Click here to load reader

Futurismo para moda

  • View
    883

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Futurismo para moda

Apresentao do PowerPoint

FUTURISMOAmanda BragaEmelayne PrataMagda Coelho

ASPECTOS GERAIS O futurismo um movimento artstico e literrio surgido oficialmente em 20 de fevereiro de 1909, com a publicao do Manifesto Futurista, do poeta italiano Filippo Marinetti, no jornal francs Le Figaro.

Os adeptos do movimento rejeitavam o moralismo e o passado, e suas obras baseavam-se fortemente na velocidade e nos desenvolvimentos tecnolgicos do final do sculo XIX.

Os primeiros futuristas europeus tambm exaltavam a guerra e a violncia. O Futurismo desenvolveu-se em todas as artes e influenciou diversos artistas que depois fundaram outros movimentos modernistas.

(...) Valorizao do desenvolvimento industrial e tecnolgico.

ASPECTOS GERAIS

Surge entre o Simbolismo e a 1 Guerra Mundial.

Repercutiu principalmente na Frana e na Itlia, onde vrios artistas, entre eles Marinetti, se identificaram com o fascismo.

O futurismo enfraqueceu aps a Primeira Guerra Mundial, mas seu esprito rumoroso e inquieto refletiu no dadasmo, no concretismo, na tipografia moderna e no design grfico ps-moderno.

Pintura

A pintura futurista foi explicitada pelocubismoe pelaabstrao, mas o uso de cores vivas estridentes e violetas e contrastes para dar a ideia de dinamismo. E a sobreposio das imagens pretendia dar a ideia de dinmica, deformao e no-materializao por que passam os objetos e o espao quando ocorre a ao.

A pintura futurista tinha como outras caractersticas gerais: Propaganda como principal forma de comunicao, pinturas com uso de cores vivas e contrastes sobreposio e imagens .

Escultura

Escultura, em Bronze, de Umberto Boccioni, 1913, Museu de Arte Moderna, Nova Iorque.Na escultura os futuristas fazem trabalhos experimentais com vidro e papel e seu expoente o pintor e escultor italiano Umberto Boccioni. Sua escultura Formas nicas na Continuidades do Espao (1913).

Interseo de inmeros volumes distorcidos- uma das obras emblemticas do Futurismo. Nela se capta a ideia de movimento e de fora.

Principais autores

O grupo futurista Italiano em Paris. Da esquerda para a direita: Carr, Russolo, Marinetti, Boccioni e Severini.

7

AUTORES Marinetti (Poeta) Livro Zang Tumb Tumb

A proposta tipogrfica de Marinetti, pregando a palavra em liberdade era uma completa desconstruo dos conceitos grficos da poca, na medida em que rompia com a linearidade, as simetrias e todas as formas convencionais das artes tipogrficas vigentes. Uma arte verbal revolucionria.

Radicou-se definitivamente na Itlia e glorificou a I Guerra Mundial, como o mais belo poema futurista, alistou-se no exrcito italiano, defendeu a interveno italiana naquela guerra e ingressou no Partido Fascista (1919).

Queremos glorificar a guerra - nica higiene do mundo -, o militarismo, o patriotismo, o gesto destruidor dos libertrios, as belas ideias pelas quais se morre, e o desprezo da mulher. Marinetti, Filippo.

AUTORES Carlo Carr (1881-1966)

Em 1917 Carr conheceuDe Chiricoe passou a adotar suas imagens de manequins colocados em espaos claustrofbicos. Anteriormente, o trabalho de Carr havia passado por uma fase futurista tendo sido ele um dos signatrios do Manifesto Futurista de 1910. Na ocasio Carr descobriu o nascenteCubismonas vanguardas francesas e sua pintura, nesta fase de sua obra, tornou-se produto da sntese doCubismocom os preceitos doFuturismo.

Obras de Carr

Funerais do Anarquista Galli,1911. Cavalo Vermelho,1913

Obras de Carr

Demonstrao Intervencionista, 1914Retrato de Marinetti

AUTORESUmberto Boccioni, pintor e escultor (1882 -1916)

Umberto Boccioni(Reggio di Calabria,19 de Outubrode1882-Verona,17 de Agostode1916) foi umpintoreescultoritaliano, domovimento futurista. talvez o mais clebre futuristaitaliano.

No entanto, para ele, a grande arte renascentista tornar-se- alvo preferencial dos ataques futuristas contra o "passadismo.Essa recusa da antiga arte no ser, evidentemente, isenta de ambivalncias. exemplar o caso de Michelangelo, sobre o qual Boccioni escreve emLa pittura futurista(1911) Na opinio de Umberto Boccioni, o objetivo do artista moderno deveria ser, segundo os redatores do manifesto, libertar-se dos modelos e das tradies figurativas do passado para voltar-se resolutamente ao mundo contemporneo, dinmico, vivaz, em contnua evoluo.

Obras de Boccioni

Auto Retrato de Boccioni

A rua entra na casa, 1911

Obras de Boccioni

Elasticidade,1912. Dinamismo de um ciclista,1913

Obras de Boccioni

A caa dos laneiros,1915.

Estado de nimo II: Os Adeus

AUTORESGiacomo Balla (1871-1958)

O pintor italiano durante a sua obra tentou endeusar os novos avanos cientficos e tcnicos por meio de representaes totalmente desnaturalizadas, sem chegar a uma total abstraco.

Mostrou grande preocupao com o dinamismo das formas, com a situao da luz e a integrao do espectro cromtico. A sua formao acadmica restringiu-se a um curso nocturno de desenho, de dois meses de durao, na Academia Albertina de Turim, sua cidade natal.

Apresentou em 1912 seu primeiro quadro futurista intitulado Co na Coleira ou Co Atrelado.Dissolvido o movimento, Balla retornou s suas pinturas realistas e voltou-se para a escultura e a cenografia.

Obras de Balla

Um co na coleira, 1912.

Obras de Balla

Girl Running on a Balcony, 1912

Nmeros em Amor, 1923

AUTORESLuigi Russolo (1885-1947)foi umpintorecompositor italiano

Acreditava que a vida contempornea era demasiado ruidosa e que os rudos deveriam ser utilizados para msica.

Ele considerado o primeiro terico da msica eletrnica. Russolo inventou e construiu instrumentos incluindo intonarumori ("intoners" ou "rudo de mquinas"), para criar "rudos" de desempenho. Infelizmente, nenhum de seus originais intonarumori sobreviveu a Segunda Guerra Mundial.Para os futuristas era muito mais divertido e entusiasmante ouvir combinaes de rudos como os dos carros, dos carris, das mquinas, das multides, dos motores a trabalhar. Por esse motivo, Russolo inventa novos instrumentos por ele denominados intonarumori com o intuito de transpor os rudos do quotidiano para a msica.

Dinamismo de um automvel, 1912/1913.

AutoresGino Severini (1983-1966)

Pintor, artista grfico e escultor italiano

Ao contrrio dos seus colegas, estava mais interessado no retrato dos corpos humanos em movimento do que na dinmica dos mquinas. As suas cenas de cabaret e os retratos de bailarinos. Trabalhos como Blue Dancer (1912) revela os princpios tpicos do Futurismo e o seu Auto retrato (1912-13) mostra que a tcnica cubista se tornara o veculo de um novo estilo futurista.

Analisou a luz, o movimento e acontecimentos, que acontecendo um aps o outro esto ligados pela memria.

Obras de Severini

Bailarina Azul,1912

Cannons in Action, 1915.

Musica Futurista

Os futuristas introduziram os rudos em suas composies, postas para acabar com as limitaes aos timbres e rudos, para Russolo a msica tinha alcanado uma complexidade to grande que ele conclui que a incorporao do rudo como parte da lngua musical.

Literatura Futurista Na literatura, as principais manifestaes ocorreram na poesia italiana, que se dedicava s causas politicas. A linguagem espontnea e as frases so fragmentadas para exprimir a ideia de velocidade.

Uso de onomatopeias ( palavras com sonoridade que imitam rudos, vozes, sons de objetos) nas poesias.

Frases fragmentadas.

Propagandas por meio de manifestos.

AUTORES Maiokovski (Poeta) O poeta da Revoluo",

Foi um poeta, dramaturgo e terico russo, frequentemente citado como um dos maiores poetas do sculo XX, ao lado de Ezra Pound e T.S. Eliot, bem como "o maior poeta do futurismo

Sua obra, profundamente revolucionria na forma e nas idias que defendeu, apresenta-se coerente, original, veemente, una. A linguagem que emprega a do dia a dia, sem nenhuma considerao pela diviso em temas e vocbulos poticos e no-poticos, a par de uma constante elaborao, que vai desde a inveno vocabular at o inusitado arrojo das rimas.

Futurismo no BrasilSemana de Arte moderna de 1922: desprezo o passado para criar um futuro e no copia e venerao pela originalidade. Na dcada de 1920-1930 houve alguma repercusso da esttica futurista no Brasil, enquanto aqui acontecia o movimento modernista. As perplexidades e as confuses levaram mesmo a serem classificados como futuristas alguns artistas modernistas, como os participantes da Semana de Arte Moderna em 1922, ttulo que depois foi veemente rejeitado pelos prprios artistas. o futurismo teve grande influncia na produo artstica de artistas ligados ao movimento modernista. Anita Malfatti e Oswald de Andrade entraram em contato com Marinetti e seu Manifesto Futurista. Muitas ideias e conceitos futuristas foram incorporados s obras destes modernistas brasileiros. Pode-se observar estas influncias na Semana de Arte Moderna de 1922.

NA MODA Nesse mesmo momento a Moda tinha como expoente a estilista Madeleine Vionnet. Madeleine tinha como referncia criativa a arte e esttica grego-romana e no se aproximou das influncias do movimento futurista.

a tecnologia estava mais ligada ao dinamismo do que esttica e a aparncia de um mundo futuro. Para que houvesse importncia para a moda, a tendncia futurista teria que se aproximar mais do cotidiano da populao. Foi o que aconteceu por volta dos anos 60.

NA MODAA ideia principal da moda futurista era criar roupas tal como seriam no futuro. As formas geomtricas, linha pura, minimalis