Apresentação faef

  • View
    360

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Mini Curso ministrado no XIV SIMPÓSIO DE CIÊNCIAS APLICADAS DA FAEF

Text of Apresentação faef

  • 1. Desenvolvimento em PHP
    Prof. Lucas Simes Maistro
    lucassimoesmaistro@bol.com.br
    http://www.twitter.com/lucas_simoes
    http://blogdopiruca.wordpress.com/

2. Apresentao
Prof. Lucas Simes Maistro
Especialista em Sistemas para Internet
Bacharel em Administrao de Empresas com Habilitao em Anlise de Sistemas
Engenheiro de Software da Critical Software do Brasil
11 anos de experincia em desenvolvimento de software
3. Tendncias do Mercado
Sistemas Web
Mobilidade
Saas
Computao em Nuvem (Cloud Computing)
4. O que PHP?
O PHP , assim como Java e .NET, uma linguagem de programao e uma plataforma global.
Como linguagem de programao, PHP tem uma sintaxe bastante parecida com C, Shell, Perle Java.
Com PHP possvel desenvolver:
Aplicaes Web dinmicas (websites, intranets, extranets, etc);
Aplicaes desktop (PHP-GTK e PHP4Delphi);
Rich Clients (PHP-XUL);
Web Services (SOAP, XML-RPC, REST);
Scripts de linha de comando;
Tarefas de segundo plano.
5. O que PHP?
Cerca de 1000 engenheiros desenvolvem o PHP.
O PHP Software Livre, distribudo sob uma licena na qual os usurios no so obrigados a publicar seu cdigo.
A portabilidade uma das maiores vantagens do PHP, possibilitando sua instalao em vrios Sistemas Operacionais como: Windows, Linux, Unix, IBM iSeries, SGI IRIX, RISC OS, Netware Novell, Mac OS X e AmigaOS
Utilizado com:
Um servidor Web: Apache ou Microsoft IIS;
Um SGDB (banco de dados): MySQL, PostgreSQL, Oracle, SQL Server, etc.
A maioria das plataformas utilizam Linux, Apache e MySQL.
6. Por que usar PHP?
7. Simplicidade
O PHP uma linguagem com um modelo de desenvolvimento muito simples.
O objetivo inicial do PHP era tornar possvel um desenvolvimento rpido sem um treinamento preliminar.
Esse objetivo foi alcanado, fazendo com que a maioria das empresas de hospedagem ofeream PHP nos seus servidores.
8. Adaptabilidade
O PHP usa duas sintaxes: procedura e orientada a objetos.
Procedural:
utilizada por webmasters que trabalham na interface com o usurio.
Orientada a Objetos:
propositalmente similar ao Java e C#, com o objetivo de reduzir os custos com treinamento e encorajar a migrao para o PHP.
9. Interoperabilidade
Diversas ferramentas suportam a linguagem PHP, por exemplo, Visual Studio (utilizando o framework .Net) e Delphi;
Acesso a qualquer banco de dados relacional;
XML
Web Services
10. Dephi for PHP e RadPHP XE
11. Visual Studio 2010
12. Portabilidade
Disponvel para a maioria dos sistemas operacionais, o PHP funciona da mesma maneira que a Maquina Virtual do Java (JVM).
Aps desenvolver a aplicao, ela ir funcionar imediatamente, sem a necessidade de recompilar, independente de qual sistema operacional est sendo utilizado.
13. Uma das linguagens mais utilizadas
Fonte: http://www.tiobe.com
14. Alta Demanda por Profissionais
15. Esquema de Funcionamento
16. Primeiro Script
17. Detalhamento do Script
No exemplo, criada uma varivel chamada $texto e atribudo o valor Primeiro Script, que posteriormente ser exibido pelo browser.
Toda varivel em PHP iniciada por $.
No h necessidade de declarar o tipo de varivel.
Quando a pgina carregada, o script PHP interpretado pelo Apache e substitudo pelo resultadogerado puramente em Html.
Isso pode ser verificado a partir do browser no menu:
Exibir / Cdigo fonte
18. Utilizando Formulrios em HTML
19. Detalhamento do Script
empty retorna se a varivel passada no parmetro vale null ou .
null indica varivel no declarada e indica que varivel tem valor vazio.
$_REQUEST retorna o valor contido num campo do formulrio.
necessrio que a propriedade NAME do INPUT do formulrio HMTL tenha o mesmo nome do parmetro usado em $_REQUEST.
$_REQUEST requisita valores enviados pelos mtodos GET e POST.
Para especificar apenas um dos mtodos, utilize $_GET e $_POST.
A instruo if usada para garantir que nada seja apresentado quando a pgina for carregada pela primeira vez.
possvel atribuir o valor do INPUT direto para uma varivel do PHP.
preciso configurar register_globals = On no arquivo PHP.INI ereiniciar o servidor Apache.
20. If..else // while // for
if..else
while
for
21. Incluso de outros Scripts
22. Uso de Vetor (array)
23. Sesso
24. Curiosidade - ZIP
No site do PHPClasses possvel encontrar classes com funcionalidades incrveis
25. Curiosidade - ZIP
Index.php
compactar.php
26. Curiosidade - Thumbnails
Thumbnails so as verses reduzidas das imagens
No prprio google possvel encontrar diversas classese rotinas em PHP que criam esse efeito
27. Conectando BD
Em programao web deve-se pensar em:
Conectar ao banco de dados o mais tardar possvel
Desconectar o quanto antes.
28. Programao Orientada a Objetos no PHP
Projetos profissionais exigem alto nvel de reusabilidade
A melhor maneira de alcanar esse objetivo trabalhar orientado objetos
O PHP no poderia ficar fora dessa
29. Conceitos da Orientao a Objetos
A orientao a objetos (OO), tambm conhecida como Programao Orientada a Objetos (POO) ou ainda em ingls Object-Oriented Programming (OOP) um paradigma de anlise, projeto e programao de sistemas de software baseado na composio e interao entre diversas unidades de software chamadas de objetos.
30. Conceitos da Orientao a Objetos
Classe
Objeto
Atributos
Mtodos
Sobrecarga
Herana
Associao
Encapsulamento
Abstrao
Polimorfismo
31. Classe
Uma classe define o objeto com comportamento, atravs de mtodos, e quais estados ele capaz de manter, atravs de atributos.
Exemplo de classe: Os seres humanos.
32. Objeto
Objeto uma instncia de uma classe. Um objeto capaz de armazenar estados atravs de seus atributos e reagir a mensagens enviadas a ele, assim como se relacionar e enviar mensagens a outros objetos.
Exemplo de objetos da classe Humanos: Joo, Jos, Maria.
33. Atributos
So dados ou informaes do objeto, basicamente a estrutura de dados que vai representar a classe. Exemplos:

  • Funcionrio: nome, endereo, telefone, CPF;

34. Carro: nome, marca, ano, cor; 35. Livro: autor, editora, ano.