11, 5,47%

    MACROECONOMIA 0,5 11, 5,47%

    CONTABILIDADE

    AVANADA3 15, 7,46%

    DIREITO TRIBUTRIO 3 15, 7,46%

    SISTEMA FINANCEIRO

    NACIONAL0,5 5, 2,49%

    ESTATSTICA 1,5 7,5 3,73%

    MATEMTICA FINANCEIRA 1 5, 2,49%

    TOTAL 201

    INCIO: 26/07/2011

    PRXIMOS DOIS

    DIAS CASO NO

    ESTUDE

    DURAO 65 DIAS 67 DIAS

    STATUS HORAS/DIA3 HORAS E

    5MINUTOS

    3 HORAS E

    0MINUTOS

    Histrico de questes

    resolvidas: 336/430

    FIM

    Q