of 4 /4

40 horas semanais sem redução salarial

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Cartilha que mostra a luta das Centrais Sindicais pela redução da jornada de trabalho. Qual é a jornada de trabalho hoje? 44 horas semanais. A última redução do período semanal de trabalho ocorrida no País aconteceu na Constituição de 1988, quando a jornada foi reduzida de 48 para 44 horas. Na prática, a média de duração do trabalho já é inferior às 44 horas previstas na Constituição. E muitas empresas brasileiras já trabalham no regime de 40 horas. E na maioria dos casos essa redução foi negociada entre patrões e empregados. Ou seja, com a participação sindical. Por que a redução é positiva para o País? A redução visa tornar menos exaustiva a jornada, ampliar o tempo para lazer, qualificação e vida social e também gerar empregos. Ela também evitará muitos acidentes de trabalho, ocasionados pelo cansaço. Segundo o DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos - a redução da jornada pode gerar até 2 milhões de novos postos de trabalho em todo País.

Citation preview

Exmo(a). sr(a). deputado(a)

Temos a certeza de que Vossa Excelência, na condição de parlamentar, já conhece a

importância e os benefícios da redução da jornada de trabalho sem redução de salários.

A redução da jornada em apenas quatro horas semanais – das atuais 44 para 40 horas

– proporcionará a brasileiros e brasileiras mais tempo para dedicarem-se a atividades que,

embora fora de seus locais de trabalho, estão diretamente ligadas a suas tarefas cotidianas

e, por isto, ajudarão na melhoria de sua qualidade de vida e de seu desempenho profissional.

Tão importante quanto essa melhoria significativa acima citada está a possibilidade

concreta da geração de novas vagas de trabalho no Brasil a partir da redução da jornada sem

redução de salário.

As Centrais Sindicais, representando mais de 60 milhões de pessoas em suas bases,

vêm, por meio desta, cobrar empenho de cada parlamentar para a aprovação dessa impor-

tante mudança no mercado de trabalho brasileiro.

Lembramos que a matéria é de interesse da maioria do povo brasileiro. Como símbolo

dessa vontade popular, as Centrais Sindicais entregaram ao Congresso, em junho de 2008, 1,5

milhão de assinaturas em apoio à mudança.

É importante destacar também que a última vez em que houve redução da jornada de

trabalho no País foi há 21 anos. Desde então os índices de produtividade e de lucratividade

registram expressivo crescimento, o que fará da redução da jornada sem redução de salários

um novo estímulo à atividade econômica. Com a criação de mais empregos, fortaleceremos o

mercado interno, algo essencial para o nosso desenvolvimento.

A redução dA jornAdA de trAbAlho só trArá benefícios pArA o brAsil

cArtA Aos pArlAmentAres em defesA dA redução dA jornAdA de trAbAlho sem redução de sAlários:

Centrais com Lula pela redução da jornada  Apoio de Sarney,  presidente do Senado A solidariedade do presidente da Câmara

Foto

s D

anie

l Car

doso

Entrega das 1,5 milhão de assinaturas no Congresso Nacional Comissão: apoio suprapartidário

Coleta de assinaturas e apoio popular

Campanha pelas 40 horas está na ruasSindicalistas durante ato em Brasília

Cartazes de apoio nos gabinetes Mobilização de todas as categorias

Direção nacional intensifica luta

Vigília no Congresso NacionalDirigentes das Centrais Sindi-

cais de todas as regiões do País farão, a partir do reinício das ati-vidades parlamentares, em feve-reiro, uma vigília no Congresso Nacional. A intenção é esclarecer e sensibilizar os parlamentares sobre a importância de aprovar a PEC nº 231/95, de autoria dos senadores Inácio Arruda (PCdoB/CE) e Paulo Paim (PT/RS), que tra-ta da redução da jornada.

Há tempos os sindicalistas vêm conversando com os parla-mentares de todos os partidos, realizando panfletagens em Brasília e colando cartazes de apoio à campanha pela redução da jornada nos gabinetes. Em junho de 2008 as Centrais Sin-dicais entregaram 1,5 milhão de assinaturas no Congresso, como símbolo da vontade popular de redução da jornada.

O PDT (Partido Democrático Trabalhista) já fechou questão em prol das 40 horas semanais. Líderes de vários partidos já declararam-se favoráveis à vo-tação no Plenário e à aprovação desta bandeira histórica dos trabalhadores.  

Vale lembrar que a redução da jornada, através de lei, ocor-reu duas vezes no País, em 1934 e 1988, ambas devido à organiza-ção e à pressão dos trabalhadores.

Foto

s D

anie

l Car

doso

www.fsindical.org.brw w w. t w i t t e r. c o m / c e n t r a l s i n d i c a l

Redução só trará benefícios

Unidade das Centrais na luta pelos direitos dos trabalhadores

Luta pelas 40 horas semanais sem redução salarial ganha as ruas por todo o Brasil

Marcha cobrou 40 horas

Unidade fortalecendo a luta

Mobilização na base

Estados estão mobilizados

A redução da jornada de tra-balho de 44 para 40 horas é uma luta histórica. Esta campanha pela redução da jornada está reunindo esforços de todas as Centrais Sindicais, na chamada unidade de ação.

É importante ressaltar que a implementação desta conquista vai precisar de muito empenho e luta do movimento sindical e dos trabalhadores.

Jaél

cio

Sant

ana

Jaél

cio

Sant

ana

Jaél

cio

Sant

ana

Dir

ce P

erei

ra

And

ré N

ojim

a

Rena

n D

amas

cen

A redução dA jornAdA trAráenormes benefícios pArA o brAsil:–

Cria dois milhões de novos postos de trabalho e permite a inclusão social e produtiva de jovens e desempregados

– Melhora a qualidade de vida do trabalhador, que terá mais tempo para a família, para o la-zer e para a qualificação profissional

– Reduz o número de acidentes de trabalho e das doenças profissionais (estresse e lesões por ati-vidade repetitiva)

– Distribui renda, já que os ganhos de produtivi-dade das empresas chegou a 23% entre 2004 e 2008 devido às inovações tecnológicas e orga-nizacionais.

– A redução da jornada contribui para o aumento da produtividade, já que o trabalhador exerce seu ofício mais motivado e com mais atenção

Categorias juntas nas ruasCampanha de esclarecimento

Jaél

cio

Sant

ana

Jaél

cio

Sant

ana