Click here to load reader

001. Prova objetiva - · PDF file concurso público 001. Prova objetiva analista de transportes Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 50 questões objetivas

  • View
    221

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of 001. Prova objetiva - · PDF file concurso público 001. Prova objetiva analista de...

concurso pblico

001. Prova objetiva

analista de transportes

Voc recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 50 questes objetivas.Confiraseusdadosimpressosnacapadestecadernoenafolhaderespostas.Quandoforpermitidoabrirocaderno,verifiqueseestcompletoouseapresenta imperfeies.Casohajaalgumproblema,informeaofiscaldasala.

Leiacuidadosamentetodasasquesteseescolhaarespostaquevocconsideracorreta.Marque,nafolhaderespostas,comcanetadetintapreta,aletracorrespondentealternativaquevocescolheu.Aduraodaprovade3horas,jincludootempoparaopreenchimentodafolhaderespostas.Sserpermitidaasadadefinitivadasalaedoprdioapstranscorridos75%dotempodeduraodaprova.Aosair,vocentregaraofiscalafolhaderespostaseestecaderno,podendolevarapenasorascunhodegabarito,localizadoemsuacarteira,parafuturaconferncia.

Atquevocsaiadoprdio,todasasproibieseorientaescontinuamvlidas.

aguarde a ordem do fiscal Para abrir este caderno de questes.

23.09.2018|tarde

Nomedocandidato

Prdio sala carteiraInscriorG

3 psbc1801/001-AnalistaTransportes-Tarde

conhecimentos gerais

Lngua Portuguesa

Leia o texto para responder s questes de nmeros 01 a 03.

O empresrio Luiz Figueiredo usou 1 150 painis solares para cobrir o lago de sua fazenda e gerar a prpria energia. O consultor Carlos Tabacow instalou 18 placas no teto de sua casa, o que lhe permitiu se livrar da conta de luz. No Rio, uma escola cobriu o telhado com 50 painis e agora produz me-tade da energia que consome. Iniciativas como essas come-aram a se espalhar pelo pas e tm garantido uma escalada dos projetos de microgerao de energia solar no Brasil.

Do ponto de vista climtico, as condies so favorveis, uma vez que a irradiao solar no Brasil ideal para a pro-duo eltrica. Ainda que hoje o mercado de equipamentos para captao de energia solar engatinhe no pas, as condi-es climticas propcias, aliadas ao fato de que no futuro os consumidores estaro cada vez mais aptos a gerar a prpria energia, tm provocado uma corrida das empresas para con-quistar um pedao desse mercado.

(Rene Pereira. Energia solar avana no Brasil e atrai empresas. https://economia.estadao.com.br, 01.07.2018. Adaptado)

01. Assinale a alternativa que apresenta vocbulo em desta-que utilizado em sentido figurado:

(A) O empresrio Luiz Figueiredo usou 1 150 painis so-lares para cobrir o lago de sua fazenda

(B) Carlos Tabacow instalou 18 placas no teto de sua casa

(C) Iniciativas como essas comearam a se espalhar pelo pas

(D) Do ponto de vista climtico, as condies so favorveis

(E) Ainda que hoje o mercado de equipamentos para a captao de energia engatinhe no pas

02. No trecho do 1o pargrafo O consultor Carlos Tabacow instalou 18 placas no teto de sua casa, o que lhe permitiu se livrar da conta de luz, o pronome lhe, em destaque, est corretamente empregado, assim como em:

(A) Um empresrio cobriu o lago com painis solares e lhe transformou em um lago decorativo.

(B) A escola instalou painis solares para produzir ener-gia, usando-lhe para iluminar as salas de aula.

(C) O consumidor gerar a prpria energia, o que lhe dar independncia das companhias eltricas.

(D) O mercado de energia solar cresceu, mas muitos brasileiros ainda no lhe conhecem.

(E) A microgerao de energia solar favorecida pelo clima do pas que recebe muita luz solar e lhe aproveita.

03. A locuo ainda que, em destaque no segundo pargra-fo do texto, usada, no perodo em que se encontra, para estabelecer entre as oraes uma relao de

(A) oposio.

(B) concesso.

(C) explicao.

(D) concluso.

(E) exemplificao.

04. Leia a tira.

(Ado Iturrusgarai. Curso de desenho. https://adaoiturrusgarai.wordpress.com. Adaptado)

Com o intuito de causar humor, o autor da tira se vale principalmente de

(A) uma linguagem tcnica, como aquela encontrada em manuais de desenho.

(B) referncias a bordes humorsticos usados por jovens, como estamos quase l.

(C) vocbulos que possuem mais de um significado e desenhos que os representam.

(D) aluses a elementos que remetem crise econmica vivida no pas.

(E) verbos conjugados incorretamente no imperativo.

05. Quanto ao uso do sinal indicativo de crase, assinale a alternativa que preenche, correta e respectivamente, as lacunas da frase a seguir.

Uma obra de arte nos leva querer discutir sobre questes presentes nela, porque vm tona realidades muitas vezes prximas pessoas.

(A) a as s

(B) as a as

(C) a s a s

(D) as s

(E) a s as

4psbc1801/001-AnalistaTransportes-Tarde

07. Um sinnimo para prescindvel, em destaque no primeiro pargrafo,

(A) dispensvel.

(B) prejudicial.

(C) perigoso.

(D) divertido.

(E) elementar.

08. Com relao ao emprego da vrgula, est em conformida-de com a norma-padro da lngua portuguesa o trecho:

(A) H pesquisas que indicam que, associamos ideias com mais liberdade quando estamos relaxados.

(B) Se colegas de trabalho riem juntos, a produtividade e a criatividade desses funcionrios aumentam.

(C) Vrios pesquisadores dos Estados Unidos e da Inglaterra, tm apontado os benefcios do riso no ambiente de trabalho.

(D) Sophie Scott e John Kounios, ambos, pesquisadores possuem um mesmo objeto de pesquisa: o riso.

(E) muito importante observarmos as pesquisas pois elas, podem trazer benefcios, inclusive no mundo profissional.

09. Assinale a alternativa em que a concordancia est de acordo com a norma-padro da lngua.

(A) Muitas pesquisas vem demonstrando a relao do riso e a produtividade.

(B) A produtividade de funcionrios que riem so com-provadamente maiores.

(C) So necessrias valorizar a desconcentrao entre colegas e a boa convivncia.

(D) Ter um crebro relaxado importante para desenvol-ver uma mente criativa.

(E) A taxa de resoluo dos testes crescem se o testado ri ou gargalha antes do experimento.

10. Assinale a alternativa em que a primeira parte da frase expressa, em relao segunda, noo temporal.

(A) E se rir com os colegas / for algo que favorea a co-laborao da equipe?

(B) Muitos mamferos manifestam reaes semelhantes ao riso, / mas podem ser interrompidos por causa de certos estados emocionais.

(C) Isso importante, / pois h pesquisas indicando que um crebro relaxado associa livremente as ideias com mais facilidade.

(D) Quando nossos crebros esto relaxados, / con-seguimos associar livremente as ideias com mais facilidade.

(E) Uma breve gargalhada / aumentava em 20% a taxa de resoluo dos testes.

Leia o texto para responder s questes de nmeros 06 a 10.

Muita gente acha que rir no escritrio pode dar a impres-so de que est faltando servio. Discusses que at pouco tempo eram presenciais, realizadas na mesa de um colega, acontecem cada vez mais por e-mail ou programas de tro-ca de mensagens instantaneas. Nesse cenrio, o bate-papo pode, muitas vezes, parecer prescindvel. Contudo, e se, em vez de sinalizar ociosidade, rir com os colegas for algo que favorea a colaborao da equipe e estimule a inovao? Depois de anos sem dar muita ateno ao riso, os cientistas esto comeando a chegar a essa concluso.

Nas ltimas duas dcadas, muitos estudos sobre o tema foram conduzidos pelo neurocientista Robert Provine, profes-sor de psicologia na Universidade de Maryland, em Baltimo-re, nos Estados Unidos.

Uma de suas pesquisas mostrou que, no ambiente de trabalho, o riso desencadeado principalmente por conver-sas triviais a partir de comentrios como vamos dar um jeito nisso, acho que j terminei ou pronto, aqui est. Quem no se lembra de situaes no trabalho em que um simples bate-papo tenha acabado em risada? No so piadas, mas momentos de conexo com os colegas.

O riso um sinal subconsciente de que estamos em um estado de relaxamento e segurana, afirma a professora Sophie Scott, da University College London (UCL), no Reino Unido. Por exemplo, muitos mamferos manifestam reaes semelhantes ao riso, mas podem ser interrompidos por cau-sa de certos estados emocionais. Em outras palavras, se os membros de uma equipe esto rindo juntos, isso significa que eles baixaram a guarda. Isso importante, pois h pesqui-sas indicando que, quando nossos crebros esto relaxados, conseguimos associar livremente as ideias com mais facilida-de, o que pode potencializar a criatividade.

Os cientistas John Kounios, da Universidade Drexel, na Pensilvania, e Mark Beeman, da Universidade Northwestern, em Illinois, fizeram um experimento para ver se o riso ajudava um grupo a resolver complicados testes de lgica. O estudo mostrou que uma breve gargalhada aumentava em 20% a taxa de resoluo dos testes. Segundo Kounios e Beeman, a aparente falta de concentrao relacionada ao riso permite mente manipular e conectar conceitos de uma forma que a concentrao estrita no conseguiria.

(Bruce Daisley. Como o riso ajuda a melhorar o desempenho no trabalho. www.bbc.com, 27.06.2018. Adaptado)

06. De acordo com o texto,(A) a cincia tem comprovado que muitas risadas no

ambiente de trabalho so reflexo da ociosidade pro-vocada pela ausncia de tarefas profissionais.

(B) pesquisas apontam que a criatividade favoreci-da por profissionais que esto relaxados, e isso provocado por um ambiente de trabalho mais descontrado.

(C) o aumento do contato virtual entre colegas de tra-balho tem permitido que os funcionrios se tornem mais produtivos, porque conversam menos.

(D) pesquisadores estudam o riso h quase um sculo, mas s agora concluram que ele pode estar relacio-nado satisfao de se trabalhar fazendo o que se gosta.

(E) entre os mamferos,

Search related